SEO para E-commerce: o Guia Definitivo para Vender Mais na Internet

ecommerce

De alguma maneira, todo negócio online é construído sobre um modelo de negócio e-commerce. Eles tem clientes para atender, pedidos para fechar, uma grande experiência para oferecer ao cliente e, é claro, produtos e serviços para vender. Se você quer vender mais na internet, este guia de SEO para e-commerce será seu melhor recurso.

As vendas e-commerce B2C na internet arrecadaram mais de $1,2 trilhão de dólares em 2013, e esse número está crescendo.

Atualmente, existem cerca de 191 milhões de compradores norte-americanos. Curiosamente, o Cyber Monday nos Estados Unidos teve mais de $1,74 bilhão em vendas em 2013.

image61

Existe muita riqueza no e-commerce e essa demanda pode ser atendida. Mas como posicionar seu negócio para atrair os consumidores certos e vender mais na internet?

O consumidor em média processa em torno de 100.500 palavras digitais por dia, basicamente. A sobrecarga com a informação é o desafio número 1 que seus clientes enfrentam todos os dias. Então como você assegura que eles podem te encontrar através dos mecanismos de busca?

Para alcança-los, você precisa se conectar com eles direcionando palavras-chave exatas que eles digitam na caixa de pesquisa do Google.

Como um profissional de marketing trabalhando com SEO para e-commerce, você pode se tornar bem-sucedido ao focar em melhorar seu tráfego de busca e classificação. E você faz isso implementando as melhores práticas de SEO.

Este é o guia definitivo de SEO para e-commerce. Fique à vontade para compartilhar com outras pessoas que também podem se beneficiar com o guia. Nele, você vai aprender cinco estratégias comprovadas que aprimoram o seu SEO para e-commerce.

Faça o download deste guia passo a passo de SEO para e-commerce para vender mais na internet!

Estratégia #1:  Entender o Modelo E-commerce

Existem modelos de negócio e-commerce, mas as abordagens compartilham uma coisa em comum: entender como seu produto funciona, e quem é seu cliente ideal.

Shopping cart icon

Se você está lidando com negócio (B2B) ou clientes (B2C), você tem que criar conteúdo de valor que direciona os consumidores ao seu site.

1).   Definir uma meta inteligente:  Todas as grandes realizações começam com um objetivo inteligente.

image39

Assim como definir um objetivo de vida, um objetivo de marketing deveria ser flexível e realista em sua agenda diária e semanal.

SMART é um acrônimo para:

  • Specific (Específico)
  • Measurable (Mensurável)
  • Attainable (Atingível)
  • Realistic (Realista)
  • Time-bound (Prazo determinado)

Veja por que você deveria estabelecer uma meta:

image75

Os objetivos que você estabelece para vender mais na internet não deveriam ser ambiciosos e irreais. Comece de onde você está e escale a partir daí.

Por exemplo, você poderia definir uma meta inteligente para gerar 1.000 visitantes através da busca em 30 dias. Você poderia empregar várias estratégias de marketing para alcançar esse objetivo, e colocar o usuário em primeiro lugar.

Estabelecer um objetivo para 10.000 visitantes no blog em 30 dias pode não ser realista se você é um iniciante. Comece pequeno e você vai chegar lá.

Este infográfico ilustra como um objetivo esperto deveria ser:

image24

Um SEO para e-commerce efetivo começa com um objetivo – ex: entender primeiro seu público-alvo, antes de criar conteúdo para ele.

Um objetivo esperto como esse irá te guiar a construir uma loja online de sucesso e a vender mais na internet.

image02

Falando nisso, quais são os benefícios de uma loja online?

2).   Benefícios de ter uma loja online: Antes de você trabalhar com as melhores práticas de SEO para e-commerce, você deveria saber os benefícios da sua plataforma. Essa pode ser a diferença entre aqueles que se dão bem com o e-commerce e aqueles que não se dão.

ThredUp lançou uma loja online em vez de uma física, pois eles entenderam que existem grandes benefícios no e-commerce.

Amazon, Ebay, e JCPenney (que também tem presença física) também são sites e-commerce. Eles tem sucesso hoje porque os fundadores tinham uma visão, e não permitiram com que as atualizações do Google e as mudanças na internet os distraíssem. Eles aprenderam ao longo do tempo e se destacaram. E você pode fazer isso, também.

image35

Eu acredito que no momento em que você compreender completamente os benefícios de ter uma loja online, você irá se inspirar a trabalhar duro e fazer sucesso. Alguns desses benefícios são:

i).  Baixo custo de uma startup: Com carrinhos de compra online tais como Shopify, Volusion, e Bigcommerce, você pode abrir e construir uma loja online lucrativa para amendoins – algo em torno de $20 – $100 dólares para crescer completamente a sua loja online.

Imagine o custo de construir uma loja física ou supermercado.

ii).  Alcance do cliente potencial: Existe mais de um bilhão de pessoas na internet que a utilizam ativamente. Nesta era digital, você pode usar baixo custo com publicidade e marketing de conteúdo para alcançar grande parte dessas pessoas.

