Seus Anúncios PPC Não Estão Gerando Dinheiro? Veja o Que Fazer a Respeito

sem dinheiro

72% dos proprietários de pequenas empresas preferem gastar mais dinheiro em anúncios PPC que em SEO (otimização para motores de busca).

No entanto, trabalhar com anúncios PPC (pay-per-click) não é fácil, e colocá-lo para funcionar pode ser difícil.

Mesmo os anunciantes online mais experientes falham ao lançar campanhas de anúncios.

Claro, algumas pessoas estão ganhando muito dinheiro com anúncios PPC , e aqueles que adquiriram um conhecimento sobre os anúncios PPC, sabem como gerar consistentemente um retorno sobre o investimento.

Eles normalmente não conseguem isso por sorte, mas como resultado de uma estratégia brilhante.

Se você quer que seus anúncios PPC levem sua empresa para o próximo nível, há um determinado número de coisas que você precisa saber.

Se você optar por ignorar esses fatores, os anúncios PPC podem nunca lhe trazer os resultados que você deseja.

Sofrendo com a sua campanha de anúncios PPC? Aqui estão as 4 coisas fundamentais que você deve saber para melhorar o desempenho do seu anúncio.

Vamos dar uma olhada na primeira coisa que você precisa focar… 

Anúncios PPC Dica #1.Direcionamento

Se você não direcionou os seus anúncios corretamente, suas chances de fazer algum dinheiro com eles será muito baixa.

Isso porque os seus anúncios não serão exibidos para as pessoas que estão interessadas na sua oferta e, portanto, elas não vão querer clicar e evoluir no seu funil de vendas.

Das quatro principais plataformas de anúncios PPC que estão disponíveis para você, existem duas principais plataformas de PPC que têm o maior potencial.

Uma delas são os anúncios do Facebook e a outra é o Google Adwords.

Cada plataforma é completamente diferente em termos de como a sua segmentação funciona.

Para o Facebook, você está lidando com um único tipo de experiência do usuário.

As pessoas não estão no Facebook procurando para coisas para comprar. Elas geralmente estão lá para ver o que as outras pessoas estão fazendo, e muitas vezes o usam como uma maneira passar algum tempo.

Pode-se dizer, portanto, que elas não estão no ‘modo de compra.

Devido a isso, você precisa criar uma super segmentação dos seus anúncios, de modo que eles serão mostrados para as pessoas que estarão interessados em clicar neles.

Se não o fizer, você vai ter um monte de cliques irrelevantes de pessoas que são apenas curiosas.

Você pode melhorar a sua segmentação, desenvolvendo uma buyer persona do seu cliente ideal.

Você deve, então, criar seus anúncios de modo que eles só serão mostrados para alguém que representa o seu cliente ideal.

Eu já escrevi super detalhadamente como você pode melhorar a sua segmentação ao usar Facebook Ads.

Se você ler o guia acima, você estará à frente da maioria das pessoas quando se trata de criação de segmentação no Facebook Ads.

Para o Google Adwords, você vai descobrir que a experiência do usuário é completamente diferente do que as pessoas vão experimentar quando usam o Facebook.

O Google Adwords utiliza o motor de busca do Google para exibir seus anúncios ( embora você possa ajustar isso para que seus anúncios apareçam em outros sites também).

O Google Adwords te dá a oportunidade de pegar as pessoas quando elas estão em “modo de compra.”

Por exemplo, se você é uma empresa que vende cozinhas, você tem a chance de colocar seus anúncios no topo dos resultados de busca quando as pessoas pesquisarem a palavra-chave ‘comprar cozinha.’

Quando você paga a quantidade certa, um link para o seu site será mostrado no topo dos resultados. Isto é importante porque 53% das pessoas clicam nos links no topo dos motores de buscaNo entanto – os seus anúncios de Adwords só irão trazer um retorno suficiente sobre o investimento se você sabe quais palavras-chave seus clientes estão buscando.

image00

Se os seus anúncios só aparecem quando as pessoas pesquisam palavras-chave ‘sem intenção de compra’, tais como ‘o que faz uma boa cozinha,’ você não está posicionando para as pessoas que vão querer comprar.

Este é um problema, porque mesmo que as pessoas cliquem nos seus anúncios, pode não ser com tanta intenção.

Assim, elas podem não ter nenhuma intenção de realmente comprar uma cozinha – elas só querem ver sobre o que é seu link.

