7 Marcas Que Usam a Busca de Cauda Longa Para Aumentar o Tráfego do Site

brands

Não há dúvidas de que palavras-chave de cauda longa são populares entre profissionais de marketing de conteúdo, blogueiros e SEOs. A razão para isso é simples: consumidores estão usando busca de cauda longa e são mais propensos a comprar quando fazem isso.

De fato, um estudo da Vabrion descobriu que 70% das pesquisas são buscas de cauda longa e estas palavras-chave de cauda longa convertem 2,5x mais frequentemente.

Se você quer conseguir o melhor dos mecanismos de busca, foque em mais variações da palavra-chave principal.

Por exemplo, ao invés de focar em “tênis de corrida”, que é altamente disputado, você pode ranquear mais alto se focar em “melhor tênis nike para mulheres” no seu título e criar um conteúdo realmente útil em torno dessa frase-chave.

A maioria das marcas que pesquisam e focam termos de cauda longa tem experimentado um salto em tráfego orgânico e nos rankings, mas isso não significa que você não enfrentará desafios.

Verdade seja dita, se você quer um aumento de tráfego orgânico imediatamente, criar conteúdo em torno de termos de busca de cauda longa provavelmente não vai levar você a isso.

Mas, seu foco deveria ser a longo prazo. É aí que o seu site começa a mostrar os resultados, mesmo para palavras-chave que você não focou primeiramente.

Se você está disposto a jogar o jogo sério, palavras-chave de cauda longa podem aumentar o seu tráfego orgânico e convertem melhor que termos principais.

image32

Neste post aprofundado, eu mostrarei a você 7 exemplos brilhantes de marcas que estão direcionando tráfego orgânico de cauda longa. Envie esse guia para o seu time ou clientes para convencê-los que buscas de cauda longa são o futuro do SEO, tanto para companhias B2B como B2C.

Faça o download desta planilha resumida com 7 exemplos brilhantes de marcas direcionando tráfego orgânico de cauda longa.

Vamos começar com o Amazon, o loja e-commerce número 1 no mundo: 

1. O Amazon Faz 57% das Vendas Através de Palavras-Chave de Cauda Longa

Como site número 1 de compras no mundo, o Amazon faz muitas vendas de livros graças as notáveis descrições de cauda longa dos produtos. A Search Engine Guide descobriu que o Amazon faz 57% das suas vendas através de buscas de cauda longa.

image05

Chris Anderson, editor chefe da Wired, notou isto:

A melhor maneira de dominar a web frente a competição acirrada é otimizar para buscas de cauda longa.

É difícil saber a intenção do usuários por trás de palavras-chave principais, mas é muito mais fácil quando um usuário coloca uma variação mais longa de qualquer termo de busca.

De forma simples, busca de cauda longa é sobre otimizar para consumidores mais motivados, que definem sua intenção com termos de busca mais longos (normalmente 4 ou mais palavras). Palavras-chave de cauda longa são frases de busca mais focadas.

Que produtos vendem melhor online em termos de busca orgânica? Bem, produtos que você não consegue encontrar em lojas offline vendem bem online – por isso consumidores procuram por eles na web.

image46

O bom sobre este tipo de palavra-chave é que ela contem a palavra-chave principal mais genérica, mas também contem modificações ou palavras extras que a tornam mais relevante para um público-alvo mais específico.

Por exemplo, “roupas” é uma palavra-chave principal indefinida. Ela pode ter um monte de buscas, mas não é focada. E, se você tem um blog de roupas, pode ser difícil competir com sites de maior autoridade.

Por outro lado, “melhores marcas de roupa para homens” é mais definido e atende a um público-alvo bem específico, por exemplo homens procurando pelas melhores marcas de roupa.

Ainda usando o estudo de caso do Amazon, você notou que quando você digita qualquer palavra-chave relacionada a qualquer produto no Google, os resultados do Amazon normalmente se destacam?

image38

Se você tem sua própria loja online, então provavelmente você sabe o nível de competição que enfrenta. Você não compete apenas com o Amazon, mas também com milhões de lojas online e sites afiliados focando as mesmas palavras-chave e tentando ranquear melhor no Google.

