Como Escrever Bem Um Texto e Aparecer entre os Top 10 do Google

seo

É difícil – ou quase impossível – ter sucesso com marketing de conteúdo sem escrever bem e criar posts no blog frequentemente. Cada blog de sucesso é construído sobre uma base sólida de conteúdo, mas é a consistência que é a verdadeira chave para o sucesso. De acordo com HubSpot, as empresas que que publicam textos de forma consistente obtêm 13 vezes mais chances de gerar um ROI positivo.

Por exemplo, se eu não tivesse sido coerente com a minha estratégia, você provavelmente nunca ouviria falar do Quicksprout.com, muito menos deste blog.

A verdade é que escrever bem um post de blog que seja convincente e que gere tráfego e leads, não é uma tarefa fácil. Claro, você pode facilmente despejar 300-500 palavra em um posts de blog genérico que não vai afetar ninguém, muito menos crescer o seu negócio – mas eu tenho certeza que isso não é o que você está querendo criar.

Trabalhar com blog é uma estratégia de inbound marketing que realmente funciona. Você pode gerar mais leads qualificados através do seu blog. Estatísticas recentes revelaram que as empresas que usam blog consistentemente irão adquirir 126% mais leads do que aquelas que não o fazem.

Não importa qual é o seu mercado ou setor de atuação, você pode criar um blog em WordPress e começar a escrever bem com um conteúdo de alta qualidade. Mas, para classificar bem no Google, e gerar leads para o seu negócio, você precisa de mais do que isso. Você precisa de um sistema que você possa implementar em uma base consistente que irá ajudá-lo a construir a sua marca e atingir o seu público-alvo.

Baixe esta planilha para escrever bem e criar o seu próximo post.

Neste guia detalhado, eu vou te mostrar o processo passo-a-passo que eu pessoalmente uso para criar o meu blog. O processo é basicamente o mesmo para qualquer tipo de post, não importa quão longo ou curto ele seja – embora, é claro que é preciso mais tempo para escrever bem um post de blog com + de 2.000 palavras, do que um que tem apenas 1.000 palavras. 

Etapa #1: Compreender a Anatomia do Textos que Aparecem Entre as Primeiras Posições do Google (Google Top 10)

Os blogs têm ajudado muitas pessoas a construir negócios rentáveis. Os especialistas desse mercado como Guy Kawasaki, Dan Kennedy, Rand Fishkin, Brian Clark e muitos outros têm abraçado a estratégia de blogs e conseguiram sucesso.

image00

Eles compreenderam que os posts de blogs não são criados iguais. Um texto de blog bem planejado pode se tornar viral e gerar milhares de visitantes de referência para o seu site.

Para mim, a filosofia principal dos blogs tem que ser enraizada no compromisso de oferecer um grande valor para o leitor. Eu já comprovei o impacto de escrever bem um conteúdo, para qualquer assunto ou segmento.

Desde 2007, eu investi fortemente na criação de conteúdo profundo e detalhado, conteúdo de alta qualidade, enquanto seguia um plano comprovado. Inicialmente, eu não obtive resultados orgânicos enormes, mas ao longo do tempo, o tráfego cresceu – em um mês, eu gerei 262,169 visitantes vindos do tráfego de busca.

image61

Claro, a segmentação de palavras-chave de cauda longa contribui imensamente para esse resultado. Mas a verdadeira chave para o sucesso foi um plano estratégico de blog que eu segui de forma consistente. Esta é a estrutura post de um texto de blog, ou a anatomia, que eu uso para o meu conteúdo:

image17

Para cada post, tenho que ter certeza que estou escrevendo algo que meus leitores querem ler, definindo o problema que eles querem resolver. Além disso, eu me desafio a produzir um conteúdo de qualidade sempre. Isso deve ser sua prioridade número 1.