Quando você está investindo em anúncios PPC, isso pode lhe custar um monte de dinheiro que você está pagando por clique.

Mesmo que as pessoas não cliquem nos seus anúncios, eles estarão apenas sendo visualizados, não vão trazer um retorno sobre o investimento.

Você pode então começar a culpar a copy (texto de vendas) do anúncio ou de outras partes do seu funil, como potenciais causas para uma campanha de PPC que falhou.

Então, o que você pode fazer para escolher as palavras certas para seus anúncios PPC?

Primeiro, vá ao https://adwords.google.com/KeywordPlanner. ‘Entre’, ou ‘Crie uma conta’.

image09

Em seguida, você deverá ver a tela abaixo. Se você não ver essa tela, vá até a ferramenta de planejamento de palavras-chave.

Clique na seção que diz ‘Procurar novas palavras-chave usando uma frase, um website ou uma categoria.’

image05

Vamos continuar com o exemplo acima de vender cozinhas.

Depois de clicar na seção mencionada, então você vai ver as opções mostradas abaixo.

image16

No campo ‘Seu produto ou serviço’, eu digitou ‘cozinha’. Na caixa categoria de produto, eu inseri ‘Cozinha e sala de jantar’.

Isso pode parecer bastante amplo, por agora, mas nós vamos direcionar a segmentação mais tarde.

Abaixo das seções de texto, você verá uma série de outras opções sob o título “Segmentação”.

image44

Ao preencher cada uma destas seções, é importante ter em mente os atributos de um cliente ideal — a buyer persona se você preferir.  

Vamos dar uma olhada em como podemos preencher cada um destes itens.

Eles ajudam a escolher um local quando for configurar seus anúncios.

Isso ajudará a reduzir o seu foco, e controlar melhor seus gastos.

Para exemplificar, eu escolhi Chicago.

image25

Você vai notar que existem muitas outras opções que aparecem quando eu insiro a palavra-chave Chicago. Estas são apenas sugestões que podem se relacionar com a localização de Chicago.

Como estou direcionando para uma região dos Estados Unidos, eu mantive a língua como Inglês.

image34

Em seguida, quando você clica na guia, que diz “Google”, você verá as opções mostradas abaixo.

image20

Ao executar anúncios do AdWords, você tem a opção de segmentar para as pessoas que estão usando o motor de busca, ou as pessoas que estão usando sites que exibem anúncios do Google.

image10

Para manter as coisas simples e manter seus cliques o mais segmentado possível, vamos manter a opção “Google” por enquanto.

Em seguida, você tem a opção de escolher algumas palavras-chave negativas.

As palavras-chave negativas permitem que você impeça que o seu anúncio seja exibido, quando essas palavras-chave estão sendo buscadas num motor de busca.

Isso pode ajudar a melhorar a relevância do seu anúncio, e é capaz de trazer uma alta taxa de cliques (CTR).

Pode ser um pouco difícil inserir palavras-chave negativas no momento, pois você vai querer executar alguns anúncios primeiro para ver o que está convertendo e o que não está.

image27

Não vou configurar, por enquanto, o resto das opções que você pode ajustar, para que você possa obter uma ampla gama de potenciais palavras-chave quando você executar a análise.

image26

Quando você clica no botão ‘Obter ideias’, você deverá ver a tela abaixo. Podemos ver que, em média, as pessoas estão procurando cerca de 3.000 vezes mensais para palavras-chave que estão relacionados com cozinhas.

image33

Então, como podemos agora encontrar palavras-chave que irão converter em compradores?

Bem, se você clicar na guia “Ideias de palavras-chave”, você será capaz de ver o seguinte —

image14

Aqui podemos ver que a palavra-chave, ‘design de cozinha’ recebe 590 buscas por mês, em Chicago, e a palavra-chave ‘renovação de cozinha’ recebe 70 buscas por mês.

Mais importante, no entanto, podemos ver que existe um lance sugerido para essas palavras-chave. Para as principais palavras-chave o lance sugerido é alto.

O Google Adwords, é uma plataforma de leilões. A pessoa que pagar o lance mais alto vai obter a maior exposição nos sites de busca.

Normalmente, isso equivale a estar no topo dos resultados, quando uma pesquisa é realizada.

O fato de que existe um lance sugerido, nos permite saber qual valor outras pessoas podem já estar oferecendo para esta palavra-chave.

