Marketing de Nicho: Como Produzir Um Conteúdo Incrível Para Segmentos Pouco Interessantes

boring

Se você acha que está em uma indústria ‘entediante’, você já pode ter recusado a ideia de que o marketing de conteúdo possa funcionar para você.

Entretanto, você pode querer repensar essa escolha. 

O marketing de conteúdo pode funcionar para quase toda, se não toda indústria. E isso por causa do marketing de nicho.

Mais do que nunca, a única coisa que está te impedindo são algumas crenças mal-orientadas sobre como o conteúdo funciona para o marketing de nicho.

Neste artigo, nós vamos dar uma olhada em como você pode implementar um plano de marketing de conteúdo para uma indústria ‘entediante’.

Vamos analisar algumas das crenças principais que você deve ter quando se trata de conteúdo e marketing de nicho para indústrias que não sejam interessantes, assim como as táticas específicas que você pode colocar em ação para gerar resultados.

Até o final deste post, você deverá ser capaz de saber como produzir um conteúdo incrível para qualquer indústria que você queira lidar agora ou no futuro.

Faça download desta versão em PDF para aprender a como produzir um conteúdo fantástico para indústrias monótonas usando o marketing de nicho.

Então vamos começar

O Que é Marketing de Nicho?

Segundo o Business Dictionary, o marketing de nicho concentra todos os esforços de marketing em um segmento pequeno e específico da população.

O Marketing de Nicho é usado quando se identifica uma necessidade de uma pequena parcela da população, desenvolvendo e entregando produtos ou serviços que a satisfaça.

Reconheça que a sua indústria não é realmente entediante

Antes de discutirmos qualquer coisa, vale a pena ressaltar o fato de que a sua indústria provavelmente não é tão monótona quanto você pensa.

A realidade do assunto é esta — você provavelmente está criando um conteúdo para um negócio, e negócios são criados para resolver problemas.

As pessoas que vêm ao seu negócio precisam de soluções para esses problemas, e qualquer conteúdo que possa fornecer uma solução para os seus desafios é altamente interessante — para elas.

Eu tenho certeza de que você provavelmente assistiu a um vídeo no YouTube, baseado em um tópico bem obscuro que possui conteúdo que você normalmente nunca assistiria — nunca mesmo.

Entretanto, pelo fato de o vídeo te ajudar a resolver um problema que apareceu em sua vida do nada, ele se tornou interessante e você gostou de assisti-lo.

Por exemplo, imagine que as velas de ignição de seu carro de repente parem de funcionar da forma que deveriam.

Repentinamente um vídeo de ‘como limpar velas de ignição’ se torna algo que é realmente interessante e de valor para você.

Na verdade, considere isto — o conteúdo de marketing que você leu essa semana seria chato para aqueles que não se importam com esse tópico… Por acaso a sua mãe aproveitaria esse tipo de conteúdo?

A questão é, conteúdo interessante é muito subjetivo e ele realmente depende de onde você está em sua vida e negócios.

Um dos principais alvos do marketing de conteúdo é pegar pessoas no momento de suas vidas em que elas precisam de alguma orientação.

O que você precisa fazer é garantir que seu conteúdo esteja pronto para ir ao encontro deles quando estiverem nesse ponto.

Ok, então você entendeu isso, mas agora sua próxima questão vai ser:

‘Como eu faço as pessoas ficarem interessadas em um conteúdo, quando elas não estão à procura de soluções para um problema que o meu negócio possa ajudar?’

Esse é frequentemente o desafio em que muitos profissionais de marketing de conteúdo costumam ter problemas, especialmente quando estão tentando melhorar o reconhecimento da marca.

Existem duas coisas para se prestar atenção aqui:

A primeira, é que você pode, de fato, criar um conteúdo que seja atraente e que fará com que pessoas de fora da indústria fiquem interessadas no que você tem à dizer.

Contanto que a informação que você apresente seja interessante, e seja apresentada de uma forma interessante, o fato acima pode ser atingido.

No entanto, o que também é importante de se perceber é que, só porque as pessoas ainda não precisam da sua solução agora não significa que elas nunca irão.

E por causa disso, você precisa prestar atenção nisto…

Entenda em qual estágio o seu cliente está no momento

É importante que você entenda por quais fases o seu cliente está passando antes que precise do que você está oferecendo.

Criar um conteúdo para pessoas que precisam da sua oferta nesse momento pode não funcionar tão bem quanto você pensa, pois o que você está oferecendo tem que estar bem em frente deles no momento exato em que eles estiverem prontos para comprar.

Se você criar um conteúdo para aqueles que estão apenas a um passo atrás na jornada do freguês, em termos de quando eles vão precisar de uma oferta como a sua, seus esforços de marketing de conteúdo serão provavelmente mais frutíferos.