Donos de lojas e-commerce sabem que o número 1 no ranking do Google consegue em média 36,4% de taxa de cliques, enquanto a segunda página do ranking consegue míseros 1,5% de CTR.

image41

A questão não é “onde você quer que sua página de produtos classifique.” Todo mundo quer o primeiro lugar. Nos dias de hoje, a questão é “como você pode ranquear melhor para palavras-chave relevantes diante de uma competição quase esmagadora?”

Por sorte, há uma forma de fazer isso, para aqueles como nós que não são o Amazon: nós podemos focar palavras-chave incomuns e ainda dominar nosso mercado.

As vendas do Amazon têm tido uma tendência de crescimento que está correlacionada à decisão da companhia de incorporar otimização de cauda longa.

image36

Usar a mesma abordagem lhe ajudará a ranquear melhor no Google, gerando vendas consistentes e construindo um sustentável negócio online.

O Google mostra que 15% dos termos de busca feitos no seu site são completamente únicos — ou seja, nunca antes vistos pelo Google.

Essa é uma boa notícia, porque nosso público-alvo fez com que fosse mais fácil atendê-los.

É estimado que 70% do tráfego de buscas vêm de buscas de cauda longa, ainda assim várias marcas não acham que elas valham o seu tempo e esforço. Se palavras-chave de cauda longa são tão efetivas, porque tantas marcas ainda as ignoram?

image24

Antes de tudo, muitas dessas marcas têm um enorme orçamento anual de marketing de seis ou mesmo sete dígitos. Para essas marcas enormes, investir em buscas de cauda longa pode não gerar o ROI necessário.

Segundo, palavras-chave de cauda longa normalmente tem um baixo volume de buscas. Você pode esperar fazer um grande impacto com elas, especialmente se o seu site é grande.

Finalmente, focar em buscas de cauda longa é um esforço de longo prazo. Você não pode esperar ranquear na primeira página de quaisquer desses termos da noite para o dia, mesmo que eles não sejam altamente competitivos.

Isso é porque o Google mudou as regras. SEO moderno diz mais respeito à intenção. No passado, incluir uma palavra-chave dessa natureza no seu título seria suficiente para conseguir estar entre os resultados da primeira página em menos de 30 dias.

image48

Para conseguir o ranking da primeira página no Google, você ainda precisa criar conteúdo de alta qualidade, engajar as pessoas certas e aumentar os suas interações sociais.

Então enquanto faz sentido para algumas marcas grandes ignorar palavras-chave de cauda longa, nós como blogueiros e profissionais de marketing de pequenas marcas podemos tirar vantagem disso.

Você não pode competir com sucesso com a Entrepreneur.com com uma palavra-chave principal como “ideias de pequenos negócios.”

image29

Esta palavra-chave “ideias de pequenos negócios” tem uma média de mais de 22.000 buscas e atrai um grupo focado de pessoas que estão procurando ideias viáveis para ajudá-las a construir um negócio.

image12

Mas você pode completar o que a Entrepreneur.com fez criando conteúdos mais úteis enquanto foca outras palavras-chave fáceis de ranquear com um volume de buscas decente.

image34

Afinal, quando você busca por “ideias para trabalhar em casa”, você não encontrará a Entrepreneur.com na primeira página.

image49

Então existem muitas oportunidades para ranquear melhor no Google se você parar de tentar competir e começar a tentar complementar.

Quando você começar a complementar o que sites de autoridade fizeram, você começará a procurar, e encontrar, oportunidades escondidas, palavras-chave de cauda longa que não foram focadas. Essa é sua competitividade.

Quando você olha para as descrições de produtos do Amazon, você nota que elas são descritivas, contêm o nome do produto, número do modelo, cor e algumas vezes o tamanho.

image14

Além das páginas descritivas dos produtos, os consumidores também fornecem longas e aprofundadas revisões de cada produto.

image44

Uma coisa que você notará quando fizer uma busca é que o Google não classifica mais apenas a exata combinação para uma palavra-chave de cauda longa.

