21 Dicas de Marketing de Conteúdo que Irão Impulsionar Seu Tráfego de Busca

foguete

Consistência na implementação das melhores práticas é o bilhete para o sucesso a longo prazo em marketing de conteúdo.

A demanda por conteúdo é enorme. Uma estatística recente fornecida pela DemandGen 2015, relatório de pesquisa de marketing de conteúdo, revelou que 75% dos compradores B2B confiam no conteúdo como um meio de pesquisa quando eles estão estudando para fazer uma decisão de compra.

Se você estiver querendo atrair mais tráfego de busca e construir um negócio online lucrativo, você pode ter que reconsiderar seriamente sua estratégia de conteúdo.

image51

Aprender com os sucessos e fracassos dos outros pode ajudá-lo a gerar tráfego de pesquisa e leads. É assim que aprendemos o que são as “melhores práticas”. Isso é exatamente o que este artigo detalhado irá te mostrar. Eu vou revelar 21 dicas de marketing de conteúdo para ajudá-lo a diminuir os erros e alcançar seus clientes ideais.

Vamos lá: 

Você está lutando e gastando muito com o seu marketing de conteúdo? Confira essas 21 dicas de marketing de conteúdo que vão disparar o seu tráfego de busca.

Dicas de Marketing de Conteúdo #1. Construir Landing Pages Direcionadas

Meu tráfego de busca quase triplicou quando eu criei guias avançados para SEO e vários outros tópicos de marketing digital. Cada um desses guias avançados tem a sua própria landing page separada, otimizadas para palavras-chave aplicáveis.

image79

Nuffield Health gerou 60% mais receita ao otimizar suas landing pages para as palavras corretas. Eles sempre procuraram saber mais sobre o seu mercado e clientes e, então, integram suas novas descobertas na criação de conteúdo.

image67

Ou, dê uma olhada no Copyblogger Media. O Copyblogger tem dezenas de landing pages, cada uma destinada a uma palavra-chave que o público-alvo é apaixonado. Isso é uma lição para você: ao criar mais landing pages, pense estrategicamente sobre as palavras-chave e construa o seu conteúdo em torno das palavras certas.

image16

A maneira mais fácil para começar a criar landing pages de alta qualidade é utilizando templates. Há muitos que você pode escolher, mas eu gosto da Unbounce e Instapage, nenhum dos dois são gratuitos.

image00

Dicas de Marketing de Conteúdo #2. Segmente seu Público-Alvo

Profissionais de marketing de conteúdo inteligentes sabem que precisam segmentar seu público com base na necessidade do produto. A segmentação é crucial por uma razão simples: alguns dos seus leitores do blog não são potenciais clientes, mas outros são.

image74

Simplificando, o seu conteúdo não pode atender a todos, porque eles estão em diferentes fases do ciclo de compra. Então, por exemplo, o conteúdo projetado para criar consciência com novos clientes é desperdiçado para os clientes leais.

Você também pode segmentar os clientes com base em suas personas. Lembre-se, uma buyer persona é um perfil detalhado de um segmento de seu público. Ele permite que você desenvolva o conteúdo que fala com cada segmento de forma mais eficaz.

image21

Segmentar seu público-alvo no seu blog ou site é difícil. Em vez disso, use sua ferramenta de e-mail marketing.

Na verdade, segmentação de lista de e-mail é uma necessidade, se você quiser obter o máximo de sua lista. De acordo com Emarketer, 39% dos profisisonais de e-mail marketing que segmentam suas listas de e-mail veem melhores taxas de abertura. E, 28% relatam uma melhor capacidade de entrega dos e-mails e aumento das receitas.

Veja também: Como usar segmentação de e-mails para aumentar sua taxa de conversão

Dicas de Marketing de Conteúdo #3. Conheça o Seu Público e Dê o Que Eles Querem

Antes que você possa criar conteúdo bem-sucedido e envolvente, você tem que conhecer o seu público muito bem. Uma técnica que deve ser empregada a este respeito é a pesquisa de palavras-chave, que visa descobrir o que seus clientes ideais estão procurando.

image66

Comece por obter uma melhor ideia da demanda existente para o seu tema por meio do Google Trends. Basta digitar a sua principal palavra-chave na caixa de pesquisa para saber quantas buscas ela recebeu dentro de um período de tempo.

image40

Por exemplo, aqui está o gráfico de tendências mostrando a popularidade da palavra-chave “consultoria de negócios online“:

image53

Lembre-se, quanto mais você sabe sobre seus leitores, mais precisamente você pode direcionar o seu conteúdo para eles, e mais eficaz ele será.