Por exemplo, se você vende iluminação para cozinhas, você provavelmente está lidando com muitos clientes que estão se mudando para uma nova residência ou estão querendo remodelar sua cozinha.

Como consequência, talvez seja melhor criar um conteúdo que  forneça dicas de ‘como remodelar uma cozinha,’ ou de ‘como se mudar para um novo lar efetivamente’, ao contrário de um conteúdo que seja especificamente sobre lâmpadas.

Esse é um ponto-chave, pois saber isso pode facilitar a criação de conteúdo quando você estiver tentando comercializar em uma indústria supostamente entediante.

Em um ponto ou outro, aqueles que estão remodelando uma cozinha irão precisar de iluminação, e é nesse ponto em que você pode e deve posicionar seu produto como a melhor opção.

Nesse momento, a pessoa que estiver lendo o seu conteúdo já terá começado a confiar em você e você também terá se posicionado como um expert nesse nicho.

Você esperançosamente também terá seus endereços de email a essa altura, e assim você pode divulgar a eles usando outros canais que fornecem maiores conversões.

Existe também muito mais boa vontade, assim aqueles que estão em sua lista de email ou são leitores frequentes do seu conteúdo, provavelmente irão se engajar com qualquer oferta que você sugira. 

Tesco (um grande varejista alimentício) é um bom exemplo de companhia que faz isso.

Se eu estiver procurando ‘Receitas Sem Glúten’, eu consigo ver que eles têm uma página dedicada à ‘Sem Glúten.’

image20

Se você clicar nesse link, você verá que eles têm uma quantidade de receitas Sem Glúten em oferta.

image21

E então, se você clicar em um desses links, você verá que existe uma receita completa disponível.

image03

Agora, a Tesco, não é uma empresa dedicada a postar receitas de comidas Sem Glúten — eles vendem ingredientes e alimentos Sem Glúten (entre outras coisas).

Mas, entendendo o estágio em que seus clientes estão logo antes que comprar algo Sem Glúten (entendendo como se faz algo Sem Glúten), a Tesco pode encontrá-los um passo antes da jornada do freguês.

Eles podem então guiá-los gentilmente de forma a tomar vantagem de sua solução.

Se você olhar mais de perto para a imagem acima você irá perceber que a Tesco faz isso tornando fácil para pessoas comprarem os ingredientes de fato listados, com apenas um clique.

Assim…antes de você considerar o modo de como produzir um conteúdo que seja designado a resolver problemas, pergunte a si mesmo em qual estágio seus clientes estão no momento.

E então, usando as dicas fornecidas, questione como você pode produzir um conteúdo para aquele estágio em específico.

Produzindo conteúdo para aqueles que precisam de soluções

Como mencionei, seu conteúdo pode ser classificado como um conteúdo que faz com que pessoas de fora se interajam com a sua indústria, ou pode ser um conteúdo que forneça soluções para clientes potenciais.

Vamos ver como podemos produzir um conteúdo orientado para soluções para indústrias pouco atrativas, como a indústria de ‘gestão de resíduos.’

Se somos proprietários de uma empresa de gestão de resíduos, primeiro precisamos nos perguntar por que muitos de nossos clientes já estão vindo até nós.

Eles acabaram de se mudar para uma casa nova? (empresas de gestão de resíduos podem oferecer um serviço para eles).

Eles estão à procura de fazer seu negócio mais ecologicamente correto? (empresas de gestão de resíduos podem ajudar com reciclagem).

Eles estão tentando reduzir os custos do seu negócio? (empresas de gestão de resíduos podem ajudar a tornar produtos velhos ou defeituosos em material bruto útil).

Eles estão procurando por uma nova fonte de receita? (empresas de gestão de resíduos podem ajudar a monetizar os resíduos transformando-os em combustível ou material bruto que pode ser vendido).

Quando estamos a par desse tipo de informação, podemos então pensar em como produzir um conteúdo para pessoas em cada estágio da jornada do consumidor

Ao fornecer soluções às pessoas, em termos de como elas podem passar por aquele estágio, você será capaz de posicionar seu negócio como a solução que pode ser usada para o próximo estágio.

Uma forma indireta de produzir um conteúdo para aqueles que estão em estágios anteriores ao qual  você tem uma oferta, é criar um estudo de caso.

54% dos profissionais de marketing classificam estudos de caso como a sua forma de marketing de conteúdo mais eficiente.

Quando se está criando um estudo de caso, você não vai apenas criar algo que apresenta a informação usando um punhado de fatos e figuras.

Ao invés disso, você irá abordar a situação como se estivesse contando uma história que seu público-alvo possa acompanhar.

Isso é importante, pois o estudo de caso precisa ser algo que possa ser relacionado.

Caso contrário, os leitores não serão capazes de se imaginarem atingindo resultados parecidos.

Então como isso pode ser feito?

Bem, para começar, você precisa pensar sobre se aproximar dos clientes com os quais você lidou no passado.