Mesmo que você tenha 0,0001% desse um bilhão de clientes em sua loja online, quanto você acha que vai ganhar por ano?

iii).  Fácil de fazer mudanças: Desde que não haja estrutura física por si só e tudo seja feito via loja online, você pode ver resultados imediatos com as mudanças que fizer.

Você pode atualizar seu inventário, mudar o preço dos produtos e oferecer descontos apenas desenhando um gráfico atrativo – e ele irá aparecer instantaneamente na página para seus clientes desfrutarem.

iv).   Resultados mensuráveis: Como disse antes na definição dos objetivos SMART, você precisa de um modelo de negócio que possa ser facilmente mensurável. Você pode usar marketing de conteúdo, anúncios PPC (custo por clique), e marketing de mídia social para alcançar milhares de pessoas e, no processo, mensurar os cliques e conversões. Você pode até mesmo obter o feedback dos clientes.

Estratégia #2:  Crie um Site E-commerce Amigável

Um site amigável é aquele que é fácil de navegar. A satisfação do usuário deveria ser sua prioridade número 1 como um empresário de e-commerce.

O foco no usuário se tornou até mais importante depois da mudança no algoritmo Hummingbird, que afetou milhões de sites que estavam provendo valor aos usuários.

image62

Identifique o que faz seus consumidores felizes, mesmo em seus títulos, meta tags, páginas de produtos, e blog. Se os usuários puderem encontrar facilmente o que eles querem, você será bem-sucedido.

image23

Foque em um design interativo, tanto para o desktop quando para os visitantes mobile. Um design interativo é aquele que encoraja a comunicação entre o site e os consumidores.

image59

Etratégia #3:  Começando com o SEO para E-commerce

SEO e-commerce é o processo de otimizar as páginas da loja para melhorar sua classificação de busca e tráfego.

Não resta dúvidas que ter uma boa classificação no Google ajuda significativamente o seu site e-commerce. Mas você tem feito isso acontecer?

Não acredite no mito de que o Google odeia sites novos ou lojas. O Google também não favorece um site específico em detrimento de outro.

Seu site importa para o Google, porque sem ele e milhões de outros sites indexados, o Google estaria fora do negócio.

image57

Como você pode competir com uma loja de e-commerce popular como Wal-Mart, Amazon, e Target?

Direcionar o tráfego de referência através da mídia social é um caminho, mas ele é lento. Se você quer levar o e-commerce do seu site para um próximo nível e dominar os resultados de busca com uso frequente de palavras-chave de cauda longa, você precisa fazer algumas coisas.

É claro, você vai precisar de conteúdo de qualidade. Mas além disso, você vai precisar entender os vários estágios que os consumidores passam antes de realizar a compra.

1).   Ciclo de compra do consumidor: ciclo de compra do consumidor é o processo que seus prospects passam antes de comprar um produto.

Cada estágio do ciclo traz consigo a necessidade de uma conversão diferente com seus clientes.

image74

Você pode alavancar os processos de pensamento dos clientes em cada um desses cinco estágios para aumentar suas vendas:

i).   Consciência: A consciência do cliente é o primeiro estágio, onde os consumidores se tornam cientes de uma necessidade. Por exemplo, Jane descobre que ela precisa de um par de tênis da Nike, e percebe que existem muitas lojas por aí afora. Mas ela quer ser tratada como uma rainha durante o processo.

ii).  Pesquisa: O  consumidor começa a reavaliar o que realmente quer. Nesse estágio, Jane, nossa cliente, precisa realizar algumas pesquisas. Ela vai ler alguns blogs e reviews de produtos, assistir vídeos explicativos, ver panfletos, baixar guias – em suma, ela fará o possível para obter as informações corretas.

iii).  Comparação: Como existem muitos modelos de um mesmo produto, nossa cliente provavelmente irá em seguida comparar suas opções. É por isso que você vê um monte de palavras-chave onde dois ou mais produtos estão colocados lado a lado (ex: p90x vs. insanity, hostgator vs. bluehost, ipad 4 vs. ipad mini).

Nota: Se você fizer um bom trabalho nessa fase, colocando as características e benefícios de cada produto que você está comparando, o cliente provavelmente irá fechar o pedido imediatamente.

iv).   Compra: estágio de compra é onde o consumidor finalmente pega seu cartão de crédito e começa a fechar o pedido. Ela sabe do que precisa e o valor percebido que terá em troca do seu dinheiro.

Para levar a venda até esse estágio, você não precisa ser insistente. O cliente já decidiu agir. Tudo que você tem que fazer é reenfatizar o benefício do produto e possivelmente oferecer um desconto ou frete grátis.

v).   Retenção: Como você retém clientes de maneira que eles voltem e comprem novamente Você oferece um excelente serviço de atendimento ao cliente. Um estudo recente descobriu que mais de 70% dos consumidores pararam de comprar produtos de um negócio específico por causa de um mau serviço de atendimento ao cliente.

