Análise de Backlinks: Como Determinar se um Link é Bom ou Ruim

good vs bad

A análise de backlinks pode impactar significativamente na sua performance de busca — para melhor ou pior.

Independente de qual você escolheu para usar, se foi o black hat ou white hat, que são técnicas de construção de links, você deve estar preparado para as prováveis consequências.

Um relatório de marketing de busca qualificada feito pela MarketingSherpa em 2012 mostrou que 59% das empresas têm feito link building externamente. Grandes marcas, pequenos negócios e blogueiros também estão por dentro do link building.

É importante gerenciar uma análise de backlinks e apontar os links bons e ruins que estão direcionando para o seu site.

Você sabe que bons links vão impactar sua performance de busca de forma positiva, enquanto os ruins podem danificar o seu site.

Quando a SEORanksUp avaliou 72 SEOs para os seus Fatores de Classificação 2014 – estudo de Ranking Correlacionado, os correspondentes concordaram que a popularidade do link de contas de uma página específica foi 22,33% para o ranking de fatores do Google, enquanto confiança/autoridade do domínio principal representou 23,87%.

Você vai querer evitar as penalidades do Google o máximo possível, especialmente agora que o Google está preocupado com a intenção do usuário, monitorando as frases chave que você procura.

No passado você podia ter qualquer tipo de links. O Google é severo com links ruins, mas eles não possuíam um sistema para pegar os acusados. Atualmente o jogo é diferente. 

Você faz backlinks constantemente? Faça o download desta planilha de dicas de análise de backlinks para determinar se um link é bom ou ruim.

A atualização Panda redefiniu a qualidade do conteúdo. A atualização Penguin deixou claro que o Google prefere ganhar links em cima de links construídos.

Coloque na cabeça que a análise de backlinks é importante para a posição ou ranking da sua página nas SERPs.

image27

Depois de ler este artigo, você vai saber como conseguir os links certos — os links que vão melhorar seu ranking de busca. Vamos começar. 

O que é uma análise de Backlinks?

Se você se importa com SEO, é essencial fazer uma análise de backlinks dos sites que você gostaria de conseguir links.

Este tipo de análise é um exame detalhado da estrutura de links, tanto externos quanto internos.

image20

Bons links vão melhorar seu ranking de busca e direcionar tráfego orgânico para o seu site, enquanto links ruins vão lhe causar problemas.

Então é importante conduzir uma grande análise de backlinks, antes de começar a construir e ganhar links. A autoridade de domínio e a força dos links externos são pontos importantes no algoritmo do ranking de buscas.

image47

Não espalhe os links aleatoriamente no lugar que você quiser em sua página da web. Ao invés disso, tenha uma abordagem de uma forma mais estratégica.

Ferramentas de Análise de Backlinks

Quando você começa a trabalhar com análise de backlinks, você tem que ser cuidadoso com as ferramentas que vai utilizar. Existem várias por aí, algumas boas e outras nem tanto.

O significado de qualquer ferramenta de análise de backlinks é te mostrar as palavras-chave, links e a autoridade dos sites que você planeja conseguir links.

Vamos considerar algumas das mais populares ferramentas de análise de backlinks:

1). Ahrefs: Esta é uma das minhas ferramentas analíticas de backlinks preferidas. O Ahrefs te ajuda a checar os backlinks, palavras-chave e menções da marca, para que você possa abordar exatamente o que os seus concorrentes estão fazendo.

image30

Isto é particularmente importante enquanto você estiver conduzindo uma análise da concorrência. Afinal de contas, se a página da web dos seus competidores estiverem ranqueadas de forma melhor que a sua, tem algo que eles estão fazendo que você não está.

Você deveria usar o Ahrefs Site Explorer para entrar em qualquer site que você gostaria de conseguir links.

i). Vá em frente e clique na parte “Site Explorer”. Depois coloque a URL do site (ex. bloggingwizard.com) na caixa de busca. Clique no botão laranja de “search”:

image13

ii). Analise o perfil dos links. Estude os resultados cuidadosamente e decida se o seu link vai estar bem ou mal colocado na análise:

image09

No próximo passo, cheque os textos âncoras para determinar quando o site é otimizado ou seguro para conseguir bons links.

