5 Motivos Por Que Uma Pesquisa de Palavra-Chave Pode Prejudicar seu SEO

failure

Qual é a parte principal de qualquer campanha de conteúdo/SEO?

Pesquisa de palavra-chave.

É o aspecto mais fundamental do marketing online. Se você conseguir focar em frases de cauda longa que não necessitam muito esforço, e não são competitivas nos resultados de busca, você pode fazer o seu site crescer sem ter muito trabalho. Eu lhe mostrei quatro desses estudos de caso neste artigo.

É uma verdade dura e fria:

Sem encontrar as palavras-chave corretas (ou temas) para escrever em seu site, todos os seus esforços no conteúdo poderão falhar.

É uma habilidade fundamental que você precisa dominar, com o propósito de alcançar o sucesso com seus esforços no marketing online.

O interessante é que a maneira de encontrar essas frases que estão sendo usadas pelo seu público-alvo mudou drasticamente ao longo dos anos. Em vez de depender do volume de pesquisa mensal e da correspondência exata da palavra-chave preenchida no título/corpo do seu conteúdo, os empreendedores estão agora sendo obrigados a se concentrarem principalmente na relevância contextual.

Há muitas maneiras de avaliar a concorrência e realizar tais tipos de pesquisa de palavra-chave. Cada pessoa que trabalha com marketing digital parece ter encontrado o seu próprio caminho de trabalho, que muitas vezes é uma mistura da sua intuição e os resultados de ferramentas de SEO.

No entanto, o que eu quero focar neste artigo são as limitações de pesquisa de palavra-chave. Claro, você está realizando uma pesquisa de mercado que está lhe ajudando a entender o seu cliente. Mas, você deve compreender as condições em que suas ideias são verdadeiras.

Então, eu estou apresentando aqui 5 limitações da pesquisa de palavra-chave que podem mexer com suas campanhas de marketing. Vale notar que a maior parte dos dados sobre as palavras-chave é derivada do Google. Assim, a maioria das limitações também surgem na hora de estudar os resultados dentro do Planejador de palavras-chave do Google

1. A média de palavras-chave dentro do Planejador de Palavras-chave do Google mostra uma imagem distorcida

Você deve ter usado o planejador de palavra-chave em numerosas ocasiões para encontrar palavras-chave para sua campanha. Ele mostra um pequeno e nítido volume de palavra-chave mensal que muitos empreendedores usam para decidir se querem ou não correr atrás de uma determinada palavra-chave.

Mas, você já se perguntou como o Google chega a este valor médio?

Visite a seção de estatísticas de volume de busca do Planejador de palavras-chave do Google e você verá que a média é calculada ao longo de um período de 12 meses.

image13

O que isso significa para a precisão da sua pesquisa?

Bem, a média de 10, 100 e 1.000 é 366,67.

Mas 367 não é uma boa representação desta amostra. Então, se você está lidando com valores extremos, como 10 e 1.000 nesse exemplo, o número médio é bem enganoso.

Se devido a eventos ao vivo ou festividades o seu nicho tem um pico temporário em certas palavras-chave,  então você pode ser enganado pelo planejador de palavras-chave e acabar correndo atrás de palavras-chave que não irão lhe dar um tráfego consistente.

Como resolver?

Busque o número no meio da sua lista ordenada…

A Média.

Ele dá a representação mais precisa da sua amostra.

image18

Mas, o Google não permitirá que você exporte volumes de pesquisa individuais do mês. E, tem que ter um grande esforço para fazer isso para cada palavra-chave.

Uma solução melhor é simplesmente passar o mouse sobre a palavra-chave e olhar o volume de pesquisas ao longo do tempo.

image04

No caso acima, o volume de pico é de cerca de 8.000 e o mínimo é de cerca de 3.000. Assim, mesmo que o seu público procure a palavra-chave muitas vezes durante apenas alguns meses, ele pode gerar um bom tráfego durante todo o ano.

Mas, e se o padrão de pesquisa para a sua palavra-chave for altamente variável?
Por exemplo, o volume médio mensal de busca para ‘snow shoveling’ (pás para neve) é de 8.100.

Se ir mais a fundo para ver as variações do volume mensal da palavra-chave, você provavelmente não vai se surpreender.

image25

As pesquisas têm um pico exponencial nos meses de inverno, mas caem bastante quando está no verão.

Você está disposto a negociar o seu esforço na criação e divulgação de conteúdo para obter tráfego por apenas 3 meses, especialmente levando em conta que vai precisar de pelo menos algumas semanas (ou possivelmente três meses) para que o seu conteúdo focado na palavra-chave sequer apareça nos resultados de busca?

Geralmente, você quer ir atrás de palavras-chave que têm um volume de pesquisa bastante consistente durante o ano inteiro.

Caso contrário, você vai experimentar uma “ressaca” (queda) do tráfego e até mesmo enfrentar dificuldades na realização de testes A/B.