Dicas de Marketing de Conteúdo #4. Concentre-se em Fatos e Pense Taticamente

Às vezes, você precisa verificar pessoalmente resultados ou dados por meio das suas próprias experiências. O que era verdade há cinco anos – ou mesmo no ano passado – pode não se aplicar mais.

Assim, em vez de aceitar tudo o que lê em outros sites e blogs, adquira o hábito de pensar taticamente e criticamente.

Os resultados são relativos. Você pode testar e obter um resultado diferente – algo que acontece 98% das vezes. Através da observação, brainstorming e testes você pode vir até com um novo conceito que outros possam aprender. É assim que você se tornar um especialista.

Brian Dean aplicou o mesmo conceito para o seu negócio e desenvolveu a popular estratégia de “atualização de conteúdo” (pelo menos, eu ouvi pela primeira vez por ele). Agora, muitos profissionais de marketing estão a usando para criar facilmente as suas listas de e-mail.

Dicas de Marketing de Conteúdo #5. Adapte o Conteúdo para a Geração do Milênio

geração do milênio ou geração Y, é um segmento especial da raça humana. Um relatório do Conselho de Assessores Econômicos da Casa Branca de 2014 revelou que, como um grupo, essa geração valoriza a comunidade, família e criatividade no trabalho. Eles também são a maior e mais diversificada geração dos EUA.

Quase certamente, a geração do milênio constitui uma grande parte do seu público-alvo. Seu conteúdo deve falar com suas necessidades e valores.

Conteúdo adaptável é o caminho a ser seguido. Conteúdo adaptável é simplesmente o conteúdo que suporta interações significativas em diferentes plataformas. Pense nisso como a água – onde você a despeje, ela toma a forma desse recipiente.

image01

Em outras palavras, os leitores devem ser capazes de acessar seu conteúdo em um computador desktop, em seguida, continuar de onde pararam usando seu smartphone ou completar as suas compras através do seu aplicativo móvel, com absolutamente nenhum aborrecimento no processo.

Embora este conceito seja relativamente novo, está ganhando terreno na indústria de comércio eletrônico. De acordo com Luxury Daily, 48% dos compradores disseram que gostariam de fazer compras com os seus smartphones enquanto estiverem nas lojas.

Dicas de Marketing de Conteúdo #6. O Crescimento do Modelo de Conteúdo Ouriço

Um ouriço é um pequeno mamífero que tem um corpo arredondado com espinhas duras e um pequeno focinho pontudo. Então, o que um pequeno mamífero tem a ver com a criação e marketing de conteúdo?

image46

Bem, isso simplesmente significa que você deve começar a partir de onde você está, e então escalar daí. Por que se preocupar com o fato do seu blog não gerar 1.000 visitas mensais ainda? Em vez disso, comece pequeno. Crie e consistentemente use uma estratégia de conteúdo que irá ajudá-lo a alcançar seus objetivos.

image34

Em vez da obsessão por alcançar 1.000 visitantes mensais, foque em 100 a cada mês. Apenas certifique-se que seu objetivo é realista e mensurável.

Se você é capaz de atingir essa meta menor, o objetivo do modelo ouriço é tratá-los maravilhosamente bem com conteúdo útil e de alta qualidade que eles vão compartilhar com seus amigos.

Aplique a mesma técnica para sua lista de e-mail. Concentre-se em 3 a 5 assinantes a cada dia, em vez de seus primeiros 100 assinantes. Até o final do mês, você terá 90 – 150 assinantes de e-mail.

Dicas de Marketing de Conteúdo #7. Faça Testes A/B Consistentemente

Você está fazendo consistentemente testes A/B? Um estudo da AdPushUp demonstrou que as taxas de conversão variam normalmente de 1% a 3%. Um teste A/B te ajuda a converter mais. E, mesmo um único ponto percentual adicional em sua taxa de conversão pode ser significativo.

image39

A execução de testes A/B é crucial se você quer saber ao certo quais títulos, calls-to-action e tipos de conteúdo funcionam melhor para os seus leitores. Depois de saber quais estratégias funcionam melhor para você, seu trabalho se torna muito mais eficaz.

Você pode fazer testes A/B de praticamente qualquer coisa. Desde que você esteja preocupado com o tráfego de busca, no entanto, você deve se concentrar nos elementos que impactam o desempenho das buscas, como títulos, a velocidade do site, imagens, landing pages, CTA e assim por diante.

De acordo com Bryan Eisenberg,

A maioria dos sites não têm um problema de tráfego, mas sim um problema de conversão.

