5 Dicas de Como Usar Growth Hacking Para Escalar Sua Startup

rocketship

As atividades de startups ganharam enorme velocidade nos últimos 5 anos.

Você sabia que 100 milhões de negócios são lançados a cada ano (segundo o Relatório Global GEM)?

São 3 novos negócios por segundo.

Você pode estar disposto a trabalhar duro e arriscar tudo para lançar o empreendimento dos seus sonhos, mas os números não são favoráveis. 90% das startups fracassam.

No início, você precisa acelerar substancialmente o crescimento da sua startup. Você começa lendo sobre SEO, mas aí descobre que pode levar até 6 meses para direcionar uma quantidade considerável de tráfego com táticas de SEO orgânico.

Baixe aqui este material com 5 dicas de como usar growth hacking para fazer sua startup crescer em 2016.

E, com o algoritmo do Google ficando cada mais vez mais inteligente, está ficando mais difícil otimizar seus esforços em mecanismos de busca.

Argh!

E agora?

Você com certeza já ouviu esse termo, a que se atribui o crescimento estratosférico de muitas startups.

Estou falando de Como Usar Growth Hacking. 

O termo surgiu em um post de blog de Andrew Chen, entitulado “Growth Hacker is the new VP Marketing”.

image36

O artigo foi aclamado pela comunidade de marketing e startups. Até grandes especialistas como Seth Godin deixaram comentários no post.

image16

Está curioso para saber como usar essa metodologia de marketing com excelente custo benefício para aumentar rapidamente o tráfego em seu site?

Óbvio que sim. Quem não quer ver um pico em seu monitor de analytics?

O termo hacking tem uma conotação negativa. Isso talvez tenha te deixado um pouco confuso quando ouviu falar dessa estratégia de marketing pela primeira vez. Mas não, você não precisa manipular o sistema para conseguir crescimento rápido. 

Vou mostrar alguns exemplos de startups para ilustrar como usar growth hacking e utilizar essa estratégia de forma correta.

O primeiro exemplo é o Pinterest.

Você deve se lembrar de quando o Pinterest entrou no mercado em 2010. A plataforma cultiva nossa paixão por recursos visuais. 

Mas aposto que você não sabia que o Pinterest conquistou 70 milhões de usuários e 500.000 contas corporativas em menos de três anos. A ComScore reporta que o Pinterest foi o site mais rápido nos EUA a chegar a 10 milhões de usuários individuais nos Estados Unidos. 

Atualmente, o Pinterest é considerado uma rede social promissora por muitos especialistas de marketing. A plataforma não só perde apenas para o Facebook quando se trata de direcionar tráfego de referência para sites (segundo dados da Shareaholic)…

image13

… Mas também tem usuários com alto engajamento. O tempo médio diário gasto por usuários na plataforma é de 20,8 minutos, apenas um pouco menos do que os resultados do Facebook, do Tumblr e do Instagram.

image00

O Pinterest é também um destino popular para quem faz compras. Isso ajuda as marcas a alcançarem usuários com alta intenção de compra. Por exemplo, a Ezra obteve 520 vendas em seu eCommerce, gerando $41.254,34 em receita, a partir de $775,50 gastos em anúncios no Pinterest Advertising.

Como foi que o Pinterest descobriu o segredo do crescimento?

O aspecto chave que levou ao sucesso do Pinterest foi que seus criadores elaboraram um produto incrivelmente atraente. A plataforma é tão viciante que os usuários querem passar cada vez mais tempo lá. Veja uma ilustração de Amit Pande mostrando como o Pinterest é um produto que constrói hábitos (baseado no NHook Model de Nir Eyal).

Além disso, o Pinterest alimentou o desejo de seus usuários ao se lançar como uma plataforma disponível apenas para convidados. Isso fez com que o usuário se sentisse especial. E, apesar de isso parecer contraintuitivo na geração dos fenômenos virais de internet, o crescimento inicial do Pinterest se baseou na divulgação boca a boca. 

image42

Finalmente, por volta de agosto de 2012, o Pinterest abandonou a abordagem de aceitar apenas convidados e abriu suas portas para todos que quisessem usar a plataforma.