Nota: Se você achar palavras-chave que combinem perfeitamente com o texto âncora, isso é um sinal de que cedo ou tarde este site vai receber uma penalização. Então procure por sites que tenham uma boa mistura, incluindo textos âncoras de marca. (ex., http://problogging.net).

image29

2). SEMrush: Esta ferramenta de análise de backlinks é uma boa escolha quando você quiser implantar uma estratégia ampla de SEO e campanha de marketing de conteúdo.

Com a ferramenta SEMrush, você pode checar as palavras-chave orgânicas e palavras-chave de propagandas pagas que os seus competidores estão utilizando. Isso irá te mostrar também sites similares em sua área que você pode utilizar para bons links.

Veja como utilizar o SEMrush:

i). Vá até a página inicial SEMrush. Coloque a URL do site do seu concorrente (ou qualquer outro site) que você deseja checar o perfil de links e clique no botão “SEARCH”:

image49

ii). Analise os dados de tráfego orgânico e o total de backlinks:

image38

Por fim, cheque as palavras-chave com marca vs. as sem marca e procure os sites dos seus concorrentes para conseguir links de autoridade relevantes.

image52

Se você quiser acessar mais ferramentas de análise de backlinks, o conteúdo abaixo será útil:

O Que Faz um Bom Link?

Mais do que nunca, você tem sido aconselhado a “só” conseguir bons links.

Experts em SEO vão mostrar o quão importante são bons links e porque você precisa deles. Mas, nem tanto foi falado sobre o que faz um link ser bom.

Você não pode ignorar o link building, porque o número de backlinks permanece imensamente importante em rankings orgânicos.

image07

Não é possível dar uma definição abrangente e única sobre o que é um bom link, pois existem diversos fatores para considerar. Da mesma forma, um link ruim não se restringe somente a uma página da web banida ou de baixa qualidade — Existe algo a mais nisso.

Entretanto, um princípio bom e geral para se ter em mente é que quanto mais difícil conseguir um backlink, mais valor esse link provavelmente vai ter.

Isto acontece porque bons links não são fáceis de conseguir.

Imagine quanto iria custar a você conseguir um link de autoridade da Business Insider, CNN ou da Casa Branca. Aquele único backlink iria definitivamente impulsionar sua classificação de busca, mas como você conseguiria isto?

Da mesma forma, quanto mais fácil for para conseguir um backlink, menos valor ele provavelmente terá. Isso é fato. É mais fácil conseguir links de fóruns, pois tudo o que você precisa fazer é responder alguma questão e se o espaço for controlado por um moderador, seu link vai estar sempre bem posicionado.

Então vamos considerar alguns fatores que fazem um bom link. Nós podemos usar este padrão para descobrir quais links valem o nosso tempo:

1. Bons backlinks vêm de páginas da web que são relevantes para o tópico da sua página: O primeiro padrão que você pode utilizar para determinar um bom link é a relevância da página, comparado ao tópico da sua página.

Brian Clark, o fundador do Copyblogger, um site de marketing de conteúdo, foi recentemente entrevistado no The Rise To The Top. O público dos blogs acima se relacionam, então um link para o Copyblogger foi relevante.

image39

Além de melhorar a sua classificação, a fonte do seu link também pode afetar as conversões.

Mesmo se sua classificação da página da web for alta no top 10 do Google, você pode ainda ter que lutar para converter usuários de busca em consumidores.

De acordo com o MarketingCharts, mais de 39% dos consumidores do mercado online vem da busca. Estes consumidores estão à procura de soluções que podem ser relevantes a eles.

Os Backlinks relevantes têm sido uma parte importante da otimização de uma página até agora.

image15

A palavra “relevante” significa “conectadas de perto ou apropriadas para o que realmente interessa.” Em outras palavras, se você conseguir um link de uma página da web que possui um tópico similar para a página que o link está apontando, então esse link é relevante.

Digamos que você gerencia um site de viagens e você criou um guia sobre “os melhores lugares para visitar em Dubai.” Você quer construir links para esta página da web. Onde você iria começar?