Um teste A/B pode enviar os compradores mais segmentados para suas páginas de produtos também. Por exemplo, Lyyti.com, uma empresa de software de gerenciamento de eventos online, executou um teste em suas páginas de produtos. Eles montaram uma variação da página do produto e testaram contra a original.

image44

No final do teste, a página de variação teve um melhor desempenho. Ela mostrou claramente os recursos oferecidos em cada plano, enquanto o projeto original não era claro o suficiente. Implementar os resultados deste teste, aumentou as visitas à sua página de inscrição para o “Free Trial” em 93,71%.

image31

Também está na hora de olhar para o teste móvel. De acordo com o Digital Buzz Blog, 91% das pessoas no mundo inteiro têm um telefone celular, e 72% dos proprietários de tablets compram produtos pelo tablet a cada semana.

Claramente, você não pode dar ao luxo de executar testes A/B exclusivamente em usuários de desktop. Se você está experimentando testes móveis, olhe para qualquer comportamento chave do usuário, especialmente os comportamentos relacionados com conversões, tais como assinatura de e-mail e preferências da landing page.

SSUCv3H4sIAAAAAAAEAI1STUvDQBC9F/ofhj1Xq3jzptAKglD0WDxMNmM6dLNbdjYRKf3vTrKNriDiLe9jXpg3e5zPAEyFwtbcwnFAitm5TlLExMErfb0481RzCpHRKXk1cKdRMZIwdUIyRJwpi4ka9WbyPD/9Z5sxTMIo6oRK5r4T9iSyXLNHb8ksCo901eB5YrHkHHoKnZhJPy3+iP058v/M/PE6NYANefsx7lnsH8kR5v232Wr274liWzbSc02hwNjVHIpy+mDRDQM3RbLVO4S2cDURDzu2kXuK37QKNYkdGHN3UUEiSewbEAog2B4cgQ3tASNL8BBJCKPdAdvgRU0JlHd6sRp6snpiKF/AJaz07lhpyGrzAuhreCZfk7o8PG4e4C3EVlv+KnXqfIxftr83b8J+eFoZ5jLns9MnoFZxFpACAAA=

Dicas de Marketing de Conteúdo #8. Aprender com Módulos de Treinamento do Tema

Marketing de conteúdo é muito mais fácil nos dias de hoje, considerando todas as estatísticas, dados e conteúdos que podem ser acessados gratuitamente.

De acordo com a Shift Learning, a aprendizagem online tem crescido significativamente. Em 1995, apenas 4% das empresas dos EUA estavam usando aprendizagem online. Em 2011, esse número foi de 77%.

image09

As pessoas visitam sites de treinamento online, em parte porque eles são eficazes. E-learning comprovadamente aumenta a retenção de conhecimento de 25% para 60%.

Esta é uma boa notícia para os profissionais de marketing de conteúdo, porque com plataformas de aprendizagem online como Udemy, Lynda e outros por aí, você pode se beneficiar de todo o conteúdo útil desses cursos e módulos.

Essencialmente, você pode escolher os cérebros de especialistas em diferentes mercados para criar conteúdo de alto nível para o seu público-alvo.

Agora, não há mais nenhuma necessidade de desperdiçar toneladas de tempo pesquisando o tema, porque alguém com uma melhor formação, recursos e tempo fez tudo isso para você.

Então, digamos que você deseja criar um artigo detalhado sobre link building. Veja como você pesquisa seu tema usando Udemy:

Passo #1: Vá para Udemy.com. Escreva sua principal palavra-chave (por exemplo, SEO link building) na caixa de pesquisa. Aperte o botão Enter no teclado.

image49

Passo #2: Analise os cursos. A partir dos primeiros resultados, escolha um que se adapte a sua palavra-chave, em seguida, clique sobre ele para ver os módulos.

image64

Passo #3: Extraia ideias do módulo. Você pode encontrar o módulo para determinado tema quando se desloca para baixo.

image57

Nota: A maioria dos cursos na Udemy normalmente vão custar entre US$ 15 – US$ 199, embora existam cursos gratuitos disponíveis. Se você tiver o orçamento para ele, você pode comprar o curso. Aqui, no entanto, estamos apenas procurando maneiras de obter ideias para organizar e delinear o seu artigo a partir dos títulos do módulo, por isso não há necessidade de se inscrever para o curso em si.

A partir do módulo destacado acima, eu posso criar 5 títulos únicos e de alta conversão para o meu próximo post.

O módulo é intitulado: Links geradores de tráfego e onde obter [eles]

Estas são as idéias de títulos novos:

13 Links Geradores de Tráfego e Onde Obtê-los

Como Construir Links Geradores de Tráfego que o Google irá Amar

Links Geradores de Tráfego: Onde Colocá-los e Melhorar o Tráfego de Busca

Como Obter Links de Sites de Autoridade que Geram Tráfego

A Melhor Maneira de Desenvolver uma Estratégia de Link Building Geradora de Tráfego

Gastando apenas 10 a 20 minutos por semana estudando os módulos dos cursos no Udemy não só irá te dar muitas ideias sobre o que escrever, mas também irá expandir suas habilidades analíticas e te dar uma compreensão mais completa do seu mercado e seu público-alvo.