Até mesmo o CEO do Pinterest,  Ben Silbermann, admitiu que a razão para o crescimento da plataforma foi o marketing, e não sua engenharia.

O segundo estudo de caso de que quero falar foi uma das primeiras façanhas de hacking já feitas na internet (antes mesmo que o termo fosse criado). 

Você se lembra do seu primeiro provedor de e-mail?

Provavelmente foi o Hotmail.

image05

O Hotmail foi lançado em 1996 por cerca de 300 dólares. Inicialmente, utilizou estratégias tradicionais de marketing, como outdoors e rádio.

image56

Mas eles logo descobriram uma frase simples que ajudaria a desencadear crescimento massivo aproveitando a base já existente de 20.000 usuários.

Você consegue imaginar qual era a frase?

“Obtenha seu e-mail gratuito no Hotmail” (ou uma mensagem similar, como a que se vê abaixo).

image21

Essa mensagem foi adicionada ao final de cada e-mail enviado por usuários do Hotmail.

Esse é um exemplo típico de como o usuário pode agir como vendedor de seu produto e recomendá-lo para amigos.

Como isso afetou o crescimento do Hotmail?

Eles começaram a receber 3.000 usuários novos por dia.

E adivinhe o que aconteceu em 6 meses?

Bam! Eles chegaram ao resultado incrível de 1 milhão de usuários.

Em 18 meses eles chegaram a 8,5 milhões de usuários, altura em que venderam a empresa à Microsoft. Na época, esse era o crescimento mais rápido que qualquer empresa na história jamais tinha alcançado.

image31

Você deve estar pensando agora que essas duas empresas são antigas pelos parâmetros da internet, e que as estratégias de marketing que elas usaram não serão tão eficientes agora como na época. E você está certo. Você não vai obter as vantagens de ser pioneiro usando as mesmas estratégias que aquelas empresas usaram.

Mas há outras hacks incríveis que você ainda pode usar. Muitas outras empresas viram resultados incríveis em seus gráficos de crescimento ao usar growth hacking. Alguns exemplos famosos incluem Facebook, Zynga, Instagram e Airbnb.

Neste artigo, quero compartilhar 5 estratégias de como usar growth hacking que você pode implementar em 2016. Vou compartilhar também estudos de casos de empresas para mostrar essas táticas em ação.

Pronto para iniciar o crescimento massivo da sua startup?

Vejamos então a growth hack número 1.

Como Usar Growth Hacking #1. Conte uma história encantadora com vídeo

Talvez você já saiba que contar histórias pode ajudar a aumentar a credibilidade de sua marca e aumentar suas conversões.

Adicione um toque visual à sua história e você poderá ampliar muito a visibilidade de sua mensagem, já que nós humanos processamos informação visual 60.000 vezes mais rápido do que texto.

Elementos visuais também são mais vistos e compartilhados em redes sociais, na forma de memes, vídeos, infográficos e screenshots.

Mas há um tipo específico de elemento visual que é tão poderoso que, sozinho, pode ajudar você a alcançar milhões de pessoas em menos de uma semana e convertê-los em defensores da sua marca.

Estou falando de vídeos.

Em novembro de 2015, o Facebook ultrapassou 8 bilhões de visualizações diárias de vídeo (dobrando seu resultado de 4 bilhões de visualizações diárias, obtido em abril de 2015).

De fato, a Syndacast prevê que em 2017 74% de todo o tráfego na internet será vídeo .

image59

Um exemplo muito legal de marketing em vídeo no nicho da internet é a Whiteboard Friday , feito pelo Rand, da Moz. Os tutoriais deles são um conteúdo básico que é consumido pela maioria dos especialistas de marketing. Isso está ajudando a Moz a expandir o alcance de sua marca, além de inspirar confiança.

image25

Tutoriais não são a única forma de vídeo que você pode criar.