Questione se há algum cliente que você tenha tido resultados fantásticos com a sua oferta.

Se existir algum, fale com ele e pergunte se estaria disposto à compartilhar a história dele com você, na forma de um estudo de caso.

A forma que você vai apresentar esse estudo de caso pode variar.

Você pode, por exemplo, decidir que quer conduzir um entrevista em vídeo com o cliente.

Abaixo está um exemplo de tal estudo de caso, onde uma empresa que oferece um ‘sistema de telefonia para negócios’, está demonstrando a experiência com um de seus clientes.

image08

Quando estiver criando um vídeo de estudo de caso, certifique-se de que consiga fazer o cliente falar sobre os desafios com que estava lidando, e como você o ajudou à superar as dificuldades.

De outra forma, se ele estiver disposto à tal, você pode querer conduzir uma entrevista completa com ele, onde você pode passar por cada obstáculo que o cliente enfrentou.

E então você explica ao longo da entrevista como o seu negócio o ajudou à superar tais obstáculos.

Isso pode ser feito na forma de um Podcast, ou até mesmo um webinar (mais a respeito depois).

Vale a pena ressaltar que você pode conduzir um webinar inteiramente baseado em torno dos resultados que você atingiu com seus clientes.

Você pode fazer isso separando o webinar de 3 à 5 sessões principais.

Cada uma dessas sessões representariam um obstáculo ou desafio com que o seu cliente se deparou.

Em cada uma dessas sessões, você fala sobre o que o seu cliente havia tentado anteriormente.

E então discute sobre porque a abordagem usada pelo seu cliente não estava dando resultados (ou apenas abordagens tradicionais para um desafio em específico) e então porque a sua abordagem o levou ao sucesso.

Quando estiver produzindo um conteúdo para aqueles que pertencem a um estágio anterior dentro da jornada do consumidor, é essencial que você molde seu conteúdo da forma correta.

Isso pode soar um pouco complicado, mas vamos considerar o exemplo de gestão de resíduos sólidos acima.

Se estivermos produzindo um conteúdo que ensinou a um negócio como ser mais ecologicamente correto, não iríamos querer necessariamente mostrar o fato de que somos uma empresa de gestão de resíduos.

Iríamos apenas querer discutir como o resultado dito pôde ser atingido, adotando melhores princípios de gestão de resíduos — não necessariamente por contratar nossa companhia.

80% dos tomadores de decisões em um negócio, gostam de obter informações em uma série de artigos, ao invés de uma propaganda.

E em 2014 (comparado à 2013), 75% dos compradores de B2B contaram mais com um conteúdo para ajudar com sua pesquisa.

Eduque as pessoas antes de tentar vender e não faça com que seu conteúdo pareça uma propaganda.

O papel do seu conteúdo é fazer pessoas irem para o próximo estágio na jornada do consumidor e ele não pode fazê-lo se estiver demonstrando para as pessoas que você tem uma programação centrada em vendas.

Seu conteúdo precisa agir como um cavalo de Troia de vários tipos, no sentido de educar os leitores, enquanto também te posiciona como um fornecedor de soluções.

Mais do que nunca, essa é a diferença entre conteúdo que afasta as pessoas, e conteúdo que faz as pessoas continuarem a lê-lo.

Fazendo com que as pessoas se engajem com a sua indústria

Como mencionado anteriormente, o marketing de conteúdo pode ser relacionado à produção de conteúdo que foi designado para resolver problemas.

Mesmo que seja para aqueles que ainda não precisam da sua oferta (mas logo irão), ou para aqueles que precisam de soluções que a sua oferta pode fornecer.

Mas também vale a pena notar que marketing de conteúdo também pode se relacionar a conteúdo que encoraje as pessoas a se engajarem com sua indústria — mesmo quando não estão tentando resolver um problema.

82% das empresas usam marketing de conteúdo para aumentar o reconhecimento da marca, as dicas a seguir podem te ajudar, se estiver procurando atingir esse objetivo.

image26

Você poderia argumentar que o Ice Bucket Challenge,’ é um exemplo perfeito de marketing de conteúdo, que educou as pessoas em um tópico, muito embora elas não tivessem interesse prévio nisso.

Na verdade, muitas pessoas provavelmente não saberiam (e nunca saberiam ao menos que fossem pessoalmente afetadas) o que o ALS é, se não fosse pelo Ice Bucket Challenge.

É claro, esse exemplo está de alguma forma nos extremos das coisas, em termos do que pode ser feito para pessoas se engajarem em um certo tópico ou indústria — embora isso expresse o que é possível.

Esse exemplo, se transformou em uma sensação viral, e criar uma sensação viral é difícil.

Mas isso não significa que você não possa produzir um conteúdo que irá encorajar as pessoas a aprender mais sobre a sua indústria.

