5 Tendências de Marketing de Conteúdo Para Levar em Conta no Próximo Ano

trends

O marketing de conteúdo tem sido amplamente utilizado pelas marcas. Muitas já começaram seus próprios blogs e conseguiram obter algumas vantagens do ambiente do conteúdo.

O problema é que a maioria das empresas não tem a paciência necessária. Elas não esperam ao menos 6 meses para ver o tráfego fluir para seus sites. Além disso, em vez de tomar decisões baseadas em dados para modificar suas estratégias de conteúdo, a maioria falha também nessa adaptação.

Quando as empresas encontram dificuldades para medir o ROI, elas abandonam o marketing de conteúdo completamente. Contudo, a melhor opção seria entender os seus clientes. Em seguida, fazer um brainstorm sobre como você poderia atender suas necessidades com eficiência, levando em conta estratégias que estão funcionando atualmente no mercado.

Neste artigo, eu combinei cincos tendências de marketing de conteúdo. Todas são baseadas em dados e estudos de caso que não apenas provam que elas funcionam, mas também mostram uma maneira prática de implementá-las.

Você está pronto para usufruir das tendências de marketing de conteúdo que mais funcionam atualmente?

Então, aqui vai a primeira delas.

1. Consumidores estão prontos para pagar por conteúdo educativo

Os usuários têm a tendência de procurar por alternativas grátis em detrimento de qualquer solução paga, o que é verdade na maioria dos casos.

Sites de torrent são extremamente populares para fazer o download de conteúdo de entretenimento.

Porém, devido ao grande volume de produção de conteúdo, todos os dias na internet:

Existe uma grande demanda por conteúdo bem elaborado e de qualidade.

Um grande exemplo que eu compartilhei anteriormente é o ebook “31 Dias para Construir um Blog Melhor”, feito pelo Darren Rowse do ProBlogger. O Darren vende esse eBook de design maravilhoso por US$29.99, embora esse conteúdo esteja disponível de graça em seu blog.

image24

Gael e Mark, do Authority Hacker, fizeram algo semelhante no site de autoridade deles . Eles reuniram o conteúdo do seu blog na forma de um eBook (com algumas aulas extras) e o venderam para o público. Essa ideia os ajudou a gerar US$2.500 por mês na forma de rendimentos passivos.

Outra boa estratégia que é bastante utilizada por muitos blogueiros populares são cursos online. Jon Morrow recentemente divulgou que ele tem conseguido US$ 100.000/mês, vendendo seus cursos.

image30

Bryan Harris também conseguiu US$ 220.750 com as vendas dos seus cursos em 10 dias.

image17

Ele mesmo confessou que esse rendimento de 10 dias foi mais do que ele havia ganho nos últimos 3 anos de sua carreira online.

image06

Até o Brian Dean vende um curso de SEO em seu blog Backlinko.com e consegue rendimentos fantásticos.

O Bryan Harris divulgou como vender um pacote dos seus produtos através de parcerias com outros influenciadores. E isso pode causar um grande impacto em suas vendas.

image18

Bryan fechou uma parceria com o Brennan Dunn. Todas as pessoas que se matricularam em seu curso ganharam o curso “Double Your Freelancing Rate” de graça.

image12

Eu também criei pacotes atrativos para o lançamento do meu livro.

Os milhões de dólares em vendas dos cursos no Udemy e seu crescente número de estudantes provam a demanda por cursos pagos.

image10

Como conclusão disso, podemos notar que as pessoas estão dispostas a pagar por conteúdo acessível e de alta qualidade que irá solucionar seus problemas. É por isso que consultorias (pagar alguém para te guiar e ensinar algo) é um segmento que gira em torno de 415 bilhões de dólares.

Se você está se perguntando como exatamente os blogs ganham dinheiro através de conteúdo pago, veja então esse esquema criado pelo Jon:

image26

O ponto mais importante para vender cursos online em seu blog é sua lista de e-mails. Uma vez que essa é a peça principal para a geração de lucros, você deveria focar no crescimento dela.

A partir daí, você pode aplicar o método do Bryan para ganhar dinheiro com seu curso, mesmo que você tenha uma lista pequena.

image02

2. Vídeos online são a tendência do marketing de conteúdo de maior crescimento

Quando falamos a respeito de tendências do marketing, é impossível não mencionar este conteúdo de crescimento exponencial…

Vídeos.

Conteúdo escrito é o mais fácil de produzir, tem grande valor para SEO e pode criar um impacto imenso.

Vídeos são extremamente eficazes para facilitar o entendimento das pessoas sobre seus produtos. De fato, para certos assuntos complexos, os vídeos são o melhor tipo de conteúdo para esclarecer contextos e dar explicações.

image01

Em 2015, dentre todos os tipos de conteúdo, os vídeos foram os que tiveram o maior aumento de popularidade. Muitos estão prevendo que os vídeos irão compor cerca de  70% de todo o tráfego da internet em 2017.

image20

A leitura de textos, especialmente em telas de celulares, é extremamente cansativa. As pessoas preferem então assistir vídeos.

