Como Escrever Conteúdo Épico Que Se Torna Viral

amazing content

Você já ouviu falar isso muitas vezes. 

Esse mesmo conselho invade a blogosfera. Parece que todo mundo já falou disso, uma hora ou outra. O Conteúdo é o rei. Bill Gates entendeu isso em 1996, quando ele escreveu essa frase. 

Para aumentar o tráfego orgânico, você precisa adquirir mais leads, aumentar a sua renda, e produzir continuamente conteúdo de qualidade . 

Dados do DemandGen Report mostram que 67% dos compradores B2B confiam mais em um conteúdo do que em pesquisas, e fazem mais decisões de compra B2B do que faziam há um ano atrás. 

Não importa se você é um profissional de marketing B2B ou B2C, você sabe que um conteúdo “bom” não é suficiente para crescer o seu negócio. Você precisa ir muito além do “bom.” Você precisa tornar a vida dos seus leitores melhor, de alguma maneira. 

Resumindo, você precisa “escrever conteúdo épico.”

O conteúdo épico é o conteúdo que choca o mundo do leitor. Ele fornece esperança e fortalece a confiança que os leitores têm em você. O problema é que a maioria das pessoas que te aconselham a escrever conteúdo épico, escrevem um conteúdo mediano. 

Eles podem ter uma vaga ideia do que a palavra “épico” significa, mas esse é só o primeiro passo. O verdadeiro desafio é dedicar tempo, esforço e ter os recursos necessários para criar esse tipo de arte.  

Se você está com dificuldade de criar o conteúdo que vai dar aos seus leitores uma wake-up call e um incetivo para eles agirem, você não é o único. Cerca de 36% dos profissionais de marketing B2B têm dificuldades contínuas para produzir um conteúdo interessante, e 21% não consegue produzir o conteúdo necessário para atender às necessidades do público-alvo. 

Escreva um conteúdo que as pessoas não podem ignorar. Você vai ver muitos influenciadores compartilhando o seu conteúdo com a audiência deles. 

image21

Nesse artigo detalhado, você vai aprender o que diferencia o “épico” do conteúdo típico que você lê na indústria dos blogs. 

Você quer que o seu próximo post se torne muito popular? Baixe essa lista de dicas definitivas de como escrever conteúdo épico que vai ficar muito famoso. 

O que É Um Conteúdo Épico?

Um conteúdo épico é um conteúdo que faz as pessoas pararem qualquer coisa que elas estejam fazendo para ler, compartilhar ou linkar para ele. 

É o tipo de conteúdo que faz você gritar. É insanamente útil, inspirador, muito bem escrito, e muito interessante. É o ponto certo entre o marketing de conteúdo e à utilidade da marca. 

image07

O termo “conteúdo épico” já é muito utilizado. Mas não deixe isso desanimar você. Criar esse tipo de conteúdo pode ativar o efeito snowball, direcionando níveis crescentes de tráfego, ganhando influência social, e fazendo vendas para o seu negócio. 

As Recompensas da Criação de um Conteúdo Épico

Um conteúdo épico não é o seu post ou um artigo típico. As pessoas vão te respeitar por ter gastado o tempo necessário para criá-lo. Na verdade, todo o seu negócio pode evoluir para algo maior. 

Você não precisa de convencer as pessoas de que o seu conteúdo é épico. Eles podem reconhecer isso lendo-o. É fácil de se reconhecer. 

Como a frase famosa que Justice Potter Stewart falou sobre obscenidade, “Eu a reconheço quando eu a vejo.”

Nem todo conteúdo é criado de maneira igual. Alguns vão falhar imediatamente, enquanto outros vão bombar na internet. 

E as recompensas de produzir um conteúdo épico também são igualmente épicas: 

i).   Um conteúdo épico chama a atenção: Quando você cria esse tipo de conteúdo que as pessoas não conseguem achar em nenhum outro lugar, você será notado. As pessoas vão te procurar.

image18

A maioria dos blogueiros e criadores de conteúdo têm dificuldade em se dar bem na vida trabalhando online, porque eles são incapazes de alcançar a audiência certa.  