Dicas de Marketing de Conteúdo #9. Crie Conteúdo com Base em Seus Valores

Você chegou onde você está hoje por causa dos seus valores. Na verdade, os valores fundamentais são a base de todos os seres humanos – e de cada empresa (ou organização).

Valores fundamentais pessoais orientam o comportamento e as escolhas de um indivíduo. O mesmo é verdadeiro para os valores da sua empresa.

Por exemplo, se você acredita que seu público-alvo deve se beneficiar das informações que você compartilha com eles, então você vai pesquisar extensivamente e criar o melhor conteúdo que for possível para eles, se você está agindo de forma consistente com os seus valores.

image42

Separe um tempo para articular seus valores, por escrito, como o Google e o Buffer fizeram. O Google acredita em colocar os usuários em primeiro lugar. Buffer acredita em mostrar gratidão, o que ajuda a tornar a sua ferramenta de gerenciamento de mídia social tão valiosa para os profissionais de marketing de conteúdo.

image17

Não existe uma regra única para a definição de seus valores fundamentais. Apenas certifique-se que cada valor provém de suas crenças profundamente enraizadas.

Quando você começar a escrever o conteúdo com base no que você realmente acredita, você vai ser capaz de preencher a lacuna entre a sua mensagem e as expectativas dos seus leitores.

Contar histórias ajuda a preencher essa lacuna. Mas, por experiência pessoal, posso te dizer que é muito mais fácil contar histórias com base no que eu sei e acredito, em vez do que alguém diz ou acredita.

Veja também: 10 Passos para o Desenvolvimento de Valores Fundamentais da sua Empresa

Dicas de Marketing de Conteúdo #10. Use Publicidade Nativa, Mas Não Seja Enganoso

Publicidade nativa ou Native Advertising – são uma forma de marketing online onde o conteúdo do “anúncio” corresponde à plataforma na qual ele é publicado – não é uma estratégia nova. Tem sido aplicada por muito tempo.

A maioria das pessoas acredita que os anúncios nativos são enganosas, já que eles não são “parecidos com os anúncios.” Mas, ele não tem que ser assim. Anúncios nativos ainda podem oferecer valor como algo mais do que apenas uma peça promocional.

image19

Independente do que você pense sobre isso, não há dúvida de que a publicidade nativa funciona. Por exemplo, a Newscred paga regularmente por conteúdo patrocinado no LinkedIn, com um ROI de US$ 17 para cada US$ 1 gasto. Isso é quase 6 vezes o ROI do AdWords.

image78

Copyblogger Media também compartilhou 12 exemplos de anúncios nativos e por que eles funcionam – de preferência, como parte integrante do marketing de conteúdo.

O conteúdo pago é um ótimo exemplo de um anúncio nativo que funciona bem. Aqui está um post da Dell no NYtimes.com. Observe todos os sinais que apontam para o fato de que o post é patrocinado, eliminando assim qualquer engano.

image30

Um estudo recente da Forbes descobriu que as pessoas são 25% mais propensas a olhar para um anúncio nativo do que um banner. E, eles vêem anúncios nativos 53% mais frequentemente do que eles vêem banners.

De acordo com Pardot, “publicidade nativa é realmente uma forma de marketing de conteúdo.” Isso significa que ela deve oferecer algum tipo de informação única e útil para o público-alvo.

image77

De acordo com Brafton, “83% dos profissionais de marketing digital planejam aumentar o envolvimento do público e promover a visibilidade da marca através de anúncios nativos.” Se você quer se juntar a eles, certifique-se o seu anúncio é consistente com o seu outro conteúdo. Acima de tudo, anúncios nativos devem atender às necessidades dos seus leitores e envolver o público, assim como o seu conteúdo faz.

Resumindo: Publicidade Nativa funciona e vai continuar a funcionar. A melhor prática é abordá-la com a mentalidade do seu marketing de conteúdo e garantir que você use somente conteúdo de alta qualidade.

Assim, por exemplo, se você decidir fazer posts patrocinados ou tweets pagos, certifique-se de que a sua página tem um bom design e seu conteúdo é trabalhado para receber os visitantes e convertê-los em assinantes de e-mail ou clientes.

Dicas de Marketing de Conteúdo #11. Esteja Pronto para Evoluir

De acordo com Melissa Stanger,

É a sobrevivência do mais apto e sua empresa tem que evoluir. “Evoluir” significa mudar ou se desenvolver gradualmente.

