Como Escrever Títulos de Blog Criativos: Analisamos 11.541 Posts de 2016 Para Descobrir o Que Fazer

wings

Eu escrevo posts há mais de 10 anos. Depois de lançar e crescer vários blogs bem-sucedidos, eu percebo que tem uma coisa que não muda – o meu empenho em escrever títulos de blog criativos.

Títulos de blog criativos não acontecem por acidente. Os melhores títulos de blog ou sites, devem chamar a atenção das pessoas, despertar a curiosidade e incentivá-las a clicar!

Mesmo criando títulos de blog criativos, eu sempre busquei melhorar. Eu quero que os meus títulos sejam tão bons que se tornem virais!

Ao melhorar os meus títulos, eu serei capaz de aumentar o meu tráfego, engajamento e vendas.

Então, eu fiz o que eu normalmente faço quando estou tentando melhorar: eu analiso dados.

A minha ideia: reunir os 10.000 melhores títulos de artigos do ano passado e ver o que todos eles têm em comum. A partir da análise e comparação, é possível descobrir as táticas dos títulos de alto desempenho.

Com essas informações na mão, dá para ter uma ideia clara de como escrever títulos de blog criativos sempre que quiser.

Isso foi o que eu descobri.

Estes foram os dados que eu usei para escrever títulos para blogs e sites

Uma das minhas ferramentas favoritas para dados de conteúdos é Buzzsumo. Para conseguir algumas estatísticas avançadas de compartilhamento nas redes sociais a partir de títulos, eu procurei Steve Rayson no Buzzsumo.

Pegamos os tops 10.000 artigos de todo o ano de 2016 para a nossa análise. Também pegamos 20.000 títulos de alto desempenho do ano de 2015 para análise comparativa.

Como mensurar os “melhores” artigos? Simples. Por meio de compartilhamento em redes sociais. Esse compartilhamento é uma fonte pública de dados e o Buzzsumo já tem tudo preparado para o acesso.

Se as pessoas realmente amam um artigo, conseguem ver algum benefício e acham que é algo que acrescenta valor, elas vão querer compartilhá-lo com os seus seguidores nas redes sociais.

Analisar os dados foi a parte mais desafiadora. Alguns dos artigos mais compartilhados eram, na verdade, spam!

Você já ouviu falar sobre black hat SEO, certo? Também há técnicas de black hat em outras áreas de marketing.

Alguns profissionais de marketing criam artigos spam com títulos intrigantes ou de fofocas de celebridades, e em seguida, artificialmente aumentam os compartilhamentos nas redes sociais usando seguidores falsos.

É uma tática suja e, obviamente, não traz benefícios em longo prazo. Removemos esses artigos spam da nossa análise.

No total, analisamos 11.541 títulos com melhor desempenho em 2016 e mais 20.000 títulos de 2015.

Grandes Resultados dos Melhores Títulos de 2016

Quais foram as grandes descobertas que encontramos nos dados? Sete delas saltaram diante de nós.

61% dos melhores títulos têm um número

Desses títulos de alto desempenho, a maioria deles tinha um número – 4.436 títulos sem números contra 7.105 títulos com números.

image05

Os números aparecem frequentemente em artigos em forma de lista (ou listicles). Por exemplo, eu dei uma olhada nos artigos do meu blog, Quick Sprout, que foram mais compartilhados nas redes sociais. Os três principais são artigos em forma de lista.

image10

Buzzfeed é bem conhecido por esses artigos de listas. Aqui estão os seus artigos mais compartilhados no ano passado. Três deles são listicles:

image04

Isso significa que você sempre deve criar artigos em forma de lista?

Não necessariamente. Por exemplo, alguns dos meus títulos não são listicles e eles têm um número. Como este…

image07

Se você é um profissional de marketing de conteúdo experiente, essa informação sobre títulos com números não é uma grande surpresa.