Toda semana eu recebo emails de pessoas que investiram muito tempo e esforço em marketing de conteúdo, e ainda assim falharam. 

No ciclo do marketing, a atenção vem antes da atração. Porque quando você chama a atenção de alguém, é mais fácil atrai-lo para a sua oferta.  

image06

Atenção é, portanto, um dos fatores que vai levar um blogueiro ou um escritor mediano para o mundo da publicidade. 

Isso é exatamente o que aconteceu com Jon Morrow. Em 2012, ele era um editor guest e um contribuinte para o Copyblogger Media, além de ser editor chefe do KISSmetrics, mas ele ainda não tinha audiência própria . 

Porém, um dia, Jon tomou uma rota totalmente diferente. Ele aproveitou a sua história pessoal, criando um título épico para o post “Como Se Demitir do Trabalho, Se Mudar Para o Paraíso e Ser Pago Para Mudar o Mundo.”

Esse post foi realmente épico — não só porque era long-form mas por causa do seu impacto na blogosfera. 

image26

O post épico do Jon gerou mais de 15.000 compartilhamento sociais, e deu luz ao blog (boostblogtraffic.com) que se tornou um dos melhores geradores de tráfego de blogs no mundo.

image15

O post do Jon desencadeou muito engajamento quando ele foi publicado, e continua até hoje. Além disso, ele ganhou muitos comentários valiosos e backlinks da indústria de blogs. 

image17

ii).   Um conteúdo épico aumenta a fidelidade da sua marca: Se você quer prosperar no seu negócio, independente das mudanças do mercado, você precisa aumentar a fidelidade da sua marca.

image20

Em uma pesquisa feita com 1.000 americanos adultos (de 18 a 64 anos), conduzida pela MarketingCharts, com a Epsilon e a Wylei Research,  constatou-se que 55% dos consumidores americanos são fiéis a alguma marca pois essa marca fornece produtos/serviços de qualidade. 

image02

A sua marca é a sua identidade. É a boa vontade que faz as pessoas acreditarem nas suas palavras, opiniões, produtos e serviços. 

De acordo com o Wikipedia, a “fidelidade à marca” representa o sentimento que o consumidor tem, que faz o indivíduo“comprar produtos do mesmo fabricante diversas vezes, ao invés de trocar de fornecedor.”

O que faz as pessoas comprarem os produtos da Apple diversas vezes? Por que as pessoas são tão fiéis à Coca-Cola, mais do que a qualquer outra empresa de refrigerantes?

Ao passar do ano, os consumidores foram confiando nos produtos da Coca-Cola e da Apple. Essa é a verdadeira definição da fidelidade de marca. 

As pessoas se tornam fiéis a você quando você eleva a experiência delas além do normal. Quando os consumidores são fiéis a sua marca, eles vão evidenciar isso com as palavras e ações. 

image22

Fidelidade melhora a comunicação, a gestão, as relações com o consumidor, e o atendimento ao cliente. E esses aspectos são pilares necessários para a construção de um negócio – seja ele online ou offline. 

iii).   Ele constrói autoridade: Não importa qual é a sua indústria, você precisa construir autoridade.  

Por exemplo, quando você pensa em SEO, quais são os especialistas e os blogs de autoridade que vêm à mente? Provavelmente o Rand Fishkin, o Brian Dean, o Search Engine Journal, o QuickSprout, o Search Engine Land, dentre outros.  

Quando você, consistentemente, dedica o seu tempo para conceituar, pesquisar, e criar conteúdo, as pessoas irão te notar.

Sempre que o Google anuncia uma nova atualização de algoritmo, muitos especialistas em SEO e donos de sites se perguntam o que o Moz ou o Search Engine Journal pensam sobre ela. 

image38

Quando as pessoas começam a procurar pela sua marca, você começa a receber muito tráfego orgânico para o seu site. 