Isso nos permite saber que existe um potencial para a conversão de pesquisadores em compradores. Isso também nos permite saber que estas são, possivelmente, as palavras-chave com intenção de compra.

Claro, você está livre para experimentar as outras palavras-chave, embora as palavras-chave com um lance sugerido tendem a representar palavras-chave que têm potencial.

Depois de encontrar essas palavras-chave, adicione-as ao seu plano, clicando nas setas ‘Adicionar ao plano’.

image01

image07

Em seguida, você verá a caixa acima. A gama de oferta permite estimar quantos cliques você terá ao investir uma determinada quantidade de dinheiro.

Você pode testar esse recurso para ver como ele funciona e para ter uma noção do custo. Assim que estiver pronto, clique no botão “Salvar campanha”.

Em seguida, você precisa definir o lance-padrão e orçamento.

Orçamento refere-se a quanto você está disposto a gastar em um determinado intervalo de tempo e lance refere-se a quanto você está disposto a gastar por clique.

image22

Posteriormente, você pode entrar em suas configurações de campanha para escolher exatamente o quanto você quer pagar por palavra-chave.  

Se você quiser que suas palavras-chave sejam altamente segmentadas, deixe o campo ‘Correspondência exata’ ativo para as suas palavras-chave.

Isto significa que seus anúncios serão exibidos somente quando a palavra-chave exata é buscada no Google.

Você pode fazer isso indo até a página “Campanhas”.

image42

Em seguida, você precisa clicar sobre a palavra-chave e selecionar a opção “Correspondência exata” a partir do menu drop-down.

image18

Tenha em mente que este foi apenas um guia de partida sobre como escolher palavras-chave que vão converter.

Escolher as palavras corretas é um processo constante e iterativo.

Você precisa monitorar continuamente suas campanhas para ver quais palavras-chave estão convertendo e quais não estão.

Se você não fizer isso, poderá resultar numa grande perda de dinheiro, mesmo sem você perceber.

Anúncios PPC Dica #2. Você está enviando pessoas direto para uma página de vendas

Esta é uma armadilha que um monte de novos profissionais de marketing tendem a cair quando executam anúncios PPC.

Com a internet sendo o que é, e com os anúncios sendo mostrados por quase toda parte, as pessoas são menos propensas a comprar quando expostas pela primeira vez a algo.

Há muito barulho ao longo da internet.

Conhecido como “Frequência Eficaz,” o número de vezes que um cliente potencial tem que ser exposto a algo antes de considerar uma compra está em ascensão.

As pessoas estão tão acostumados a sites que tentam lhes vender algo, que elas agora estão menos propensas a comprarem logo na primeira vez.

No entanto, há uma maneira de corrigir isso.

Ao coletar e-mails e construir um relacionamento, você vai ser capaz de melhorar a rentabilidade dos seus anúncios de PPC.

Se você quiser coletar e-mails, você vai precisar construir uma landing page. Uma landing page é uma página que é projetada para coletar e-mails.

Você pode convencer as pessoas a fornecer seus endereços de e-mail, ao oferecer um “imã de leads.”

Vamos dar uma olhada em como você pode criar uma landing page para poder coletar e-mails. Vá ao https://www.clickfunnels.com/ e crie uma conta. Faça isso clicando no botão Free Trial.

image43

Uma vez que você tenha se inscrito e inserido todos seus dados, você precisa clicar no botão “funis” e, em seguida, ‘Adicionar novo funil’.

image15

Após isso, escolha a opção chamada “Coletar E-mails.”

image11

Digite um nome para o seu funil e, em seguida, clique em “Criar Funil.”

image45

Em seguida, você será presenteado a uma variedade de designs de landing pages que você pode escolher.

Mas antes de escolher um design para sua landing page, vamos analisar um ponto importante.

Você precisa ter certeza que sua landing page está em conformidade com as orientações da plataforma PPC que você está usando. Na maioria das vezes, isso significa que você precisa enviar as pessoas para as landing pages que não são “pobres no conteúdo.”

Em geral, elas precisam ter links para uma página de contato, uma página de termos e condições, uma página de política de privacidade e uma politica de responsabilidade.

Aqui estão as diretrizes para o Facebook e aqui estão as diretrizes para o Adwords.