Clientes retidos são o futuro do seu negócio e-commerce; ele só irá prosperar quando seus clientes se tornarem embaixadores leais da sua marca.

É assim que a Zappos, uma loja online que vende sapatos, roupas e acessórios, se tornou uma empresa multi-milionária. A Zappos coloca o consumidor em primeiro lugar e o resultado é a fidelidade.

Agora que você sabe os cinco estágios do ciclo de compra do cliente, seu próximo passo é fazer uma pesquisa de palavra-chave para pincelar as palavras lucrativas e as que são mais fáceis de classificar.

2).   Pesquisa de palavras-chave do produto: Palavras-chave de produto focam em um produto específico que você vende.

image22

Se você puder ter uma boa classificação para as palavras-chave do seu produto, você poderá aumentar suas vendas.

Quando um consumidor digita o nome de um produto na caixa de pesquisa do Google, ele está sinalizando sua familiaridade com ele e que está quase pronto para compra. Através dos comerciais de TV, infomerciais, boca a boca, blogs, reviews de produtos e por aí vai, eles já foram se educando com relação às opções.

Vamos descobrir algumas palavras-chave de produto agora. Digamos que sua loja e-commerce venda diferentes marcas de fones de ouvido e também fones para jogos. Veja como você pode descobrir palavras-chave que demonstram uma intenção de compra:

Passo Um:  Vá para o Google Keyword Planner e clique no botão “Começar agora” para acessar o painel.

image70

Passo Dois: Clique na aba de palavras-chave.

image19

Passo Três: Digite o nome do seu produto dentro da caixa de pesquisa (ex: gaming headset – fone de ouvido para jogos). Desça a barra de rolagem e clique em “Obter Ideias.”

image33

Passo Quatro:  Clique na aba de palavras-chave para mostrar as palavras-chave do seu produto.

image03

Passo Cinco: Da lista, identifique as palavras-chave com nomes do produto. Você vai ver mais sobre isso no próximo tópico.

image42

As palavras-chave selecionadas são:

  • Sennheiser gaming headset – Fone de jogo Sennheiser
  • razer gaming headset – Fone para razer gaming
  • logitech wireless gaming headset g930 – Fone Logitech sem fio g930 para jogo
  • tritton gaming headset – Fone para jogo Tritton

3).  Escolhendo palavras-chave de cauda longa com intenção de compra: Você pode gerar 20.000 visitas orgânicas por mês com sua loja e-commerce direcionando palavras-chave de cauda longa e escrevendo conteúdo de alta qualidade.

Se você não quiser afundar nos resultados das páginas de pesquisa abaixo dos sites de lojas multi-bilionárias, esqueça palavras-chave primárias e foque em busca de cauda longa. Seus resultados serão incríveis se você for consistente.

image54

Existem duas categorias que todas palavras-chave se enquadram: aquelas com intenção informativa e aquelas com intenção comercial. Ambos termos primários ou de cauda longa se enquadram nessas duas categorias.

Exemplos de palavras-chave informativas no nicho de fone para jogos são:

  • How tritton headset work – Como funciona o fone Tritton
  • How to connect sennheiser headset – Como conectar o fone Sennheiser
  • Headset buying guide – Guia de compra de fone

As palavras-chave de produtos que pesquisamos acima mostram uma intenção comercial. As pessoas querem comprar – provavelmente não agora, mas eventualmente.

Palavras-chave informativas podem não conter o nome do produto específico, tais como:

  • how to play games – como jogar jogos
  • where to play free games online – onde jogar jogos gratuitos online

Aqui estão uns passos simples para te ajudar a escolher palavras-chave de cauda longa com intenção comercial:

Passo Um:  Copie um dos cinco nomes de palavras-chave de produto que você pesquisou (ex: Sennheiser gaming headset – Fone para jogo Sennheiser) e cole na caixa de pesquisa. Então clique em “Obter Ideias”.

image51

Passo Dois:  Para analisar seus resultados, olhe para a lista e selecione palavras-chave que contenham pelo menos quatro palavras. Clique no botão de próxima página para encontrar outras palavras-chave de cauda longa.

image32

Na próxima página, você encontrará outras opções:

image31

Nota: Aprofunde nas palavras-chave de produtos acima para encontrar pesquisas de palavras-chave com intenção comercial.

Pode ser mais demorado, mas você terá que fazer isso somente de vez em quando ou quando você ficar sem palavras-chave para basear seu conteúdo.

4).   Selecionando palavras-chave de informação complementares: Seu cliente pode estar interessado em aprender mais sobre seu produto primeiro, antes de decidir comprar.

Palavras-chave informativas são necessárias para ensinar, educar, informar e alertar seus consumidores.

Por exemplo, reviews ajudam os consumidores em 90% das suas decisões de compra.

image21

Essa é a essência do marketing de conteúdo. Você cria conteúdo útil e interessante que direciona as pessoas através de cada um dos cinco estágios do ciclo de compra. Mídia tradicional não faz isso.