Brian Dean recebe milhares de visitantes gratuitos para o seu blog do Google, pois as pessoas querem saber o que ele diz sobre SEO e sobre construção de links. 

image19

E por último, mas não menos importante, conseguir autoridade te coloca numa posição de influência. Nesse estágio, você não está mais sozinho. 

Outros influenciadores vão querer te entrevistar, porque eles acreditam que o seu conselho, as suas recomendações e os seus produtos vão ajudar a própria audiência deles. 

Ao longo dos anos, eu criei conteúdos épicos, que ajudaram muitas pessoas. Como resultado disso, eu fui entrevistado por blogs populares. Você vai notar que eu incluí o termo de busca (“entrevista com o Neil patel”) com aspas. 

Isso porque eu quero fornecer somente resultados relevantes – dos 4.700 resultados para sites em que eu fui entrevistado. Isso representa muito tráfego. 

image37

iv).    Ele direciona tráfego: Alguns meses atrás, quando eu publiquei um post sobre como criar um conteúdo viral, eu sabia que o post iria ter sucesso. Eu achei que ele iria gerar mais de 500 compartilhamentos — mas na verdade, ele gerou mais de 800.

Muitas vezes, o conteúdo épico contribuiu com os 144.200 visitantes que esse blog gerou em Novembro de 2015. 

image27

Nada pode impedir o conteúdo épico de direcionar tráfego. Seja por meio social, por pesquisas, ou por referências boca a boca, o tráfego do seu blog irá aumentar. 

Os dados sobre os mais de 6,000 consumidores do HubSpot constataram que entre aqueles que usam o marketing de email para engajar os consumidores em potencial, as empresas e os profissionais de marketing que possuem um blog ganham 2X mais tráfego dos seus emails comparando com os que não possuem. 

image31

Infelizmente, criar um conteúdo convincente é um dos trabalhos mais desafiantes que os profissionais de marketing de conteúdo enfrentam. Isso serve tanto para o marketing de vídeo, quanto para os outros tipos de conteúdo.

image11

Esse post teve sucesso porque ele foi criado para ser viral. 

Claramente, nem todo conteúdo tem o potencial para ser viral. Mas nesse caso, eu garanto que o próprio conteúdo merece ser compartilhado, e as redes em que ele foi compartilhado tiveram uma boa posição no Google.  

image24

Outro exemplo de um conteúdo épico é o “The Ultimate Guide to Making Money”, do Ramit Sethi. Esse guia foi projetado profissionalmente e foi formatado (uma das características de um conteúdo épico). Além disso, ele não é um conteúdo normal que você vê por aí nos blogs.

image34

Ramit Sethi é uma pessoa que eu menciono muito nos meus artigos, pois ele é uma autoridade. Ele também sabe como criar um conteúdo épico. 

Eu já li muitos posts dele, que por si só já ganham um rótulo de “épico”, mas o seu guia de fazer dinheiro supera todos os outros. 

Eu mencionei mais cedo que um conteúdo épico tende a ser bem ranqueado nos resultados de busca do Google, e canaliza os usuários de busca para o seu site. 

Curiosamente, esse guia foi ranqueado como número #2 para a palavra-chave (altamente procurada) “guia de fazer dinheiro.”

image39

Como um profissional de marketing inteligente, o Ramit capitalizou esse tráfego enorme para o seu site, a partir do seu conteúdo épico, para construir a sua lista de email. 

Diferentemente da maioria dos profissionais de marketing que descansam só porque algumas das suas peças de conteúdo ganharam compartilhamentos sociais, backlinks e tráfego decentes, o Ramit configurou uma forma de geração de leads de alta conversão na sua página, junto com um breve campo para inscrição.  

image01

Você também deve fazer isso. Se você encontrar um dos seus posts altamente ranqueado nos resultados do Google, gerando um tráfego decente, use-o para construir a sua lista de email. Adicione um formulário para inscrição em uma posição vantajosa e veja a base dos seus inscritos aumentar. 