Etapa #2: Compreender o Processo Comprovado de SEO On-Page para Blog

De acordo com o Search Engine Journal, 70 – 80% dos usuários de ignoram a busca paga, focando exclusivamente nos resultados orgânicos. Quando feito corretamente, o on-page SEO pode poderosa melhorar o desempenho de pesquisa do seu site.

Aprender a fazer SEO como um profissional acabará trazendo resultados de maneiras mais diretas também. Uma empresa B2C viu um aumento de receita de 42,4% quando começaram a gerar clientes mais orgânicos para o seu site.

image23

O processo de redesenho das suas páginas, a estrutura do seu conteúdo, e otimização dos vários elementos da página é o que se trata com SEO on-page. Você precisa melhorar tanto o conteúdo das páginas individuais, bem como o código HTML. O objetivo do SEO na página (SEO on-page) é ajudar seu site aparecer melhor no Google e conduzir o tráfego certo através dos motores de busca.

image66

Um dos conceitos fundamentais por trás das melhores práticas de SEO está o conceito de melhorar a experiência do usuário. Quando se trata de otimizar suas páginas web individuais, o usuário vem em primeiro lugar — antes de qualquer outra coisa.

image35

A partir do gráfico abaixo, à direita, você vai notar que três fatores de on-page SEO se destacam em particular: profundidade e valor do conteúdo (15%), uso/repetição da palavra-chave primária (40%), e experiência do usuário (30% ).

image62

Usar suas palavras-chave de uma forma natural em seu post não é uma prática SEO ruim. Mas não exagere: isso é o que chamamos de “keyword stuffing” — quando você força a repetição de palavras chave no texto — e isso levar o seu site ser penalizado pelo Google.

Eu já vi sites penalizados pelo Google que foram parar depois da 20° página de resultados. Não estou falando de 20° posição — estou falando da 20° página de resultados, ou seja, depois da 200° posição. Pode imaginar quanto tráfego e leads essa empresa perdeu?

Abaixo está um exemplo básico de uso da palavra chave em itens do texto e itens de on-page SEO — criado pela MOZ.

image42

Vamos falar mais sobre a pesquisa de palavras-chave, redação de títulos e como preparar um post de blog que provavelmente vai classificar no top 10 resultados do Google:

A pesquisa da palavra-chave: Este é um passo importante na otimização da página para ferramentas de busca. A pesquisa de palavra-chave mostra o que seu público-alvo está procurando, e qual é a intenção por traz daquela busca – ou seja, ele está comparando alternativas, apenas navegando, está pronto para comprar, etc.

Quando for pesquisar palavras-chave, seu objetivo é olhar metaforicamente “sobre o ombro do usuário” e ver as coisas de através da perspectiva dele. Essa é a maneira mais rápida de criar posts que são relevantes e oportunos.

Digamos que você irá escrever sobre “investidores anjo” em seu blog, e você quer criar um post de blog que irá classificar nas primeiras posições do google para esse tópico. Veja como encontrar uma palavra-chave de cauda longa que você pode usar para otimizar sua página:

Entre no Google Keyword Planner. Coloque a sua palavra-chave principal (por exemplo, “investidor anjo”) na caixa de pesquisa. Clique em “Obter ideias.” Aqui está o resultado:

image67

Agora que você já encontrou boas palavras-chave para segmentar, inclua em suas manchetes:

  • Como Encontrar Investidores Anjo – 5 Passos Simples que Funcionam
  • Lista de Investidores Anjo – Lista com Top 35 Investidores Anjo que Você Precisa Conhecer
  • 20 Fóruns sobre Investidores Anjos Você Deve Definitivamente Verificar Agora

Uma vez que você incluiu a palavra-chave em seu título, o próximo passo é otimizar o seu post com ela. No entanto, desta vez você deve certificar-se que a palavra-chave não incomoda o usuário ou aparece de forma forçada ou não natural.