Em vez disso, ele classifica páginas que são relevantes para o termo buscado. Afinal, os usuários podem não ter em mente aquele termo exatamente.

Então quando eu procuro por “carteira de homem com compartimento para moedas”, nem todos os resultados que eu vejo focam exatamente esse título, mas as páginas são 100% relevantes.

image11

Dica rápida: Se você está vendendo algo físico (joias, relógios, etc), ou digital (software, ebook, plugins), não há necessidade de integrar suas palavras-chave de cauda longa nos seus títulos textualmente.

Sério, você deveria acrescentá-las se elas fluem naturalmente, mas mantenha seu foco em criar uma experiência rica para usuários quando eles lerem seu conteúdo.

Evite repetir uma palavra-chave de cauda longa específica muitas vezes. Isso pode deixar você em apuros, porque é a definição perfeita de excesso de palavras-chave.

Quando você criar artigos longos (3000 palavras ou mais), você naturalmente descobrirá várias palavras-chave caindo no lugar certo. E rapidamente, sua página começará a ranquear para várias palavras-chave de cauda longa que você não focou.

image20

2. A River Pools and Spas Gerou $2 Milhões em Vendas

Dados da Altimeter mostram que “70% dos profissionais de marketing carecem de uma estratégia consistente de conteúdo.”

E essa é uma das maiores razões do porquê conteúdo de marketing B2B falhaSem uma estratégia, não importa quanto esforço e tempo você coloque nos seus negócios, você continuará se debatendo.

image47

Eu quero compartilhar uma breve história de sucesso que ajudará a você a ver o potencial do seu conteúdo.

Marcus Sheridan é um profissional de marketing de conteúdo altamente respeitável. Ele alcançou um tremendo sucesso, e ele é conhecido por seu estilo único de ensino que faz um ótimo uso do storytelling.

Mas isso não foi sempre assim.

image31

Marcus tinha uma empresa de piscinas que estava a beira de quebrar. Ele tentou várias técnicas de marketing, fazendo tudo o que podia para adquirir leads e clientes de alto nível.

Finalmente, como último esforço para salvar seu negócio, Marcus abraçou o inbound marketing e de conteúdo.

Dados bem conhecidos se tornaram sua realidade. De acordo com a HubSpot, companhias que usam blog geram 126% mais leads que aquelas que não usam.

image08

Marcus trabalhou duro para aprender os princípios básicos do inbound marketing e como construir relacionamento com os prospects. E isso transformou o seu negócio.

River Pools and Spas se tornou um dos sites mais confiáveis e com mais autoridade de piscinas no mundo, conseguindo mais de 500.000 visitantes por mês.

image26

A parte interessante é que o Sheridan não seguiu simplesmente uma receita de marketing de conteúdo.

Em vez disso, ele pesquisou seu público-alvo e descobriu que a maioria deles tinha uma única questão a ser respondida antes de comprarem: eles queriam saber quanto uma piscina de fibra de vidro custava.

Naquele tempo, existia apenas um punhado de sites de piscinas e eles eram focados apenas em vender – não necessariamente ajudando as pessoas a resolver seus problemas.

Sheridan pesquisou palavras-chave de cauda longa e então criou um artigo aprofundado entitulado “Quanto uma piscina de fibra de vidro custa?” Apenas este post gerou mais de $2 milhões em vendas.

image09

A propósito, aquele termo de buscas de cauda longa teve uma média de apenas 320 buscas ao mês.

image30

Mas é uma palavra-chave de cauda longa decente para se focar, especialmente quando você está vendendo um produto de alto valor como uma piscina de fibra de vidro.

Vamos supor que você tenha um site de comparação de carros. Você quer ranquear melhor em algumas palavras-chave, mas você simplesmente não consegue controlá-las. Em vez de bater sua cabeça contra a parede, procure palavras-chave de cauda longa que seus concorrentes não estejam focando:

i).   Primeiro passo: Vá ao Planejador de Palavras-Chave do Google AdWords. Coloque um termo de busca (ex. honda civic x toyota corolla). Então clique em “Obter ideias”:

image00

ii).  Segundo passo: Criar títulos atraentes com as palavras-chave. O título do seu conteúdo é o elemento mais importante na sua página.