Vejamos como podemos fazer uma pesquisa, para descobrir ideias de marketing com conteúdo excelente para a indústria de resíduos sólidos, quando não estamos particularmente tentando produzir um conteúdo que resolva problemas.

Uma estratégia que podemos usar é explorar o Reddit.

Esse pode soar como um lugar incomum para garimpar ideias.

Mas ele te dará uma chance de trabalhar em quais questões as pessoas estão perguntando sobre a indústria de resíduos sólidos e o que elas não sabem.

Você também será capaz de descobrir quais ideias erradas as pessoas podem ter sobre sua indústria (o qual você pode virar o jogo e usá-las para posicionar seu negócio em uma perspectiva positiva).

O primeiro passo, é ir até o Reddit, e digitar um termo de busca relacionado à sua indústria, na caixa do canto superior direito da página.

image06

Aqui estão os resultados que apareceram para mim.

image11

Eu destaquei alguns tópicos potencialmente interessantes acima, os quais podem fazer com que você possa saber como produzir um conteúdo relacionado, caso você seja uma empresa de gestão de resíduos.

Baseado no primeiro destaque, você pode abordar o tópico sobre como sua empresa está lidando com o desafio do lixo e do plástico indo para os oceanos.

Você pode até discutir sobre como sua empresa está inovando, e assim você não está contribuindo com esse problema.

Se você clicar nesse tópico, você verá sobre o que as pessoas querem aprender mais a respeito — fornecendo ideias de conteúdo em potencial.

image09

O próximo destaque é particularmente interessante, pois nele é feita uma referência à ‘Star Wars.’

Discutiremos isso mais detalhadamente depois, mas, se você puder produzir um conteúdo excêntrico baseado em uma tendência recente ou tópico, você será capaz de melhorar os níveis de interação.

Lá há também uma menção de como os ‘Mealworms’ podem ser usados pada lidar com isopor em excesso, fazendo com que eles o comam.

Você pode criar uma fatia de conteúdo baseada inteiramente nesse tópico.

Ou você pode usá-lo como uma ideia base para lançar um post que vá por caminhos realmente fora do comum, mas efetivos em lidar com resíduos.

Eu também destaquei algumas outras tendências abaixo.

image23

Aqui, podemos observar que em um dos posts há uma relação com algo fora do comum que foi descoberto por um funcionário de uma empresa de gestão de resíduos.

Se sua empresa tiver encontrado alguns itens incomuns, então posts, imagens ou vídeos que cubram todos esses itens podem ganhar muita força.

Há também menção de alguém que trabalhou em uma empresa de gestão de resíduos e teve uma interessante experiência com o cliente.

Óbvio que você não vai querer falar sobre clientes passados de forma negativa. Porém, se você tiver qualquer história interessante, compartilhá-la pode te ajudar com o marketing de conteúdo.

Também existe um post que pergunta onde os equipamentos de TI tendem à ‘terminar.’

Usando esse conceito, você pode projetar a jornada dos itens de uma indústria em particular.

Você pode explicar como cada um desses itens é lidado de uma forma amigável ao meio ambiente — quando o seu negócio está lidando com os itens ditos.

Isso pode funcionar bem se você estiver focando em uma empresa de B2B de um certo nicho.

O último post é baseado em alguém que descobriu recentemente uma estatística de chamar a atenção, relacionada à indústria de resíduos sólidos.

Você pode criar um gráfico que detalhe essa estatística e então explicar como a sua empresa está indo contra a maré por implementar métodos sustentáveis.

Você também pode pensar em ideias de conteúdo para o mundo da gestão de resíduos sólidos procurando em revistas que são fornecidas para esse nicho.

Para encontrar tais revistas, faça uma rápida Busca no Google sobre ‘revistas de gestão de resíduos.’

(Ou apenas ‘seu nicho + revista,’ se estiver promovendo outra indústria.)

image30

E aí estão – revistas dedicadas à indústria de gestão de resíduos!

Logo de cara em uma das revistas, somos apresentados a um pedaço de conteúdo relacionado com Árvores de Natal e dicas sobre como lidar com elas logo após as festividades.

image19

No próximo site, podemos ver que existe um post relacionado aos ‘Ônibus de Londres,’ e como eles vão usar ‘o desperdício de óleos e gorduras’ como fonte de energia.  

image01

Os tipos de tópicos e histórias que você vai desenvolver vão depender do tipo de público-alvo que a sua companhia de gestão de resíduos vai atender.

Os exemplos acima estão relacionados principalmente com um público-alvo de B2C, e pode acabar em alguns pedaços de conteúdo possivelmente interessantes que as pessoas iriam gostar de se engajar.

Se dermos uma olhada na próxima revista, entretanto, somos apresentados à uma ideia de B2B.

Existe um webinar que detalha como os negócios usam a reciclagem para alavancar receitas.

image17

Você pode dizer que isso se relaciona fortemente à seção discutida anteriormente na qual falamos sobre como negócios podem produzir um conteúdo que resolve problemas.