Se você não seguir as suas orientações, eles podem suspender a sua conta! O Google Adwords é mais rigoroso do que o Facebook quando se trata de landing pages e as orientações que você precisa seguir.

Se você deseja criar as páginas mencionadas acima, faça o seguinte.

Clique no botão “Adicionar novo passo ‘.

image46

Em seguida, insira as informações necessárias nos campos de texto.

image24

Em seguida, escolha a opção ‘Outros’.

image21

Escolha a opção “branco – começar novo”.

Depois de selecionar esta página, você verá a tela seguinte. Selecione a opção “Editar Página”.

image29

Você pode, em seguida, preencher a página com as informações relevantes.

image03

Em seguida, saia da página.

Você posteriormente verá o domínio para esta página.

image37

Você pode mostrar que esta página existe, colocando link no rodapé (footer) da landing page.

Você precisa fazer isso para cada um dos tipos de páginas que foram mencionados antes.

Reveja as orientações constantemente, para garantir que você não está quebrando as regras.

Vamos voltar a criar a sua landing page real.

Clique no texto “Optin” na barra lateral esquerda.

image38

Isto irá levá-lo para seus projetos de landing pages.

Você vai notar aqui, que você tem um monte de opções abertas para você quando se trata de criar uma landing page.

Agora, você vai querer evitar um monte desses – mesmo alguns dos ‘principais convertedores’, pois eles não permitem que você coloque um monte de conteúdo na página.

image17

Como mencionado, o Facebook é mais indulgente que Adwords, portanto, ao usar anúncios do Facebook, você pode ser capaz de desenvolver uma landing page mais simples.

No entanto, com o Adwords, você pode achar útil escolher uma das landing pages de formulário mais longas.

O modelo “Opt in Completa” é um exemplo de tal página.

Claro, o Adwords pode ser um pouco complicado quando se trata de aprovar landing pages, e assim não há garantias – mas esta página é um exemplo de algo que tem o potencial para funcionar.

Passe o mouse sobre a página e clique na opção ‘Selecionar Modelo’.

image39

Em seguida, você verá a imagem acima.

Clique em “Editar página”, e continue para a edição da página.

image31

Existe uma grande quantidade de informação que pode ser inserida nestas páginas – e você precisa se certificar que você está aderindo às diretrizes requeridas na sua plataforma de anúncios PPC.

Em todo caso, vamos nos concentrar nos seis elementos principais de uma landing page, e como você pode ajustá-los, a fim de maximizar as conversões.

i) Título – O título irá definir o tom da sua landing page. Ele precisa captar rapidamente a atenção da pessoa que tenha clicado no seu anúncio.

Um ponto importante a lembrar é que o título da sua página deve coincidir com o título que foi usado na copy (texto) do seu anúncio.

Se existe uma dissonância entre os dois, então as pessoas podem se sentir confusas, e achar que foram enviadas para a página errada.

Ao criar um título, há uma série de estratégias que você pode usar.

Como você deve ter adivinhado, o título vai depender do que você está entregando (mais sobre isso mais tarde).

A maioria dos títulos trazem muitos resultados, com a promessa de como o visitante da página pode conseguir um resultado específico num X número de dias.

Você nem sempre tem que seguir essa fórmula, embora seja fundamental prometer um resultado.

O exemplo abaixo do Noah Kagan é um excelente exemplo de um grande título.

image28

Naturalmente, quando se utiliza um título que segue a fórmula mencionada acima, você promove benefícios em vez de recursos.

Benefícios ajudam, porque eles descrevem valor e características de uma maneira que o visitante da sua landing page pode se relacionar.

Às vezes, um título pode apenas fazer uma pergunta, o subtítulo pode então ser usado para explicar o que o título estava falando.

Aqui está um exemplo do Ramit Sethi.

image19

O texto na caixa branca explica o que está sendo oferecido e porque está sendo oferecido.

Há até mesmo um pouco de urgência lá porque ele diz que pode retirar a oferta em breve.

ii) Subtítulo – Este é o texto que está abaixo do título.

Se o título deve atrair a atenção, o subtítulo precisa fazer com que eles permaneçam na página.

Ao escrever o seu subtítulo, você precisa expandir ainda mais o que o título da landing page aludiu.

Image23

O subtítulo do Evernote faz um bom trabalho nisso, pois ele explica o propósito do Evernote.  

Derek Halpern também faz isso muito bem.

image08

Veja como o subtítulo explica porque as pessoas devem inserir seu endereço de e-mail.