Ao fazer otimização on-page, você deve prestar atenção nestes elementos da sua página, e comunicar o seu tema para o seu público – e para o Google – nestas seções:

  • Tag do título
  • Conteúdo da página
  • URL
  • Texto alt imagem

Aqui está um exemplo típico de uma boa prática recomendada na otimização on-page do seu site, que foi apresentada pela Moz:

image40

. Resumindo: Otimize seu conteúdo sempre através desta lógica, mas principalmente pensando no usuário. Seu trabalho é escrever bem um post de blog que vai resolver o problema do usuário ou responder à um ou mais perguntas do usuário. Isto é o que chamamos de “search user optimization” – ou o novo SEO.

Etapa #3: Criando um Posts Cheio de Valor Agregado e Aplicação Prática

Para o seu blog entregar verdadeiramente valor, você tem que inserir aplicação prática. Lembre-se que seus leitores estão cansados de ler posts de blog genéricos. Eles querem algo útil e relevante – um texto que não só irá responder às suas perguntas, como também irá motivá-los e inspirá-los a implementar o que leem.

Uma tática usada por blogueiros de sucesso para garantir que seus textos abordem os temas certos em uma base consistente é o calendário editorial. Esta ferramenta permite-lhes manter seus blogs abastecidos com mensagens valiosas, mesmo quando não estão presentes para criar novos textos por um período de tempo (tipo quando saem de férias — por exemplo).

image50

Seu blog tem que ser de alta qualidade (nunca vou me cansar de dizer isso). De acordo com o relatório do Social Media Examiner, mais da metade de todos os profissionais de marketing concordam que: conteúdo original e útil é o tipo mais importante de conteúdo, o que é muito mais eficaz do que a maioria do conteúdo visual.

Obviamente, quanto mais posts originais e motivadores você criar em uma base consistente, mais poder o seu blog terá para gerar tráfego de vistas. Isso consequentemente irá aumenta o seu tráfego de busca, níveis de engajamento de rede social, e geração de leads.

A classificação no top 10 do Google quase certamente não vai acontecer “do dia para a noite”, mas com o tempo e com esforço consistente, você verá uma grande melhoria em seus rankings de busca.

Para escrever bem seus posts, adote um plano ou uma estratégia de redação, e use isso de forma consistente – semelhante à forma usada para escrever um livro completo.

Não tente reinventar a roda. Aprenda o que funciona para outras pessoas e você vai aumentar tanto a sua pesquisa orgânica e tráfego de referência em 90 dias.

Comece com uma introdução forte: os autores de livros entendem que o prefácio, introdução e prefácio são páginas importantes que não podem ser ignorados. O mesmo é verdadeiro para postagens no blog, então aprenda a fazer suas introduções mais motivadoras.

image15

A conclusão é igualmente essencial, uma vez que ela envolve a ideia que você introduziu no início do post. Juntos, a introdução e a conclusão formam as extremidades da ponte que impulsionam seu leitor do ponto A ao ponto B.

Lembre-se do velho ditado: “Você nunca terá uma segunda chance para fazer uma primeira impressão”. Seu parágrafo de abertura é sua chance de atrair leitores mais em seu post.

Geralmente, eu gosto de definir pontos ou teses que prendem o leitor e os fazem querer ler mais.

Aqui estão algumas coisas que uma boa introdução deve fazer:

  • Aquecer o leitor e informá-los que benefício eles vão ter a partir do texto
  • Faça uma tese (dar uma declaração que resume sobre o que o post vai falar)
  • Reafirmar o problema ou a solução que estava no título, para mostrar ao leitor que você realmente compreende o seu problema

A finalidade de uma boa introdução é estimular o interesse do leitor. Um erro que eu vejo um monte de blogueiros fazendo é tentar responder à pergunta que foi indicada no título, sem primeiro reafirmando o problema.

Embora seja verdade que você não deve gastar muito tempo com a introdução, como a Universidade de Toronto sugere, você também não deve ser apressado aqui. Assim como o título, sua introdução do post determina o desempenho do seu conteúdo, especialmente quando você segmentar palavras-chave de cauda longa nesta seção.