De acordo com Brian Clark, fundador do Copyblogger,

8 em cada 10 pessoas lerão o seu título. Um título atraente as convencerá a ler o seu post.

Como regra de ouro, você deveria tentar adicionar uma palavra ou frase genérica as suas palavras-chave. Muitas pessoas cometem o erro de criar conteúdo sobre a própria palavra-chave, sem deixar o título natural.

Exemplos de títulos únicos com modificadores genéricos:

Corolla 2014 x Civic 2014: Características Importantes que Você Deveria Saber

5 Coisas Importantes para Considerar: Corolla 2014 x Civic 2014

Como Escolher o Carro Certo: Honda Civic x Toyota Corolla 2014

Leia Isso Antes de Comprar: Honda Civic x Toyota Corolla 2014

Como você pode ver, incluí frases genéricas além da palavra-chave. Agora os títulos parecem mais naturais, o que é exatamente o que o Google quer do seu título, conteúdo, texto âncora e links.

image35

3. KISSmetrics Recebeu 142.149 Visitantes Através de Palavras-Chave de Cauda Longa

Em dezembro de 2012, o KISSmetrics recebeu 142.149 visitantes através de palavras-chave de cauda longa. Também conseguimos novos assinantes para nosso software analítico.

Aprendemos a verdade da melhor forma possível: Palavras-chave de cauda longa convertem. De fato, elas renderam uma média de 36% de taxa de conversão.

image37

Isso foi o ponto de mudança pra mim. Antes disso, eu trabalhava um monte, identificava cuidadosamente meu público-alvo e fazia tudo “certo” (pelo menos eu pensava que sim) — mas nada parecia funcionar realmente.

Estava criando conteúdo útil regularmente. Mas, comparado com o tempo e dinheiro investidos, o tráfego orgânico que eu estava gerando não era encorajador.

Tão logo focamos em nos termos de busca de cauda longa, a audiência da KISSmetrics cresceu exponencialmente.

Então em vez de focar em “funil de marketing,” detalhei termos mais específicos como “como o funil de marketing funciona”:

image13

Com certeza, compensou e muito.

Você está perdendo muito tráfego orgânico se você não está criando posts em torno de termos de busca longos para focar em consumidores motivados.

Sim, existe uma grande diferença entre uma pessoa que busca por “construir uma lista de emails” e uma que busca por “conseguir meus primeiros 1.000 inscritos na lista de emails.”

Especialistas de marketing de conteúdo e inbound como o Derek Halpern e o Jay Baer têm visto ótimos resultados de palavras-chave de cauda longa ao longo dos anos.

Eles até contaram aos outros como conseguir tráfego orgânico e rankings integrando naturalmente termos de busca de cauda longa em seus conteúdos. Especificamente, essa abordagem pode aumentar o tráfego orgânico em 80%.

image10

Alcançar sucesso através do marketing de conteúdo significa descobrir um jeito de quebrar tarefas complexas em pedaços digeríveis.

Na minha experiência pessoal, busca de cauda longa traz simplicidade para a estratégia de conteúdo ajudando você a criar o conteúdo certo que esteja focado na intenção do usuário.

image45

Isso tem um efeito multiplicador nos seus resultados orgânicos. O esforço que você faz hoje continuará a produzir resultados a longo prazo.

Tenha em mente que o tipo de conteúdo que você escreve no seu blog importa. Se você quer atrair mais visitantes, artigos “como fazer” e “lista dos melhores” tendem a funcionar bem.

Mas se você quiser leads e clientes que estejam prontos para fazer negócios, você deveria criar mais estudos de caso. Fazemos isso bastante no blog do KISSMetrics:

image07

4. Companhias SaaS Aumentaram Seus Rankings de Buscas em Uma Média de 11,24%

Muitas companhias SaaS começaram pelas beiradas, mas hoje estão prosperando com sites robustos.

E uma das formas mais escaláveis de fazer isso por você mesmo é criar conteúdo de alta qualidade ao redor de palavras-chave fáceis de ranquear, que podem ter baixas taxas de volume de busca mas convertem melhor que as mais competitivas.

