Perdi 31% do Meu Tráfego de Busca Mas Aumentei as Vendas em 73%

grow sales

Você já desejou poder ler as mentes das pessoas?

Mais especificamente, você já desejou que você pudesse saber exatamente como levar as pessoas ao seu site?

Quando estava começando com meu blog, eu fazia essa mesma pergunta.

Honestamente, eu não tinha ideia do que eu estava fazendo. Tanto que eu escrevi coisas em que eu estava interessado. E eu esperava que os outros também estivessem interessados nisso.

Por exemplo, cerca de dez anos atrás, eu escrevi um artigo sobre fama.

image05

Felizmente, algumas pessoas estavam interessadas. Meu blog decolou e teve boa aceitação. A partir daí eu fiquei apenas em tráfego puro.

Eu provavelmente não escreveria um artigo como esse hoje em dia.

E por que não? Porque descobri uma coisa chamada intenção do usuário.

Se você já gastou muito tempo em SEO ou marketing digital, eu tenho certeza de que você está familiarizado com a intenção do usuário. Quando alguém digita uma consulta com um objetivo específico em mente, esse objetivo é a intenção do usuário.

Mas, você já sentou e pensou: como posso agir com essa informação?

Se a intenção do usuário é uma coisa e eu acredito que é, então o que você deve fazer sobre isso?

Esta ideia simples vai revolucionar como você vê o SEO e a otimização de palavras-chave.

Fazer SEO sem levar em conta a intenção do usuário é como criar um produto sem ter o usuário em mente. Ninguém faria isso, certo? Mas, muitos SEOs não consideram a intenção do usuário.

A razão pela qual você precisa se concentrar na intenção do usuário é porque você pode descobrir em que fase do funil seu visitante está, de modo que seu conteúdo e call-to-action podem ser adaptados à essa intenção.

Cada nicho está ficando cada vez mais competitivo. Está mais difícil do que nunca conseguir se destacar. Contudo, ao se concentrar na intenção do usuário, você vai se destacar da concorrência e vai obter mais conversões.

E fica ainda melhor. A intenção do usuário não é nada complicada. Ela se resume a compreender diferentes tipos de consultas de pesquisa e saber como alavancar essas consultas para suas estratégias de SEO.

Se você fizer disso uma parte constante da sua estratégia de marketing, você vai ver alguns resultados muito bons.

Aqui está um guia passo a passo que leva você pelo processo de compreender a intenção do usuário e mostra como aplicar isso nas suas estratégias de marketing.

Veja como eu gerei 195.013 visitantes por mês impulsionando a pesquisa por palavras-chave com base na intenção do usuário.

O que é intenção do usuário?

A intenção do usuário é o objetivo que alguém tem em mente quando faz uma pesquisa. Isso pode soar simples, mas tem bastante coisa dentro dessa definição.

O HubSpot chamou de “a arte de detectar e satisfazer uma necessidade”. Essa é uma ótima definição de intenção do usuário.

Cada usuário tem uma necessidade e suas consultas refletem essa necessidade. Cabe a você analisar qual é a sua intenção e, em seguida, fornecer um conteúdo que ajuda a realizar o objetivo que ele tem em mente.

Ajuda bastante se pensar na intenção do usuário da mesma forma que você pensaria do ciclo de compra.

Cada fase da pesquisa por palavras-chave corresponde a uma fase do ciclo – consciência, pesquisa, decisão e compra.

image13

Existem três tipos de intenção de usuário:

image26

Vou resumir esse gráfico em três pontos rápidos:

  • Informativa: O usuário está procurando informações.
  • Navegação: O usuário está procurando um site, uma página ou um recurso específico.
  • Transacional: O usuário deseja comprar alguma coisa.

Muitas vezes, existe uma relação clara entre uma determinada palavra-chave (ou tipo de palavra-chave) e a intenção do usuário específica.

Por exemplo, algumas palavras-chave são inerentemente transacionais, como “comprar fones de ouvido” . Além do título óbvio, dê uma olhada nos melhores resultados:

image02

Existe um método de pesquisa simples que você pode usar para analisar a intenção do usuário e ele usa nada mais do que o Google.

Vamos dar um exemplo. Digamos que alguém pesquisa “bolsa para laptop”. Que tipo de intenção de usuário que você acha que está acontecendo aqui?

Pessoalmente, eu diria informacional ou transacional. O usuário provavelmente quer ler opiniões sobre diferentes bolsas ou comprar uma bolsa. Em ambos os casos, comprar a bolsa é o objetivo final.