Em marketing de conteúdo, isso significa que você deve estar disposto a mudar e se adaptar aos mais recentes desenvolvimentos em seu mercado.

Os modelos de negócio evoluem e a única maneira de se manter competitivo é sempre trabalhar com as informações mais atuais. Nunca ser pego de surpresa.

image02

Como o mundo dos negócios e marketing de conteúdo evolui constantemente, você tem que manter o seu negócio viável. Por exemplo, você deve se manter a par das atualizações do algoritmo do Google, se você quiser manter a geração de tráfego de busca suficiente.

Eu estou sempre pronto para mudar o que estou fazendo, se eu verificar que não está mais produzindo resultados significativos. Eu não jogo a toalha e desisto. Pelo contrário, eu permaneço flexível e ajustando continuamente.

image45

Você pode fazer o mesmo. Esteja preparado para satisfazer os seus clientes, não importando qual a situação econômica ou nova política do governo. É sua responsabilidade evoluir para o bem do seu público-alvo.

Dicas de Marketing de Conteúdo #12. Análise de Dados e da Concorrência

Análise da concorrência não é opcional nos dias de hoje. Você pode efetivamente espionar seus concorrentes para saber exatamente o que estão fazendo e como ser mais esperto que eles.

Os especialistas do mercado concordam que a análise da concorrência é parte integrante da busca de sucesso do marketing. Quando devidamente conduzida e quando os seus resultados são integrados em sua estratégia, a análise da concorrência pode melhorar muitos aspectos do seu marketing, incluindo a sua taxa de conversão.

A maneira mais fácil de saber o que seus concorrentes estão fazendo, em termos de onde eles estão recebendo backlinks e quantos links de qualidade eles têm, é usar as ferramentas certas.

Em primeiro lugar, você vai querer descobrir quem são seus concorrentes mais fortes. Você pode usar o Google para procurar pela sua principal palavra-chave (por exemplo, guia de blog para iniciantes), em seguida, verificar quais sites estão competindo com você.

image35

Outra maneira de descobrir é com o SEMrush.com. Insira sua principal palavra-chave na caixa de busca e clique em “Pesquisar”.

image33

Em seguida, role para baixo para encontrar as páginas exatas que estão competindo com você:

image55

Agora, você pode analisar os seus links. Clique em uma das páginas da web concorrentes para ver o número de links que determinada página ganhou.

image62

Quando você rolar para baixo, você vai ver os sites de onde os links vieram.

image52

Verificar todos os seus concorrentes pode ser demorado. No entanto, mesmo apenas verificando alguns concorrentes para seus backlinks, velocidade e desempenho de pesquisa pode te dar uma melhor compreensão do seu mercado.

Dicas de Marketing de Conteúdo #13. Utilize a Plataforma Local

Você está levando colocação local a sério? Marketing de conteúdo não é apenas para um público internacional, mas para os clientes locais também. De acordo com estatísticas recentes compiladas pela Bright Local, 97% dos consumidores usam a pesquisa online para produtos e serviços locais.

image63

O motor de busca é o recurso #1 para os clientes locais. As estatísticas da LocalVox mostraram que 43% das pesquisas na web realizadas hoje usam uma palavra-chave local. Aproximadamente 86% dessas pesquisas são de clientes altamente qualificados. E, sua busca os leva a ligar para o fornecedor/empresa ou visitar seu escritório físico.

Não importa o que você faz, você deve sempre olhar para palavras-chave usadas pelos clientes no seu local. Por exemplo, se você é um web designer, você pode atrair clientes com altos salários a partir do seu local. Aqui estão algumas palavras-chave que você pode segmentar:

image48

Nota: Você pode replicar essa estratégia para segmentar palavras-chave referentes à sua própria cidade. No entanto, você não deve visar palavras-chave locais em qualquer estado ou cidade onde você não está fisicamente presente.

Você também pode aumentar a receita alvejando palavras-chave locais. Por exemplo, Hauser Ross lançou uma campanha completa de SEO. Eles tinham um objetivo definido: aumentar o tráfego orgânico e atrair mais buscas inbound.

image10

Por simplesmente otimizarem para palavras-chave geográficas e reivindicar sua empresa no Google Maps, eles aumentaram a receita em 333%.

Dicas de Marketing de Conteúdo #14. Criar Títulos Com Palavras-chave Emocionais

A melhor maneira de criar títulos magnéticos é utilizar palavras-chave emocionais. Fazer isso irá impulsionar o seu conteúdo. As pessoas não só vão lê-lo, mas vão se inspirar para compartilhá-lo também.