Você também pode usar o Google Alerts para te ajudar a pensar em ideias de conteúdo interessantes.

Usando o Google Alerts, você será capaz de aprender rapidamente sobre conteúdos publicados recentemente que estejam relacionados à sua indústria.

Você também será capaz de usar tendências recentes como parte do seu marketing de conteúdo.

Por exemplo, uma empresa que lida com saneamento se alinhou com a recomendação médica relacionada com a crise do Ebola e educou as pessoas na importância de certas práticas higiênicas.
Veja como você pode usar o Google Alerts.

Vá para google.com/alerts.

Então você deve ver o seguinte:

image32

Assim como no Google Search, o segredo aqui é saber qual palavra-chave usar e qual tipo de ‘Alerta’ criar.

Como você conhece sua indústria muito bem, pensar em um número razoável de palavras-chave relevantes deve ser fácil como tirar doce de criança.

Quanto mais palavras-chave você puder usar no seu Google Alerts, maior a quantidade de ideias que você será capaz de juntar para se inspirar. 

Se você tiver apenas uma palavra-chave, entretanto, você não estará destinado ao fracasso.

Você pode multiplicar os resultados de uma palavra-chave usando um ‘operador de busca,’ quando estiver criando o seu alerta.

Um operador que funciona particularmente bem é o ‘*’.

Usando esse operador, o Google vai retornar uma quantidade de frases que se ajustam à sua palavra-chave.

Como exemplo, digamos que queremos criar um alerta para a indústria de gestão de resíduos que retorne alguma informação sobre ‘como’.

Nós procuraríamos  “como *gestão de resíduos”.

Aqui estão algumas capturas de tela dos resultados que apareceram.

image07

image31

image10

image00

Você consegue perceber como o Google cuidou das palavras entre o ‘como’ e a ‘gestão de resíduos,’ levando a um alcance diverso de resultados sendo retornados?

Essa tática pode ser usada para produzir um conteúdo prático que será de utilidade para aqueles que estão procurando por soluções.

Mas também pode ser usado para descobrir tópicos que encorajariam as pessoas a se engajarem com a sua indústria.

O gerenciamento de resíduos sendo transformado em uma atração turística é um grande exemplo disso.

Você também pode usar o Buzzsumo para criar, ou pelo menos para contribuir, com as suas ideias de conteúdo existentes.

Apenas vá até o Buzzsumo, e digite uma palavra-chave que seja baseada no tópico pelo qual você esteja procurando por ideias.

Conforme o tópico de gestão de resíduos de antes, vou usar a palavra-chave ‘negócio de gestão de resíduos.’

image12

Após entrar com essa palavra-chave, sou apresentado a alguns conteúdos relacionados, baseados naquele termo de busca.

Eu então divido em partes o conteúdo mostrado, e dessa forma consigo ver o que ressoa com esse público-alvo em particular.

Afinal de contas, se o conteúdo está sendo muito compartilhado – isso significa que as pessoas gostam dele.

E se eu produzir um conteúdo que toque em tópicos similares, há uma maior chance do meu conteúdo se sair bem.

Após dividi-los em partes, eu consigo ver agora quatro fragmentos de conteúdo dentro do Buzzsumo que podem ser usados para inspirar meus próprios esforços de marketing de conteúdo.

Eu sublinhei aqueles que achei interessante – vamos examinar cada um deles e como podem ser usados para inspirar nossas próprias formas de conteúdo.

O primeiro post pode ser usado para inspirar um fragmento de conteúdo que explique ‘o outro lado da história.’

O post em questão menciona porque o gerenciamento de resíduos é uma grande oportunidade. Para isso se tornar uma grande oportunidade, é necessário que exista muito desperdício!

O outro lado de história possivelmente seria por que residências e negócios estão fazendo do gerenciamento de resíduos uma grande oportunidade.

Dentro desse post, dicas podem ser fornecidas, em termos de como lares e negócios podem lidar com o desafio do desperdício em excesso.

O segundo post discute acerca de um ‘Relatório de Sustentabilidade de 2015’ e pode potencialmente ser usado para criar um infográfico que liste algumas estatísticas interessantes juntamente com algum contexto.

No artigo que sublinhei, a informação é apresentada em um longo PDF.

Então, por que não fazer essas estatísticas mais fáceis de se entender?

Infográficos são a forma perfeita de se fazer isso.

Você pode até criar um vídeo de explicação que demonstre visualmente os argumentos apresentados no PDF.

O terceiro artigo que destaquei faz alusão a como os negócios podem economizar ‘bilhões’ por cortar o desperdício de comida.

Aqui, você pode criar uma ferramenta que ensine aos negócios o quanto que eles podem economizar controlando o desperdício de alimentos.

Se feito corretamente, você pode incentivar as pessoas a tomarem uma atitude quando se trata de melhores princípios de gestão de resíduos.