Você tem muitas possibilidades. Mas se seus links vierem de outro site de viagens da mesma região do mundo isto seria ótimo, pois eles são relevantes para o seu guia. Se for difícil conseguir estes links, procure por páginas e sites que sejam pelo menos relevantes no assunto “viagens”.

Então um link da página de viagens da CNN é mais relevante que um outro de um artigo de notícias da Business Insider.

image51

Antes de você construir um link de uma página da web qualquer, se pergunte “meu público vai se beneficiar deste link?”

Se você for um expert em redes sociais e construir um link a partir de um site de comparação de software de contabilidade, seu público vai se beneficiar deste link? Possivelmente, mas eu duvido.

Eu construí links a partir de email marketing, startups de negócios, redes sociais, marketing de conteúdo, link building, investimentos e sites de franquias. De uma forma ou outra, meus sites QuickSprout.com & NeilPatel.com estão muito ligados nesse assunto.

A relevância vai continuar a ser uma tendência do futuro em fatores de classificação de buscas.

Em torno de 150 experts de busca foram entrevistados para prever os fatores que vão afetar a classificação nos próximos 12 meses. 45% dos entrevistados disseram que a relevância dos tópicos dos links vão ter um impacto maior, enquanto 14% concordaram que conseguir os links baseados na autoridade do domínio vão ter um impacto significante no algoritmo do Google.

image36

Através da experiência pessoal, eu descobri que links vindos do SEO, marketing de conteúdo, e sites de redes sociais carregam os mais pesados e impactam minhas classificações.

Dica Rápida: Se você quer fazer guest blogging para construir links de autoridade, mas não existem muitos blogs na sua área que aceitam guest posts, você pode fazer pontes para o seu próprio tópico. 

Digamos que você administra um site de uma imobiliária. Você poderia fazer guest blogging em blogs relacionados a marketing na internet. 

Simplesmente construa pontes para o seu tópico e chegue com títulos atraentes e estudos de casos. Você pode escrever artigos sobre esses títulos e submeter como email marketing, marketing social, SEO, ou blogs de CRO:

  • Estudo de Caso: Como Eu Aumentei a Classificação do Meu Blog de Imobiliária em 97%
  • Como um Expert em Imobiliária Usa o Marketing do Twitter para Direcionar Tráfego de Referência
  • 7 Métodos Simples Que Eu Usei Para Aumentar Minha Taxa de Conversão em 34%

2. Bons backlinks vem de sites de confiança e não de sites de spam: Seus backlinks vêm de sites de confiança? Mantenha em mente que o TrustRank que referencia páginas da web é muito importante. 

De acordo com vários experts em busca, 70% da habilidade de um site para conseguir boas classificações de busca são atribuídas ao site que faz link para o seu.

image45

Entretanto, nem todos os links são criados da mesma forma. Um único link da Wikipédia, mesmo não sendo um link nofollow, vai resultar em mais 3 – 5 links nofollow de sites spams com baixa autoridade ou TrustRank.

A razão é simples: Wikipédia é um site de confiança, e não um spam.

Uma das razões que as pessoas perdem suas classificações quando o Google lança uma nova atualização é por seus links não serem de confiança. Suas páginas da web podem estar bem classificadas no momento, mas por quanto tempo isto vai durar?

O Google confia em alguns sites mais que outros. Se o Google não confia no seu site, o SEO negativo de pessoas inescrupulosas que constroem links que não são naturais para o seu site vão afetar a sua performance de busca.

image40

O TrustRank é um fator de classificação que o Google utiliza para determinar onde uma página da web específica deveria estar classificada.

É claro, muitos fatores também são considerados pelo Google, mas lembre do nosso foco: Nós queremos saber como um link de um site que o Google confia pode aumentar nossa classificação de busca.

A confiança se constrói em torno dos links. A confiança que você consegue como resultado dos links de outros blogs e sites se referem ao TrustRank.

Em simples passos, veja aqui como isto funciona:

image44

image00

Quando você estiver contruindo links, não foque muito nos títulos do domínio com um alto PageRank (PR), pois o PR não é mais o melhor padrão.

Você precisa de links de sites de confiança, pois, parafraseando o Brian Dean, o Google não penaliza sites de confiança.