Você pode achar que ele está um pouco longo. Ainda assim, é muito rico em benefícios e atraente.

Também é interessante como ele destacou a palavra “grátis” no título. Isso enfatiza o fato de que a oferta é gratuita.

iii) Corpo da página – Depois de ter tomado cuidado com o título, você vai querer se concentrar no corpo do texto. Isto refere-se essencialmente ao texto que pode ser encontrados na landing page.

Ao escrever a copy (texto de vendas) do corpo da página, você precisa garantir que ele explica claramente os benefícios de fornecer um endereço de e-mail.

Em outras palavras, você precisa explicar o que é o ‘imã de leads’, e o que ele vai ajudar as pessoas a alcançar.

Em landing pages menores e mais simples, a copy do corpo pode ser essencialmente um pequeno parágrafo com uma lista de 4 ou 5 bullet points.

image36

Você pode querer inserir partes em negrito nos seus bullet points. Isto permitirá que você enfatize alguns pontos-chave que são impressionantes.

Sua copy do corpo também pode incluir alguns depoimentos. Depoimentos possuem um grande poder de persuasão, pois eles contam com o princípio psicológico da prova social.

Em geral, faça com que um visitante possa verificar sua landing page, e identificar facilmente o que ele vai receber se fornecer seu endereço de e-mail.

iv) Imagens e Vídeos – Sua landing page provavelmente terá algumas fotos. Se não tiver, você deve inserir alguma.

As imagens são uma oportunidade incrível de aumentar a capacidade da sua landing page de converter os visitantes.

image02

Imagens podem rapidamente explicar o que é sua oferta. Se você pode explicar os benefícios do seu ímã de leads usando uma imagem, você é um vencedor.

Se você estiver usando depoimentos, também é importante ter fotos das pessoas que forneceram o depoimento. Isso faz com que o depoimento seja mais credível.

Você também pode melhorar o poder de sua landing page, usando um vídeo.

Um vídeo explicador, por exemplo, vai ajudar a levar toda a sua mensagem de uma forma divertida e descontraída.

v) Call-to-Action (chamada para ação) – Este é o botão que diz às pessoas o que fazer em seguida.

Se você tem uma landing page longa, você deve inserir alguns CTAs (calls-to-action) ao longo da página.

Diferentes tipos de texto no botão de CTA funcionam para diferentes mercados, de modo que você deve experimentar e testar.

Por exemplo, ‘Baixe agora’ pode funcionar melhor do que ‘Clique aqui’. Você deve sempre experimentar diferentes formas.

image06

A Unbounce descobriu que poderiam aumentar o CTR em 90%, apenas ajustando a copy (texto de vendas) do call-to-action.

Este é um testemunho do poder de testar diferentes versões de calls-to-action.

Você deve aplicar este princípio a todos os elementos da landing page.  

vi) Ímã de Leads – O aspecto mais importante da sua landing page é o ímã de leads que você está oferecendo.

Se seu ímã de leads não é atraente o suficiente, nenhuma copy será boa o suficiente para ajudá-lo a atingir o mais alto potencial da sua landing page.

Ao oferecer um ímã de leads, há algumas opções disponíveis para você.

Você poderia fornecer:

  • Um eBook
  • Um webinário
  • Um curso de e-mail

O ímã de leads que você oferece vai depender do produto que você está vendendo.

A maioria dos empresários não têm um problema em termos do tipo de ímã de leads que oferecem, mas sim com o que o ímã de leads realmente oferece.

Por exemplo, se você está oferecendo um produto onde você ensina as pessoas a cozinhar alimentos para que eles percam peso, um ímã de leads que ensina as pessoas a “reduzir os gastos com alimentos,” pode não ser atraente.

Ao criar um ímã de leads, pense sobre o principal problema que seu mercado-alvo está enfrentando. Em seguida, crie um ímã de leads, que ajuda a resolver esse problema.

Se você está tendo dificuldades para criar uma landing page, poderia ser útil ver o que outras pessoas em seu mercado estão fazendo.

Embora você não deva copiá-los diretamente, eles podem lhe dar uma noção do que está convertendo e funcionando para eles.

E se você tiver criado uma landing page impressionante, e ainda não estiver fazendo nenhum dinheiro com seus anúncios PPC?

Qual poderia ser o problema, então?