Então como você seleciona essas palavras-chave informativas? Ainda usando o exemplo do “gaming headset”, vamos ver algumas das palavras-chave que podem ser usadas para cunho informativo.

image04

Nota: Ao selecionar palavras-chave informativas, se atenha nas de longo termo. Elas são mais fáceis para classificar nos resultados de busca.

O que você faz com essas palavras-chave informativas? Que tipo de conteúdo você iria criar que interessa ao consumidor?

Primeiro, vamos escrever nossos títulos:

Qual é o Melhor Fone Para Jogos

Esse é um título decente, mas você deveria torná-lo mais natural adicionando algumas qualidades genéricas:

Descubra a Verdade: Qual é o Melhor Fone Para Jogos?

Qual é o Melhor Fone Para Jogos Abaixo de $200?

Marcas Top 10: Qual é o Melhor Fone Para Jogos?

Ao escrever seu artigo ou review de produto, não exalte um produto em particular. Foque em gerar valor. Em nosso exemplo “top 10” acima, você poderia fazer isso destacando as características principais de cada fone.

Veja um exemplo: DC Rainmaker faz o review de vários produtos relacionados à natação, ciclismo e corrida. Em 2012, ele analisou o Suunto Ambit Wrist Watch. O review gerou mais de 100 comentários. Os leitores amaram esse review porque ele é muito detalhado e transparente.

image43

Rainmaker deu uma cara nova para o tipo de review. Eles pegaram uma unidade do Suunto para testar, e escreveram um review transparente.

image14

Você deveria fazer o mesmo. Seja totalmente transparente ao escrever reviews de produtos. Seja a intenção de busca que você está direcionando informativa ou comercial, a transparência irá impulsionar sua taxa de conversão.

5).   Ferramentas de pesquisa de palavra-chave: Além da ferramenta do Google, você pode aproveitar outras ferramentas, tais como:

a).   Keyword Tool Dominator: Essa ferramenta pode ser útil se você é afiliado ou se trabalha em uma loja online que não tenha estoque (venda por catálogo). Você pode usar o KTD para encontrar palavras-chave de cauda longa diretamente do Amazon. Eu não a usei extensivamente, mas pelo que pude ver, eu acho que é uma boa opção para minha lista.

Ao entrar na homepage, digite seu termo primário (ex: nike shoes | tênis da nike) dentro da caixa de pesquisa e clique no ícone de busca.

image60

Depois, você pode adicionar os resultados na sua lista, ou simplesmente copiá-los.

image58

b).   KeywordTool.io: Use esse site para pesquisar a intenção do usuário. Você poderá encontrar exatamente o que seus consumidores estão procurando comprar em determinado período. Você pode identificar mais de 750 palavras-chave lucrativas (informativas e comerciais).

Na caixa de pesquisa, coloque sua palavra-chave primária. Vamos dizer que eu venda Amazon Fire HD em minha loja e queira procurar por variações dela.

image30

Desça a barra de rolagem para encontrar o que foi pesquisado.

image25

Estratégia #4:  Otimização On-Page Para Usuário

No segmento e-commerce, a otimização para usuário é crítica.

Os robôs dos mecanismos de busca não compram produtos e eles não podem falar para os seus amigos sobre o seu site. Mas clientes felizes o indicarão para outros e se tornarão defensores da sua marca.

image52

Mídia social é uma fonte para obter referências. Mas primeiro você tem que provar sua marca e deixar com que os consumidores saibam que você se importa com eles.

image06

Se você quer atrair e adquirir novos consumidores, você tem que fazer otimização on-page. Marketing de mecanismo de busca, que inclui SEO e PPC (custo por clique), é o o canal de aquisição mais efetivo para 85 por cento das empresas de varejo, de acordo com o Shop.org.

Muitos fatores afetam a classificação do Google, e o fator on-page tem uma influência significativa nisso.

image29

No entanto, nem todo fator de otimização on-page é crucial para o SEO para e-commerce. Esses fatores de SEO podem se aplicar para outros mercados, mas não em sites e-commerce.

Como um comerciante de e-commerce, você já tem um pool de clientes que estão interessados em seu produto. Isso não é necessariamente verdade para outros modelos de negócio, quando você tem que educar e nutrir um forte relacionamento com clientes potenciais antes deles comprarem.

O foco é no consumidor. Quando você está fazendo otimização on-page para o usuário, você se coloca no lugar dele e satisfaz as suas necessidades mais urgentes.

1).   Aumente a velocidade do seu site: A concorrência está se tornando cada vez maior e a atenção do seu cliente é agora menor do que a de um peixinho dourado – algo em torno de 8 segundos.

image38

Diminuir a velocidade de carregamento do seu site te dará uma vantagem. Se sua loja online carrega rápido, você terá mais referências de clientes satisfeitos. Quando encontram rapidamente o que estão procurando, eles falarão mais com seus amigos a respeito.