Por exemplo, o Brian compartilhou um artigo sobre como um competidor conseguiu em um dos seus sites, 250.000 comentários de um blog.

Qual foi o resultado? Nenhum. Seus rankings não foram penalizados. E isso não aconteceu só porque o Brian é um amigo pessoal de Matt Cutts.

Isto ocorreu porque o seu site é de confiança e o Google sabe disto.

Confiança não é algo que você ganha da noite para o dia. É algo que vem com demonstrações de sua relevância e credibilidade.

Mas enquanto você estiver esperando o seu blog se tornar um blog de confiança, você pode conseguir links de sites de confiança. Se você não conseguir um link de um site de confiança diretamente, procure por um site que tenha vários outros sites de confiança que fazem links para ele.

9780789751232 7.10.2013

9780789751232
7.10.2013

Digamos que você gerencie um site e queira construir links, você tem a opção de escolher uma das duas opções:

  • Opção 1: Ganhar 1 link da university.edu, e 1 link da BBC.co.uk
  • Opção 2: Ganhar 5 links de diferentes blogs

Pessoalmente, eu iria preferir a Opção #1 – 1 link da university.edu, e 1 outro link da BBC.co.uk – pois estes links tem um alto TrustRank.

De novo, domínios .edu e .gov são confiáveis. Eles são seed sites.

image14

Ganhar links de sites que tenham vários sites linkando para eles vai ser bom para você. Google veria esses links como um sinal de que deve haver algo útil sobre sua página. Caso contrário, qual seria o motivo desses sites de confiança fazerem links de volta para eles?

3. Links dentro de um conteúdo: Você sabia que o lugar que o link está em uma página pode afetar o seu valor de SEO?

Isto é verdade. Por exemplo, links em sites amplos — ex: aqueles no final ou em sidebars — não carregam muito peso. Mas links dentro de um conteúdo (ex: links contextuais) são os melhores que você pode ter.

image28

E isso se torna melhor quando a página de referência é de confiança e relevante. O Google compreende links contextuais de sites relevantes com valores relevantes e vai te recompensar de acordo com eles.

Os Links Contextuais podem vir na forma de links externos e internos. Sim, você pode usar o guest posting para direcionar sua campanha de SEO white hat, mas esteja atento ao fato de que os links de guest posts — especialmente na biografia de um autor ou em sua área de perfil — podem não ser tão valiosos quanto um link contextual na mesma página.

Quando você tem o mesmo texto âncora (especialmente se ele é super-estimado) nas biografias de autores em diferentes blogs, isso pode danificar sua classificação por causa dos problemas duplicados dos conteúdos. Você quer links na biografia dos autores que sejam únicos entre os diferentes sites.

Para estar seguro, procure por links contextuais — ex: links de dentro do conteúdo. Links contextuais que apontam para a sua página da web, como o exemplo abaixo, são bons links e vão influenciar positivamente sua performance de busca:

image32

O Google tem evoluído como uma empresa de mecanismo de busca. As mudanças recentes em seu algoritmo são atualizações que fornecem melhores resultados de busca para o seus usuários, baseado tanto no contexto quanto no conteúdo.

Quando o mecanismo de busca rastreia páginas da web, ele identifica os links e considera todo o texto em torno do link.

Por exemplo, se você linkou para a sua página utilizando “Apple iPhone”, o Googlebot vai querer saber o quão relevante o link âncora é em relação ao contexto da página.

Existem palavras relacionadas que indicam que você estava realmente se referindo ao iPhone? Seria razoável prever que você pelo menos mencionasse outros produtos relacionados, como o iPad ou iMac da Apple, ou falasse sobre o Steve Jobs e como o seu design evoluiu.

Tudo isso são passos para tornar os seus links contextuais relevantes. Somente porque os links aparecem dentro de um conteúdo em volta de várias palavras, não significa que é o link correto. Ele pode estar sendo manipulado.

A TechCrunch sabe como fazer links para sites de autoridade de forma natural. Se o post for sobre o Facebook, ela vai naturalmente mencionar palavras relacionadas com aquele site.