Podemos confirmar essa suspeita, ao olhar o SERP:

image04

image25

Dos 10 melhores resultados orgânicos, 9 são páginas transacionais. Apenas um é uma página informativa.

Assim, seria seguro dizer que a maioria das pessoas que está pesquisando “bolsas para laptop” tem uma intenção do usuário transacional .

Para a maioria das palavras-chave simples, você geralmente pode adivinhar corretamente a intenção do usuário. Porém, você deve usar este método de senso comum apenas para obter uma ideia aproximada de quais frases de intenção do usuário podem ser importantes para você .

Às vezes, você vai ver mais de um nível de intenção em um único SERP. Palavras-chave curtas – uma ou duas palavras – são tão vagas que não dá para saber a intenção.

image27

Quando voltarmos ao ciclo de compra que eu mencionei acima, podemos ver por que esses termos de pesquisa mais amplos não têm tanta intenção por trás deles.

image17

Essas palavras-chave trazem o usuário simplesmente para a fase de consciência.

Os SERPs são um lugar bastante útil para fazer alguma pesquisa básica sobre intenção do usuário.

Você vai conseguir algumas ideias aproximadas de como as pessoas estão pesquisando, o que estão vendo e como suas pesquisas vão ficar mais refinadas à medida que mudam para fases diferentes do ciclo de compra.

[Np_ad id=”9768″ align=”right”] Mas, você não pode basear suas estratégias de marketing nas suas ideias aproximadas – você precisa de resultados reais, tangíveis e detalhados.

Aqui é onde a maioria dos SEOs desiste e vai para casa.

Parece impossível obter dados reais por trás da intenção do usuário.

Intenção, afinal de contas, é uma espécie de conceito subjetivo. Como você consegue dados sobre a intenção de alguém?

Se você seguir o processo que descrevo mais abaixo, você vai aprender o que eu aprendi. O resultado, para mim e para o Quicksprout, foi que o meu blog explodiu.

Agora, o Quicksprout é um negócio próspero e com grande receita. Por quê? Porque eu quebrei o código na intenção do usuário.

Veja como eu fiz isso.

Um Método Baseado Em Dados De Detectar a Intenção Do Usuário

Este método baseado em dados de descobrir a intenção do usuário é útil para obter uma ideia detalhada de como a intenção do usuário funciona.

Vamos tentar uma dessas palavras-chave amplas e mais difíceis: “pintura de casa”.

image24

Eu escolhi uma bem difícil de propósito.

Em um nível literal, essa palavra-chave pode se qualificar para os três tipos de intenções do usuário:

  • Informativo: O usuário quer aprender a pintar uma casa.
  • Navegação: O usuário procura serviços de pintura de casas ou especialistas nisso.
  • Transacional: O usuário quer comprar uma pintura de uma casa.

(Provavelmente não é a última opção, mas temos que ser minuciosos!)

Há um pequeno problema que você vai enfrentar logo de cara.

Quando você pesquisar no Google os termos “pintura de casa”, você provavelmente vai ver um monte de resultados de empresas locais que pintam casas.

image11

Logo de início, podemos dizer que se alguém está procurando “pintura de casa”, há uma boa chance de eles estarem procurando um serviço de pintura de casa.

Mas, esses resultados locais não contam a história toda. Quando você considera os resultados orgânicos que não são locais, você consegue uma imagem completamente diferente.

Para evitar ter quer separar os resultados locais, eu recomendo que você use o SEMrush para ver as páginas que são classificadas organicamente num rank mais alto.

image10

Digite a palavra-chave “pintura de casa” na caixa e clique em Pesquisar.

Você deve ver esta página:

image07

Na próxima página, role para baixo até ver a seção “Resultados de Pesquisa Orgânica”. Vai parecer com isto:

image14

Esse é um dos meus recursos favoritos do SEMrush.

Essa seção mostra os principais resultados orgânicos para sua palavra-chave. Ele separa dos resultados locais.

Curiosamente, a maioria desses resultados não locais é sobre como pintar uma casa. Isso é diferente do que você vê nos resultados locais.

Você também pode consultar a seção chamada Palavras-chave Correspondentes para ver as variações de palavras-chave:

image01

E, se você quiser mudar a sua escolha de local, você pode fazer isto no topo da página:

image22

Por exemplo, usando a mesma palavra-chave, mas alterando o local para a Austrália, vamos ver mais resultados locais na seção Resultados de Pesquisa Orgânica:

image21

O destaque aqui, em última análise, vai depender da sua situação.

Ok, o que quero dizer com situação?

[Np_ad id=”9766″ align=”left”] A intenção do usuário tem tudo a ver com o que você se preocupa enquanto negócio.