Dependendo do seu tema, ou seu mercado, uma introdução pode envolver o leitor de diversas maneiras distintas:

  • Fazer uma pergunta
  • Mostrar resultados estatísticos
  • Adicione uma comparação
  • Identificar um debate
  • Claramente explicar uma situação
  • Descreva o problema atual
  • Citar um especialista ou autoridade
  • Cite um exemplo comum/recorrente

Vamos explicar algumas dessas táticas com exemplos:

i). Faça uma pergunta: Em seu livro, A Arte de Perguntar, Faça Perguntas Melhores, Obtenha Respostas Melhores, Terry J. Fadem disse que fazer perguntas pode insuflar nova vida em um novo empreendimento, e as perguntas certas irão ajudá-lo a obter respostas úteis, mesmo com uma audiência evasiva. (Nome do livro em inglês: The Art of Asking, Ask Better Questions, Get Better Answers)

Siga a mesma abordagem para escrever bem um post de blog, particularmente na sua introdução. Use as perguntas certas para envolver o seu público e motivá-los a ler mais.

Evite perguntas óbvias como “você quer mais visitas no seu blog?” ou “como você pode se tornar um escritor?”. Quando você pergunta a uma pergunta óbvia na sua introdução, de acordo com Julie Neidlinger, na verdade você está dizendo ao leitor: “Sim, esse é o texto que você estava procurando, mas eu não sei como começar a escrever bem sobre um tema desse.”

Em vez disso, faça perguntas que criam uma discussão na seção de comentários.

Perguntas convincentes e específicas criam interesse e convencem os leitores a ler mais. Um bom exemplo é a introdução de Ali Lucas em Zen Optimize:

image34

Blogs de web design populares também tendem a escrever bem quando se trata de introduções baseadas em perguntas. Aqui está como um post recente foi introduzido no 1stWebDesigner.com:

image60

Pessoalmente eu descobri que, cada vez que eu começo a introdução de um post com uma pergunta específica e instigante, eu envolvo mais os meus leitores. Perguntas chamam os leitores para o post e os mantêm engajados até encontrar a resposta para a pergunta.

image38

Aqui está um exemplo usado pelo Brian Clark que é atraente e altamente envolvente:

image51

ii). Mostre resultados estatísticos: posts do blog orientados por dados sempre farão parte do calendário dos blog mais visados — pois atraem muito tráfego. Comece sua introdução, afirmando dados e resultados que você obteve a partir de pesquisas de mercado e experiências.

Por exemplo, se você conseguiu segmentar para palavras-chave de cauda longa e conseguiu melhorar rankings do seu blog, como resultado, mostre esses fatos em sua introdução.

Em média, as pessoas vão ler apenas cerca de 18% do seu post, devido à falta de atenção. Então, se você indicar um grande resultado, e o leitor continua lendo, então você saber que este é um leitor alvo, e não um visitante casual. É mais provável que você consiga converter esse tipo de leitor em um fã leal.

Você pode ver como eu fiz isso em um post recente, onde eu rapidamente resumi os resultados de um desafio permanente. O post recebeu mais de 200 comentários em menos de 24 horas.

Peep Laja, fundador da ConversionXL, usa a estratégia de declaração de dados na sua introdução, conforme abaixo:

image37

Outro blogueiro que resume os dados em suas introduções é o Brian Dean, fundador da Backlinko:

image14

Google quer saber o que acontece com seus visitantes em seu site. Ele quer saber como os usuários se movem de uma página para outra, quanto tempo eles passaram lendo o seu post, e se eles visitaram outras páginas do seu site ou saíram do seu site e foram para os seus concorrentes.

Escreva uma introdução orientada a dados para suas mensagens e garanta que os visitantes se interessam pela leitura e permaneçam em seu site. Assim você saberá se sua audiência é realmente formada pelos leitores que você está procurando. E isso impressiona positivamente o Google.

iii). Explique claramente uma situação: Você também pode escrever bem uma introdução de post de blog que reafirma o problema abordado pelo título. O site da Clarity ajuda você entender como fazer isso, no exemplo abaixo, ela reafirma um problema comum dentro da audiência e mostra que o texto contém dicas para ajudá-los a resolver aquela situação.