Como alternativa, você pode criar um post longo e aprofundado que ensine aos empresários o que fazer para reduzir esse desperdício.

Como você pode ver, existem muitas opções abertas quando se trata de pensar em ideias de conteúdo.

Mesmo assim, se você ainda estiver com dificuldades, você pode usar as seguintes abordagens para guiar sua estratégia no geral.

A primeira abordagem que pode ser adotada é ser transparente em seu negócio.

Isso pode incluir compartilhar dados baseado no que o seu negócio tem conseguido.

Quando postar esses dados, é importante que você também forneça alguma informação anterior em termos de por que esses números importam.

Por exemplo, um crescimento de 10% nas conversões tem significado muito vago para alguém que não saiba muito sobre marketing.

Mas, se você tomar um momento para explicar o que são conversões e o porquê 10% importa muito, repentinamente pessoas de fora da indústria começam a criar respeito pelos números.  

Se você quiser ser mais transparente, existem outras opções além de fornecer números por trás do seu negócio.

Uma opção é provar qualquer declaração que você tenha feito em seu marketing.

Tomando como exemplo, a Blendtec não te fala que seus liquidificadores são os mais fortes do mundo — eles te mostram.

image25

Sua disposição de colocar seus liquidificadores à prova, ajuda a desenvolver confiança enquanto eles estão realmente provando que as declarações feitas na embalagem são de fato verdade! E é bem divertido de se assistir.

Se você tiver feito qualquer declaração em seu negócio ou site, considere como você pode colocá-la à prova, de forma a eliminar toda e qualquer dúvida a respeito do seu negócio.

Pode ser assustador fazer tal coisa, mas se você tiver um oferecimento sólido, essa pode ser uma das melhores formas de provar que você é capaz de fornecer algo de valor.

A próxima abordagem que você pode usar é fornecer um olhar ‘por trás das câmeras’ sobre como seu negócio está operando.

Se você for uma empresa de manufatura, você pode criar um vídeo que passe por todo o processo por trás daquilo que você produz.

Você pode até torná-lo em uma mini-série, na qual você observa certos estágio dentro do processo e explica o porquê de cada processo importar tanto.

Até a Apple faz isso.

Aqui está um vídeo relacionado à criação do ‘Apple Watch.’

image18

Assim como os estudos de caso que mencionei antes, isso pode ser muito útil se você acrescentar elementos de história nesses vídeos.

Os vídeos abaixo da Rolls Royce, são exemplos perfeitos de como você consegue fazê-lo.

image04

O vídeo acima explica a história de atenção a detalhes que são prestados em apenas uma parte do carro e como um artesão voou 3.500 milhas, apenas para adicionar um ‘Coachline’ para um Rolls Royce em Dubai.

O vídeo abaixo, exemplifica indiretamente o fato de que os carros da Rolls Royce são fortemente dependentes de serem feitos à mão do começo ao fim e como isso requer o trabalho de mestres artesãos e artesãs.

image05

Quando se trata de uma empresa de gerenciamento de resíduos, você vai querer criar um vídeo onde você passe pelo processo que é usado de forma à separar itens diferentes — como essa companhia fez.

image27

Como discutido aqui, esse tipo de informação é importante por poder fornecer nova garantia para potenciais clientes de que você está lidando com seus resíduos apropriadamente.

Lembre-se, se você estiver com dificuldades em como produzir um conteúdo que engaje, você não está só. 47% das empresas batalham para produzir um conteúdo que engaje as pessoas.

image24

Usando as dicas acima – você não precisa ser um deles.

Produzir um conteúdo que seja fácil de se consumir

Se você estiver cobrindo um tópico que seja um tanto complexo e aprofundado, é útil descobrir como você pode apresentar o conteúdo de uma forma que seja ‘fácil de se absorver.’

Isso significa que você precisa pensar em meios pelos quais você possa educar as pessoas enquanto faz o aprendizado ser fácil.

Existem algumas coisas a serem mantidas em mente aqui.

A consideração é o canal que você vai usar para apresentar a informação.

Entretanto, o que também é importante é como você usa o canal em questão, para apresentar a informação.

Vamos usar o exemplo de posts em blog.

Posts em Blog são uma das melhores formas de marketing de conteúdo — na realidade, 65% dos profissionais de marketing de B2B usam posts em blog para direcionar sua estratégia.

Os posts de blog funcionam bem no mundo do marketing de conteúdo, e posts de blog de conteúdo longo funcionam ainda melhor.

Posts de conteúdo longo tendem à funcionar bem por uma quantidade de razões — sem mencionar que os posts encontrados nas 10 maiores listas do Google, contém mais de 2.000 palavras em média.

Então se você quiser fazer um trabalho esplêndido, faça o que puder para criar um post aprofundado que seja razoavelmente longo.

Mas só porque você decidiu criar um post de 5.000 palavras não vai te dar direito a muito sucesso.