Mas tem muito mais do que “foque em termos de busca de cauda longa e os clientes virão até você.”

Você também precisa otimizar os elementos da página com as palavras-chave de cauda longa.

O que é exatamente o que uma companhia SaaS fez, e isso levou a um aumento de 11,24% nos rankings de busca.

image04

Você pode ver a partir desse gráfico que páginas sem otimização dos elementos veem uma queda de 2 posições na lista de busca orgânica.

Isso reforça minha própria experiência — a maioria dos sites B2B e B2C não se dão bem nos rankings de busca porque eles não otimizaram os elementos da página. A Searchlight identifica a otimização da página como uma das mais efetivas formas de ranquear mais alto nas buscas orgânicas do Google.

O gráfico da Moz abaixo mostra a diferença entre ingênuas e mais acuradas perspectivas do SEO on-page.

image23

Nem tudo é colocar palavras-chave nas tags de título e através do conteúdo. A maioria dos profissionais de SEO pegaram esse caminho até 2013, mas nestes dias, a experiência do usuário na página é igualmente importante.

Vamos dar uma breve olhada nestes fatores on-page que lhe ajudarão a ranquear melhor no Google uma vez que você os otimizar:

i).   Assuntos/tema da page: O primeiro fator on-page que importa é o seu assunto. O seu tema do site ou o assunto estão claros para os robôs de busca? Você deve notar que sites de autoridade como o Mashable publicam conteúdo sobre todos os assuntos relacionado a negócios, incluindo entretenimento. E você está certo — muitos sites também.

image40

Mas eles já são sites de autoridade. O Google confia neles, por causa da autoridade do domínio e dos links de referência.

image19

Esses sites de autoridade podem ranquear para praticamente qualquer palavra-chave principal em qualquer assunto, enquanto houver engajamento dos leitores. Mas se você está apenas começando, escolha um nicho.

Especifique o seu assunto claramente desde o início. Deixe o Google saber que você é um especialista em mídias sociais, não um consultor de pequenos negócios generalista, por exemplo. Seja específico no seu assunto e deixe-o transparecer em todos os posts que você criar.

image27

O motivo é: O novo SEO diz respeito inteiramente à autoridade. Quando você constrói links, aumenta a participação nas redes sociais e consegue comentários ou menções, esses sinais todos trabalham para aumentar a autoridade do seu site.

Jon Loomer é uma autoridade em apenas um assunto: marketing no Facebook. Ele direciona milhares de visitantes de busca orgânica porque o Google confia no seu site, que tem bastante conteúdo relacionado ao marketing no Facebook.

image03

Certamente, você pode escrever sobre 4 – 6 assuntos, como eu faço no QuickSprout.  Mas eu ligo cada um deles a um único propósito abrangente: ajudar companhias B2B a crescer seu tráfego de buscas e receitas.

Construa autoridade porque, eventualmente, é a autoridade que levará você a melhorar seu ranking de busca, não o número de links que você atrai. Autoridade — não links — levará clientes para o seu negócio.

ii).   Uso de palavras-chave relacionadas: A maioria das pessoas sabe que o uso de palavras-chave no título, meta descrição, tags de imagem e conteúdo são importantes, mas elas usam essas palavras-chave corretamente?

Palavras-chave usadas na página respondem por aproximadamente 15,04% dos fatores de ranking do Google, de acordo com a Moz.

image02

O antigo método de otimização de palavras-chave é simplesmente espalhá-las no seu título e tags de palavras-chave. Afinal, o Google saberá quais palavras-chave o seu site está focando. Por sua vez, essas palavras-chave contam aos robôs do Google qual é o seu assunto principal.