Este é um dos métodos mais populares usados para escrever bem as introduções, porque é relativamente fácil e não há necessidade de ser “inteligente” ou terrivelmente criativo. É o equivalente àqueles títulos “Como fazer X coisa” que continuam gerando grandes resultados para a redação publicitária de tanto páginas de vendas de cursos online.

image05

Portanto, se você não tem dados para compartilhar ou uma pergunta específica a fazer, faça um trabalho brilhante explicando qual é a situação e o problema atual. Veja como Marie Forleo escreveu sua introdução recente neste post do seu blog:

image10

David Risley, fundador da Blogmarketingacademy.com, claramente explicou um problema sofrido pela maioria dos blogs em um de seus posts recentes. Sua introdução, juntamente com seu uso de ativos visuais cognitivos fazem suas mensagens ficar ainda mais atraente de ser lida:

image53

Lembre-se que ao escrever bem um título e introdução, você deve criar uma conversa. Na realidade, é realmente fácil de fazer isso, especialmente, quando você compreende a audiência do seu site e quem são seus leitores do blog.

image28

Ou seja, quando você conseguir se colocar no lugar da sua audiência, você poderá fazer uma promessa em sua introdução e usando a metodologia keep it simple, você será capaz de escrever um post útil que irá deslumbrar os seus leitores.

Etapa #4: Use o Modelo AIDA para Cativar o seu Público

Você provavelmente já foi introduzido ao modelo AIDA para o marketing. Não é novo – tem sido usado há anos, na verdade – mas reflete exatamente as tarefas essenciais necessárias para persuadir um cliente potencial a comprar.

image41
A AIDA é também um modelo eficaz para escrever bem um artigo para seu blog que seja persuasivo e envolvente. E, claro, quanto mais atraente e persuasivo for seu texto, melhores serão as suas chances de classificação no top dez resultados do Google.

image45

AIDA é um acrônimo para:

A – Atenção

I – Interesse

D – Desejo

A – Ação

Nota do editor do blog em português: que bom que conseguimos traduzir isso para o português usando palavras que mantenham o acrônimo original e seu sentido perfeito.

Jason Demers observou em seu post para Forbes que utilizando a fórmula AIDA ele aumentou suas conversões e orientou os consumidores ao longo do funil. Basicamente, o que você quer fazer é atrair a atenção, criar interesse, aumentar o desejo, e então, finalmente, chamar o leitor para a ação.

i). Atenção: Chamar atenção do leitor é crucial, se você quiser ganhar a sua confiança. É o primeiro passo que você tem que tomar ao construir relacionamentos com clientes potenciais.

Se você é um comerciante de conteúdo, blogueiro ou empreendedor de negócio online, você é o CEO de sua empresa. Não importa o que você realmente venda – produtos ou serviços – a sua principal responsabilidade é resolver os problemas dos seus leitores. Comece por atrair a atenção com o título do seus posts.

O título é tão importante que 73% das decisões de compra são feitas no momento que os leitores entrem em contato com ele. E 8 em cada 10 pessoas vão ler o seu título, se você torná-lo poderoso e relevante para eles.

Procure no Google por qualquer tópico marketing na internet que você pode pensar, e você provavelmente verá cativantes títulos cutucando você para clicar neles.

image36

Sem dúvida, os títulos dessas páginas são parte da razão pela qual elas classificam tão bem para a palavra-chave “grow blog audience.” Então, ao invés de fritar seu cérebro para criar um título atraente, por que não remodelar estes títulos?