Há uma exceção à regra – se você achar que uma palavra-chave está ganhando força recentemente, então vá atrás dela. Seu gráfico será parecido com isto:

image19

Estas serão, algumas vezes, estratégias de palavras-chave para marcas, como a “técnica skyscrapper” ou “choque de conteúdo”. Claro, os sites que inventaram o termo irão se classificar no topo, mas você pode facilmente pegar os pontos abaixo (até que todos no segmento escrevam sobre elas fazendo com que se tornem concorridas).

image22

Você pode encontrar temas que estão em tendência diretamente do Google Trends. Por exemplo, a palavra-chave “como pintar um carro” tem tido uma taxa de crescimento relativamente estável desde 2011.

image17

Mas, se eu quiser encontrar uma consulta emergente relacionada, posso ir até o final da página e ver as “Pesquisas relacionadas”:

image05

Então eu posso extrair as palavras-chave de cauda longa dessas consultas, ligando-as no keywordtool.io. Eu lhe mostro o processo exato neste artigo.

image07

O Google Trends também mostra as consultas de pesquisa que estão crescendo com o passar do tempo.

image01

Se o seu site é de natureza temporal e depende do tipo de conteúdo das notícias, então você definitivamente deve ir atrás dessas palavras-chave temporárias. Eu também mostrei como você pode obter o seu site de notícias adicionado ao Google Notícias e receber o tráfego em tempo real a partir dos 6 bilhões de cliques que ele envia para os editores todo mês.

2. Os volumes de palavras-chave não são apenas médias. Eles também são arredondados

Os volumes de busca que você vê dentro do Planejador de Palavras-chave nem sempre são maiores para locais diferentes.

Isso acontece porque o Google junta um volume de palavras-chave similares dentro de um único bloco, apenas por conveniência. Então, se você está segmentando para poucas palavras-chave de cauda longa, você vai ficar apenas perto dos 10 primeiros resultados.

Mas, em volumes de buscas mensais maiores (palavras-chave principais), isso pode dar diferenças potencialmente obscuras de até 10.000 buscas/mês entre palavras-chave.

Aqui está um exemplo dessa anomalia para as palavras-chave “jogos de basquete” e “placares de baseball.” Note que o Planejador de Palavras-chave mostra um volume médio mensal de buscas da palavra-chave de 210.000 para ambas as palavras-chave. Agora, veja a real diferença:

image21

Uma pesquisa feita por Russ Jones e sua equipe, descobriu que o Google tem 85 desses blocos de tráfego que são logaritmicamente (que é mais fácil de ser visualizada) proporcionais. Assim, quanto maior o volume de pesquisa, menos precisos e confiáveis os números podem ser. Os maiores blocos têm uma diferença de 1/4 de milhão de buscas por mês.

image00

Assim, há uma maneira de resolver essas estimativas imprecisas de tráfego?

Se você está indo atrás de palavras-chave de cauda longa, provavelmente não vai ver uma grande diferença. Mas, para diminuir o risco, a solução é confiar em seus próprios dados que são reais vindos do Google Analytics e das Ferramentas de Webmasters e diversificar suas fontes de tráfego além do Google.

3. O Google monopoliza resultados de busca: Mostrando uma SERP improdutiva para determinadas palavras-chave

Glen do Viper Chill realizou recentemente um projeto de pesquisa minuciosa, concluindo que apenas 16 empresas do mundo dominam os resultados de busca do Google.

image11

Eles criaram uma rede e usam a sua autoridade de marca para ganhar uma boa quantidade de tráfego para os seus novos sites.

Ele ainda mostrou que, para palavras-chave competitivas em nichos mais populares (incluindo a tecnologia, alimentação, viagens e software), essas empresas já ganharam todo o controle.

image08

É triste ver que o Google prefere ver certos sites e marcas em seus resultados de busca.

Mas, como ele se relaciona com a sua pesquisa de palavra-chave?

Algumas palavras-chave específicas irão conter apenas determinados tipos de sites nos resultados. Seu site pode não ser capaz de competir com eles – mesmo se você achar que as páginas na SERP não são confiáveis e são menos competitivas.

Por exemplo, certas palavras-chave comerciais, como “camisas para mulher” irá conter apenas sites de e-commerce nos resultados. Boa sorte para se classificar para essa palavra-chave com o seu site de conteúdo.

image20

Da mesma forma, você pode ver domínios .edu ou sites específicos de geografia que dominam os resultados de busca por palavras-chave específicas. Hayden criou o termo ‘lean SERP’ (SERP improdutivo) para essa monopolização dos resultados de busca do Google e ele aconselha a tentar concorrer com eles.

Minha recomendação também é pular tais palavras-chave duvidosas, mesmo que a sua intuição ou o algoritmo de uma ferramenta de palavra-chave possa considerá-las como de baixa concorrência.