Por exemplo, se você está tentando perder peso, você provavelmente ir ao Google e pesquisar por palavras-chave como:

perder 10kg rápido

maneira mais rápida para queimar a gordura extra

emagrecer 20kg em 2 semanas

Aqui estão mais variações para os três termos de pesquisa acima:

image54

Assim, no nosso exemplo, se você encontrar um artigo ou vídeo visando qualquer uma das palavras-chave acima, você iria responder positivamente. A razão é porque as palavras-chave espelham o que você deseja profundamente.

O mesmo é verdadeiro para o seu público-alvo. Quando eles estão à procura de palavras-chave e você percebe uma pitada de imediatismo, você sabe que essas palavras-chave irão se converter em cliques, visitas e vendas quando você finalmente classificar no Google.

image11

Então, vamos supor que você ajuda as empresas e negócios digitais a aumentar a receita. Aqui estão algumas das palavras-chave que você pode direcionar para criar títulos poderosos que, por sua vez, crescem seu tráfego de busca e rankings:

image69

Na imagem acima, você pode ver as “palavras-chave emocionais.” Eu as chamei de “emocional”, porque as pessoas que estão procurando por elas já estão pré-vendidas sobre a ideia de aumentar a receita. Elas estão apenas à espera de um empurrãozinho para tomar medidas.

Para fazer seus títulos de alta conversão, você deve incluir números (especialmente números ímpares), pois alguns estudos mostram que números ímpares superam números pares.

Vamos criar alguns títulos com base nessas palavras-chave emocionais:

ideias geradoras de receitas

7 Poderosas Ideias Geradoras de Receitas que Você Pode pôr em Prática Agora

3 Passos para o Sucesso Com 9 Receitas de Geração de Ideias

como aumentar as vendas

6 Passos para Aumentar as Vendas Imediatamente

Como Aumentar as Vendas em sua Pequena Empresa

Melhor ainda, você pode transformar as palavras-chave emocionais em títulos orientados por dados para compartilhar as suas experiências pessoais e resultados:

Como Aumentar as Vendas: Um Experimento de Como Eu Gerei US$ 25.000

Estudo de Caso: Como Aumentar as Vendas Como um Novato nas Vendas

13 Ideias Geradoras de Receita que Renderam US$ 10.837 Vendas e 2.636 Assinantes e-mail

Dicas de Marketing de Conteúdo #15. Estimule-se Com Conteúdo de Alta Qualidade

Se você sente que você não é um grande escritor, você não está sozinho. De acordo com estatísticas da Teach Taught, “menos de 50% dos universitários veteranos sentem que sua escrita melhorou durante a faculdade.”

Mas, você pode mudar isso, a partir de hoje. Começa ao abastecer a sua paixão pela escrita. Afinal, se você é apaixonado pelo que faz, não há nada neste mundo que pode pará-lo.

O sucesso exige um esforço consistente, e é muito mais fácil ser consistente quando você está apaixonado pela coisa que você está fazendo.

Esta simples fórmula mostra como encontrar a sua paixão:

image60

Com o tempo, você vai encontrar algo que você nunca acreditou que poderia fazer e que pode realmente tornar-se muito fácil. Este gráfico explica melhor:

image71

Blog e negócios exigem criatividade. Quanto mais você pode ser criativo, mais oportunidades você terá. Esta é uma chamada para você acordar e se tornar um escritor criativo.

Quanto mais você entender seu público-alvo e servi-los, mais você vai crescer seu amor por eles.

Eu não comecei como um especialista. Na verdade, houve um tempo em que eu não poderia montar um post de 500 palavras. Eu tive que aprender e abastecer minha paixão por escrever continuamente. Eventualmente, eu melhorei, aprendi mais e me tornei o especialista que eu queria ser.

image50

Escute: os profissionais de marketing de conteúdo de sucesso não sabe tudo. Eles lutaram para fazer as coisas também. Mas, porque eles desenvolveram peles grossas, eles podem enfrentar o desafio e sair mais fortes e mais influentes.

Dicas de Marketing de Conteúdo #16. Dar ao Seu Público Uma Experiência

Se você quiser atrair um público fiel e aumentar o tráfego do seu site, pré-venda o seu conteúdo e produto. Por exemplo, se você estiver indo lançar um novo post na próxima semana, informe os seus leitores sobre o processo de escrevê-lo antes de publicar. Experiências por trás das cenas são momentos de boas-vindas para os seus fãs.

Image23

Dê a eles uma experiência interessante por trás das cenas, como o oferecido pelo jardim zoológico de Cincinnati.

image76

Eu faço muito isso quando eu escrevo o conteúdo. Eu comecei a fazer isso quando respondia a comentários ao dizer aos meus leitores que eu vou publicar um novo post que irá abordar mais profundamente a sua pergunta.