Então, vamos criar rapidamente três títulos originais e convincentes que irão atrair cliques de pesquisa para sua página e ajudar você mover para cima nos resultados de busca do Google:

  • 15 Maneiras de Crescer seu Audiência do Blog Usando Minha Estratégia de Guest Blogging
  • Como Crescer Uma Audiência de Blog para 10.000 em 5 meses (Guia Passo-a-Passo)
  • Você Quer Crescer a Audiência do seu Blog? Esta Fórmula de 3 Passos Vai Ajudar!

Um título de post de blog que chamou a minha atenção hoje foi escrito por Dvora Goldstein. Observe como é atraente e como ela brinca com palavras de poder no título:

image54

Um outro elemento que fez o título chamar minha atenção é o número ímpar incluído nele.

Vários estudos têm mostrado que os títulos com números geram 36% mais engajamento, em média, do que os títulos sem números. O que é ainda maior quando você usa números ímpares.

Além disso, esta pesquisa mostra que os números ímpares tem 22% mais cliques do que números pares. Em poucas palavras, se você quiser atrair mais visitantes, coloque números ímpares em seus títulos.

image27

ii). Interesse: A segunda palavra no modelo AIDA significa “Interesse”. Em seu blog, você tem que construir o interesse.

Redatores normalmente usam o subtítulos para explicar melhor a manchete e a redação que se segue, a fim de estimular o interesse do leitor.

image16

Mas atualmente, você também deve usar subtítulos para informar os benefícios que as pessoas vão ter a partir do seu conteúdo.

Blogueiros inteligentes não esperam que os leitores encontrem razões para ficar mais tempo lendo seus conteúdos — ao invés disso, eles deixam claro e praticamente jogam na cara argumentos que fazem as pessoas lerem o conteúdo até o último ponto. Seus posts devem ensinar algo para as pessoas e dar-lhes razões para ficar no seu blog. Use o subtítulo para fazer isso…

Um exemplo excelente é o que Pat Flynn, dono do site smartpassiveincome.com faz em sua landing page:

image26

Uma vez que você é capaz de reafirmar de forma clara e expandir o que você prometeu no título, você vai gerar interesse no leitor. Aqui está outro exemplo de um post no Dtelepathy.com:

image31

iii). Construir forte desejo: Você não conseguirá ter seus posts compartilhados nas redes sociais se o desejo não estiver presente. A melhor maneira de construir o forte desejo em seu post é usar “bullet points” (lista de tópicos). Na verdade, uma lista com marcadores pode ser o melhor amigo da sua redação publicitária. A maioria das redações persuasivas, seja na web ou offline, terá bullet points.

Mas se você quiser que sua lista de tópicos gere efetivamente paixão no seu leitor, não exagere na quantidade de itens. Limite as suas opções – 3 a 7 pontos é o ideal.

image63

Experimentos conduzidos por dois acadêmicos da Universidade de Washington, Sheena Iyengar e S. Mark R. Lepper, revelaram que as pessoas são mais propensas a fazer uma escolha quando essas escolhas são limitadas.

Se a escolha é comprar geleias ou chocolates, ou até mesmo escolher cursos livres na faculdade, mais pessoas fazem essa escolha quando se apresenta um conjunto limitado de 6 opções, ao invés de um vasto leque de 24 ou 30 opções.

Além do mais, os participantes desta pesquisa relataram maior satisfação do que aqueles que enfrentaram o maior número de opções. Isso serve para mostrar que: ter um grande número de opções nem sempre é uma coisa boa.

IMAGE12

Quando eu vou escrever um post, eu gosto de quebrar tópicos complicados ou fatos em uma estrutura de forma mais simples. Isso é mais fácil de fazer – e também mais fácil para o leitor entender – quando apresentado em formato de listas:

image04

Você pode preferir usar listas ordenadas ou numeradas, ao invés de pontos. Isso é bom – e funciona muito bem. Isso é o que Michael Hyatt fez aqui com um post recente:

image01

iv). Chamada à ação: De acordo com a Statistic Brain, a atenção humana dispersa em apenas 8 segundos, isso é um segundo a menos do que a atenção de um peixinho dourado. Possivelmente como resultado desse fato surpreendente, apenas 4% das pessoas que visitam um site ficam mais do que 10 minutos.