O objetivo é otimizar seu site e-commerce de maneira que ele carregue dentro de 2 segundos. Se o tempo é maior do que esse, então você tem um trabalho a fazer.

Como você descobre o tempo de carregamento da sua página?

Passo Um: Vá para o Site de Teste de Velocidade Pingdom. Coloque a URL do seu site (ex: dodocase.com) e clique no botão “test now”.

image26

Passo Dois: Cheque a velocidade do site.

image17

Você pode querer comparar a velocidade do seu site e-commerce com a de seus concorrentes. Siga estes passos simples para comparar dois sites e-commerce para determinar qual dos dois carrega mais rápido:

Passo Um: Visite Whichloadsfaster.info e clique no botão “try my own matchup” button.

image10

Passo Dois: Coloque a URL do seu próprio site e a do seu concorrente nas caixas de pesquisa. Etão clique no botão “Go”.

image47

Passo Três: Confira qual dos dois carrega mais rápido.

image08

Do print screen acima, você pode ver que TheSnugg.com carrega mais rápido do que Dodocase.com. Se você é o dono do site mais lento, você precisa otimizá-lo.

Existem muitas maneiras que você pode fazer com que seu site e-commerce carregue mais rápido. Você pode reduzir a imagem dos produtos ou comprimi-las. Techwyse fornece um infográfico perspicaz que mostra como aumentar significativamente a velocidade em 7 passos.

image71

E se seu site está usando o CMS WordPress, você pode avaliar seus plugins e deletar os que não utiliza. Isso irá aumentar sua velocidade drasticamente.

Se você está operando seu negócio e-commerce com algum orçamento, você pode investir em uma boa rede de distribuição de conteúdo (CDN – content delivery network) e observar um grande salto no tempo de carregamento do seu site.

image18

2).   Como otimizar páginas de categoria: Muitas páginas no site da sua loja deveriam ser otimizadas, porque elas fornecem características adicionais ao seu site. Entre elas estão as páginas de categoria.

image72

regra de ouro do SEO é fazer da usabilidade uma prioridade para os seus clientes. O Google está mais preocupado com seus usuários do que qualquer outra pessoa. Como tal, faça tudo que for possível para fazer seu site mais fácil de ser navegado.

Tendo pesquisado suas palavras-chave, você pode usá-las para otimizar suas páginas de categoria. Isso é fácil de fazer se você usa o WordPress.

Entre na sua conta do WordPress. No painel, vá para Posts > Categoria. Então use a palavra-chave que você pesquisou para otimizá-la naturalmente. Foque na intenção do usuário e não em palavras-chave exageradas, afim de evitar uma penalidade do Google.

image66

Se você gerencia sua loja online com Shopify, Volusion, ou Bigcommerce, seu gerenciador de loja irá te guiar.

3).   Páginas de produtos: Otimizar suas páginas de produtos irá ajudar os consumidores a encontrarem exatamente o que eles querem comprar, e torna mais fácil para o Google rastrear e indexar suas novas páginas.

Cada página de produto é semelhante á página do WordPress que é criada quando você publica um novo artigo. Seu trabalho é fazer com que ela seja rastreável e atrativa. Veja a página de produto da Made.com:

image20

Aqui estão os passos simples para garantir as páginas de produto estejam bem otimizadas para o usuário:

i).  Tenha uma descrição única do produto: Se você vende capinhas para iPad, a descrição do produto e o título deveriam ser os mesmos dos seus concorrentes,  mesmo que você ofereça as mesmas marcas e modelos.

Escreva conteúdo original, porque o Google odeia conteúdo duplicado. Descrições de baixa qualidade e exagero nas palavras-chave não irão te ajudar também.

image13

O ideal seria incluir pelo menos uma das palavras-chave que você esteja direcionando no título do produto e também na descrição.

Por último, certifique-se de que a descrição do produto contenha pelo menos 50 palavras. Se assegure e evite um conteúdo magro que pode te penalizar, escreva um review completo do produto com mais de 700 palavras. Então pegue as 150 primeiras palavras e as use como descrição do seu produto.

Quando você faz isso, você irá evitar sobrecarregar seus consumidores e também irá assegurar que o Google não verá sua página como um risco aos usuários.

Em resumo:

  • Apenas escreva conteúdo descritivo único e de alta qualidade para seus produtos, que irá guiar seus clientes no processo de decisão de compra.
  • Evite conteúdo duplicado. Não copie conteúdo de outras lojas, sites de comparação, fabricantes, ou redes de afiliados. Senão o Google irá penalizar o seu site.
  • Se você tiver que copiar descrições dos fabricantes para usar em suas páginas, considere adicionar uma meta tag NO INDEX de maneira que o Google ignore essas páginas.

ii).   Tenha URLs com palavras-chave amigáveis: O nome do produto deveria aparecer no endereço do site. Ele deveria literalmente descrever a si mesmo e guiar o consumidor.

