5 Tipos de Post Para Blog Que Todo Blogueiro Precisa (E Como Criar)

writing

A carreira de blogueiro é relativamente nova. Justin Hall é considerado um dos primeiros blogueiros com uma “página pessoal” que ele criou quando era aluno da Swarthmore College, em 1994. Em pouco tempo, os blogs evoluíram do modelo de diário pessoal, para sua forma moderna.

Atualmente, muitos empreendedores descobriram o segredo para conquistar um público através de um blog e faturar milhões monetizando suas áreas de interesse. Por outro lado, muitos blogs não têm tanto sucesso. Eles não passam de algumas centenas de visitantes, e acabam não conseguindo gerar dinheiro.

Em uma pesquisa de 2015 com milhares de blogueiras da iBlog magazine, apenas 11% disseram ganhar mais de 30.000 dólares. 68% ganharam menos de 5.000 dólares.

Existem alguns aspectos importantes que você precisa considerar para desenvolver um blog bem-sucedido. Eu sei porque trabalhei com 20 dos 100 maiores blogs.

Faça um download em PDF deste post para saber como criar 5 tipos de post para blog.

Neste artigo, eu quero mostrar uma receita bem-sucedida de post para blog que irá ajudar você a entrar no clube dos blogueiros de elite. Vejamos uma abordagem orientada por dados sobre os tipos de post para blog que funcionam bem, e como você poderá criá-los.

Primeira lição.

1. Posts longos, ricos em conteúdo e pesquisa

Você já sabe que eu defendo um conteúdo longo e aprofundado. Eu cresci o tráfego do NeilPatel.com para 100.000 visitantes em menos de um ano com posts para blog com mais de 4.000 palavras. 

image16

E eu continuo escrevendo posts para blog com 2.000 palavras, tanto no Quick Sprout quanto no NeilPatel.com.

Na minha análise dos posts do blog Quick Sprout, Eu descobri que posts com mais de 1.500 palavras recebem 68% mais tweets e 22% mais curtidas no Facebook do que artigos com menos de 1.500 palavras.

HubSpot também analisou 6.192 artigos publicados no blog deles e descobriu que posts com mais de 2.000 palavras conquistaram mais tráfego orgânico, compartilhamentos nas redes sociais e links inbound.

image24

Se você acha que textos longos funcionam apenas em certos nichos, como marketing digital, então como você explica o resultado desta análise de 100 milhões de artigos no Buzzsumo?

Eles descobriram que artigos com 3.000 a 10.000 palavras tiveram mais compartilhamentos.

image13

O Google mostra uma afinidade por textos mais longos em seus 10 primeiros resultados de busca.

image20

Além de funcionar bem nas redes sociais e nos mecanismos de busca, os posts mais longos funcionam tão bem, porque eles entregam um tremendo valor para o seu público.

Em uma recente análise de 1 milhão de artigos da Moz e Buzzsumo, eles descobriram que 85% do conteúdo (excluindo vídeos e questionários) possuem menos de 1.000 palavras.

Os seus textos mais longos devem ter como objetivo criar elementos que construam a credibilidade da sua marca. É por isso que o BuzzFeed e o Business Insider contrataram jornalistas para escrever seus textos investigativos.

image23

Eu não quero que você se empolgue e saia escrevendo vários posts ruins, só porque têm mais de 2.000 palavras, todos os dias.

Você precisa se destacar em um oceano de posts para blog curtos, publicando informações úteis e práticas para o seu público. Tente desenvolver um texto robusto com ideias e conteúdo que irão derrubar os seus leitores da cadeira.

Um bom exemplo de blogueiro que você pode usar para obter inspiração é o Brian Dean. Ele conseguiu 100.000 visitantes para o Backlinko com apenas 32 textos de alta qualidade.

image08

As publicações escritas não são o único caminho para o sucesso. Tim Ferriss experimentou uma forma interessante de podcast com áudios mais longos que conquistaram mais de 60 milhões de downloads.

Esse é só mais um tipo de post que você pode adicionar no seu portfólio editorial. Se o seu público gosta de posts mais curtos ou infográficos, não pare de produzi-los. 

image09

Para começar a criar conteúdos mais longos, leia este artigo.

2. Histórias originais orientadas por dados

Recentemente eu previ que mesmo um blogueiro mediano seria capaz de desenvolver um conteúdo e conseguir ideias para apoiar as suas hipóteses.

Como?

Com o uso de ferramentas que permitem uma fácil aquisição de dados.

Os dados trazem confiança e ajudam a criar a sua autoridade no assunto – é uma ótima forma de apoiar racionalmente as suas afirmações. Você percebeu que eu usei resultados baseados em dados a partir de 4 estudos sobre a criação de conteúdos longos?