No exemplo abaixo, ao invés de somente linkar para “Chats Escondidos”, a TechCrunch colocou outras palavras relacionadas ao contexto (antes e depois da âncora) — “top apps de mensagens”, “milhões de usuários”, etc. Estas palavras são relevantes para chats online.

image26

4. Links que fluem naturalmente com o conteúdo: Quando eu comecei como escritor de conteúdo, meu maior desafio era escrever naturalmente. Isso requer criatividade, tentativas e vontade de aprender e trabalhar muito.

Um bom link flui naturalmente com o conteúdo em volta. Se existir uma sensação de obstrução no fluxo antes ou depois do link, este link pode ser percebido pelo spammy. Veja como este texto âncora é lido de forma natural:

image33

Dê uma olhada no parágrafo abaixo e me diga: o link flui naturalmente no conteúdo?

image23

Este link e o seu contexto são bem promocionais. Não fornece nenhum valor. Ao invés disso, ele só faz o nome do serviço de geração de leads. Este tipo de spammy link pode te causar problemas.

Sempre que puder, utilize textos âncoras que sejam naturais. Você pode primeiro, focar em criar seu conteúdo, e depois para fazer um hyperlink na frase que mais se encaixa com a sua página da web.

Lembre-se que ter uma certa porcentagem de links nofollow pode também indicar uma tentativa natural de só fazer links para páginas da web relevantes. Então não se esconda dos links nofollow.

5. Os links de conteúdos grandes valem mais: Não é mais uma questão: conteúdos grandes direcionam tráfego orgânico e tendem a ter uma classificação mais alta do que artigos pequenos.

A SerpIQ descobriu que os artigos com as melhores classificações na primeira página de resultados do Google têm em média 2.450 palavras.

image17

De fato, a Medium, uma plataforma de conteúdos longos, recentemente selecionou dados do seu artigo de maior sucesso já publicado.

Eles contabilizaram o tempo em média dentro da página, em relação com a quantidade de tempo necessário para finalizar o artigo e a duração do post. Eles descobriram que em média são gastos 7 minutos para ler um post que contenha em torno de 1.600 palavras.

image54

É verdade que o Google não estava certo e disse que os links de conteúdos longos possuem um valor maior do que links de conteúdos pequenos. Mas a verdade é que: os usuários preferem links de conteúdos longos.

E o Googlebot segue os usuários. Toda a essência do SEO é: dê aos usuários o que eles querem e o Google vai te recompensar.

Se você conseguir um link de um conteúdo grande, isso vai passar a ser forte e aumentar a sua classificação, comparado a um artigo de 300 palavras que não fornece muito valor.

Naturalmente, conteúdos longos podem dizer muito sobre um tópico, abordando todas as suas partes e acaba possuindo preferência contra um “poderoso” artigo curto.

A não ser que você seja o Seth Godin, as pessoas não vão clicar em seus links se a página da web não se relacionarem com elas.

image34

Os posts do blog que o Seth faz podem ser pequenos (as vezes menor do que 100 palavras), mas o seu livro mais vendido é aprofundado, rico em conteúdo e provocante. O seu clássico All Marketers Are Liars tem 240 páginas.

image05

Quer tentr adivinhar quantas páginas da web de autoridade fazem link para os meus posts em média? Mais de 49 – todos relevantes e úteis. As pessoas clicam nestes links? Tenho certeza que sim, especialmente quando os links parecem naturais.

Então foque em conseguir links de conteúdos longos. Quando você escreve guest posts, vá mais adiante para criar conteúdos grandes e depois posicione seu link de forma criativa dentro do conteúdo (links contextuais).

6. Os links dofollow e nofollow combinados: Faça todos os seus links serem dofollow, pois eles vão melhorar sua classificação de busca, certo?

Errado.

Você inclusive precisa de alguns links nofollow para os links parecerem naturais, de autoridade e relevantes.

Existe muito desacordo nesse ponto.

Esta é a palavra final e oficial do Google sobre os links nofollow:

Em geral, a gente não os segue.

O Matt Cutts disse que muitos links dofollow de sites não relacionados podem danificar a sua classificação, mas muitos links nofollow não vão. O atributo rel=”nofollow” está, normalmente, inserido na tag do próprio link.

image03

Invista nos dois tipos de links, mas mais dofollow se você quiser melhorar sua classificação. Veja aqui um exemplo típico da Neila Walker:

image48

Você deve olhar para o poder escondido dos links nofollow, que pode criar a forma do seu produto, direcionar tráfego marcado, entreter o usuário e te levar ao consumidor.