Se você é um negócio local, você não precisa se preocupar com as pessoas que procuram “pintura de casa” e acabam em uma página que ensina um passo-a-passo.

Por outro lado, se você quiser mostrar às pessoas como pintar uma casa, provavelmente deve tentar uma palavra-chave mais longa, como “como pintar uma casa” ou “dicas de pintura de casa”. Já que “pintura de casa” tem um monte de resultados locais, você deve ser mais específico.

É dessa maneira que você analisa a intenção do usuário – você faz isso com base nas indicações SERP e nos seus próprios objetivos de negócio!

Agora, você vai aplicar isso no seu próprio site nas melhores palavras-chave.

Descubra a Intenção do Usuário Atrás Das Suas Melhores Palavras-Chave

Agora que você sabe o que procurar ao analisar a intenção do usuário, você pode aplicar o mesmo processo às suas palavras-chave com melhor desempenho.

Para este exemplo, vou selecionar um site que eu gerencio que tem um tráfego realmente baixo.

Por que estou fazendo isso? Porque eu quero mostrar como usar este processo de pesquisa de intenção do usuário em um site de tráfego baixo.

Foi assim que comecei para com o Quicksprout. Não tinha um monte de tráfego, então eu não tinha muitos dados para trabalhar.

No entanto, qualquer dado que você tiver, vai ser o suficiente.

Vamos dar uma olhada.

Vá até o seu Google Analytics (GA) e vá até a guia Relatórios:

image06

Para encontrar as palavras-chave com melhor desempenho no GA, vá na barra lateral esquerda e clique em Aquisição > Visão Geral.

image12

Você deve chegar a esta página:

image08

Role para baixo até ver esta caixa:

image15

Clique em Pesquisa orgânica. (Pode não estar no #1 para você).

Agora, role para baixo até ver esta caixa de palavra-chave:

image23

Estas são as palavras-chave com o melhor desempenho. Você pode ver quantas sessões você conseguiu com cada palavra-chave, e também as taxas de rejeição, duração média da sessão e várias outras métricas úteis.

Esta é uma seção com a qual você deve ficar familiarizado. Conhecer suas principais palavras-chave é crucial para determinar a intenção do usuário.

Agora que você conhece suas principais palavras-chave, você pode usar o método de dados que nós falamos um pouco antes para conseguir ideias sobre a intenção do usuário que seus usuários têm.

Mas, antes de fazer isso, você pode ir mais um passo adiante e aprofundar mais para descobrir se seus usuários estão encontrando o que eles estão procurando no seu site. [Np_ad id=”9764″ align=”right”]

Você pode acompanhar os passos dos seus usuários no seu site, usando um truque legal do GA.

Primeiro, repita os dois primeiros passos (igual quando você estava procurando as palavras-chave de melhor desempenho):

Na barra lateral esquerda, clique em Aquisição > Visão geral.

Role para baixo e clique em “Pesquisa Orgânica”.

O que você vai fazer agora é selecionar uma palavra-chave da tabela e clicar nela. Isso deve trazer uma página onde você pode ver os dados específicos dessa palavra-chave com detalhes:

image20

Abaixo do gráfico, tem uma pequena caixa que diz Secondary Dimension. Clique nela e você vai ver um menu drop-down.

image03

Clique em Comportamento .

image180

Role para baixo e clique em Segunda Página .

image16

Você deve ver algo parecido com isto:

image00

Este é um dos segredos mais bem guardados do GA. A segunda coluna mostra aonde os diferentes usuários foram, logo depois de pesquisarem uma palavra-chave específica.

Você vê aonde eu quero chegar com isso?

Em outras palavras, cada linha na segunda coluna é uma página na qual o visitante chegou a partir do Google.

Então, digamos que você tem um site sobre esportes e alguém pesquisou “notícias sobre futebol universitário” e chegou ao seu blog de esportes.

Em que página eles acabaram chegando? Era uma página relevante? Cumpriu a intenção do usuário?

Você pode ver por que isso é superútil? Ao acompanhar o local aonde o seu tráfego vai, você pode verificar se você está atendendo às necessidades dos usuários ou se eles estão chegando a páginas irrelevantes.

O objetivo final aqui é ter certeza de que quando os usuários estão procurando por uma palavra-chave específica, eles estão indo para as páginas que irão satisfazer as suas necessidades. Se não estiverem, você deve mudar isso. (Vamos falar sobre isso mais tarde).

Agora, vamos falar sobre como aplicar o que vimos antes (tipos de intenção do usuário) no seu conteúdo.