Você também pode entreter. Um exemplo de uma marca que se deu muito bem ao produzir um único vídeo divertido é a Dollar Shave Club.

A ideia deles era muito simples: vender uma assinatura de lâminas de barbear por alguns dólares por mês.

Eles lançaram o produto com um vídeo engraçado que custou 4.500 dólares e ficou pronto em um dia. Veja o vídeo abaixo:

O vídeo viralizou em alguns dias e a DSC ficou sem estoque nas primeiras 6 horas. Isso os ajudou a conquistar 200.000 membros ativos em menos de 1 ano e meio. No momento em que escrevo esse post, o vídeo já tem quase 21 milhões de visualizações. 

A empresa agora faz uma concorrência ferrenha à Gilette, a grande potência das lâminas de barbear, com vendas de mais de $120 milhões e um valor de $615 milhões.

Mais tarde, a Dollar Shave Club lançou tambeém os lenços umedecidos One Wipe Charlies e vendeu 20.000 em menos de um mês após lançar outro vídeo viral.

Quais são os principais fatores que levaram a DSC ao sucesso, além da criação de uma solução de preço acessível?

1. Michael Dubin, o fundador, pegou um assunto entediante (higiene pessoal) e usou o humor como um mecanismo para contar uma história envolvente e divertida em vídeo.

Você precisa pensar em uma forma divertida e impactante de transmitir a mensagem do seu negócio.

image44

2.  A barreira de entrada no DCS é baixa.

Se você for segmentado no Facebook, pode entrar para o funil de conversão da DSC através deste anúncio:

image47

Você pode começar com o pacote ‘The Humble Twin’, por $3.

image37

Na medida em que faz o pedido, você vai ficar encantado com o processo de onboarding. E na medida em que você fica mais confortável, a DSC faz  o upsell de seus outros produtos, como a manteiga de barbear Easy Shave Butter.

image23

3. Se você se torna um membro do DSC é surpreendido com mensagens divertidas e acolhido pela comunidade.

Aqui está o primeiro pacote que você recebe:

image07

E o email de boas-vindas.

image58

É fácil perceber a coerência do branding da Dollar Shave Club em seu conteúdo espirituoso.

4. Para obter a maior exposição possível a partir do vídeo, a DSC deliberadamente atrasou o anúncio de que tinham acabado de levantar 1 milhão de dólares em uma rodada de financiamento seed.

A estratégia deu certo, já que o TechCrunch e até a grande mídia começaram a falar sobre o vídeo.

image53

A Dollar Shave Club não é a única empresa a aproveitar o marketing com vídeos online.

A Orabrush gastou $40.000 em um comercial de TV que resultou em apenas 100 encomendas.

Aí, eles resolveram partir para o Youtube, com um orçamento de apenas $500, e publicaram seu primeiro vídeo:  Bad Breath Test – How to Tell When Your Breath Stinks.(Teste do Mau Hálito – Como saber quando seu hálito fede)

O vídeo conquistou mais de 25 milhões de visualizações e gerou mais de $7 milhões em vendas.

Veja abaixo o Austin explicar a estratégia de marketing em vídeo da Orabrush em uma entrevista com Jake Larssen .

Tanto a Orabrush quanto a Dollar Shave Club provam que é possível criar uma aura divertida mesmo em torno de assuntos e produtos sem graça.

Como Usar Growth Hacking #2. Decifre o código do analytics para melhorar seu funil de conversão

Você sabe qual é o canal de marketing que direciona os usuários mais fiéis para o seu negócio?

Se você está guardando seus dados de marketing, essa e outras informações cruciais para o seu negócio já estão disponíveis.

Ao coletar e analisar seus dados, você pode deixar o marketing da sua empresa mais forte e mais eficaz.