Anúncios PPC Dica #3. Seu processo de conversão não está funcionando corretamente

Mesmo se você tem uma landing page de alta conversão, os anúncios PPC não vão fazer qualquer dinheiro se você não sabe como converter leads em compradores.

Vamos pegar o exemplo de alguém que está a coletando endereços de e-mail e está usando uma seqüência de e-mails para vender algo.

Se o seu e-mail marketing não está funcionando, não é porque e-mail marketing não é bom, é porque seus e-mails não são atraentes o suficiente.

Para muitas empresas, e-mail marketing é responsável por cerca de 23% das vendas – por isso sabemos que funciona.

Como você pode se juntar a este grupo?

O objetivo de sua seqüência de e-mail marketing é construir a confiança e desenvolver a relação que você tem com os assinantes.

A melhor maneira que você pode fazer isso é através da prestação de informações valiosas para aqueles que tenham assinado a sua lista de e-mail.

O que conta como informações valiosas?

Uma boa maneira de pensar sobre isso é assim:

O produto foi concebido para ajudar a resolver um problema.

Para resolver esse problema, os clientes terão de passar por um determinado número de passos.

Seu produto, provavelmente, ajuda a eliminar estes passos, ou talvez os torna mais fáceis de lidar.

Sua seqüência de e-mail deve ensinar as pessoas a se aproximar de cada uma dessas etapas. Você pode, então, em certos pontos, posicionar seu produto como uma forma de tornar o processo mais fácil.

Por exemplo, vamos imaginar que você está vendendo um produto que ensina as pessoas a criar um blog.

Você pode configurar uma seqüência de respostas automáticas no Get Response que irá passar pelas etapas de criação de um blog.

image32

E-mail #1 poderia ser usado como um e-mail introdutório que permite que as pessoas saibam mais sobre você, sua história, e que está por vir. Ele não tem que ser longo, mas ele só definirá o tom para futuras interações.

E-mail #2 pode ensiná-los a comprar um domínio.

E-mail #3 pode falar sobre como obter hospedagem.

E-mail #4 pode sugerir como instalar o WordPress e um tema.

E-mail #5 poderia lançar seu produto. Aqui você vai dizer aos assinantes que você tem uma solução que pode cuidar de todas as etapas mencionadas (e mais).

E-mail #6 poderia essencialmente falar sobre como escrever e promover o seu primeiro post.

E-mail #7 poderia voltar a lançar o seu serviço, onde novamente descreverá como você vai fazer todas as etapas mencionadas, por uma taxa fixa.

A grande coisa sobre esta sequência, é que você se estabeleceu como uma autoridade, porque você disse às pessoas exatamente como criar um blog. As pessoas confiam mais em autoridades.

Você também já construiu uma grande gratidão, porque você deu toda esta informação de forma gratuita.

Além disso, você já conseguiu configurá-lo, de modo que você pode lançar o seu produto como uma alternativa para fazer todo o trabalho que é necessário para começar um blog instalado e funcionando.

Esta abordagem poderia funcionar se você está vendendo software, serviços ou produtos. Você só precisa ser criativo.

Embora antes mesmo de começar a enviar esses e-mails, é preciso pensar em como podemos criar e-mails que as pessoas vão abrir e interagir com eles.

Quantos e-mails você recebe por dia? Em média, aqueles que têm um e-mail de negócios recebem 71 e-mails por dia.

Você provavelmente não tem tempo para abrir cada e-mail que vem em sua caixa de entrada, especialmente os relativos à promoções.

Então, o que inicialmente separa os que recebem a atenção daqueles que não recebem?

Isso mesmo são os assuntos dos e-mails. Se você quer que as pessoas abram seus e-mails que você precisa saber como construir títulos de e-mails atraentes.

image41

Você irá enviar mais de um e-mail, por isso você deve variar a sua abordagem. Afinal, se você repetir os títulos dos e-mails, suas taxas de abertura vão cair.

Mailchimp descobriu que as taxas de abertura dos e-mails caíram de 8% para 3,2% , depois de terem enviado quatro e-mails com assuntos muito semelhantes.

Existem alguns princípios que você precisa saber para criar títulos atraentes.

Um desses princípios é que ao escrever títulos de e-mail, você não pode fazê-los muito compridos. Os melhores assuntos de e-mail são muitas vezes aqueles que são curtos e diretos.