Chris Brogan sabe como enviar os leitores a uma página. Outro dia, ele postou um post por trás das cenas para seus fãs, e várias pessoas responderam positivamente:

image37

Outro exemplo típico de uma experiência “por trás das cenas” é quando Michael Hyatt pediu a seus leitores do blog para ajudá-lo a escolher a melhor capa para o Living Foward, um livro que ele ia lançar com co-autoria do Daniel Harkavy.

image07

Claro, este é também um tipo de pré-venda, porque os clientes e fiéis leitores sabem agora o título do livro e vão esperar ansiosos pelo seu lançamento. E agora, a maioria deles estão prontos para comprar.

Mas, antes de comprar, eles vão twittar a página, citá-lo em seus posts, recomendar a outros e seguir as atualizações. Isto irá aumentar o tráfego de referência do blog do Michael e o desempenho de pesquisa provavelmente também vai melhorar como resultado de compartilhamentos sociais.

Dicas de Marketing de Conteúdo #17. Fazer Curadoria de Conteúdo

Curadoria costumava ser algo que você só via em museus, onde diferentes artes e ofícios precisavam ser selecionados e organizados para exposições. Agora, é uma parte indispensável do marketing de conteúdo. Você nem sempre tem que criar novos conteúdos a partir do zero.

De acordo com um recente relatório da Trap, “57% dos profissionais de marketing dizem que preferem compartilhar 10 ou mais itens a cada dia, para envolver efetivamente seu público.”

image14

Curadoria de conteúdo é o coração do marketing de mídia social para a maioria de nós. Na verdade, 76% dos profissionais de marketing compartilham conteúdo selecionado em mídias sociais regularmente.

E, no entanto, mesmo com tanto conteúdo, dados da Curata mostram que 30% dos profissionais de marketing ainda estão lutando para encontrar o conteúdo certo que vai melhorar sua estratégia de marketing. Por isso, a necessidade de curadoria.

Um exemplo típico de um blogueiro que sabe como selecionar conteúdo de alta qualidade a partir de fontes de autoridade é Brian Dean. Seu guia de link building é basicamente uma página de curadoria.

image08

Ao você rolar a página, você encontrará links para artigos detalhados e conteúdos multimídia valiosos relacionados com link building.

image26

O fundador da Copyblogger (Brian Clark) também acredita na curadoria de conteúdo. Além de gerar tráfego qualificado para o seu site e melhorar o desempenho das buscas, Clark também tem aconselhado sobre como gerar receita recorrente de conteúdo selecionado.

image70

Algumas dicas para ajudá-lo a direcionar mais tráfego e melhorar sua curadoria de conteúdo:

  • Pesquisar extensivamente por conteúdos de blogs de autoridade. Não selecione conteúdo de sites de baixa qualidade.
  • Permaneça relevante. Cada página de conteúdo que você selecionar em sua lista deve ser relevante para o tópico.
  • Design para a experiência do usuário em primeiro lugar, em seguida, otimize para as palavras corretas (mas não encha de palavras-chave).
  • Entre em contato com os blogueiros que você selecionou os conteúdos. A maioria deles vai compartilhá-lo, se eles acreditam que seu público-alvo vai gostar.

Dicas de Marketing de Conteúdo #18. Construa Engajamento

Um grande número de profissionais de marketing e blogueiros têm fechado suas páginas no Facebook. Talvez eles tinham boas razões para fazê-lo e eu respeito suas decisões.

Você pode descobrir porque a Eat24Hours.com fechou sua página lendo sua carta rompimento no Facebook .

image25

O propósito desta seção não é para te dizer para fazer o mesmo. Em vez disso, quero mostrar a necessidade de construir engajamento em seu próprio espaço – isto é, seu próprio blog.

Em outras palavras: em vez de trabalhar duro para conseguir milhares de fãs no Facebook, seguidores do Twitter e conexões do Google+, trabalhe duro para trazê-los para o seu blog. A partir daí, incentive-os a entrar na sua lista de e-mail. É aí que a verdadeira participação acontece.

Você tem mais controle sobre seu blog e sua lista de e-mails do que qualquer perfil ou plataforma de mídia social. Não importa o sucesso que você está tendo nesses sites hoje, certifique-se que você não está abandonando sua audiência do blog para ter seguidores no Twitter.

Em vez disso, preste mais atenção à sua lista de e-mail e em nutrir seus assinantes. Claro, use as redes sociais para direcionar o tráfego e levar tanto quanto você pode – mas preste mais atenção à sua lista de e-mail e blog.