É de conhecimento comum no mundo do marketing de conteúdo que os números em títulos impulsionam mais cliques e mais compartilhamentos nas redes sociais.

Mas por quê?

Uma razão é a certeza. Os psicólogos chamam isso de paradoxo de Ellsberg, que tende a reforçar a teoria da aversão à ambiguidade.

Aqui está um silogismo simplificado para fazer sentido:

  • Nos sentimos bem quando sentimos que estamos certos sobre alguma coisa.
  • Os números tendem a aumentar o nosso sentimento de certeza.
  • Portanto, nos sentimos bem quando vemos um título de artigo que contém um número.
  • Devido a isso, é mais provável que uma pessoa clique, leia ou compartilhe esse artigo.

Deixe-me fazer uma rápida observação baseada em dados sobre os artigos em forma de lista. Notamos que apenas 8% dos títulos com números tinham um número no início.

Em listicles é comum colocar o número no início.

  • 7 razões por que…
  • 18 Ferramentas que você precisa…
  • 27 coisas que talvez você não saiba…

No entanto, com base nos dados você não precisa de um número no início do título a fim de obter mais compartilhamentos nas redes sociais. Colocar um número no meio do título pode ser uma escolha, até melhor.

A lição: use números em pelo menos metade dos seus artigos.

Utilizar “Isto é o que” consegue muitos compartilhamentos nas redes sociais

Uma das maneiras de analisarmos os dados foi por meio do isolamento de conjuntos de palavras usados com frequência.

Dividimos um título em partes e depois isolamos os conjuntos de palavras que fizeram com que ele tivesse sucesso.

De outra pesquisa, sabemos que os títulos com níveis mais altos de engajamento são compostos por aproximadamente 16-18 palavras.

image01

Títulos longos possuem conjuntos de palavras que são repetidos em diferentes títulos.

O que descobrimos? Aqui estão os cinco principais conjuntos de três palavras de acordo com os compartilhamentos nas redes sociais. Para encontrar esses conjuntos, removemos palavras comuns e de parada (“e”, “o”, “mas”, etc).

image08

Obviamente, a maioria desses conjuntos de três palavras é muito específica para ser utilizada em qualquer tipo de conteúdo.

Eles mostram o que foi tendência no ano passado – questões políticas e sociais.

Mas descobrimos outros conjuntos interessantes. Esse foi surpreendente: “isto é o que” foi um dos conjuntos de palavras mais populares nos títulos do ano passado.

Por quê?

Bem, poderia ter algo a ver com isto

image11

No entanto, com base nos dados, há mais para se analisar do que apenas Rihanna cantando uma canção de Calvin Harris, “This Is What You Came For” (“Isto é o que você veio para” tradução livre para o português), para conseguir títulos com alto desempenho.

Então, qual poderia ser o motivo?

Mais uma vez, isso está relacionado com a certeza. Quando um escritor diz “isto é o que”, ele está fazendo uma declaração definitiva sobre alguma coisa. Uma declaração como essa também afirma a autoridade do autor sobre o assunto.

Geralmente, artigos autoritários – títulos de artigos com declarações de certeza – são artigos que as pessoas gostam de compartilhar.

A lição: use a frase “isto é o que” em um título de artigo.

O comprimento médio de um artigo é de 343 palavras.

Para mim, essa foi uma descoberta surpreendente. Os artigos mais compartilhados em 2016 tiveram uma média de 343 palavras!

Foi uma grande surpresa porque eu enfatizo constantemente a importância de um conteúdo longo.

Por quê? Porque está provado que um conteúdo longo obtém classificações mais elevadas e mais tráfego.

Mas compartilhamento nas redes sociais? Isso é uma história diferente. Textos mais curtos funcionam.

Existe outro lado desse dado que ajuda a baixar a contagem média de palavras: imagens.

Quando você compartilha algo nas mídias sociais, a plataforma puxa uma imagem do artigo e coloca no seu post.