Avaliando a Intenção de Seus Usuários

No início deste artigo, eu mencionei que existem três tipos comuns de intenção do usuário: informativo, navegação e transacional.

As pessoas podem estar chegando ao seu site por apenas uma dessas ou pelas três. É por isso que você tem que analisar a intenção deles com base no que você sabe agora.

Digamos que uma de suas principais palavras-chave seja “guia para iniciantes de corrida”.

E, alguns dados fictícios do analytics: Os usuários estão clicando no Google para a sua loja virtual, onde você tem um livro – o guia para iniciantes de corrida ou qualquer outra coisa – à venda. Você também tem uma alta taxa de rejeição e uma baixa taxa de conversão.

Vamos seguir o processo que descrevi para descobrir que tipo de ação você deve tomar.

Primeiro, vamos usar o método do senso comum e olhar para o SERP:

image19

Todos os resultados na página 1 são recursos completamente gratuitos que compartilham dicas para iniciantes em corrida.

Em segundo lugar, vamos analisar a palavra-chave com o SEMrush:

image21

Isso é bem semelhante ao que o SERP mostrou. Portanto, a intenção do usuário por trás dessa palavra-chave parece ser de natureza informacional.

Finalmente, vamos verificar o GA para ver se as pessoas estão convertendo.

Um método rápido de fazer isso é usar o recurso Segunda Página para ver se os usuários estão indo para um carrinho de compras ou para um checkout.

Você também pode definir os objetivos do GA para medir isso com mais precisão.

Se os usuários não estão convertendo, existe um problema.

Qual é a solução? Vamos ver o que sabemos até agora:

  • Os principais resultados são todos de recursos gratuitos
  • A intenção do usuário parece ser informativa
  • Você tem uma alta taxa de rejeição e uma baixa taxa de conversão
  • Os usuários não estão chegando ao processo de checkout

Desse jeito, podemos concluir que seu conteúdo não é o que os usuários estão procurando, com base no seu tipo de consulta.

Há duas maneiras de corrigir isso:

1) Altere sua palavra-chave. Você quer uma palavra-chave que corresponda ao seu conteúdo. Por exemplo, se você estiver vendendo alguma coisa, escolha uma palavra-chave com uma alta probabilidade de intenção do usuário transacional.

2) Mude seu conteúdo. Se os usuários não encontrarem o que estão procurando, considere dar uma adaptada no seu conteúdo. Isso é bastante útil se você está sendo bem classificado para uma determinada palavra-chave.

Tenha em mente que você nunca deve ficar enchendo seu conteúdo com uma palavra-chave. Você deve simplesmente usar a palavra-chave de forma natural e relevante.

Lembre-se, essa é uma estratégia de longo prazo. Para obter os melhores resultados, você deve atualizar regularmente suas ideias de intenção do usuário e alterar seu conteúdo ou estratégias de marketing, se necessário.

Use Um Pouco De Senso Comum.

Por último, veja toda a sua presença digital através dos olhos de um usuário.

Nós podemos acabar sendo bastante técnicos, como acabamos de fazer, e conseguir uma abordagem de intenção do usuário baseada em dados.

Isso é bom. Eu recomendo isso.

Mas, às vezes, ajuda voltar um pouco e – este site dá ao usuário o que ele quer ou precisa?

Pense de forma abrangente.

  • Com que rapidez o site é carregado?
  • Ele tem um bom layout?
  • O conteúdo é legível?
  • O conteúdo é abrangente?
  • O site é responsivo?
  • A arquitetura do site é lógica?
  • Estou respondendo a qualquer pergunta que meu usuário possa ter?

Muitas vezes, precisamos nos afastar do nosso pensamento granular e orientado a dados e olhar para as coisas a partir de uma visão muito mais alta.

Sim, você deve entender, refinar e descobrir a intenção do usuário. Mas, você também deve dar a eles a melhor experiência de web possível.

Conclusão

Embora você não possa ler a mente de seus usuários, você pode descobrir a sua intenção.

Quero enfatizar isto: A intenção do usuário é uma parte crucial de qualquer estratégia de marketing online.

Eu perdi mais tráfego e conversões do que eu gostaria de admitir, porque eu não estava otimizando para a intenção do usuário.

Saber o que alguém quer quando visita seu site pode fazer sua conversão dar um salto. Isso pode transformar uma boa estratégia de marketing em excelente.

Separe algum tempo para pesquisar a intenção do usuário. Se você seguir as etapas descritas aqui, seu conteúdo vai se tornar mais relevante e você vai obter mais conversões. Quais técnicas que você usa para otimizar a intenção do usuário?

Share