Lembre-se — as pessoas gostam de absorver posts de 5.000 palavras que sejam fáceis de se ler e acompanhar.

Se você escrever apenas uma grande muralha de texto, com poucas ou nenhuma imagem — pouquíssimas pessoas vão querer se aprofundar e se engajar com seu conteúdo.

Afinal, artigos com imagens tendem a ter 94% mais visualizações do que aqueles que não possuem.

Por causa disso, vamos passar por algumas das táticas que você pode usar para fazer seu conteúdo mais fácil de ser lido.

A primeira é usar uma seção de ‘Índice Remissivo’ no começo de seu post.

image16

Se você utilizar o WordPress, você pode usar um plugin para lhe ajudar a criar a seção de índice. 

Você também pode escrever o seu texto de uma forma que fique fácil para as pessoas o folhearem. 

Isso inclui escrever sentenças curtas, assim como colocar algumas frases chave em itálico e negrito. 

Eu também sugiro que você utilize listas com pontos quando possível também. 

Como eu mencionei acima, também é importante que você coloque várias imagens em seu post. 

De um modo geral, você verá que existem dois tipos de imagens que os seus posts irão ter. 

 Imagens que são capturas de tela, ou imagens que mostram um gráfico. 

Eu já ensinei aqui, como você pode usar o Flickr  para achar imagens que possuem licença para serem utilizadas. 

Porém, se você não achar nenhuma imagem lá, você também pode usar o Google Image Search para achar algumas imagens. 

Para fazer isso, primeiro procure algo no Google, e então selecione a seção ‘Images’

image22

Clique em ‘Usage rights.’

image29

E então selecione ‘Labeled for reuse with modification.’

image15

Você então será capaz de achar algumas imagens que você poderá incluir em seu post. 

Você também pode usar essa estratégia para achar algumas estatísticas para o seu post. 

Digamos que eu estava escrevendo um post no ‘Twitter,’ eu procuraria por ‘Twitter Stats.’

E então eu veria o seguinte. 

image13

 Você não precisa usar essas imagens, mas você ainda pode utilizar as estatísticas presentes nas imagens. 

Apenas se certifique de colocar os créditos para as estatísticas que utilizar. 

É claro que posts em blog não são o único conteúdo que você pode criar. 

Você também pode criar vídeos. 

60% dos profissionais de marketing B2B consideram vídeos como um meio efetivo de marketing de conteúdo, e 66% dos profissionais de marketing estão procurando aumentar seu uso no YouTube com o mesmo propósito. 

Como você deve provavelmente saber, vídeos podem ser feitos de várias formas, e algumas dessas formas podem custar caro para serem criadas. 

Eu já listei aqui, quanto você pode esperar pagar por cada tipo de vídeo. 

image02

Se você estiver com o orçamento apertado, você ainda pode contratar alguém como o Sean Duran, que poderá te ajudar a diminuir os custos. 

Criar vídeos explicativos, ou apenas vídeos efetivos em geral, é uma arte por si só. 

É claro que você pode tentar fazer as coisas sozinho para diminuir os custos. 

E isso pode funcionar — se você estiver gravando um depoimento ou vídeo do seu processo de produção. 

Mas se você estiver buscando criar algo que seja um tanto gráfico e criativo, então sempre funcionará melhor se você trouxer algum profissional da área. 

De qualquer forma, o conteúdo não precisa ser um post de 5.000 palavras. 

Em vez de fazer isso, Eu já disse antes  como você pode criar uma ferramenta e usá-la como se fosse o próprio conteúdo.

image14

Hubspot, a Moz e o SEMRush têm feito isso para o seu próprio negócio— até mesmo eu investi 45.000 dólares para construir uma ferramenta de análise de website.

Então, sim, você pode precisar de uma grande quantia de dinheiro para criar uma ótima ferramenta. Se o seu orçamento permitir, então investir em uma ferramenta pode ser uma ótima opção. 

 Veja minhas dicas de como criar uma ótima ferramenta —

image28

Se você estiver preso, em termos de o que a sua ferramenta deve fazer, considere usar a mesma abordagem que você utilizou para produzir um conteúdo. 

Se você observar várias pessoas fazendo perguntas em relação á sua indústria, considere como você poderia criar uma ferramenta que permita-lhes achar a resposta para essas questões.

Vamos voltar para o exemplo de ‘gerenciamento de resíduos’ acima.  

Provavelmente existem empresários por aí que querem descobrir quanto eles podem economizar como resultado da adoção de ‘atualização’ de perdas. 

Você pode criar uma ferramenta que permita que esses empresários resolvam rapidamente esse cálculo. 

Os empresários podem então utilizar essa ferramenta. Se eles se impressionarem com a resposta, eles podem clicar no seu site, (utilizando a ferramenta) e entrar em contato. 