O que isso significa para o seu blog? Isso significa que você precisa chamar os seus leitores para uma ação da forma mais clara e mais rapidamente possível. Você não tem que esperar até chegar à conclusão do texto.

image44

Se você já conseguiu fazer com que a pessoa certa entre no seu blog, clique em título, leia a primeira linha de suma importância, e desloque-se para ler mais, não perca essa pessoa!

A chamada para ação (CTA) é como se você estivesse explicitamente indicando que os leitores façam uma coisa específica. Você está dando-lhes uma nova forma de aprender mais. CTA diz ao leitor a próxima ação a ser tomada.

Claro, você não pode querer pedir aos leitores para comprar produtos imediatamente depois de ler as suas mensagens – eles podem não estar completamente prontos para esse nível de compromisso. Mas você pode pedir-lhes para se inscrever em sua lista, compartilhar a sua mensagem, ou deixar um comentário.

O desafio é como dirigir a ação do leitor sem irritá-los. Não há necessidade de fazer um CTA gigante como se estivesse gritando, ou usar manipulação e truques. Contanto que você entregue valor, as pessoas vão reagir.

A maioria das empresas de SaaS usa um período de teste gratuito como a sua chamada à ação, porque eles querem obter pessoas para quem consigam mostrar os benefícios de seus produtos antes de pedir seu dinheiro. Um exemplo é Getresponse:

image47

Se você tem um site de comércio eletrônico, oferecer descontos e cupons são formas eficazes para estruturar sua chamada à ação. Descontos não são apenas para as lojas online Amazon e etc – autores, blogueiros, palestrantes e várias empresas podem usá-los para vender seus produtos também.

Recentemente, Seth Godin escreveu um post em que ele ofereceu a seus leitores um desconto de 40% se eles comprassem o seu curso naquele momento:

image52

Cada empresa séria tem uma estratégia de call-to-action que funciona para elas, que as ajudam construir mais envolvimento com seus posts para que possam atrair mais clientes e melhorar os sinais sociais – que por sua vez melhoram o rankings de busca.

image11

Na minha página de consultoria, eu uso um tipo diferente de call-to-action. Eu não peço potenciais clientes para preencher o meu formulário de contato ou reservar uma sessão de consultoria gratuita — esta é a forma como a maioria dos profissionais de marketing de conteúdo e consultores digitais fazem. Em vez disso, eu simplesmente peço para eles digitarem o endereço do seu blog e assim eu consigo ajudá-los a analisá-lo. Então eu vou mostrar-lhes por que eles não estão recebendo o tráfego de pesquisa suficiente e então consigo dizer como melhorá-lo.

image02

Etapa #5: Construindo Inbound Links Para Seus Textos de Blog

Construir links é a espinha dorsal do SEO – é o que suporta todos as outras táticas e estratégias de otimização. Você não pode simplesmente ignorá-la. Apesar de todas as novas atualizações algoritmo do Google que temos visto, receber links de confiança e qualidade ainda ditam 20,94% dos fatores que classificam seu site.

image09

A maioria dos blogueiros são desafiados a ganhar ou a construir links para as suas páginas de blog (seus posts). No entanto, uma campanha eficaz de marketing de conteúdo é esperada para gerar links confiáveis.

Quando os links certos e conteúdo útil se encontram, o resultado é um significativo aumento nos rankings de busca.

image55

Mesmo se você não está lutando para escrever e publicar postagens no blog de forma consistente, receber links de outros blogueiros, não é fácil – mas definitivamente vale a pena. Quando feito corretamente, o link building irá impulsionar seus rankings rapidamente. Essa é a razão pela qual 59% dos SEOs fazem isso.

image49

Aqui estão algumas maneiras comprovadas para construir ou ganhar um link de alta qualidade para o seu blog:

1). Use a estratégia de link quebrado: “Links quebrados” não passam nenhum valor para a página. Eles geralmente redirecionam para uma página 404.