Em 2013, Ana Hoffman, fundadora do TrafficGenerationCafe.com, criou uma apresentação épica no Slideshare que ganhou mais de 243,000 visualizações em 30 dias.

Ela criou um total de 9 slides, teve muitos ranqueamentos de primeira página no Google e mais de 400 fãs no Facebook, e o Slideshare se tornou a sua segunda maior fonte de tráfego referente. 

No final de 2013 os slides da Ana geraram cerca de 700.000 visualizações.

image05

v).    Ele tem potencial para ficar muito famoso: Quando Neetzan Zimmerman, o Editor-Chefe no Gawker, foi perguntado sobre como ele cria consistentemente um conteúdo que se torne viral, ele respondeu, “Eu nunca me auto-promovo.”

No entanto, Zimmerman criou muitos conteúdos virais nos últimos 3 anos. E isso merece ser mencionado. Quando você cria um conteúdo espetacular, você não vai ter dificuldade para promovê-lo. 

É claro que não tem nada de errado em patrocinar esse conteúdo, se você ainda não tem uma grande audiência. Mas no geral, vai ser muito menos trabalhoso. 

Uma das ideias que o Zimmerman compartilhou, que te ajuda a aumentar as suas chances de criar um conteúdo viral, tem a ver com a escolha do seu tópico. 

Praticamente todos os tópicos de marketing na internet já foram abordados, em milhares (se não milhões) de posts e artigos. Portanto, pode ser difícil impressionar as pessoas com um tópico já conhecido (por exemplo, construção de lista, blogging, SEO), a não ser que você realmente tenha algo marcante para compartilhar. 

Esse conteúdo pode ser uma técnica que ainda não está batida ou um caso de estudo de um experimento que você conduziu. 

Quando Zimmerman começa a escrever qualquer pedaço de conteúdo, ele pega as primeiras horas para escolher o tópico e fazer uma pesquisa a fundo sobre ele.

image33

Surpreendentemente, ele não procura por dicas ou ideias de blogs populares que você já tenha visto ou que você já leu sobre.  

Ao invés disso, ele procura informações em sites que você nunca ouviu falar (porém muito confiáveis), como o tastefullyoffensive, o 22 words, o Daily Picks e o Flicks, dentre outros.

Ele tem uma lista de cerca de 1.000 sites que ele analisa constantemente, procurando por ideias. 

Zimmerman tem dominado a arte da escrita de manchetes poderosas de tópicos comuns.

Um dos seus posts mais famosos (sobre a estrela de TV Farrah Abraham (“Teen Mom”) fazendo uma sex tape) alcançou milhões de pessoas e gerou mais de 10 milhões de visualizações dentro de 7 meses. 

Imagine 200 pessoas lendo o seu post a  todo momento. Isso equivale a mais de 2000 visitantes para o seu blog, por dia.

image04

Como você pode ver, o esforço que você faz criando um conteúdo épico vai, realmente, valer a pena. Claro, você nunca pode ter certeza se um post vai ficar famoso ou não. 

Mas estudando o conteúdo viral, você pode aprender com ele e, em vez de reinventar a roda, simplesmente melhore-o, criando um conteúdo melhor

Como Reconhecer um Conteúdo Épico

Desenvolver uma estratégia de marketing de conteúdo é importante. Ela guia o processo de criação do seu conteúdo e proporciona recompensas enormes.

Tipicamente, quando você decidir qual vai ser o destino do seu conteúdo, você precisa comparar os resultados que alguns dos conteúdos valiosos que você leu obtiveram. 

Os insights que você vai ganhar como resultado, vão te dar uma vantagem rara sobre os outros escritores que acabaram de “escrever” sem serem cuidadosos. 

De acordo com o Rand Fishkin em um Whiteboard Friday recente, o conteúdo viral pode impactar as suas análises.

image16

Talvez o seu site gera uma média de 200 visitas diárias, até que você faz essa grande peça de conteúdo viral, direcionando 10.000 visitas para o seu site — o que você faz quando esse tráfego começa a diminuir? 

