8 Palavras Fracas Para Evitar no Próximo Post do Blog

weak

A atenção humana se tornou menor do que a de um peixinho dourado – 8 segundos.

Por isso, para engajar os seus leitores, é necessário escrever um conteúdo que ofereça respostas para as perguntas mais pertinentes do seu público.

Porém, apenas isso não é o suficiente. Você não pode se dar ao luxo de ter nem mesmo uma frase desconexa em todo o seu artigo. Apenas uma palavra que se desvie da sua argumentação principal, pode resultar em uma perda de interesse do seu leitor.

Você precisa desenvolver o seu argumento sem florear demais, e com o mínimo possível de palavras simples. O seu primeiro rascunho pode não ser o seu melhor trabalho. Ele terá palavras fracas e redundantes. O seu argumento será impreciso e com pouca substância.

Esse problema não é só seu. 26% das pessoas com ensino superior  possuem uma escrita deficiente. Nossa geração da internet vem sofrendo danos na gramática e escrita, conforme escrevemos nas redes sociais.

Se você observar com atenção a sua escrita, você encontrará alguns padrões. Haverá algumas palavras que farão você parecer preguiçoso, diminuindo a sua credibilidade.

Faça o download desta planilha com 60 palavras poderosas que você pode usar no seu próximo post para blog.

Neste artigo, eu quero ajudar você a eliminar as 8 palavras fracas mais comuns da sua escrita. Eu também incluí algumas palavras substitutas, com exemplos (sempre que possível).

Vamos tornar a sua escrita mais persuasiva. 

1. Coisas

Você provavelmente usa essa palavra quando não tem muita clareza sobre qual  é substantivo específico para a situação. Por exemplo – 4 coisas que os empreendedores de sucesso fazem todas as manhãs.

Ou talvez você queira parecer mais informal, como em uma conversa. Por exemplo – Você pode escrever uma coisa para mim, por favor?

Em um ambiente de negócios – a informalidade dessas palavras faz você parecer não profissional.

Se você utiliza essa palavra excessivamente, é hora de substituí-la por palavras mais precisas e expressivas. Não espere que o seu leitor gaste energia para identificar exatamente o que você quis dizer. É mais fácil apenas fechar a aba e visitar outro site. 

Você pode usar as seguintes substituições,  dependendo do contexto – estratégias, razões, pontos, conceitos, aspectos, elementos e princípios. Aqui estão mais de 10 alternativas, por Speakspeak.com.

image08

Exemplo de caso – 4 rituais que empreendedores bem sucedidos fazem de manhã.

2. Muito

Essa palavra, quando usada excessivamente, funciona como uma muleta fazendo o seu texto parecer vago. Mark Twain também não gostava da palavra ‘muito’ – 

“Substitua por ‘droga’ todas as vezes que você tiver a vontade de escrever ‘muito’; o seu editor vai apagar todas as vezes e a sua escrita ficará como deveria ser.”

Exemplo –  Blogs são muito poderosos para trazer leads de inbound. Ou, SEO é muito importante para todo negócio digital.

A alternativa é usar as versões mais poderosas dessas palavras.

Exemplo – Faminto em vez de com muita fome. Ou exausto em vez de muito cansado.

O Writerswrite fez um trabalho incrível reunindo 45 palavras substitutas para a palavra ‘muito’. Divirta-se com elas. As substitutas irão funcionar na maioria dos casos.

image10

Nota: Você pode, de vez em quando, usar esses modificadores para transmitir ênfase, mas um uso exagerado irá diminuir o seu impacto.

3. Achar/Acreditar

Quando você publica um artigo, está implícito que você acredita nas ideias que está escrevendo. Usar essas palavras fará você parecer inseguro e não muito sincero. Não comece a afirmação do seu argumento com essas palavras. 

Em vez disso, ofereça dados, ciência, pesquisas e estatísticas para apoiar as suas ideias. Isso criará credibilidade. Caso contrário, vá diretamente ao ponto para economizar o tempo do seu leitor.

Eu compartilho minhas opiniões ou previsões regularmente no meu blog e elas são bastante populares, porque eu garanto que cada argumento é embasado em estatísticas e pesquisas. Estes são 3 artigos que eu escrevi recentemente:

Mesmo que você não tenha uma grande quantidade de dados, eliminar essas palavras fracas da sua escrita irá potencializar os seus textos. Deixe-me demonstrar um exemplo.

Original: Eu acho que a educação superior não é necessária para entrar no ramo do marketing digital.

Alternativa: Você não precisa de uma educação superior para entrar no ramo do marketing digital.  