Mas tem um alerta aqui: novo SEO não diz respeito às palavras-chave, mas à intenção do usuário. Em outras palavras, o que os usuários querem? Por que eles estão buscando com esses termos específicos?

image18

Então em vez de adicionar várias palavras-chave relacionadas nas meta tags, foque em escrever textos e uma meta descrição que responda à questão perguntada (implícita ou explicitamente) pela palavra-chave. Não há necessidade de otimizar para todos estas frases-chave:

image33

Por exemplo, se a sua palavra-chave é “ferramentas de gestão de mídia social,” você pode responder à questão oculta, em vez de incluir a frase-chave textualmente:

Se você está procurando pelas ferramentas certas para ajudar a gerenciar suas atividades nas mídias sociais, para que você possa atrair seguidores, direcionar visitantes para o seu site e possivelmente vender seus produtos, este blog (ou conteúdo) responderá a esta questão.

Você notou que eu não mencionei a exata palavra-chave de cauda longa? Isso é porque o Google não se importa e nem os usuários.

Tudo que o usuário se importa é em ter uma boa resposta para sua pergunta. Isso é também o que o Google quer e essa é a maior razão por trás de todos os updates de seus algoritmos.

iii).   Conteúdo aprofundado e valioso: Dados recentes mostram que 15% do SEO on-page está no conteúdo aprofundado e valioso na página. Quando você está focando em palavras-chave de cauda longa, se lembre de fazer conteúdo aprofundado, útil e praticável.

SerpIQ conduziu um estudo para determinar o impacto do comprimento do conteúdo nos rankings de busca. O time descobriu que o comprimento médio do conteúdo que classifica na primeira página de resultados do Google é de 2.000 ou mais palavras. O resultado número 1 contém quase 2.500 palavras em média.

image01

Em minha experiência pessoal, conteúdos longos (3.000 palavras ou mais) classificam muito bem nos mecanismos de busca. Tenho visto ótimos resultados.

De fato, meus posts típicos no blog Neil Patel contêm mais de 4.000 palavras. E sabe o quê mais? Em menos de 7 meses eu gerei mais de 140.000 visitantes — 73% deles de buscas orgânicas.

image17

iv).   Experiência do usuário da página: Um importante fator on-page que é muito importante tanto para o usuário quanto para o Google é a experiência de uso da página, que consistem em design, qualidade e métricas de uso.

image39

Quando se trata de criar uma experiência memorável para o usuário, você tem focado no uso prático do seu site, porque você está interessado em satisfazer o seu usuário e convertê-lo em consumidore.

Da perspectiva do Google, se os usuários não estão lendo e se engajando com o seu conteúdo (p. ex. compartilhando, comentando, clicando nas suas páginas internas, etc.), a usabilidade do seu site é ruim. E isso pode afetar o seu ranking orgânico.

O benefício da otimização on-page para termos de cauda longa é importante, mas isso tem que ser focado em criar uma ótima experiência para o usuário, não em manipular os rankings de busca.

Você tem que entender que visitantes que chegam aos sites através de termos longos, mais específicos, geralmente estão mais motivados e bem mais envolvidos dentro do funil de conversão. Como resultado, eles serão mais propensos a converterem em taxas mais altas do que visitantes chegando através de termos de busca primários.

image06

5. A WPBeginner Cresceu o Tráfego Orgânico em 20% em Apenas Dois Meses

Existem várias ferramentas que você pode usar para encontrar termos de busca de cauda longa que convertem 2,5x mais que palavras-chave primárias.

image15

A WPBeginner, um blog de autoridade que desenvolve e vende plugins WordPress e outras ferramentas de marketing digital, aumentou o seu tráfego orgânico em 20% em apenas dois meses.

Os caras da WPBeginner usaram a HitTail, uma ferramenta premium de pesquisa de palavra-chave de cauda longa que ajuda você a crescer o seu tráfego de buscas. Eu usei a HitTail no passado para encontrar palavras-chave rentáveis, em torno das quais eu criava conteúdo útil.

image25

A HitTail pode analisar suas palavras-chave que têm melhor performance e pode vasculhar o seus dados de busca para palavras-chave que estão abaixo da performance ideal, o que o ajuda a melhorar o uso delas.

Tudo o que você tem que fazer é colocar o código de rastreamento no seu site WordPress e ele roda silenciosamente por trás do site. Quando o código de rastreamento estiver ativo no seu site, ele começará a gravar seus resultados de busca e informações essenciais sobre palavras-chave.