A maioria dos criadores de conteúdo não sabem como dar a volta por cima depois de um deslize. Francamente, eu conheço muitos blogueiros que produzem, esporadicamente, um conteúdo convincente, porém não consegue sustentá-lo. 

O problema é simples: esses profissionais de marketing de conteúdo vêm o conteúdo épico como um evento raro, que acontece de vez em quando, e por sorte.

Mas isso não é necessariamente verdade. A Pepsi muda de sabor de Março para Janeiro? É claro que não. O sabor é sempre o mesmo porque o processo de produzi-la foi refinado e aperfeiçoado. Simplesmente, não há espaço para erros. 

Do mesmo modo, quando você entende como fazer um conteúdo épico, você sempre será capaz de replicar o seu sucesso. Você irá ter sucesso independentemente do mercado ou da área que você entrar. 

Portanto, como você reconhece um conteúdo épico?

i).   Ele é profundo e muito útil: Confie em mim, os seus consumidores ideais já tiveram muitas experiências normais, criadas por inúmeros sites. Estou falando de milhões de artigos e posts que as pessoas criam todos os dias. 

Nesse exato momento da escrita desse artigo (parte da manhã), o Worldometer registrou que 743,671 posts já foram publicados hoje. 

image03

Na realidade, a maioria desses posts são genéricos e têm pouca qualidade. Provavelmente, só alguns contêm dicas úteis e boas.

Normalmente, um conteúdo in-depth faz a diferença. A palavra “in-depth” não tem o mesmo significado que “long-form.” Claro, ela pode ser mais longa que um post típico, mas a palavra “in-depth” significa “com grandes detalhes; compreensiva e completa.”

image00

Os relatórios de renda mensal do Pat Flynn são in-depth porque eles te mostram cada passo — os erros, os experimentos, os desafios, e quanto ele (e as redes) ganham.

image13

Dependendo do tópico, um pedaço de conteúdo compreensivo pode ter 700 palavras, ou até mesmo 3.000. Desde que você explique os detalhes e dê exemplos, você vai se dar bem. 

Mas lembre-se que é quase impossível escrever conteúdo compreensivo e completo sem passar da marca de 1.000 palavras. 

Os posts do Brian Dean são épicos, mesmo que alguns deles contenham menos de 2.000 palavras. Ele obtém sucesso porque os posts dele são explicados detalhadamente, são muito compreensivos e ele destaca um estudo de caso de um estudante ou de um cliente. 

image08

Sempre que eu escolho um tópico, eu descrevo cada aspecto dele detalhadamente – como esse aqui. Ele é in-depth porque eu falo sobre tudo que você vai precisar para criar posts épicos, que vão, eventualmente, ficar famosos. 

Depois de atualizações do Google Panda e do Hummingbird, os conteúdos in-depth têm preferência nos rankings de busca.

O Google entende que os usuários de busca (normalmente) estão procurando por uma solução completa para os seus problemas, não só algumas dicas. 

Portanto, se alguém procurar por “tratar acne em 7 dias,” o Google vai ranquear o conteúdo que fornece a informação certa, ou seja, que obtenha o resultado em 7 dias. É simples assim.

ii).    É longo, mais ou menos como um guia definitivo: Eu preciso enfatizar isso. Um conteúdo longo é mais provável de gerar compartilhamentos sociais, backlinks, engajamento, cliques e consumidores.

Quando o Buzzsumo analisou 100 milhões de artigos para apontar o que fez eles tão poderosos, eles descobriram que os artigos tendem ter mais de 2000 palavras.  

O SerpIQ conduziu um estudo similar e descobriu que a extensão média do conteúdo, dos 10 melhores resultados de busca, é cerca de 2000 palavras.

image30

Você pode não ter o tempo ou os recursos para escrever conteúdo longo o tempo todo, mas faça o seu melhor para introduzi-lo como parte da sua estratégia. Vale a pena.