Mas a maioria dos profissionais de marketing só rastreiam três métricas: tráfego, usuários e receita.

image08

Isso pode significar que você está deixando de ver uma grande quantidade de informação de qualidade sobre como seus usuários pensam e se sentem em diferentes fases do seu funil de conversão. Usando dados, você pode descobrir o que atrapalha seu crescimento em cada fase e a partir daí tomar decisões para causar o maior impacto possível.

image45

Por exemplo, o Twitter descobriu que o número mágico para transformar um novo usuário em um usuário engajado em sua plataforma é 30.  Após seguir 30 ou mais pessoas, o usuário tende a permanecer ativo para sempre.

image55

Assim, o Twitter agora foca em indicar novos usuários que podem te interessar. A plataforma quer que você importe seus contatos e chegue ao rapidamente ao limite de 30 pessoas.

image49

Para além do onboarding, você tem também duas outras maneiras de dados para usar growth hacking:

1. Fazer reduções em canais de marketing pouco produtivos que não estão levando a vendas – A variedade de plataformas de mídia social disponíveis é excelente para fazer experiências no seu marketing.

Mas por acaso você está rastreando o tempo investido versus o número de conversões obtidas em cada uma dessas plataformas?

Seu tempo é limitado, e você não deve desperdiçá-lo em canais ineficientes.

Assim, rastreie todos os seus canais de marketing em uma planilha. Registre o tempo investido, os custos associados e as vendas de cada canal.

Aqui está uma planilha modelo que você pode utilizar (nessa amostra, estou assumindo o valor do tempo como $100/hour).

image34

Assim você terá uma visão clara de suas vendas e lucro por hora em cada canal.

Na tabela acima, por exemplo, o lucro obtido no blog é:

$8000 – $4000 = $4000

E o lucro/hora obtido a partir do uso do blog como um canal de marketing é: 4000/25 = $160.

Faça cálculos similares para todos os outros canais em outra coluna para ver um quadro da performance relativa de todos os canais de marketing.

image48

Os afiliados, com $633,33 de lucro por hora, são os canais de marketing mais eficientes nesse meu exemplo. Os anúncios no Facebook, com $400 de lucro por hora, são o segundo melhor canal de marketing.

Se desejar, você pode adicionar outra coluna e calcular a porcentagem de valor real de cada canal.

Antes que você resolva dobrar o investimento nos canais com melhor resultado de tráfego, há uma ressalva. Alguns canais, como afiliados, podem não escalar, já que há muitas variáveis envolvidas em sua performance.

image39

2. Faça testes A/B regularmente – Para obter resultados consideráveis a partir de dados, você precisa fazer muitos testes A/B. Veja a elaboração de hipóteses como um processo em vez de uma atividade isolada.

image43

Segundo Dave McClure, você deve encontrar os aspectos que seus usuários detestam e eliminar um por semana.

image20

Mas por onde começar? Há landing pages, botões de call to action, anúncios PPC e tantos outros aspectos. Fiz uma lista com 50 ideias para testes A/B que você pode usar inicialmente.

Aqui estão duas ferramentas que você pode utilizar:

1. Qualaroo – Essa é uma excelente ferramente para descobrir que testes A/B você deve fazer primeiro. Você pode fazer enquetes de pesquisa para obter dados qualitativos sobre os visitantes do seu site.

Você pode explorar as respostas para encontrar as objeções que levam seu público a não comprar ou até usar as frases que eles usam na pesquisa em seu texto.

Joana, da CopyHackers, testou o título do site de uma clínica de reabilitação. Sua versão de teste utilizou palavras de uma resenha de um livro sobre dependência, encontrada na Amazon (uma forma equivalente à hacker à linguagem do seu público-alvo).

image26

O resultado foi um aumento de 400% na taxa de cliques do botão de CTA e 20% mais submissões de formulários de leads na página seguinte.