4. É/Foi

Você conhece um componente que pode tornar a sua escrita vaga e imprecisa?

Usar a voz passiva.

Quando você não sabe qual é o sujeito da frase, você pode ser tentado a escrever na voz passiva.

image02

Usar diferentes versões do verbo “ser” é uma indicação da voz passiva. E isso pode fazer com que a informação principal seja colocada de lado.

Além disso, quando o sujeito recebe a ação, isso pode confundir o leitor e tornar a leitura do seu texto mais complicada.

A não ser que seja um artigo acadêmico, é preferível utilizar a voz ativa. Isso pode exigir mais pesquisa e um maior esforço, mas vale a pena.

Original: O número de assinantes da lista de e-mail  foi reduzido  e o tráfego despencou.

Alternativa: Alguns e-mails enviados como spam fizeram os assinantes saírem da lista, diminuindo assim o tráfego do site.

Nota:  Não tem problema utilizar a voz passiva quando você realmente deseja que os leitores prestem atenção ao objeto da oração, em vez do sujeito. Você também pode utilizá-la quando desconhecer o sujeito, mas quer transmitir algumas informações aos leitores.

image04

5. Melhor/Quase

Novamente, essas palavras transmitem imprecisão.

Por exemplo, você não pode compreender porque um determinado sujeito é melhor, sem um objeto de comparação. De maneira similar, ‘quase’ é uma aproximação que traz um elemento de dúvida aos leitores. O uso excessivo pode roubar a persuasão do seu texto. 

Uma boa alternativa é oferecer ao seu leitor informações específicas e dados. Veja exemplos para ambas as palavras.

Original – Agora, o seu tráfego está melhor.

Alternativa – O seu tráfego melhorou muito após o desenvolvimento do marketing de mídias sociais no mês passado.

Original – Você quase terminou o curso de escrita.

Alternativa – Faltam apenas dois vídeos de 10 minutos para você terminar o curso de escrita.

6. Fantástico

Nomes de filmes, Slogans de propaganda, E-mails profissionais, Publicações nas redes sociais, Títulos de posts para blog.

Preste atenção e você verá que a palavra é frequentemente mal utilizada. Na verdade, não é necessário que o sujeito seja surpreendente, notável e maravilhoso.

‘Fantástico’ acaba sendo muito utilizado coloquialmente como um substituto para qualquer evento positivo que não surpreendeu ou derreteu o seu coração. Por exemplo – Regar as minhas plantas foi fantástico ( talvez você quisesse dizer satisfatório?)

A palavra é tão utilizada que perdeu o impacto, assim como ‘incrível’ infiltrou em nosso linguajar cotidiano. Isso me lembra de quando ‘um barato’ fazia parte das gírias dos anos 60.

Google books encontrou o seguinte aumento no uso da palavra  ‘fantástico’. Perceba que seu aumento foi bem maior em livros do que em conversas nas redes sociais.

image09

Desde que essa palavra perdeu o seu impacto, eu recomendo que você a utilize apenas quando estiver admirado de fato. Eu penso que isso não aconteça toda hora.

Rachel Parker reuniu 101 palavras alternativas para você aposentar  o termo ‘fantástico’ e expandir a criatividade da sua escrita.

image03

7. Talvez/Possivelmente/Sempre

As pessoas leem o seu blog para aprender com você. Se você quiser ser reconhecido como uma autoridade na sua área, faça pesquisas e posicione uma opinião embasada.

‘Talvez’ e ‘sempre’ não fazem parte de uma escrita concisa e confiável. O seu público não gostará de ler textos longos e desconexos. Elimine-os da sua escrita. Deixe-me demonstrar um exemplo de como retirar o elemento de dúvida dos seus textos.

Original – Talvez o SEO ainda seja útil para o desenvolvimento de websites em 5 anos.

Alternativa – O SEO não irá desaparecer em 5 anos. Haverá uma interação maior entre as redes sociais e o SEO.

Na maioria das vezes você verá que retirar palavras de uma frase pode recuperar a convicção, tornando a sua escrita mais confiante.

Original – Talvez publicar em blogs possa fazer o seu negócio conquistar mais leads e cadastros.

Alternativa – Publicações no seu blog podem fazer o seu negócio conquistar mais leads e cadastros.

‘Sempre’ está no outro lado da moeda. Na maioria dos casos, é uma maneira forçada e sensacionalista de apresentar o seu argumento. Em vez de listar os casos específicos em que os eventos ocorrem, você escolhe o caminho preguiçoso  e escreve ‘sempre’.