O ConversionXL conseguiu um público de primeira linha de profissionais de marketing, empreendedores e otimizadores, alcançando mais de 225.000 visitantes por mês. A sua regra de ouro é amparar cada opinião com dados. Eles não se contentam apenas com o que funciona. Na verdade, eles investigam os dados para entender o motivo pelo qual ele funciona.

Faça experimentos e descreva o processo para o seu público nos seus posts para blog. Não se esqueça de integrar números e dados, desde o título. Veja um exemplo de um post que eu escrevi.

image29

Se você não conseguir muitos dados relevantes, você pode criar parcerias com marcas mais estabelecidas.

Brian Dean recentemente criou uma parceria com o SEMRush, Ahrefs, MarketMuse e a SimilarWeb, para realizar um estudo sobre 1 milhão de resultados de busca do Google. Veja o quanto o público adorou esse post nas redes sociais.

image19

Um excelente aspecto de escrever histórias originais orientadas por dados é que elas são reutilizadas e compartilhadas pelo seu segmento. Eu escrevi recentemente um artigo sobre a análise de 1 bilhão de posts do Facebook no BuzzSumo. E eu não fui o único a escrever sobre esse assunto.

image22

Pense no tamanho da exposição que a sua marca pode conseguir realizando apenas um estudo como esse.

Para conseguir uma parceria e realizar/publicar um estudo original, você vai precisar dos seguintes atributos:

  • público existente,
  • a capacidade de buscar e “peneirar” dados (você pode contratar um programador pelo UpWork),
  • ter acesso a dados relevantes.

Se você não tiver nenhum dos três atributos agora, você pode usar dados de experimentos já realizados por outros blogueiros ou marcas. Veja o meu guia para escrever posts para blog orientados por dados.

3. Use suas incríveis histórias de sucesso

As informações que você oferece no seu blog não são totalmente únicas. Elas foram reaproveitadas a partir de várias fontes online ou pelo menos foram inspiradas em ideias que você leu em um livro. Até mesmo o visionário Steve Jobs acreditava nisso – 

Bons artistas copiam, os melhores roubam.

Então, se o que você está falando já foi dito diversas vezes em vários formatos e através de uma grande variedade de plataformas – existe ainda um bom motivo para o seu público ler as suas publicações?

Felizmente….

Sim.

As pessoas querem escutar a sua voz. Elas querem ver a sua personalidade brilhar – é por isso que elas visitam o seu blog. E o seu público atual já criou uma relação emocional com você.

Pincele os seus posts para blog com as suas ideias e histórias de sucesso.

Os seres humanos não gostam de receber comandos, eles gostam de uma história robusta que indique o que eles precisam fazer.

É por isso que o storytelling é a ferramenta mais poderosa que o profissional de marketing tem. Contar histórias é mais persuasivo do que usar informação factual para conduzir os seus visitantes a uma ação.

Eu uso regularmente a potente combinação de dados e histórias nos meus textos. Pela minha experiência, esses posts recebem um grande engajamento. Por exemplo, eu escrevi um post sobre como gastar dinheiro com roupas fez com que eu conseguisse ganhar mais dinheiro.

image02

Esse post para blog conseguiu quase 10.000 compartilhamentos e vários comentários.

image25

Outro grande exemplo de post para blog que conta uma história de uma maneira brilhante foi, “How to Quit Your Job, Move to Paradise and Get Paid to Change the World” de Jon Morrow. O post recebeu mais de 450.000 comentários e 10.000 compartilhamentos nas redes sociais.

image26

GrooveHQ mostra a forma certa de enriquecer o seu blog com histórias interessantes que atraiam o seu público-alvo.

image06

O pessoal na Tiny Buddha conquistou 1,5 milhão de seguidores compartilhando as histórias das pessoas. Eles defendem compartilhar a sua história pessoal com todos os que contribuem.

image07

Um detalhe importante quando você for escrever suas histórias: Sempre pense na perspectiva dos seus leitores. Se a sua história for irrelevante para o seu público e não entregar nenhum valor, então você estará apenas se vangloriando. E ninguém gosta de uma pessoa esnobe. 

Veja o meu artigo de como usar o storytelling.

4. Infográficos e conteúdo em vídeo

Me desculpe, meu argumento anterior estava incompleto… Eu esqueci de mencionar a criação de histórias visuais.

É fantástico, porque a web é visual. Deixe-me te mostrar a eficácia de um conteúdo visual com um bom layout visual.

image17

Eu fui um dos primeiros a usar infográficos para o marketing de conteúdo. Em pouco mais de 2 anos, nós criamos 47 infográficos, a um custo de 28.200 dólares para o KISSMetrics. O custo benefício foi altíssimo, considerando que nós conseguimos  2.512.596 visitantes e 41.142 backlinks para o nosso blog.