Desde que eu comecei a publicar artigos com mais de 4500 palavras no NeilPatel.com, o meu tráfego orgânico, os compartilhamentos sociais, os links editoriais e as minhas marcas pessoais dispararam. 

Um conteúdo épico fornece informações extras, além do que já está no mercado. “Ele deve fornecer 110% de um tópico,” disse Rob Wormley.

Mas não caia na síndrome do conteúdo longo, onde você só foca na contagem das palavras, e não no valor e na satisfação que os seus leitores vão ter. Se esse for o seu objetivo para esse ano, desista agora e evite o esforço. 

Demian Farnworth, Chief Copywriter no Copyblogger, descreve o impacto deste jeito:

O conteúdo te domina… O conselho te convence a tentar mais  forte. A história te enfeitiça. 

Um bom exemplo de um conteúdo longo épico que ficou muito famoso, é o “Google’s 200 Ranking Factors,” do Brian Dean. 

image25

iii).    Ele contém insights precisos de muitos dados:  O conteúdo épico não é algo que você pode achar em qualquer lugar. É um conteúdo que evoca emoção e mantém as pessoas coladas ao PC e ao celular. 

A importância de integrar dados precisos em seu conteúdo não pode ser muito enfatizada. Os dados representam muito mais do que a opinião das pessoas. É testado e provado. E você precisa de mais de um teste para ter certeza sobre os resultados, até mesmo em testes A/B.

image32

Muitos dos seus clientes em potencial, consumidores e leitores no blog nunca te viram e talvez eles nunca irão ver, mas eles podem se relacionar com resultados de um experimento.

Você não tem concorrência, certo?

Errado!

Você tem um mar de concorrência. 

As empresas fabricantes de carro tentam fazer a melhor publicidade possível, e projetar a melhor experiência para o consumidor, porque eles têm uma concorrência muito grande. Descubra quem são os seus concorrentes.

É possível que a sua concorrência crie um conteúdo long-form, mas não esteja integrando insights precisos e dados no conteúdo.

Esse é o seu limite de competitividade.

Você precisa de entender o Big Data, analisá-lo e extrair insights para a criação de um conteúdo épico. 

O Big Data pode ser definido como uma “série de dados extremamente grandes que podem ser analisados computacionalmente para revelar padrões, tendências e associações, especialmente relacionados com o comportamento humano e interações.”

Em um post recente, Tim Waddell do Adobe disse que uma das razões pelas quais você precisa do Big Data e de uma estratégia analítica é para “equipar a sua organização para ter conversações através de canais.”

Essa é a essência da construção de um negócio – seja ele online ou offline. Você precisa criar um canal onde as pessoas certas podem se comunicar com você, obter respostas às suas questões e continuar confiando na sua marca.

O Big Data é importante na criação de conteúdo. Ele examina e analisa o que as pessoas falam sobre um tópico, o que ajuda você a transformar esses dados em conselhos úteis. 

Por exemplo, enquanto a maioria dos blogueiros , e a maioria dos profissionais de marketing de conteúdo, de marketing de internet e de marketing de informação digital estão ocupados debatendo sobre o que faz um conteúdo ser viral, Jonah Berger, um professor associado de marketing, escreveu um livro chamado Contagious: Why Things Catch On.

Ele se tornou o livro mais vendido de acordo com o New York Times, pela quantidade enorme de dados que foi recolhida, analisada e testada. Pessoas do mundo todo, agora, confiam nos insights do livro por causa dos dados envolvidos. 

O livro e o estudo do Berger são exemplos perfeitos de um conteúdo épico que se tornou viral. Tudo se resume aos insights que você recebe a partir dos seus dados. 

Ele ofereceu 6 PASSOS para garantir que o seu próximo conteúdo tenha o que é preciso para se tornar viral. 

image12

 A internet está lotada de dados que você pode aproveitar. Eles não precisam vir, primariamente, de você. Nem toda empresa tem os recursos para coletar dados complexos e testá-los. 