Um tempo atrás, eu compartilhei como o Dollar Shave Club e a Orabrush lançaram seu modelo de como se tornar uma marca multimilionária, através da produção de vídeos virais contando histórias no YouTube.

Além do mais, os vídeos não apenas conseguem a atenção do seu público. Eles melhoram o engajamento, levam a mais conversões e aumentam seus rendimentos.

image14

O Facebook lançou alguns vídeos e, em janeiro de 2016, revelaram ter alcançado 100 milhões de horas de vídeo assistidas por dia. Pouco tempo depois, eles perceberam que vídeos ao vivo vinham alcançando um melhor engajamento nos feeds de notícias. Então, em março de 2016, eles começaram a tratar os vídeos ao vivo como um novo tipo de conteúdo.

Eu te desafio a tentar fazer um vídeo ao vivo do tipo Perguntas & Respostas com seu público no Facebook. Seus fãs irão gostar do caráter pessoal do conteúdo. E geralmente isso cria um engajamento imenso.

Se você está pensando em produzir vídeos online, aqui estão 4 tipos que você deveria considerar:

1. Como fazer vídeos baseados em frases que seu público está procurando. O Pat Flynn compartilha informações úteis para seu público, em várias séries de vídeos produzidas por ele.

image28

Considere também realizar entrevistas online que forneçam informações valiosas para seu público.

Denture Capital é um grande exemplo de canal do YouTube que rapidamente ficou famoso como o “programa das startups” na Índia. E isso foi feito através de entrevistas com fundadores de startups.

image11

2. Compartilhe histórias de sua marca em vídeos – isso irá passar uma imagem mais autêntica e pessoal. Veja um exemplo feito pela GoPro, com o vídeo “About Us”:

Ramsay, do Blog Tyrant, também diferencia sua página Sobre em seu blog com um vídeo de introdução.

image31

3. Você pode explicar as características do seu produto digital. Assim será mais fácil o entendimento dos seus clientes sobre o que você está vendendo.

Um bom exemplo disso é o Thrive Themes. Eles construíram sua base de conhecimento com um tutorial passo a passo que mostra seus produtos em ação.

image29

Eles até mesmo retornam às questões levantadas em seu fórum de suporte com explicações em vídeo.

Semelhantemente, a Ustraa publicou vídeos com a aplicação dos seus produtos relacionados à barba no YouTube.

image15

4. A última opção que quero introduzir a você é postar reviews dos seus produtos em vídeo.

A Ramit Sethi frequentemente integra vídeos de entrevistas e reviews em seus cursos de marketing.

image23

Eu explico a aplicação dos quatro tipos de vídeo com mais detalhes aqui.

Nota: O YouTube é uma ótima plataforma para distribuir seu conteúdo e aumentar seu alcance. Se você se sente intimidado ao considerar produzir um vídeo, então comece devagar através da divulgação do seu conteúdo existente através dessa plataforma.

O Entrepreneur.com relançou de maneira compacta seu Weekly Roundup Tips no YouTube, junto aos seus colaboradores.

image07

3. Considere usar a distribuição paga para causar impacto com seu conteúdo

Os custos do marketing de conteúdo, especialmente no início do lançamento de sua campanha, podem ser altos. Além disso, leva até 6 meses para que você veja algum resultado. Esse alto custo inicial leva a maioria das empresas a abandonar suas campanhas de conteúdo antes da hora. Apenas com o tempo o custo por lead irá diminuir.

image19

A principal razão pelo atraso nos resultados é que os profissionais do marketing de conteúdo têm um excesso de confiança no tráfego livre dos mecanismos de busca. Esse tráfego, apesar de estável, flui devagar.

Eu tenho certeza que você já ouviu falar de uma outra plataforma de entrega de conteúdo usada pela maioria dos donos de pequenas empresas.

Estou falando das  redes sociais – Com 87%, é o mecanismo de entrega de marketing de conteúdo mais comum.

Porém, os profissionais do marketing tomaram conta da maioria dessas plataformas e ganhar a atenção do consumidor está cada vez mais difícil.

Por exemplo, 50 milhões de páginas de pequenas empresas lutam pela atenção dos usuários do Facebook nos feeds de notícias. Além disso, como você deve imaginar, muitas empresas falham na tarefa de receber leads de qualidade do Facebook.

Para muitos empresários:

Uma despesa extra para promover seus conteúdos de alta qualidade pode parecer impraticável.

Porém, a publicidade paga pode ser um bom caminho para manter as coisas no fluxo e expor seu conteúdo para um público bastante específico.

Mesmo um orçamento pequeno como US$50 por post, pode te ajudar a conseguir 10 vezes mais visualizações de página para seu conteúdo. O Larry Kim conduziu uma webinar, em conjunto com o HubSpot, revelando o processo exato.

image22

O Facebook e o Instagram são ótimas plataformas para concentrar seus esforços em marketing pago. Eu já escrevi sobre como você pode “enviar pessoas para o seu site” com publicidade no Facebook.

image03

A Castrol Moto experimentou tanto o marketing pago quanto o orgânico no Facebook. Aqui está a diferença no alcance e na qualidade do público entre os dois casos:

image27

Simplificando, o marketing pago funciona, se você souber aproveitá-lo.