Você pode conseguir taxas de abertura de 21% se você manter seus títulos de e-mail entre 6-10 palavras.

Títulos de e-mail longos podem ser difíceis de ler, especialmente em dispositivos móveis. Portanto, seja sucinto com qualquer coisa que você estiver tentando dizer.

Você também vai querer evitar o uso de palavras ‘spam’. Um exemplo é “grátis”.

Mesmo que tais palavras às vezes possam melhorar a taxa de abertura dos seus e-mails, elas também podem acionar filtros de spam.

Filtros de spam atentam para e-mails que contêm certas palavras em seus títulos e, por isso, se seu e-mail é semelhante a um e-mail de spam, ele pode ser filtrado.  

Em 2013 Adestra analisou 2,2 bilhões de e-mails. Eles analisaram o impacto de determinadas palavras-chave sobre os resultados das campanhas de e-mail.

image35

Como você pode ver, palavras como ‘Grátis’ e ‘Aprenda’ não funcionam tão bem como você pensa. No entanto, as palavras e frases como ‘Novo’ e ‘Entrega grátis’, funcionaram surpreendentemente bem.

Algumas destas palavras são consideradas uma ameaça por alguns filtros de spam, de modo que você pode querer praticar algum cuidado ao usá-las.

Usar colchetes ou parênteses em seus títulos de e-mail também pode melhorar as taxas de abertura. Eles podem deixá-lo inserir uma informação extra, sem complicar o assunto do e-mail.

Quando utilizados de forma eficaz, colchetes e parênteses podem aumentar as taxas de abertura em 4,6%.

Personalização também é um grande influenciador quando se trata de encorajar as pessoas a abrir seus e-mails.

Uma maneira que você pode personalizar o assunto do e-mail é usando o primeiro nome da pessoa que você está enviando o e-mail.

Você também pode incluir a localização dos destinatários no título do e-mail. Você precisará ter recolhido esta informação com antecedência, se você quiser usá-la.

A especificidade é outro grande condutor para melhorar títulos de e-mail. Uma ótima maneira de implementar especificidade é usando números.

Veja esses dois exemplos:

Use estas táticas para crescer o seu negócio

Use estas táticas para crescer o seu negócio em 49% no próximo trimestre

Para muita gente, o segundo título é mais convincente porque é mais específico.

Eu sei que quebra a regra de títulos de e-mail curtos mas eu queria transmitir um ponto.

Se você ainda está com dificuldades, considere o uso de perguntas em seus títulos também.

Agora, você não quer usar perguntas que são fáceis de responder, mas sim perguntas que despertam curiosidade.

Imagine que você estava tentando levar as pessoas a assistir a um webinário seu.

Uma pergunta ruim seria —

Você gosta de webinários?

Uma boa seria –

É esta a maneira mais fácil de gerar leads?

Você pode até querer capitalizar algumas palavras para colocar uma maior ênfase sobre elas.

Portanto, agora que já falamos sobre os títulos de e-mail, o que acontece com os e-mails em si? Como mencionado anteriormente, usar personalização ajuda.

image40

Se você tem as informações necessárias (se não, você deve considerar coletá-las a partir de agora), a personalização pode aumentar a relevância dos seus e-mails.

Uma ótima maneira de usar a personalização é tratar o leitor pelo seu primeiro nome, depois de dizer ‘Oi’ ou ‘Olá’.

Relevância é importante, e 4/10 e-mails são geralmente marcadas como spam, porque eles são irrelevantes.

Ao escrever seus e-mails, você quer manter um tom de conversação.

A escrita pode ser difícil para muitas pessoas, por isso, se você está em um nicho que não exige um tom muito formal, apenas suponha que você está conversando com um amigo.

Na verdade, você vai notar que alguns profissionais de marketing vão inserir erros gramaticais propositadamente para enfatizar que eles são apenas pessoas normais.

Isso os torna mais fáceis de confiar.

Alguns profissionais de marketing também descobriram que, ao escrever e-mails, ajuda escrever cada frase com apenas 6-10 palavras.

Existem alguns pensamentos que sugerem que isso faz com que o e-mail fique mais fácil de ler.

Se eu estivesse escrevendo um parágrafo, no entanto,

ficaria um pouco parecido com o que você está

lendo agora. Você acha que isso ajuda?

Se você seguir o plano que foi falado mais cedo, você irá configurar as coisas de modo que você não irá vender muito cedo. Lembre-se seu objetivo é fornecer o máximo de valor possível.