2. Unbounce – Você sabia que empresas com 10 ou mais landing pages conseguem 55% mais cadastros?

Faz sentido testar ofertas e conteúdos diferentes em landing pages diferentes, baseadas em sua origem de tráfego.

image11

O Unbounce é uma excelente ferramenta que usa a função arrastar e soltar para criar landing pages responsivas.

image29

Você tem acesso a um monitor de testes A/B onde poderá ver sua taxa de conversão para diferentes landing pages…

image41

… e uma variedade de modelos de landing page organizadas de acordo com sua conversão.

Quando começar a testar, você poderá eventualmente elaborar duas páginas diferentes de acordo com sua origem de tráfego, como fez o Groupon.

Como Usar Growth Hacking #3. Crie expectativa antes de lançar seu produto. Mas não se esqueça de coletar e-mails.

O e-mail é a melhor coisa que já aconteceu na internet, pelo menos para o marketing online. O e-mail continua a ser um dos métodos mais pessoais de comunicação, com 2,6 bilhões de usuários em todo o mundo em 2015.

image46

Como encontrar potenciais clientes interessados em seu produto antes de lançá-lo?

Fazendo com que eles se cadastrem para receber notificações sobre seu produto e também o divulguem.

A Harry’s usou uma landing page viral  onde seus usuários podiam indicar amigos após se cadastrar. Os usuários ganhavam brindes por essas recomendações.

image60

O resultado?

100 mil cadastros pré-lançamento em apenas 7 dias.

Aqui estão 3 outras estratégias que você pode usar para obter cadastros:

1. Use sua assinatura de e-mail para obter cadastros. – Se você está conduzindo uma grande campanha de divulgação por e-mail (centenas de e-mails a cada semana) para ganhar visibilidade frente ao seu público-alvo, essa estratégia pode ajudar.

Um exemplo é Stuart McKeown, da Gleam.io, que usou um call-to-action em seus e-mails para obter mais de 100 cadastros para uma versão beta.

image38

Mais tarde, Stuart usou novamente a estratégia da assinatura para obter 250 cadastros para o beta da sua app, Capture.

image33

2. Faça guess posts em sites de autoridades em seu nicho – Sou um grande fã de guest posts, porque essa é uma forma extremamente eficiente de direcionar leads para negócios.

Há inúmeros exemplos de bloggers, como Bryan Harris, que construíram seus negócios de 15.000 dólares por mês a partir de guest posts.

image40

Você pode inclusive direcionar visitantes durante o período de pré-lançamento de seu produto. Basta criar uma landing page e direcionar visitantes de blogs com muito tráfego a partir de guest posts com conteúdo de qualidade.

Jon Morrow criou uma lista de e-mails com 13.000 contatos antes de lançar seu Boost Blog Traffic. Ele simplesmente direcionou visitantes para uma página com um trailer e uma caixa para cadastro.

Quer começar sua primeira campanha com guest posts?

Então veja meu guia sobre guest posts.

3. Obtenha alguma receita a partir da sua lista de espera – Coletar emails é ótimo, mas existe alguma coisa que valida mais o seu produto do que receita?

Em qualquer fase do seu negócio, o dinheiro pode ser útil para acelerar seu crescimento.

Um excelente exemplo de negócio que obteve receita pré-lançamento é o Trak.io. Eles conseguiram taxas de conversão de 11%  a partir de seus cadastros beta.

Como essa oferta foi apresentada?

Eles ofereceram um programa de “Acesso Prioritário” a $29 e um desconto permanente de 15%.

image09

Veja aqui a receita total obtida após enviar e-mails para a lista de espera:

image52

Aqui estão as 3 ferramentas que a  Trak.io usou para facilitar esse rendimento pré-lançamento.

Você pode usar a suíte de ferramentas oferecida pelo SumoMe (como construtor de lista e caixa de rolagem) para coletar e-mails a partir do seu site.

image35

Como Usar Growth Hacking #4. Pratique a transparência com conteúdo útil e prático.