Então vale a pena investir em links nofollow.

Você sempre pode conseguir links dofollow através de guest blogging. Mas se você tiver a oportunidade de conseguir um link da CNN.com – mesmo se for nofollow – agarre a oportunidade com as duas mãos.

Nos dias de hoje, o Google não estipulou uma razão para os dois links dofollow e nofollow.

Para fazer isso de forma segura, consiga os dois tipos de links, pois os links dofollow podem melhorar sua performance de busca, mas os nofollow (especialmente de sites de autoridade) vão te trazer o tráfego, as vendas e um CTR alto.

7. Links de sites com um domínio de autoridade alto: Obviamente, se você conseguir um link de um site com uma autoridade de domínio alta, então – assumindo que este link é relevante para a página de hospedagem e para a página de referência – ele vai ser considerado como um bom link.

O poder de um site se baseia na sua autoridade de domínio e sua autoridade da página. De acordo com a Business 2 Community, 24% do algoritmo de classificação do Google são baseados nos fatores representados pela autoridade de domínio. Isto sugere que suas páginas da web individuais vão retornar para a mesma pontuação do DA.

image25

O Google pode não considerar este um bom link inicialmente. Mas assim que as pessoas começarem a clicar nele e se entreterem com o conteúdo lá, o Google vai reconhecer o link como relevante e bom.

Use o Open Site Explorer para checar a autoridade de domínio da página. Só coloque a URL do site na caixa de busca e clique no botão de busca à sua direita.

image21

Agora, você verá a autoridade de domínio e da página:

image19

O Que Faz Um Link Ser Ruim?

Um bom link segue as orientações do Google. Um link ruim não.

Um link ruim é simplesmente aquele que viola as orientações do Google. Consequentemente, isso pode gerar penalidades do Google. Você deve se preocupar com os sinais enquanto constrói os links, independente de onde eles vierem.

Link farms, links pagos, link wheels e outras técnicas black hat de link building podem resultar em problemas. Evite-as a todo custo.

image53

A maioria dos SEOs comete o erro de espalhar seus links por todos os lugares. Eles não se importam em como isto pode afetar sua performance de busca, mas você deveria se importar.

Mesmo se você não tiver 100% do controle sobre os seus links, os links que você puder controlar (por exemplo, quando você contribui para outros blogs) devem ser bons links. Conduza claramente os links ruins; as consequências normalmente são muito negativas e difíceis de serem superadas.

Veja aqui algumas formas de reconhecer links ruins:

1. Links globais para o seu site: Quando falamos sobre link building, “você é reconhecido pela empresa que tem“. Se você conseguiu um link para uma página que inclusive faz link para várias spammy pages, o que provavelmente vai acontecer?

image10

Você vai reconhecer isto quando vir cada página de um site terem links dofollow para uma página específica, ex: “página de reservas de viagens”. Mecanismos de busca olham esses links como suspeitos. Isso pode atrair uma penalidade manual.

image06

Por que vários links superestimados vêm de somente um root domain?

Algo manipulador pode estar acontecendo aqui.  

Os links que apontam para produtos que o Google vê como spammy — produtos como empréstimos para dias do pagamento, pílulas de perda de peso, etc. — com âncoras superestimadas, são links ruins, especialmente quando os links vêm de páginas que não possuem nenhuma relação.

image46

2. Links vindos de páginas ou sites que não se relacionam: Eu mencionei isto anteriormente. Se os seus links estão vindo de sites ou páginas que não se relacionam, eles vão ser lembrados como links ruins.

Se você for um expert em marketing de internet, não tente conseguir links de blogs fitness, pois eles não se relacionam.

Entretanto, se você for entrevistado por um expert fitness, você deveria utilizar o nome da sua marca como texto âncora. Isto é porque o texto âncora de links externos para a página afeta em como o Google encara o seu link.