Por exemplo, se você colar um URL no Facebook, ele selecionará uma imagem no artigo e a usará para acompanhar o link.

image12

O Twitter faz a mesma coisa.

image13

Essas imagens têm impacto no compartilhamento nas redes sociais. Elas podem encorajar as pessoas a retweet ou a compartilhar novamente sem mesmo interagir com o artigo.

Ou pode até mesmo não ser um artigo! Pode ser um simples título com uma imagem! Alguns dos artigos que olhamos não tinham textos.

Obviamente, artigos altamente compartilhados com nenhuma palavra fizeram com que a contagem média de palavras fosse menor.

Há uma outra razão porque um elevado compartilhamento nas redes sociais está relacionado com uma contagem média baixa de palavras. Muitos sites com altos compartilhamentos em redes sociais são sites de notícias e não sites com informações em profundidade (como o meu).

Para a maioria das notícias de última hora, os conteúdos curtos fazem parte de uma prática jornalística. Notícias de última hora, que muitas vezes leva a um alto compartilhamento, não têm muito conteúdo para desenvolver em um artigo longo.

Assim, os artigos com notícias de última hora contêm poucas palavras.

Tenha em mente que a qualidade é sempre mais importante do que a quantidade. A IA, a aprendizagem automática e o LSI semântico do Google são capazes de determinar com precisão a qualidade do artigo e recompensar o conteúdo baseado em características qualitativas e quantitativas.

A lição: se você está publicando notícias de última hora, escreva artigos com uma média de 500 palavras.

Artigos “Como” ainda funcionam

Uma das palavras que encontramos que mais aparece no top 20 de conjunto de até duas palavras é “como” – seguido por outra palavra.

Também identificamos outros tópicos associados em nossa análise de dados:

  • Como fazer tópicos
  • Tópicos de culinária
  • Tópicos “Fazendo”
  • Tópicos de faça você mesmo

Artigos “Como” têm sido uma base constante na internet desde que começou. Esses artigos têm altas taxas de compartilhamento, porque são informativos e tendem a ajudar as pessoas.

A lição: escreva um conteúdo que explique “como” fazer algo e use a palavra “como” no título.

Pergunte.

Quando analisamos os dados para descobrir os conjuntos de palavras mais bem-sucedidos, encontramos tópicos ou nomes específicos (mais sobre isso na seção abaixo).

Mas algumas palavras ou conjunto de palavras, tais como “como” e “isto é o que” são bem generalizadas e podem ser utilizadas em qualquer contexto.

Aqui estão outras palavras recorrentes. Elas foram encontradas nos 10º, 11º e 12º lugares de conjunto de até duas palavras.

  • Você…?
  • Você pode…?
  • O/A…é…?

Um dos nossos top 20 conjuntos de três palavras foi “você concorda com”.

Observou um tema comum entre eles?

Eles formam perguntas.

Você pode se perguntar se é uma boa ideia usar perguntas para títulos. A resposta a partir dos dados é sim.

A lição: escreva alguns títulos em forma de perguntas, especialmente perguntas que incluem “você”, “você pode”, “o/a é” e “você concorda com”.

Tópicos de polarização conseguem compartilhamentos altos

Em meus artigos, eu não escolho lado em questões políticas ou sociais. Por que não? Porque esse não é o meu foco! Se eu dou a minha opinião em relação a marketing, SEO ou marketing de conteúdo? Sim!

Os artigos mais compartilhados têm uma elevada porcentagem de temas controversos. Os dados abaixo não mostram que o artigo em si é controverso. Só mostram que o tópico pode ser controverso.

Aqui está um segmento de conjuntos de duas palavras:

image06

“In the” (“no” em português) e “of the” (“do” em português) não são temas controversos, é claro. Mas, “Donald Trump” e “Hillary Clinton” são.

Ampliando as nossas amostras, aqui está outro conjunto de palavras e as suas determinadas frequências:

image09

Você notará que “national anthem  (“hino nacional”), “presidente Obama”, “bernie sanders” e “standing rock” (nome de uma tribo sioux de nativos americanos) são termos controversos e todos têm altas taxas de frequência.