Profissionais de marketing inteligentes e criadores de conteúdo se aproveitam dos dados de outras pessoas, estudam as tendências, extraem insight e usam a sua própria criatividade para produzir um conteúdo épico. 

Isso foi exatamente o que eu fiz. Eu sabia que o Buzzsumo tinha analisado, recentemente, 100 milhões de artigos para determinar o porquê eles foram compartilhados. Esse é o tipo de dados complexos que eu não iria conseguir coletar sozinho.

Portanto, eu me aproveitei desses dados complexos de terceiros, os estudei, e entendi quais foram os resultados gerados. Depois eu criei um pedaço de conteúdo longo, e in-depth. 

image14

O artigo gerou muito engajamento. 39 comentários, mais de 700 compartilhamentos sociais e backlinks autoritários. 

Os dados não eram meus, mas eu os usei e os referenciei para a fonte original. Se você se sentir travado porque você não tem os recursos suficientes para conduzir testes separado A/B, testes multivariados e pesquisas analíticas, você pode achar esses dados em outros sites, blogs, livro, dentre outros.  

iv).   Se parece como um par de meias amarelas: Ficar na mesmice é muito ruim para os blogueiros. A maioria das pessoas apenas seguem o que as outras fazem, sem analisar profundamente e entender as suas próprias forças e paixões.  

Um conteúdo épico normalmente se destaca na multidão. 

Mas se o tipo de conteúdo que você cria não é nada além de um monte de peça vomitada, você só vai perder tempo e recursos investindo em marketing de conteúdo.  

Táticas de Construção de Links: A Lista Completa é outro exemplo de um conteúdo épico que é 100% diferente do que você vê nos blogs de SEO. 

image09

Jon Cooper, o autor, não era conhecido na indúsria de SEO antes dele ter criado esse guia épico. Curiosamente, haviam milhares de posts sobre táticas de construção de links. 

Diferente dos outros blogueiros, que simplificam uma lista simples compilada de 30-50 táticas (o que seria muito bom), Jon Cooper tomou um passo à frente. 

Ele compilou todas as táticas de construção de links que ele conseguiu achar. A página tem pelo menos 100 táticas. Ele criou filtros para ajudar pessoas a classificar a informações baseando no timeframe, nos efeitos e no valor de links. Isso fornece uma experiência rica e melhores valores para os seus leitores.

Como resultado, o Jon agora é o número #1 nos resultados de busca do Google, para a palavra-chave de alto volume “táticas de construção de link.”

image36

Esse guia épico trouxe Jon Cooper para a primeira página, como um especialista proficiente em SEO. Ele gera milhares de visitantes no seu blog e o seu negócio está crescendo. 

Crescer o seu negócio não é tão difícil quanto você imagina. Você pode levar o seu conteúdo um pouco mais longe, através da infusão de gatilhos emocionais (como temor, risos, suspeita, etc.) dentro do seu conteúdo. Use imagens para transmitir a sua mensagem mais rápido para os leitores, e fazer o seu conteúdo mais fácil de ser compartilhado. 

Como “Realmente” escrever Conteúdo Épico

Se você leu até esse ponto, então você já está equipado com tudo que se necessita para escrever conteúdo épico, que vai se tornar viral.

Se o Zimmerman, o Brian Dean, o Jon Cooper, o Jon Morrow, o Corbett Carr, e os outros bogueiros inteligentes que começaram do zero conseguem fazê-lo, então você também consegue. 

Apenas siga as seguintes dicas:

1).   Primeiro passo: Conduza uma pesquisa exclusiva – Vá direto à fonte primária dos dados, porque isso vai fazer com que o seu conteúdo se destaque.

image23

Se você precisa de um incentivo para o seu conteúdo épico, você não pode ignorar as pesquisas ou fazer um trabalho indiferente. Esteja disposto a pesquisar o seu tópico por completo.