Dicas de Marketing de Conteúdo #19. Criar um Calendário Editorial

Você precisa de um calendário editorial para tornar sua jornada de marketing de conteúdo mais gratificante e com menos estresse. Infelizmente, a maioria das pessoas nunca têm tempo para elaborar um plano de criação de conteúdo, divulgação e acompanhamento dos resultados.

image56

Quanto mais você entender o objetivo de um conteúdo ou calendário editorial, melhor serão os resultados. Aqui está uma grande explicação do Convince and Convert:

image20

A importância do calendário editorial não pode ser subestimada. Você precisa desenvolver o seu tão rápido quanto possível, ou utilizar um modelo.

image13

Os três passos que você precisa tomar para fazer o seu calendário editorial eficaz são:

  1. Conheça o seu público e o tipo de conteúdo que eles estão interessados
  2. Pesquise sobre seu tema exaustivamente
  3. Crie conteúdo e meça a sua eficácia

Você também precisa encontrar um modelo de calendário editorial que é certo para você. A maioria das organizações e profissionais de marketing preferem o modelo de calendário mensal, já que é um prazo realista para medir a eficácia.

image05

Com o modelo acima, a sua tarefa é preencher os espaços em branco. Cada dia da semana detém uma ideia de tópico ou título que você deve escrever ou terceirizar.

Lembre-se que você precisa manter um fluxo constante de conteúdo. Essa é a maneira de gerar mais leads, páginas indexadas e melhorar o tráfego orgânico.

image58

Dicas de Marketing de Conteúdo #20. Aproveitar ao Máximo o Conteúdo

Seu Blog pode te ajudar a atingir mais de seu público-alvo. Mas, como você consegue mais tráfego de referência a partir do seu conteúdo?

Você tem que pensar fora da caixa. Inbound Marketing funciona – não há dúvida. Mas, você tem que diversificar seus esforços, se você deseja obter resultados excepcionais.

A maioria do seu público-alvo não visitou seu blog ainda. Eles estão no Slideshare, YouTube, Docstoc e outras plataformas de conteúdo.

image22

Você tem que estar em todos os lugares que eles estão. Seu conteúdo deve construir uma marca online. Se você já gastou seu precioso tempo criando grande conteúdo, não deixe que ele caia no esquecimento.

Em poucas palavras, eu estou dizendo que você deve abraçar a remodelação de conteúdo.

image12

Isso te dá a capacidade de pegar um conteúdo antigo e colocá-lo para um novo uso, de acordo com o que seu público quer.

Por exemplo, você poderia pegar um artigo, convertê-lo em um relatório PDF e compartilhá-lo no Docstoc. Você também pode criar apresentações em PowerPoint e enviá-las para o Slideshare.net. Você vai gerar tráfego adicional para o seu blog e melhorar a sua credibilidade também.

Tenha muito cuidado para redirecionar apenas seus conteúdos de alta qualidade que produziram resultados mensuráveis em primeiro lugar. Nem todos os conteúdo vão necessariamente funcionar para esta finalidade.

Veja também: O Guia Completo de Porque e Como Remodelar um Conteúdo

Dicas de Marketing de Conteúdo #21. Aprender Sobre o Seu Público

A internet é uma universidade virtual. Você pode aprender qualquer coisa online, se você sabe onde procurar. O marketing de conteúdo produz ROI certo continuamente quando você lhe dá tempo e trabalha consistentemente para atualizar seus conhecimentos e habilidades.

E de acordo com Bianca Male,

Ouvir é muitas vezes a melhor forma de aprendizagem.

image59

A má notícia é que a concorrência continuará a ficar mais intensa. A boa notícia é que nós nunca antes tivemos tantas ferramentas eficazes e acessíveis e bases de conhecimento para nos ajudar.

Usando as ferramentas certas, desenvolvendo suas habilidades e se relacionando inteligentemente, você poderá ir para o topo. Mas, se você realmente quiser ter sucesso e colher resultados enormes, então você deve canalizar os seus esforços de aprendizagem para a melhor compreensão do seu público-alvo.

Conclusão

Você conseguiu. Obrigado por ler até o fim. No entanto, se você não se lembra de tudo (provavelmente não), lembre-se: No mundo do marketing de conteúdo, o cliente não se preocupa com você e seus bons planos. Eles se preocupam com os problemas deles.

Eles esperam que você, pelo menos, dê as respostas a algumas de suas perguntas, se não todas. Comece por conhecê-los, assim como você pode. Isso vai levar algum tempo, não importa qual ferramenta você decidir usar.

No momento em que você conhece o seu público, você ganhou metade da batalha para convertê-los em clientes fiéis. Implemente estas 21 melhores práticas de marketing de conteúdo e, gradualmente, o seu tráfego de busca irá melhorar.  Bem como a sua marca pessoal.

Será que eu deixei de citar algumas dicas de marketing comprovadas que funcionam? Dê sua opinião.

Share