 Os bancos têm a tendência de usar muito essa estratégia com suas ferramentas de calcular hipoteca. 

Alternativamente, se você estiver buscando criar um post que se propõe a ensinar as pessoas como obter determinado resultado — por que não criar uma ferramenta que faça todo o trabalho duro por eles? 

O exemplo da Moz acima é um perfeito exemplo disso.

A Moz poderia ter escrito um post de 5000 palavras sobre como as pessoas podem achar oportunidades de link building (e eles provavelmente já devem ter feito) — mas ao invés, eles forneceram uma ferramenta que faz todo o trabalho duro por elas!

Isso faz com que os indivíduos percebam rapidamente a oportunidade que está presente.

A série da Moz é apresentada como algo que, essencialmente pode ser usado para tirar o melhor das oportunidades descobertas pela ferramenta — desse modo tornando lógica a adoção da plataforma da Moz. 

E é claro, você ainda pode seguir a rota de criação de webinars também. 

61% dos profissionais de marketing de B2B na América do Norte, utilizam webinars.  

image33

Nós já falamos anteriormente nesse post, sobre como você poderia construir um webinar.

Você não precisa se prender àquele modelo, embora você tenha que garantir que o seu webinar é ‘divertido’ e educacional também. 

A melhor forma de fazer isso é fazendo slides relativamente simples e com pouco texto. 

Você também precisa ter certeza de que está acompanhando seu texto com imagens visualmente surpreendentes.

Além disso, quando estiver apresentando seu webinar, se certifique de transmitir claramente a informação. 

48% dos participantes de webinar tendem a dizer que o webinar é menos atrativo se a apresentação for pobre. 

Não deixe as estatísticas te intimidarem — apenas garanta que tenha se preparado apropriadamente com antecedência. 

A maneira definitiva de manter as pessoas engajadas ao que você tem pra dizer é ao proporcionar valor. 

Portanto, quando estiver apresentando seu webinar, não fale sobre coisas desnecessárias. 

Tenha certeza que as pessoas realmente irão aprender alguma coisa como resultado de conhecerem seu conteúdo. 

Os webinars devem ser gravados, assim você ainda pode direcionar tráfego a eles mais tarde e usá-los para outros propósitos. 

Além disso, aqueles que se registraram para o seu webinar, mas não conseguiram ver ao vivo, poderão assistir a versão gravada. 

Na verdade, 16% dos consumidores de B2B preferem webinars ao vivo. 

Também existe a opção de criar um Podcast. 

Os Podcasts lhe dão um pouco mais de liberdade para criar algo longo. 

Apenas 22% dos profissionais de marketing usam Podcasts como uma tática de marketing de conteúdo — então existe uma oportunidade aqui para você. 

Há muito o que ser dito sobre criar Podcasts efetivos e eu falei sobre esse assunto em detalhes aqui.

O principal a se ter em mente é que o valor deve ser priorizado acima de qualquer coisa.

Se você estiver realizando uma entrevista com alguém do seu nicho na esperança de criar um Podcast, se certifique de fazer perguntas que resultem em conhecimentos práticos para os ouvintes. 

Finalmente, você também pode criar uma apresentação no Slideshare

49% dos profissionais de marketing de B2B classificam o Slideshare como um meio efetivo de produzir conteúdo.

Quando estiver criando uma apresentação no Slideshare, tenha certeza de que seus slides não estejam carregados de texto — garanta que cada slide não tenha mais do que 25 palavras. 

E assim como com os slides do webinar, se certifique de que suas imagens são visualmente interessantes. Se você puder utilizar uma imagem para substituir um punhado de texto, faça isso. 

Conclusão

Você pode pensar que seu trabalho como um profissional de marketing de conteúdo tem se tornado ainda mais desafiante pois você está lidando com marketing de nicho em uma indústria entediante.

Entretanto, como foi explorado nesse post, não existe realmente algo como uma indústria maçante.

O fato que importa é esse — se seu negócio está fornecendo soluções, a pessoa a fim de receber essas soluções, está altamente interessada no conteúdo que você tem a oferecer.

Você precisa entender onde o seu cliente está, em termos de sua jornada de compra.

Quando você sabe onde eles estão, você pode criar um conteúdo que os encaminhe a te ver como uma solução para o próximo estágio da jornada do comprador.

Também vimos como você pode criar um conteúdo atraente que tem como objetivo melhorar o ‘reconhecimento de marca’ – e como você pode gerar ideias para tal conteúdo.

Qualquer que seja sua abordagem, é importante que você faça todo o possível para fornecer valor – senão nenhum de seus esforços vai funcionar.

Em todo caso, agora que você sabe dessa informação, você está pronto para colocar o marketing de nicho em prática e implementar um plano de conteúdo por conta própria.

O que você descobriu que funciona melhor, quando se trata de trabalhar com marketing de nicho e criar um conteúdo para uma indústria entediante?

Share