Um link quebrado está morto e inútil. A menos que seja corrigido ou substituído, links quebrados excessivos podem prejudicar o site em que estão.

E essa é a sua oportunidade. Se você escreveu um post no blog relevante, você pode encontrar links que não estão mais ativos em outros blogs, e pedir para ter seu próprio link lá em vez disso.

Então, vamos encontrar links quebrados em algumas etapas simples:

Etapa #1: Vá para brokenlinkcheck.com. Na página inicial, conecte a URL do o site que você gostaria de ter um link. Por exemplo, agora eu quero criar um link para meu blog no site mindtools.com:

image08

Etapa #2: Analise os resultados. O software provavelmente irá verificar apenas links que levam para páginas 404 — ou seja, links quebrados. Mas enquanto ele ainda está em processamento, você pode facilmente analisar alguns resultados para identificar oportunidades de construção de links.

Melhor ainda, você pode encontrar uma página web que lista vários sites ou recursos similares ao seu próprio blog, mas que contém links quebrados. Essa é a sua oportunidade de conseguir os seus links lá no lugar de um link quebrado.

Por exemplo, se você quer links em um blog relacionado, você pode simplesmente ir ao Google e fazer qualquer uma dessas sequências de pesquisa:

  • blogging recursos e links (blogging resources and links)
  • blogging + recursos (blogging + resources)
  • blogging + link roundup (blogging + roundup)

Quando eu fiz uma busca usando a primeira opção, aqui estão os resultados que encontrei:

image22

Em seguida, eu cliquei no quinto resultado, porque parecia ser mais fácil receber um link de sua página de recursos.

Em seguida, vamos verificar se há links quebrados. Basta copiar o URL exato e colá-lo na ferramenta small seo site tools:

image21

Na imagem acima, você pode ver que você tem 2 oportunidades para obter um link na página de recursos deste site usando a estratégia de links quebrados.

Etapa #3: Faça uma campanha de divulgação. Entre em contato com os proprietários do blog e notifique-os sobre o link morto. Você pode usar este modelo de e-mail:

image19

Nota: Quando você está contactando alguém pela primeira vez, faça uma abordagem pessoal (de preferência com seu primeiro nome). Se você não sabe os nomes das pessoas as quais precisa conversa, uma simples busca no Google irá revelar a sua conta do Twitter ou página do Facebook – ou você pode visitar a página “sobre” do site em questão.

Foque na construção de links de autoridade de uma forma natural. Além da estratégia de construção de links acima, você também deve alavancar seu blog fazendo textos para outros sites.

Além disso, remodele o seu conteúdo e distribua em outras plataformas como docstoc, scribd.com, Slideshare.net e assim por diante.

image29

Quanto mais você for capaz de aumentar o alcance do seu conteúdo para blogs certos com grande autoridade domínio, você receberá o que chamamos de “link-juice”, melhorando assim suas chances de classificação no Google top 10.

Conclusão

Talvez você tenha trabalhado arduamente, mas não promoveu ativamente seus posts. Eu acho que você deve tentar fazer isso. É por isso que chamamos de “marketing de conteúdo” e não apenas “conteúdo”. Comece a trabalhar de forma mais inteligente — não quero dizer que você precisa trabalhar mais.

Um renomado blogueiro disse uma vez que, se você quer ganhar enorme tração com suas postagens no blog, gaste 20% do seu tempo escrevendo e 80% promovendo seus textos.

A irônica realidade é que, se você parar de se concentrar tanto nos rankings do Google top 10, e concentrar-se no usuário enquanto segmenta palavras-chave de cauda longa, você vai notar um enorme aumento no tráfego de busca orgânica e rankings. Isso ocorre porque o Google é apaixonado por usuários e vai premiar você caso você ofereça uma boa experiência para o usuário.

Você está promovendo seus posts? Que estratégias você usa para escrever bem que eu não mencionei neste guia?

Share