Eu não confio nos dados de nenhuma fonte. Mas quando eu vejo experimentos de influenciadores de marketing respeitados, experientes e qualificados, eu presto atenção. 

Por exemplo, os insights que eu ganhei com a equipe do Buzzsumo com a análise dos 100 milhões de artigos pode ser uma fonte primária de dados.  

Você pode usar o Google para conduzir a sua pesquisa. Mas não confie em tudo que você vir lá. O resultado de busca número #1 no Google pode não ter dados precisos. Ou talvez ele já teve, mas não está atualizado.  

image29

Vale a pena participar de seminários, conferências, workshops, ou participar em uma webinar para aprender mais sobre o seu tópico. Consuma cada livro, pesquisa, relatório de pesquisa e você ficará impressionado com a qualidade de informação que você irá coletar. 

Além disso, você pode entrevistar os especialistas da sua indústria. Afinal de contas, o jeito mais fácil de saber o que os influenciadores pensam é perguntando. 

Obviamente, você não precisa conhecê-los pessoalmente para conduzir uma entrevista. Por exemplo, John Lee Dumas entrevista os melhores influenciadores, das diferentes indústrias, através do seu podcast principal. 

image28

Andrew Warner, fundador do Mixergy, também expandiu o seu site entrevistando os melhores influenciadores da internet. Você pode ler essas entrevistas para saber mais sobre esses influenciadores, como eles começaram, o que eles estão fazendo atualmente, etc.

image35

2).   Segundo passo: Escreva com paixão – Quando você lê um conteúdo épico, como o “O Guia Completo de Como Fazer Dinheiro,” você se conecta profundamente com o Ramit Sethi. Isso também acontece quando lê o post épico do Jon Morrow no Problogger. 

Você consegue criar um conteúdo sobre um tópico sem estar empolgado com ele?

Claro que você consegue. Mas é muito mais difícil criar um conteúdo épico sobre um tópico, se você não está animado com ele.  

Por exemplo, eu não crio conteúdo sobre nutrição ou saúde, não porque eu não consigo, mas porque eu não me interesso tanto por esse assunto, comparando com o marketing de conteúdo, SEO, otimização da taxa de conversão e outros tópicos relacionados com marketing. 

image10

Quando você está em uma área que você ama, você pode criar lições de vida a partir das suas próprias experiencias, escrever títulos atrativos e poderosos, fazer visualizações não convencionais, e se tornar mais transparente.

E mais importante que isso, é o fato de ser mais fácil promover um conteúdo épico que te deixa orgulhoso. O importante é a alegria em ajudar as pessoas, não o tráfego que você direciona, nem a audiência, e nem as vendas. 

Se você está pronto para criar um conteúdo épico, os recursos abaixo podem ajudar:

14 Exemplos de Um Conteúdo Realmente “Épico”: Como Você Os Empilha?

Criando um Conteúdo que Converta: O Guia Passo-A-Passo

5 Passos Para Perder O Medo e Criar Um Conteúdo Épico

Conclusão

Às vezes, o que realmente te impede de criar um conteúdo sensacional, que faz os seus leitores ficarem lendo até tarde, é o medo. 

Não é falta de sabedoria, falta de dados, ou falta de insights sobre a audiência. 

Talvez você não quer que as pessoas te critiquem nas redes sociais, ou você está com medo das pessoas não lerem o seu post. 

Esse é o meu conselho: Não deixe nada te impedir.

Um conteúdo épico não é uma coisa extravagante. Alguns exemplos que eu compartilhei com você são de blogueiros medianos e profissionais de marketing que talvez não tenham insights mais profundos sobre os consumidores do que o seus. 

Eles apenas não deixam o medo impedi-los de agir. Eles querem ajudar a audiência e atrair uma nova. Você pode mudar o seu mundo com palavras. Nesse novo ano,“épico” de ser o seu foco. 

Quais elementos (que eu não tenha mencionado) você acha que o conteúdo épico tem? 

Share