Como a BrightLocal diz, “seus clientes estão procurando por você.” Você pode ajudá-los a te encontrarem facilmente garantindo com que suas URLs sejam memoráveis e concisas.

Por exemplo: http://www.ebay.com/itm/Samsung-UN40H5003-40-Inch-Full-HD-1080p-60-Hz-LED-HDTV-with-2-HDMI-inputs-USB

Embora a URL acima seja do Ebay, uma marca muito confiável, você provavelmente iria querer uma URL mais curta, mas ainda assim relevante.

Dodocase.com faz isso muito bem. Ambas páginas de categorias e produtos são otimizadas:

http://www.dodocase.com/products/leather-canvas-phone-clutch

image05

Lembre-se de atualizar suas páginas de busca amigáveis com conteúdo de qualidade. Quando seu conteúdo é útil, você irá atrair mais consumidores.

4).   Blog: Eu ainda procuro por alguma outra estratégia de inbound marketing que gere mais leads do que o blog.

Em um estudo da Think Creative, descobriu-se que as empresas com blog obtiveram 126% mais leads qualificados do que aquelas que não tinham blogs consistentes. O gráfico abaixo de crescimento da HubSpot mostra ainda mais o poder do blog:

image73

Como um proprietário de site e-commerce, você precisa de conteúdo evergreen de alta qualidade, especialmente em artigos mais detalhados. Estudos mostram que o comprimento do conteúdo afeta a classificação.

As suas páginas de produtos são para fechar a venda, não para educar os clientes. Entretanto, seu blog pode simplesmente fazer isso. Até mesmo sites de terceiros que trabalham com produtos digitais tem blogs – por exemplo, Clickbank.

image49

Outro exemplo é a Lead Pages, solução em geração de lead. O blog deles é sólido e eles geram vários novos clientes a partir de seus artigos bem detalhados que estão no topo dos resultados de busca do Google.

image16

Umas dicas importantes para te ajudar a obter melhores resultados fora do seu blog e-commerce:

Por exemplo, se você vende câmeras digitais em sua loja online, você poderia aceitar um artigo de um convidado falando sobre “como desfocar o fundo da foto” ou outras dicas de como tirar fotos.

5).   Homepage: Ela precisa criar uma impressão duradoura nos clientes. Da homepage, usuários deveriam navegar para outras áreas do seu site, incluindo as quatro páginas mais importantes do seu site e-commerce.

  • A Homepage
  • Página de Produtos
  • Blog
  • Página Fale Conosco

Garry McGovern descobriu que em 2003, 39% das visualizações de uma grande página de pesquisa foram na homepage. A homepage é a página mais visitada de alguns dos meus sites.

Reuters obtém 79% do seu tráfego na homepage, enquanto 7% do tráfego da Topix vai para sua homepage. assim você pode ver a diferença e o número de visitas que uma homepage pode ter.

image09

A homepage do seu site e-commerce é como a porta de entrada para suas páginas internas. Portanto, você deveria conectar suas páginas internas, especialmente as de categoria e produtos, o tanto quanto possível.

O que você precisa fazer com sua homepage é torná-la otimizada para o usuário. Otimização do usuário é muito mais importante do que otimização dos mecanismos de busca, mas você deveria fazer os dois. Existem duas perguntas a serem feitas quando for otimizar sua homepage:

image01

Depois que você descobrir sobre o que o usuário está procurando, faça a segunda pergunta:

image11

Por exemplo, veja como a Zappos linkou para suas páginas de categorias e produtos direto da homepage. Ao clicar em qualquer categoria, você será automaticamente conduzido à página de produto.

image68

Dicas simples para otimizar a homepage da sua loja para o usuário:

i).   Use um título grande: A informação mais importante que irá cativar os clientes deveria estar no cabeçalho. É aqui onde você irá criar uma proposta de valor que destaca sua loja das outras.

Por exemplo, a loja da H&M tem um título grande juntamente com uma foto de uma mulher bem charmosa.

image41

ii).   Faça fluir: Certifique-se de que seu título seja clicável, de maneira que os clientes seguirão o título em destaque para as páginas internas de categorias e produtos.

O título da homepage da Heels também é clicável. Ele conduz para uma marca de sapato em particular quando clicado.

image69

iii).   Tenha um call to action claro. Da sua homepage, os clientes deveriam ser capazes de comprar um produto em particular, ou ler um review sincero.

De acordo com a SmallBizTrends, mais de 70% de sites B2B de pequenos negócios não incluem nenhum call to action, o que é sem dúvidas o motivo que faz com que eles tenham um esforço muito grande para aumentar as taxas de conversão.

Sem o call-to-action, usuários podem estar desesperados pelo seu produto, mas eles não saberão o que fazer em seguida.

image64

Uma boa loja e-commerce com um call to action ousado é a Shoedazzle. Dê uma olhada:

image55

6).   Lidando com canonical tags:  No SEO e-commerce, entender como canonical URLs trabalham irá te ajudar a otimizar as suas páginas de produtos.