De acordo com o Contently – “o gasto social pago ainda fica atrás da atenção do consumidor em 50% (ou US$5 bilhões).”

Precisa de ajuda para começar?

Você está com sorte! Eu escrevi um artigo detalhado sobre Como Integrar Gastos em Redes Sociais em Sua Estratégia de Marketing de Conteúdo.

4. Decisões baseadas em dados são necessárias para seus esforços em marketing de conteúdo

Eu já disse algumas vezes que seus posts e seu marketing de conteúdo devem ser baseados em dados. No meu caso, tento incluir estatísticas, estudos de caso e dados em geral em todos os meus artigos. Eles ajudam na construção de confiança, provando que as estratégias abordadas realmente funcionam.

De fato, em um post do Quick Sprout, eu previ que artigos baseados em dados se tornariam uma norma. Mais ferramentas estão sendo disponibilizadas para blogueiros convencionais para permitir uma coleta de dados mais fácil. Como consequência, os bons profissionais do marketing não terão mais desculpas para não embasarem seus artigos em dados concretos.

No momento, artigos com pesquisas legítimas dominam a internet. Por exemplo, veja os resultados para “estatísticas de marketing de conteúdo”:

image05

O Brian Dean mencionou “Publique pesquisas únicas (e dados)”, em primeiro lugar em seu “My 3 biggest traffic wins of 2016 (so far).”

Ele publicou seu artigo original de pesquisas com 1 milhão de resultados, juntamente com seus parceiros SEMRush, Ahrefs, MarketMuse e SimilarWeb.

image13

Ele conseguiu em torno de 5.500 compartilhamentos em redes sociais, backlinks de 485 domínios e aumentou a amplitude de tráfego orgânico do site do Brian em 38,41%, desde novembro do ano passado.

image09

O grande desafio que os profissionais do marketing têm enfrentado, com a grande disponibilidade de dados, é a falta de habilidade em identificar conhecimentos práticos.

As marcas precisam de vasculhar seus pormenores, para encontrar detalhes significativos que ajudarão no engajamento com o público. Então, é preciso desenvolver um plano para alcançar seus objetivos de negócios. Nos próximos 5 anos, conhecimentos em estatística estão também cotados para ser uma competência importante dentro do marketing.

image25

Considerando algumas das limitações de dados que eu discuti aqui, eu recomendo que você monitore de perto como suas estratégias de marketing de conteúdo impactam em seu rendimento.

5. Personalização pode ajudar no aumento de conversões

Se seu público compartilha informações pessoais deles com você, então eles esperam um tratamento especial. Porém, como eu discuti na tendência anterior, os profissionais do marketing se atrapalham, mesmo com o acesso à essa informação. A Monetate descobriu que 95% dos seus dados organizacionais ainda não foram explorados.

image21

Se as marcas podem personalizar seu marketing, então poderão esperar:

  • Maior fidelidade à marca,
  • Maior engajamento e conversões,
  • Mais clientes recorrentes,

Conforme a Usabilla, 56% dos clientes tendem mais a comprar algo quando passam por uma experiência personalizada.

Você pode personalizar a experiência do consumidor, baseando-se em suas localizações geográficas, idade, dispositivos usados, palavras-chave buscadas, fontes de tráfego de referência e uma série de outras opções.

Veja um esquema que explica uma personalização apropriada:

image04

O que você pode personalizar para seu público, baseando-se nos comportamentos passados dos usuários?

Você pode personalizar suas newsletters, recomendações de produto em seu site de eCommerce e até mesmo o conteúdo do seu blog.

O EyeBuyDirect.com presenciou um aumento de 175% em seu CTR e de 30% em suas conversões, após personalizar as recomendações de produto em sua newsletter.

image00

Eu uso a personalização geográfica em minha ferramenta do Quick Sprout. Se você usar essa ferramenta, você irá ter uma localização diferente na nota abaixo (não “Corpus Christi”, por exemplo).

image16

Se você usa o WordPress, você pode começar com uma personalização utilizando o plugin What Would Seth Godin Do. Ele irá mostrar uma mensagem de boas-vindas personalizada para os novos e antigos visitantes do seu site. E pode ter certeza que os novos se sentirão em casa com essas mensagens.

image08

Conclusão

Seu conteúdo deve estar sintonizado com o seu público. Dados baseados no comportamento do consumidor são um bom começo para ajustar sua estratégia.

Nesse artigo, eu compartilhei as 5 principais tendências do marketing de conteúdo do momento. Eu sugiro que você escolha uma delas e a coloque em prática. Distribuição paga provavelmente é a mais fácil de implementar (dependendo do seu conhecimento e recursos disponíveis).

Existem outras tendências de marketing de conteúdo que esqueci de mencionar? Eu adoraria saber mais a respeito delas nos comentários abaixo.

Share