Os conjuntos de palavras que tiveram a maior frequência nos artigos dessa análise também foram controversos. “Donald Trump” e “Hillary Clinton” apareceram em mais da metade das frequências.

image00

 

“Bernie Sander [sic]”, “Standing Rock”, “Trump win” (“Vitória do Trump”) e “Dakota Access” (nome de um oleoduto) também são assuntos controversos.

Mas o que dizer quando colocamos esses conjuntos de palavras de acordo com o compartilhamento nas redes sociais? Aí é que isso fica mais expressivo. 47% dos títulos de artigos que estão no topo continham “Donald Trump”.

image02

Isso era de se esperar em um ano de eleição. Mas a lição pode ser expandida. Assuntos controversos suscitam curiosidade e interesse.

Obviamente, se você é muito controverso, você corre o risco desnecessário de deixar as pessoas chateadas. Mas a maioria de nós não é suficientemente controversa. Não há problema em assumir uma posição forte e escrever sobre isso.

Na verdade, os dados mostram que escrever sobre assuntos controversos pode ser uma ideia muito boa se você quer obter mais compartilhamentos nas redes sociais.

A lição: crie um título que contenha um tema controverso.

Os títulos de artigos que mencionam “vídeo” são mais compartilhados

Mesmo que estejamos falando sobre artigos, não podemos ignorar o impacto do vídeo. Obviamente, muitos artigos que estão entre os mais compartilhados são ou contêm vídeos.

A utilização da palavra “vídeo” no título foi relacionada com compartilhamentos mais altos. Observe como a maioria desses títulos de alto desempenho contém a palavra “vídeo”:

image03

Dizer ao leitor o que ele pode esperar em um artigo é um ótimo recurso. Isso reforça a ideia de certeza, porque ele saberá o que verá quando clicar no artigo.

Se você estiver apresentando um infográfico, análise de dados ou vídeo em seu artigo, é uma boa ideia incluir isso no título.

A lição: sempre que possível, postar vídeos e incluir a palavra “vídeo” no título.

Conclusão

Qual é o valor de um título muito bom? Tenha em mente que os compartilhamentos nas redes sociais são apenas uma métrica de um artigo de alto desempenho. Ter compartilhamentos altos não significa necessariamente que você terá um SEO melhor, conversões mais altas ou mais receita.

Mas os títulos podem produzir isso. Independentemente, você não pode argumentar com o fato de que os títulos são importantes. Veja o que você pode esperar se criar títulos muito bons:

  • Mais compartilhamentos nas redes sociais
  • Mais tráfego
  • Mais cliques
  • Mais visitantes pela primeira vez
  • Mais tráfego de pesquisa orgânica
  • Mais tráfego de referência
  • Mais sinais de marca
  • Mais citações externas
  • Mais backlinks
  • Mais autoridade do domínio
  • Mais autoridade da página

Basicamente, os títulos são a porta de entrada para a maioria das valiosas métricas de um profissional de marketing.

E se você quer saber como escrever títulos de blog criativos, esses são os dados das táticas que levam a mais compartilhamentos nas redes sociais.

  1. Use números em pelo menos metade dos seus artigos.
  2. Use a frase “isto é o que” no título de um artigo.
  3. Se você está publicando notícias de última hora, escreva artigos com uma média de 500 palavras.
  4. Escreva conteúdos que explicam “como” fazer algo e use “como” no título.
  5. Escreva alguns títulos na forma de perguntas, especialmente perguntas que incluem “você”, “você pode”, “o/a é” e “você concorda com”.
  6. Crie um título que contenha um tema controverso.
  7. Sempre que possível, publique vídeos. Inclua “vídeo” no título.

Quais são as suas observações em títulos de alto desempenho? Quais táticas você tentará na próxima vez?

Share