Canonicalização é a prática de redirecionar múltiplas páginas para um único hub. Em outras palavras, em vez do Google tratar cada URL do seu site como sendo diferente, você pode adicionar um simples canonical tag que irá fazer com que seu conteúdo duplicado seja coisa do passado.

Dito de outra forma: você está juntando múltiplas URLs dentro de uma.

image56

Por exemplo, você poderia usar um canonical tag nas urls abaixo, de maneira que o Google as veja como sendo uma só e passe todos os valores de SEO para a homepage (ou qualquer página da sua escolha):

  • http://www.exemplo.com/relogios-1.html
  • http://www.exemplo.com/relogio.html
  • http:/exemplo.com/
  • http://exemplo.com/relogio-3.html

Isso funciona com redirecionamento 301, mas canonical URLs usam parâmetros.

image27

Em vez de ter páginas duplicadas em seu site e-commerce, você fazer com que uma página diga ao Google “Eu sou apenas uma cópia da página encontrada”:

image40

Você sabe que páginas da web que tem o mesmo conteúdo, imagem, descrições e títulos serão consideradas páginas duplicadas – e o Google desconfia disso.

image37

Ao adicionar a canonical tag para cada uma das suas URLs de páginas duplicadas, o Google irá automaticamente retirar a penalidade do seu site e considerá-la como página única.

image28

No seu código fonte HTML, adicione a tag url dentro do <link>. Ela deveria aparecer na seção <head> no código fonte do html.

image00

Se seu site e-commerce foi feito em WordPress, você pode adicionar um canonical tag usando o pacote All In One SEO.

Vá para o Painel do WordPress > Posts > Adicionar Novo Post. Então desça até a parte inferior e você encontrará um local para inserir sua canonical tag customizada.

image46

Nota: Se você quer melhorar o ranking no Google ao trabalhar com seo para e-commerce, então certifique-se de que as URLs das suas páginas de produto não sejam alteradas.

Você pode sempre remover, reajustar, ou adicionar mais produtos para cada página, mas nunca mude a URL. A URL é a que o Google indexou, e não as imagens ou o texto.

Portanto, você não deveria alterar uma página de produto que já está rastreada e indexada na base de dados dos mecanismos de busca. Em outras palavras, não faça isso:

http://www.ebay.com/itm/Bob-Marley-Pipeline-Mens-Leather-Desert-Chukka-Boots-Shoes

Se você ficar sem estoque (temporariamente indisponível), informe isso em sua página e redirecione os clientes para uma outra página onde eles possam encontrar outras marcas ou modelos do mesmo produto.

image45

Tendo otimizado a maioria das suas páginas, agora é hora de alimentar seus usuários com informação de qualidade. Escreva e publique reviews de produtos em seu blog e nas páginas de produtos.

Estratégia #5:  Link Building Para E-commerce

1).   Link building quebrado: Apesar das atualizações dos algoritmos do Google, essa ainda é uma das melhores estratégias para construir links para seu site e-commerce. Tudo que você deve fazer é encontrar links quebrados em outros sites relevantes e colocar seu próprio link lá.

Brian Dean, fundador do Backlinko, usou a estratégia de link quebrado para aumentar seu tráfego de busca em 348% em 7 dias..

image07

Muitos especialistas em SEO usam essa estratégia, mas muitos iniciantes a evitam, porque eles acham que levarão meses antes dos links começarem a aparecer.

Se existem muitos links sem funcionar em qualquer página, isso poderia resultar em uma penalidade no Google. Existem algumas razões sobre por que os links quebram:

  • Nomes de domínio expirados ou alterados
  • Páginas deletadas
  • Site hackeado
  • Link não apropriado para uma página em particular

Seu trabalho é encontrar esses links quebrados em outros blogs, avisar o proprietário do site sobre eles e sugerir a sua própria URL. É claro, sua URL tem que ser relevante e ter conteúdo de alta qualidade para que você ganhe um “SIM” do proprietário do site.

2).   Dar dinheiro para obter links de sites não lucrativos: É claro, você não deveria esperar que uma organização sem fins lucrativos te recompense por fazer uma doação, mas se você quer um link dela por ter dado algo de valor, não tem nada de errado nisso.

Google quer links naturais. Se você puder fazer com que isso seja natural e tocar a vida das pessoas de uma maneira especial (fácil de fazer quando você está lidando com sites não lucrativos), você não apenas irá ganhar um link confiável, mas receberá mais tráfego também.

image53

Existem muitos sites de RP com uma boa Autoridade de Domínio e Autoridade de Página por aí afora. O quanto você gostaria de obter links de um site com estas métricas?

image34

Aqueles que entendem o valor de dar um um único link de um domínio com mais de 3.000 referências pagariam com alegria $50 – $200 para ganhar um link natural desse tipo de site.

Em vez disso, esses sites não lucrativos somente requerem uma simples doação que usualmente giram em torno de $10 – $50.