Essas palavras-chave serão analisadas usando o algoritmo da HitTail para lhe dar uma lista de sugestões de palavras-chave de cauda longa que você não está focando, abrindo uma ótima oportunidade para você finalmente ranquear no top 10 do Google.

A WPBeginner conseguiu crescer o tráfego de buscas em 20% em 2 meses, não apenas porque ela criou conteúdo em torno de alguns termos de busca de cauda longa de baixa concorrência, mas também porque ela rastreou quais palavras-chave o seu público-alvo usa para encontrar a WPBeginner nos mecanismos de busca.

image22

Com essas novas palavras-chave, o time da WPBeginner otimizou os elementos on-page e focou em responder perguntas dos usuários com posts longos, úteis e baseados em tutoriais. Você deveria fazer da mesma maneira.

6. Brian Dean Ajudou a Crescer o Tráfego de Busca da Clambr em 348% em 1 Semana

Apesar de buscas e email serem as duas maiores atividades na internet, leva tempo para construir um funil de marketing em torno delas. Mas especialistas concordam que se você tiver que escolher uma para fazer primeiro, deveria ser buscas, porque isso ajudará a construir a sua lista de email.

A primeira página do Google gera mais cliques, visitantes, leads e clientes para negócios. De acordo com a HubSpot, “75% do usuários do site nunca passam da primeira página de resultados.”

Acredite em mim, existem alguns empreendedores que eu conheço que estão se dando bem com SEO. Eles estão atraindo dezenas de milhares de visitantes de buscas orgânicas e estão nos 10 primeiros resultados para muitas palavras-chave altamente competitivas.

Um desses caras é o Brian Dean, fundador do Backlinko.

Brian Dean é um respeitado profissional de inbound marketing e especialista em SEO. Ele sabe como dar aos usuários o conteúdo que eles querem e como guiar os robôs de busca pelo caminho certo.

Usando a técnica skyscraper, ele aumentou o seu tráfego de busca em 110% em 14 dias. Ele começou a ensinar blogueiros que o seguiam como alcançar os mesmos resultados com seu sistema comprovado.

Em 23 de junho de 2015, Brian mais uma vez surpreendeu o mundo do SEO quando ele compartilhou o estudo de caso de como um de seus estudantes, Richard Marriot, cresceu o seu tráfego de buscas em 348% em sete dias, usando somente técnicas de SEO white-hat.

image42

Richard já sabia sobre a técnica skyscraper, um método comprovado que Brian Dean desenvolveu encontrando assuntos demandados, criando conteúdos melhores e conseguindo links e compartilhamentos.

Até esse tempo, Richard lutou para aumentar os visitantes do seu site. Seu blog, Clambr.com, não tinha o conteúdo certo para atrair pessoas pra ele, muito menos para levá-las a criar links para ele.

Mas tudo mudou quando ele criou um recurso excelente que superou tudo o que a concorrência tinha publicado e impulsionou a divulgação.

Depois de criar e publicar o post, ele usou a técnica skyscraper para provê-lo. O post agora está em primeiro lugar para a palavra-chave “ferramentas de construção de link,” classificando acima de alguns pesos-pesados no mercado de SEO.

image16

E tem mais. Esse post sozinho gerou mais de 3.600 visitantes alvo para o Clambr.com:

image21

Se você quiser conseguir resultados semelhantes, aqui estão os 3 passos que Richard Marriott usou para conseguir mais visitantes de busca, aumentar seu ranking de buscas, conseguir links de sites de autoridade e milhares de compartilhamentos nas redes sociais – tudo com um único post:

i).   Encontre uma lacuna de conteúdo no seu nicho: A “lacuna” é uma oportunidade que as pessoas ainda não viram. Por exemplo, se as pessoas estão escrevendo sobre “plugins para WordPress”, descubra se elas estão mostrando as pessoas como esses plugins são instalados, como eles funcionam e que resultado as pessoas podem esperar.