Então, por exemplo, ao invés de utilizar “companhia de marketing digital” como um texto âncora, use “www.digitalmarketingservice.com” e faça um link para sua página inicial.

image37

3. Links sitewide dofollow e footer links: Quando você tem links que não são relacionados a um site externo, o Google pode penalizar o seu site.

Vamos ser claros: o Matt Cutts disse em um vídeo no YouTube que os links sitewide podem não ser ruins, pois o algoritmo de opinião do Google vai considerar centenas de links sitewide como um único link, desde que eles sejam de um mesmo domínio.

image42

Ele diz, os “links sitewide existem”. Isto faz sentido, desde que a maioria dos sites tenha páginas exclusivas para coisas como política de privacidade, notícias de copyright, etc.

Mas quando o Google encontra em um offtopic alguns links site-wide e footer, isto pode levantar uma bandeira vermelha. Na teoria, isto parece manipulador.

image16

Por exemplo, se o propósito do seu site é ensinar “aulas de biologia”, isto seria um off-topic que vai fazer um link para um site de comércio, no rodapé ou na lateral do site.

4. O site que faz link para sua página tem autoridade de domínio baixa: Autoridade de domínio é um padrão de site desenvolvido pelo Moz. É um termo de SEO bastante popular, que tem um grande volume de busca:

image24

Eu acho que os experts em SEO, donos de sites e o próprio Google acreditam que a autoridade de domínio diminui por causa destes 3 fatores:

image50

A autoridade de domínio tem se tornado um forte padrão do site. Se você conseguir um link de um site de baixo DA, isto pode ser computado com um link ruim, independente de sua relevância.

Pensando na classificação do seu site, a autoridade de domínio tem o maior impacto. De fato, isso pesa mais do que os números de links que apontam para a sua página da web.

image11

Conclusão: Consiga links de um domínio de pelo menos 30% de autoridade. Os links de sites com pontuação menores que 30% podem ser computados como links ruins.

image31

5. Links de diretórios de artigos: Diretórios de artigos eram populares 3 anos atrás.

O Mitchell Wright compartilhou 7 razões que explicam porque links de diretórios de artigos podem danificar o seu site.

O Google é severo sobre conteúdos de baixa qualidade. É por isso que diretórios de artigos não são a melhor opção para você. Eles são conhecidos como moinhos de conteúdo, com pouco ou nenhum valor em seu conteúdo.

image35

A quantidade é mais importante para estes diretórios do que a qualidade. Mas qualidade é o que faz os blogs crescerem, aumenta a classificação de buscas orgânicas e atrai expectativas para o seu conteúdo. Para profissionais de marketing, a quantidade é alcançada pela consistência.

O Google, através do Matt Cutts, disse:

Você não deveria submeter artigos para locais de armazenagem de grandes conteúdos como o ezine.com, ezinearticles.com, articlecity.com, etc.

Um link de um diretório de artigo não será natural. O Google sabe que os autores utilizam esses diretórios para diferentes propósitos e podem redirecionar o mesmo conteúdo em 10 ou mais diretórios de artigos.

image12

6. Backlinks com textos-âncora superestimados: Claro e simples: Textos-âncora superestimados podem afetar negativamente o seu tráfego e classificação de busca.

Links que vêm de âncoras superestimadas são perigosos. A porcentagem da combinação exata de textos âncoras que resultou em uma penalidade Pinguim foi maior do que em outros textos âncoras.

image04

No passado, superestimar era a forma que os donos de sites e os SEOs conseguiam melhorar a sua classificação. Mas definitivamente isso não funciona desta forma mais. Qualquer forma manipuladora de conseguir links é um suicídio para o SEO.

Em Abril de 2012, o Google lançou a penalização superestimada. Isso desclassifica completamente os sites que têm textos-âncora excessivamente exagerados, spam de links e outras práticas ruins de SEO.

Para alcançar links melhores e ficar longe do radar do Pinguim do Google, você precisa distribuir seus textos-âncora entre a combinação exata, frase, nome da marca, marca do teclado, etc.

image18

Sendo honesto com você, eu realmente não ligo para textos-âncora. Quando escrevo os meus posts, eu só me certifico de que cada sentença flua bem e faça sentido. Se o texto âncora que eu escrevi flui suavemente com o resto do conteúdo, eu continuo com ele. Se não, eu o reescrevo.