Você pode facilmente encontrar esses sites fazendo uma pesquisa no Google:

“faça uma doação”

“página patrocinada”

allintitle: “patrocinadores”

allintitle: “contribuintes”

Vamos encontrar um site não lucrativo com autoridade para obter um link dele. Certifique-se de que você tenha instalado a ferramenta de SEO Mozbar para avaliar o DA e o PA de cada site.

Passo Um: Vá para o Google e coloque a sequência da pesquisa (ex: “faça uma doação”).

image15

Passo Dois: Estude o site. No print acima, você pode clicar em um dos sites que seja mais relevante para você (ex: shesthefirst.com). Então clique para doar.

image50

A quantidade mínima que você pode doar é de $10, mas o valor pode ser ainda maior.

image36

Nota: A decisão de doar para uma organização sem fins lucrativos é unicamente sua de fazer. Eu não estou associado a nenhum desses sites. Eu só estou mostrando a você uma estratégia simples que pode implementar para obter links para seu site e-commerce.

Uma vez que tenha feito a doação, haverá um espaço onde você irá preencher seus dados pessoais. Certifique-se que você tenha colocado a URL do seu site, de maneira que quando os administradores organizarem as informações, você tenha um link de volta para seu site.

3).   Obtendo links de sites .EDU e .GOV: Links relacionados a educação e governo podem literalmente levar seu ranking da página 21 para a página dois. Google valoriza links .edu e .gov porque eles são difíceis de encontrar.

Google presume que, se você ganha um link de um site como esses, significa que seu site é valioso, rico e coloca o usuário em primeiro lugar. Consequentemente, eles irão enviar mais tráfego e impulsionar sua classificação rapidamente.

A maioria dos sites de educação tem páginas que geram link para outras páginas de web que são úteis para os estudantes, escolas ou departamentos. Veja um exemplo:

image48

Você pode ganhar um link de uma página .edu. Primeiro você tem que encontrar essas páginas no Google.

Você pode pesquisar com qualquer uma dessas consultas:

site:.edu “digite sua palavra-chave”

site:.edu “coloque sua palavra-chave” + “resources”

site:.edu: “seu termo de pesquisa” + inurl:links

site:.edu: “sua palavra-chave” + “outros sites”

Vamos procurar usando uma das pesquisas acima.

Vá para o Google e coloque “site:.edu “small business” + “resources”

Veja o que você irá encontrar:

image44

Eu encontrei uma página potencial. Quando cliquei no resultado em destaque, vi vários sites ligados a empresas, tais como Inc, Entrepreneur, FastCompany, etc.

image67

Nota: Você não pode apenas entrar em contato com os donos dos sites pedindo para eles linkarem. Em vez disso, você tem que criar um conteúdo útil – pense no “guia definitivo para o crescimento de pequenas empresas” ou algo similar.

Quando postar aquele conteúdo em seu site, você pode entrar em contato com os administradores daquele site e pedir humildemente que eles incluam sua fonte para os estudantes acessarem.

Faça isso em cinco ou dez sites .edu, e mesmo que apenas um ou dois acharem que seu conteúdo seja relevante e mandarem um link de volta para você, já será um sucesso. Então, não desista.

Como alternativa, você pode construir um relacionamento com as escolas e funcionários do governo. Ofereça acordos que sejam irresistíveis e você sempre se dará bem.

4).   Patrocinador local para eventos e conferências: Concentre-se em espalhar sua marca para o ambiente ao seu redor. Se você é um iniciante em e-commerce e gerenciamento de vendas, comece por onde você vive. Sua localidade.

Procure por eventos locais e conferências e se cadastre como patrocinador.

Patrocinadores tem links de volta para o site deles sem nem mesmo pedir. Você não precisa patrocinar uma conferência apenas dando dinheiro.

image63

Você poderia dar presentes ou o seu livro, ou mesmo escolher alguns participantes e treiná-los para se tornarem melhores no que fazem (presumindo que você não seja um especialista, também).

Guest blogging também pode te ajudar a obter links de autoridade que o Google ama. Entretanto, não faça isso pelos links. Em vez disso, foque em criar conteúdo que irá ajudar os leitores. Tão logo você coloque o foco no usuário, você evitará exagero na utilização de palavras-chave ou parecer promocional demais.

Conclusão

experiência do usuário é intrinsecamente útil, porque ela dá ao cliente uma oportunidade para que ele encontre aquilo que está procurando.

Seu site e-commerce não irá apenas atrair clientes e fazer apenas uma venda. Você pode inspirar e persuadir clientes a voltarem mais e mais vezes.

É isso que significa SEO para e-commerce. Porque as empresas reais que impactam nossas vidas não são construídas da noite para o dia, nem vão desaparecer em uma semana. Elas prosperam porque os clientes as amam.

O que você pode aproveitar deste guia definitivo de SEO para e-commerce? E você acha que existe alguma diferença entre SEO para o seu blog ou para sua loja online?

Share