Startups como a Buffer e a GrooveHQ são muito conhecidas por trazerem a público dados corporativos,  normalmente mantidos como privados, desde o início da sua jornada, com a intenção de inspirar confiança em suas marcas.

Por exemplo, a Buffer publicou uma planilha com os salários de seus funcionários em 2013.

image22

A Buffer chamou a atenção da mídia ao mostrar os salários de seus funcionários. Além disso, receberam o dobro de candidaturas de emprego para suas vagas.

A GrooveHQ revela seus números de receita todos os meses. De fato, o blog da empresa tem o título “nossa jornada para $500 mil em receita mensal.”

image51

Mas antes de começar seu próprio “blog da transparência”, você precisa entender que a cultura de transparência começa com os membros da sua equipe. Você precisa cultivar a transparência na atitude e comportamento de seus funcionários.

Depois disso você pode integrar a transparência ao seu marketing online. Isso não significa compartilhar apenas sua receita e seus sucessos, mas também os erros que cometeu e o feedback de clientes insatisfeitos. 

Veja por exemplo esse post do Alex no blog da GrooveHQ. Ele compartilha 5 erros, e-mails furiosos de clientes e as lições que a Groove aprendeu com eles.

A ideia aqui é publicar não só números e dados pessoais, mas também insights de valor para os seus clientes.

Como exemplo, veja o screenshot abaixo, com números compartilhados pela Buffer:

image01

Não acho que esses números fazem muito sentido isolados.

Mas a Buffer adiciona comentários pessoais como os que vemos abaixo, no blog, transformando os números em um recurso de valor.

Às vezes, ser transparente nem sequer envolve números. Todos os posts mais populares e impactantes da Groove envolvem emoções. Aqui, por exemplo, Alex fala de como se sente sozinho como único fundador da empresa.

image06

Rand, da Moz, resume bem o que é transparência no marketing. Ser transparente só para satisfazer seus próprios caprichos não é ser realmente transparente.

Acreditar na transparência apenas quando ela te beneficia não é realmente acreditar em transparência, é acreditar em benefícios próprios — Rand Fishkin

Tenha cuidado para não se confundir entre simplesmente compartilhar informações e números e ser realmente transparente. Você pode começar com um relatório anual da sua empresa, como o Unbounce. Compartilhe informações privadas apenas quando isso for relevante para o post e útil.

image10

Aproveite as dicas de 9 empresas que praticam a transparência nesse artigo do The Next Web para se juntar ao movimento da transparência e cultivar seu negócio.

Como Usar Growth Hacking #5. Ofereça um valor incrível a seus usuários e acelere sua jornada de crescimento.

Isso parece óbvio, mas é ignorado por muitos negócios que falham em suas tentativas de ganhar espaço.

A culpa não é sua.  As histórias virais de crescimento de startups podem te encorajar a não pensar em estratégias de marketing não-escaláveis.

Sua principal motivação ao lançar seu negócio deve ser adicionar valor ao seu público-alvo por meio de seus produtos.

Se você está pronto para trabalhar duro, táticas não escaláveis que não se automatizam podem funcionar muito bem para você.

Um exemplo é o e-mail abaixo, um convite elaborado por Stuart, co-fundador da Gleam.io -uma plataforma para a publicação e gestão de concursos e sorteios. Ele enviou esse e-mail para alguns influencers, adaptando a mensagem para que fosse relevante para eles.

image02

Stuart enviou 1o e-mails de divulgação todos os dias, o que levou a Gleam.io a conquistar seus primeiros 100 clientes em 5 meses e a validar a demanda por seu produto.

image30

Vou falar de alguns estudos de caso para mostrar a eficiência da aceleração.