4. O Google não está lhe mostrando o quadro completo

Voltando em 2012, Rand mostrou um relatório do blog Moz com as palavras-chave que estavam enviando tráfego para ele através de sua conta do Google Analytics.

image14

Então, ele realizou uma pesquisa para a palavra-chave principal “blog traffic” (tráfego do blog) na ferramenta de palavra-chave do Google para comparar as sugestões que mostrou.

image16

Rand estava confuso, porque muitos termos que eram mostrados em suas análises não foram exibidos no planejador. Então, ele realizou uma pesquisa exata para essas palavras-chave e descobriu que a ferramenta tem dados sobre essas palavras-chave, mas que o Google escolheu escondê-las da pesquisa ampla.

image10

Ele descobriu que 50% dos termos relacionados não foram sugeridos pela ferramenta de palavras-chave.

image06

Isso significa que haverão muitas oportunidades de segmentação de palavras-chave perdidas se você confiar apenas no Planejador de Palavras-chave do Google para a pesquisa de palavra-chave.

A menos que você não possa pensar de cabeça em palavras-chave e inseri-las, irá perder muitas palavras-chave relacionadas dentro Planejador de Palavras-chave do Google.

O Google tem cada vez mais escondido os dados de palavras-chave para os webmasters. Com o lançamento do planejador de palavras-chave, o Google parou de mostrar dados de volume de pesquisa para diferentes dispositivos e pesquisas globais X pesquisas locais.

Da mesma forma, em 2013, o aumento da criptografia na pesquisa do Google levou a um aumento nas atividades que “não são fornecidas” dentro do Google Analytics.

image24

Uma maneira de descobrir palavras-chave que você pode segmentar, está em usar a busca do Google onde aparecem os dados.

image02

Você também pode usar “wildcards,” (curingas) como ‘_’ no início da sua consulta para encontrar mais oportunidades.

image09

Ou até mesmo entre duas palavras em suas consultas.

image23

Uma solução ainda melhor é usar ferramentas adicionais, como o Long Tail Pro para fazer uma pesquisa de palavra-chave mais detalhada e ferramentas de SEO, como o Ahrefs, para fazer engenharia reversa nas palavras-chave em que seus concorrentes estão se classificando.

Eu listei mais 5 métodos de palavras-chave incluindo Udemy, Twitter e Quora neste artigo que você pode adicionar ao seu arsenal de marketing.

5. Ferramentas de palavras-chave baseadas em algoritmos às vezes podem se comportar de forma imprópria

Perrin realizou recentemente uma análise extensa sobre as melhores ferramentas de pesquisa de palavra-chave no mercado. Isso incluiu Ahrefs, SEMRush, Long Tail Pro e o Moz Keyword Explorer.

Se você é um empreendedor experiente, em algum momento da sua carreira deve ter usado pelo menos uma das ferramentas acima em suas campanhas.

Assim, uma boa conveniência que essas ferramentas-chave fornecem aos profissionais de marketing é uma pontuação de dificuldade da palavra-chave na escala de 0 a 100.

Torna-se, então, muito mais fácil e eficiente verificar apenas uma pontuação de dificuldade da palavra-chave dentro da ferramenta, em vez de verificar os backlinks e outros aspectos de todos os principais resultados na SERP.

Long Tail Pro afirma claramente que uma palavra-chave com uma pontuação de até 30 pode ser considerada de baixa concorrência.

image15

Todas as outras ferramentas também dão a você uma pontuação.

Mas, a parte engraçada é que a maioria delas não entende o que significa a pontuação das palavras-chave dos concorrentes.

Parece que eles deixaram a pontuação de fora, só porque todo mundo no mercado resolveu oferecer.

image03

Que decepção.

Então, considere esse resultado apenas como uma métrica qualitativa relativa dentro do ecossistema da ferramenta. Mas, você tem que confiar em sua intuição e avaliar as páginas SERP.

De acordo com a interpretação do Perrin sobre a dificuldade da palavra-chave para 13 palavras-chave – o Long Tail Pro e o Moz foram os que deram os resultados mais precisos.

image12

Contudo, mais uma vez eu recomendo que você use esses resultados apenas como referência. O julgamento final sobre a segmentação de palavras-chave é fundamental para o sucesso das suas campanhas e também deve depender da sua compreensão do seu nicho/público-alvo.

Conclusão

A pesquisa de palavra-chave baseia-se em muitas ferramentas e dados do Google. Mas, é fácil ignorar suas limitações e dedicar meses de esforço tentando se classificar para palavras-chave que não afetam de forma geral seu negócio.

Eu listei cinco restrições nesse artigo, juntamente com as possíveis soluções viáveis que você pode implementar para diminuir os efeitos negativos. Espero que mantenha isso em mente durante a execução de pesquisa de palavra-chave no futuro.

Você já enfrentou algum dos desafios acima em sua pesquisa de palavra-chave? Existem outras limitações que não mostrei no artigo? Eu gostaria de ouvir sobre elas nos comentários.

Share