Na maior parte das vezes, você verá que existem exceções para a sua afirmação absoluta do ‘sempre’. Da mesma forma, a palavra ‘nunca’ é perigosa e te faz parecer ignorante. Veja um exemplo:

image00

Original: Sempre acorde às 5 da manhã e comece a escrever.

Alternativa: Para muitos escritores, o melhor horário para escrever é pela manhã. Um bom ponto de partida é identificar o horário em que você é mais produtivo.

8. Apenas/Literalmente

Nenhuma dessas palavras ‘tapa buraco’ traz valor para o seu argumento.

Apagar a palavra ‘apenas’ irá, na maioria das vezes, reforçar a sua prosa sem afetar o significado da frase. Muitas vezes, essa palavra é usada para suavizar os pedidos, mas acaba tirando a sua credibilidade e comprometendo a sua mensagem.  Veja um exemplo:

Original: Apenas publique conteúdos de alta qualidade consistentemente toda semana por 6 meses e você verá um crescimento no tráfego pelas buscas.

Alternativa: Publique conteúdos de alta qualidade toda semana, sem exceções – após 6 meses, você começará a desfrutar o resultado da sua dedicação e verá um crescimento no tráfego pelas buscas.

Do mesmo modo, é óbvio que você está dizendo literalmente os argumentos que publica. Não há a necessidade de esclarecer. A palavra é usada ( frequentemente mal utilizada) em conversas coloquiais, quando você deseja ser levado a sério no meio de uma piada.

image05

Na maioria das vezes, você vai descobrir que essa palavra é mal utilizada como sinônimo das palavras, “realmente” ou “de verdade”.

O seu uso excessivo inspirou o cocriador Michael Schur, de “Parks and Recreation’’ , a desenvolver o personagem de Rob Lowe, um amante da palavra,  para uma novela da NBC.

Original: Você literalmente precisa escrever todos os dias para melhorar suas habilidades criativas.

Alternativa: Escreva todos os dias para melhorar suas habilidades criativas.

2 ferramentas para ajudar você a melhorar a sua escrita

Eu listei as palavras fracas mais utilizadas que impedem que a sua argumentação seja poderosa. Mas é impossível criar uma lista completa (o Jon Morrow provavelmente fez o melhor trabalho no assunto listando 297 palavras fracas).

Eu quero compartilhar algumas ferramentas que irão te ajudar a não prejudicar a sua marca.

1. Hemingway AppErnest Hemingway foi famoso por sua linguagem simples e frases curtas. Esse editor de texto analisa a sua escrita e te ajuda a ser mais conciso. 

Depois de colar um parágrafo na ferramenta, o texto será destacado com –

  • Alternativas mais simples para as palavras fracas,
  • frases na voz passiva,
  • frases de difícil compreensão,
  • uma nota para a leiturabilidade do seu texto

Veja uma análise de um trecho do meu post Guia para iniciantes ao marketing digital.

image01

Você pode ver que existem 6 frases difíceis de se ler e a nota da leiturabilidade é 8.  Depois de corrigir as frases mais longas, a sua pontuação de leitura aumentará. É uma excelente ferramenta para descobrir os seus erros recorrentes e corrigi-los.

image07

2. Copyscape – Analisa conteúdos copiados e publicados a partir do seu site. A Journeys by Design teve uma queda no ranking por causa de conteúdo duplicado.

image06

Copyscape – é uma ótima ferramenta para descobrir se um conteúdo é original e encontrar peças plagiadas (roubadas ou duplicadas) por toda a web.

image11

Conclusão

Global Lingo descobriu que 74% dos consumidores prestaram atenção à qualidade da gramática e da ortografia nos sites das marcas. Na verdade, 59% disseram que não comprariam de uma marca que tivesse um erro óbvio de gramática ou ortografia em seu site.

Por isso é importante prestar atenção a sua linguagem, escolha das palavras, gramática, e ortografia. Escolha um post para blog e procure pelas palavras fracas que eu listei nesse artigo. Existe uma grande possibilidade de você encontrar algumas dessas palavras poluindo os seus argumentos. 

Geralmente, eu recomendo que você elimine essas palavras redundantes da sua escrita. Porém, entender o contexto em que eu mencionei essas palavras fracas é de extrema importância. Você perceberá que utilizar essas palavras ocasionalmente não irá limitar a sua linguagem. Pelo contrário, pode ser uma necessidade do contexto.

Agora é a sua vez. Qual dessas palavras você já chegou a usar de forma excessiva? Há alguma outra palavra fraca que você acaba usando demais em seu blog? Compartilhe a sua experiência nos comentários.

Share