1. A Popcorn Metrics aumentou sua receita em 367% em 12 semanasPode parecer contraintuitivo focar nos usuários de demonstração gratuita que não compraram seu produto. Mas foi isso que a Popcorn Metrics fez quando teve dificuldades para converter usuários de demonstração gratuita em assinantes pagantes.

Eles decidiram ajudar cada usuário da demonstração gratuita a ter sucesso usando o produto para atingir seus objetivos. A Popcorn Metrics denominou essa nova abordagem – ajudar seus clientes pessoalmente para que obtivessem o valor real do produto – uma mudança de comportamento

E como funcionava a ajuda da Popcorn Metrics?

A empresa se comunicava pessoalmente com usuários iniciantes para oferecer sessões individuais e ligações ocasionais via Skype (caso o cliente desejasse). Eles também começaram a usar ferramentas simples de compartilhamento de telas como o appear.io para conversas ao vivo com o cliente.

O resultado de se passar tempo ajudando usuários a obter sucesso com a construção de uma base de analytics de marketing, e de se oferecer um valor incrível, foi um crescimento de 367% na receita.

Isso mostra que você deve fazer um esforço deliberado para passar tempo com seus novos clientes na fase inicial da sua startup.

Isso pode envolver um vídeo gratuito de uma hora de treinamento ou ligar para seus clientes ou deixar mensagens de voicemail, ou mesmo visitar seus clientes pessoalmente, como faz Steli Efti, da Close.io.

image57

2. O Tinder hackeou seu crescimento com festas universitárias locais – O Tinder é um app de encontros com mais de 50 milhões de usuários.

image17

Mas em seu primeiro ano, a empresa não utilizou publicidade ou crescimento viral para conseguir usuários. O Tinder promoveu festas exclusivas em fraternidades de universidades americanas e liberou o acesso somente para estudantes que baixaram o aplicativo.

Apesar da estratégia parecer contraintuitiva, o Tinder obteve dessa forma centenas de cadastros de usuários solteiros locais que faziam parte do seu público-alvo. E com a densidade concentrada em certos locais, o Tinder conseguiu mais engajamento e mais downloads.

image28

Depois que os usuários já tinham o Tinder, a vontade de encontrar o seu par perfeito era a motivação perfeita para que continuassem a usar o app. A propaganda boca a boca levou ao seu crescimento viral nas universidades dos E.U.A. e o engajamento da comunidade de solteiros fez com que o app fosse bem-sucedido.

Conclusão

Growth hacking não é um conceito inteiramente novo. Você viu como o Hotmail conquistou um enorme número de usuários muito antes que o termo “growth hacking” fosse criado. Plataformas de mídia social como o Facebook e o LinkedIn também eram obcecados com crescimento e engajamento de usuários.

Eu recomendo que sua startup adote uma mentalidade de growth hacking e se concentre em criar uma estratégia de marketing baseada em dados. Comece com uma das hacks desse artigo, a que for mais adequada para o momento atual do seu negócio.

Lembre-se que o crescimento vai envolver muitos testes e esforço. Esse é um processo complexo que não pode ser limitado a contratar um growth hacker para sua empresa e esperar que dê tudo certo.

Talvez você tenha até que visitar seus clientes. O pesquisador de experiência do usuário do Pinterest,  Gabriel Trionfi, faz visitas acompanhado por designers da plataforma visual de mídia social. Segundo a experiência dele, não há melhor maneira de entender como seus clientes usam seu produto do que visitá-los.

Da mesma maneira, a Udemy originalmente gravava seus próprios cursos, e o Reddit criava seu próprio conteúdo.

Inspire uma cultura de crescimento em sua empresa e desafie a maneira convencional de criar produtos. Na medida em que você passa por versões rápidas e otimiza seu produto, você aprenderá muito sobre seus clientes e logo encontrará o crescimento rápido e sustentável.

Quais são as growth hacks que você já usou com sucesso no crescimento da sua startup? Qual estratégia de como usar growth hacking apresentada neste artigo você pretende implementar?

Share