Os infográficos ajudaram a construir a minha marca e a direcionar tráfego para o Quick Sprout.

image27

Como o conteúdo textual se torna cada vez mais comum na internet, você precisará fornecer mais controle e variedade para o seu público. Vídeos e gráficos são uma ótima maneira de realizar essa tarefa.

O Unbounce descobriu que a demanda por infográficos cresceu 800% em poucos anos.

image10

Com infográficos você vai precisar desenvolver uma história original que se conecte com os seus leitores no nível emocional. Por exemplo, você pode utilizar personagens familiares para atrair o interesse do seu público.

image21

Você também precisa de uma pesquisa com dados e fontes confiáveis. Você verá que eu sempre coloco links para a origem dos dados, no final dos infográficos.

image11

Se você não for muito bom com edição de imagens, você precisará contratar um designer para criar um infográfico de alta qualidade. Veja o meu artigo sobre como criar infográficos para atrair visitantes para o site.

Agora vamos falar sobre o conteúdo que irá ocupar 74% do tráfego na web em 2017 – vídeos. Você sabia que 55% das pessoas assistem aos vídeos online todos os dias? E que a maioria desses vídeos é reproduzida em dispositivos móveis?

image28

Se você se sente intimidado pela ideia de criar vídeos, comece reutilizando o seu melhor conteúdo textual no formato de vídeo. O Entrepreneur.com frequentemente faz uma pequena entrevista em formato de vídeo com os autores dos posts de melhor performance na semana.

image01

Você também pode interagir com o seu público das redes sociais através de vídeos ao vivo. Eles mostram o lado humano da sua marca, trazem autenticidade para as suas mensagens e fazem a sua comunidade se sentir especial. 

Por exemplo, O DJ Khaled compartilha mensagens de inspiração, disponíveis por 24 horas,  através do Snapchat.

image14

Se você usa o recurso de transmissão ao vivo do Facebook, você pode incorporar a gravação do vídeo em seus posts para blog mais relevantes. A Social Media Examiner inseriu o código do vídeo sobre dicas de engajamento neste artigo.

image03

Se você estiver em um nicho onde você precisa resolver questões complexas, então os vídeos irão possivelmente entregar muito mais valor e adicionar mais contexto do que o conteúdo escrito.

image00

É por isso que a Orabrush e a Dollar Shave Club foram capazes de vender milhões de dólares em produtos com vídeos virais com histórias sobre a sua marca.  Você pode encontrar 4 estratégias para atrair clientes com vídeos aqui.

5. Apresente opiniões contrárias ao senso comum (com uma boa justificativa)

Você se lembra que eu disse que o seu público que escutar as suas opiniões particulares?

Se você deseja construir uma marca fascinante, você precisa processar o conteúdo que você lê para produzir ideias originais.

Um bom exemplo de post para blog é o argumento de Mark Schaefer contra a sustentabilidade do marketing de conteúdo. Ele desenvolveu o termo, Choque de Conteúdo, para descrever como a imensa quantidade de conteúdo não é consumível e, portanto, não agrega valor ao negócio. 

image15

O post viralizou e muitas pessoas do segmento de marketing digital publicaram suas opiniões sobre como superar o desafio do choque de conteúdo. Veja a quantidade de backlinks que o artigo recebeu.

image05

Outro grande exemplo é o post para blog de Seth Adam Smith – “Casamento não é para você”.

título captura a sua atenção e incita a sua curiosidade, certo?

image18

Apesar do título ser atrativo, o argumento do artigo é  “O casamento não diz respeito só sobre você, é sobre a doação de si mesmo para outra pessoa.”

A mensagem repercutiu tanto com os leitores que o post para blog recebeu 1,8 milhão de compartilhamentos apenas no Facebook.

image12

Como resultado da popularidade da mensagem, Seth Adam Smith apareceu diversas vezes na TV e conseguiu um contrato para publicar um livro.

Eu espero que você entenda o quão poderosa é a controvérsia. O Donald Trump consegue milhões de interações em seus posts no Facebook falando sobre assuntos que estão em pauta, frequentemente com uma posição controversa.

image04

O BuzzSumo desvendou a forma correta de se usar a controvérsia, “Se você achar a sua tribo, e ela for grande o suficiente, então ela irá viralizar o seu conteúdo.”

Conclusão

Construir um blog de sucesso requer anos e anos escrevendo e publicando. Se você publicar sempre o mesmo tipo de conteúdo, o crescimento do seu blog pode ser comprometido.

Os cinco tipos de post para blog que eu compartilhei neste artigo são os principais pilares para construir a identidade da sua marca. Experimente desenvolver apenas um desses. Mas não se esqueça que isso é só o começo. Não se esqueça de promover extensivamente o seu post para extrair bons resultados.

Deixe seus comentários. Que tipo de post para blog você gosta de criar? E que tipo de post trouxe os melhores resultados para você?

Share