Isso seria uma enorme lacuna e lhe daria uma oportunidade de criar um conteúdo melhor que o mundo não viu ainda.

ii).  Preencha as lacunas com conteúdo incrível: Quando você descobrir uma lacuna que o seus competidores não viram, rapidamente pesquise sobre o assunto (encontre respostas em livros, estudos de caso, experimentos, jornais, blogs, vídeos, etc).

Tenha certeza de criar um tipo de conteúdo que seus leitores não viram muitas vezes. Se você não puder, melhor tentar descobrir outra lacuna para trabalhar.

iii). Conte ao mundo sobre o seu conteúdo incrível: Existem muitas formas de alcançar o mundo — mídias sociais, boca-a-boca, palestras, etc. Mas a mais efetiva é o email.

Depois que Richard criou o recurso, ele enviou emails para 115 especialistas de SEO white-hat. Cerca de 10% responderam e fizeram links para o seu post.

Você pode ler mais a respeito deste estudo de casos aqui.

7. Glenn Gabe Ranqueou Melhor para 896 Palavras-Chave Rentáveis

Você desistiu de otimização para mecanismos de busca? Você pode ter tido experiências terríveis no passado, mas certamente agora, se você leu este post, você está vendo que ainda há benefícios a serem alcançados em uma abordagem inteligente e moderna do SEO.

Um estudo da Outbrain mostra que buscas são o fator número 1 para direcionar tráfego para sites de conteúdos, superando as mídias sociais em mais de 300%.

image28

Como blogueiros, nós temos acesso a oportunidades que podem fazer crescer nossos blogs. Quem pensaria que criar artigos pode transformar vidas e fazer blogs WordPress crescerem e se tornarem companhias de publicidade multimilionárias?

Isso é exatamente o que aconteceu com a Copyblogger, graças ao marketing de conteúdo.

Blogging é a ferramenta mais poderosa para direcionar a sua campanha de marketing de conteúdo. Ter um blog que você atualize consistentemente com posts direcionados a dar soluções, posicionará melhor o seu site nas páginas de resultados dos mecanismos de busca (SERPs).

De acordo com a HubSpot, “companhias que usam blog têm 434% mais páginas indexadas. E companhias com mais páginas indexadas conseguem mais leads.”

image52

sucesso do SEO pode ser resumido desta forma: “encontre uma lacuna, pesquise palavras-chave de cauda longa e preencha essa lacuna.”

Foi assim que Glenn Gabe, um consultor de marketing digital na G-Squared Interactive, fez. Ele focou uma lacuna sobre o Samsung Captivate que os concorrentes não perceberam e classificou melhor para 896 palavras-chave rentáveis apenas focando em palavras-chave de cauda longa relevantes.

image51

Glenn atribui o seu sucesso no ranking de buscas e tráfego orgânico não apenas a essas palavras-chave de cauda longa, mas também a forma que ele faturou com elas ao criar uma campanha lucrativa.

Ele compartilhou 3 ideias simples para preencher uma lacuna no seu nicho usando palavras-chave de cauda longa:

image43

Você tem que estudar as informações do seu Google Analytics muito bem, porque isso o ajudará a reconhecer essas lacunas.

Outras marcas seguiram uma abordagem semelhante. A ITCN descobriu um oportunidade, otimizada para buscas de cauda longa, e gerou $1,000 em vendas em 5 dias.

image50

Jamie Press transformou sugestões de auto-complemento de cauda longa em tráfego e melhorou seus rankings com apenas 5 horas de esforço. Você consegue superar isso?

Conclusão

Existe uma conceito geral errado que o tráfego de busca está reservado para grandes marcas, ou que você precisa de muitos links para aparecer na primeira página de resultados do Google. De jeito nenhum!

Alguns dos estudos de caso que eu compartilhei nesta página não são de forma nenhuma de sites de enorme autoridade, enquanto outros estão por aí há décadas (p. ex. Amazon).

Estes exemplos de marcas direcionando tráfego orgânico de buscas de cauda longa mostra como cada um deles focou nas necessidades dos usuários, criaram conteúdos úteis e entregaram uma ótima experiência ao usuário.

É assim que se faz.

Você tem outra história brilhante de sucesso relacionada com buscas de cauda longa?

Share