Tentar manter todas as regras de textos-âncora pode não ser uma completa perda de tempo, mas isso vai somente te levar para longe do foco. Você quer resultados e não regras.

Então, foque na criação do conteúdo correto e deixe as âncoras entrarem da forma mais natural que for possível. Como este link que eu consegui do Entrepreneur.com:

image56

Na minha página de perfil do Wikipédia, meus sites são linkados utilizando textos-âncora marcados. Considerando que alguns dos meus posts também foram referenciados, isto acaba fazendo sentido para os nomes das marcas que redirecionam para as páginas iniciais.                                                            

image02

7. Um link de uma página de conteúdo de baixa qualidade ou pequena: Links de um conteúdo pequeno e de baixa qualidade provavelmente não serão bons. O Google caracterizou as páginas com o conteúdo pequeno como: 

  • Conteúdo gerado automaticamente
  • Páginas afiliadas pequenas
  • Guest posts de baixa qualidade
  • Conteúdo arranhado

Estas páginas não fornecem usuários sólidos. Não existe nenhum valor real aqui — nenhuma dica para levar pra casa ou algum aviso. Criar conteúdos pequenos é fácil. É necessário pouca ou nenhuma criatividade.

image55

Tenho certeza de que você já viu um conteúdo de baixa qualidade anteriormente. Tais conteúdos não fornecem ajuda aos usuários de nenhuma forma, logo, os usuários não se entretêm com eles. Conteúdos ruins como esses afastam os usuários para longe do seu site e provavelmente para os seus concorrentes.

image08

Em poucas palavras, um link de um conteúdo pequeno ou de um site de baixa qualidade é um link ruim. Ao invés disto, foque nos conteúdos grandes, crie guias aprofundados e veja as suas conversões e sua classificação de busca aumentarem drasticamente.

8. Um link de um site penalizado: Isto é óbvio. Se você conseguir um link de um site que foi penalizado, este link é ruim.

Sites penalizados não são indexados pelo Google. Logo, seus links vão ser desperdiçados e podem afetar sua classificação durante o seu percurso.

Você pode checar se um site é indexado ou ativo com essa seqüência de pesquisa: site:thesiteurl.com:

image43

Conduza claramente estes blogs.

A cada ano, o Google modifica o seu algoritmo de busca em torno de 500 vezes. Sem dúvidas, novos sites serão penalizados — e alguns sites penalizados anteriormente vão recuperar seu bom posicionamento.

Estas são algumas ferramentes que você pode utilizar para checar o status de um site que você gostaria de receber um link. Eu prefiro o Ismywebsitepenalized.com.

Na página inicial, coloque a URL do site que você pretende conseguir links – por exemplo, através de guest blogging, link building, divulgação de emails, etc. Então, clique no botão para checar.

image41

Agora, observe o status do site:

image22

Conclusão

É importante ressaltar que futuro do SEO, link building e marketing de conteúdo é a otimização do usuário.

O público em que você está focando tem de se beneficiar do seu conteúdo, palavras-chave e links, se você quiser que o Google te recompense.

De alguma forma, o Google é como uma criança que você precisa alimentar com colher. Tudo o que você precisa fazer é conduzir o Googlebot através de um conteúdo aprofundado e de grande valor e então você vai provar que merece estar classificado na primeira página.

Quanto maior for o número de bons links que você tiver direcionado para as suas páginas da web, melhor e mais autoritárias serão as suas páginas de acordo com a percepção do Google. No final das contas, bons links só vêm de sites com alguma utilidade que os usuários estão interessados.

Se você descobrir que não está conseguindo tráfego orgânico, independente dos esforços que você está colocando em sua criação de conteúdo – certifique-se de que você esteja entregando valores – veja aqui o meu conselho para você:

Estenda a mão para blogs de autoridade e da indústria. Consiga links de forma natural de sites de confiança. Na maior parte do tempo, seja consistente e paciente, e gradualmente você vai subir até o topo do search engine ranking pages (SERPs) do Google.

Quais são as outras estratégias que você utiliza na análise de backlinks para determinar se um link é bom ou ruim? Quais etapas você está utilizando para a construção de somente bons links?

Share