O que você pode querer fazer, no entanto, é colocar um link ou dois em cada um dos e-mails que você envia. Isto irá acostumar as pessoas para a ideia de clicar em links quando eles abrem seus e-mails.

Quando se trata do uso de imagens, é muito mais fácil agora do que costumava ser há alguns anos atrás. O Gmail já não bloqueia imagens por padrão.

De qualquer maneira, sempre insira um ‘Alt-Text’ nas imagens de um e-mail.

image30

Dessa forma, mesmo se os seus destinatários têm bloqueio de imagens, eles podem ter uma noção do que a imagem se trata. Eles podem, então, desligar o bloqueio de imagem.

Plataformas de e-mail marketing facilitam o trabalho de usar imagens.

Mas o que você realmente quer focar, é em criar uma imagem atraente. Uma ótima maneira de fazer isso é anotar todas as imagens que você está enviando.

Você também pode querer usar GIFs, por serem animados eles podem ser bastante atraentes também.

Como com tudo no e-mail marketing, você precisa ter certeza de que as imagens que você está incluindo são relevantes.

Então, você tomou cuidado com sua segmentação para que seus anúncios estejam sendo clicados.

Você desenvolveu sua landing page para que as pessoas possam fornecer seus endereços de e-mail.

E você fez um bom trabalho com seu e-mail marketing, para que você possa construir a confiança e credibilidade com as pessoas que você está alvejando.

Mas seus anúncios ainda não estão fazendo nenhum dinheiro.

A próxima coisa que eu estou a ponto de cobrir, pode te decepcionar um pouco.

Ela não se aplica a todos, mas se você fez um bom trabalho nos itens acima, pode ser a única explicação…

Anúncios PPC Dica #4. O seu produto não é bom

Anúncios PPC são projetados para ajudá-lo a ganhar dinheiro, fornecendo-lhe uma maneira de chegar na frente das pessoas que vão querer comprar o seu produto.

Nota: “pessoas que vão querer comprar o seu produto.”

Se o seu produto não é algo que as pessoas querem comprar, então, nenhuma quantidade de ajustes ou otimização vai fazer seus anúncios rentáveis.

Porque lembre-se, as pessoas comprarem sua oferta é o que faz com que seus anúncios sejam lucrativos – nada mais.

Se o seu produto não consegue resolver nenhum problema real ninguém vai querer comprá-lo.

Você pode evitar a frustração de ter um produto desse.

Uma das melhores maneiras de contornar esse problema é fazendo pesquisas de mercado, para ver com o que as pessoas estão tendo dificuldades – porque os bons produtos tendem a resolver problemas.

Você pode usar a ferramenta de palavra-chave fornecida pelo Google para fazer isso.

Digamos que você está querendo vender um info-produto para donos de cachorros.

Você sabe que ele precisa lidar com o treinamento do cão, mas você não tem certeza de quais tópicos ele deve cobrir exatamente.  

Vá para o Keyword Tool.

Insira a palavra-chave ‘treinamento para cachorros.’

Uma vez feito isso, você verá esta tela.

image04

Como você pode ver, há imediatamente dois grupos de anúncios que são de interesse.

Esses grupos de anúncios se relacionam com as coisas úteis que podemos ensinar as pessoas. Um é como “como treinar um cachorro pequeno”, e o outro é o treinamento do”cachorro obediente”.

Estes temas são simples para quebrar de uma forma que seja fácil de entender.

Se eu rolar para baixo um pouco mais, eu também posso ver que as pessoas querem saber mais sobre ‘treinamento de coleira.’

image13

Os números de busca são altos o suficiente para cada um desses pontos, que sabemos que as pessoas estão interessadas em aprender essas coisas.

O fato de que há um lance sugerido modesto para cada um desses grupos de anúncios, também sugere que as pessoas estão fazendo dinheiro, ao segmentarem para aqueles que procuram por essas palavras-chave.  

Um monte de outros grupos de anúncios não são de interesse, porque eles não são realmente relacionados com ensinar as pessoas como treinar um cachorro.

Você também pode ir a um fórum popular de cães, e classificar a lista de tópicos por visualizações. Em seguida, você será apresentado a uma lista dos tópicos mais populares.

image12

Estes tópicos são populares por uma razão – é porque as pessoas estão buscando resolver os problemas que o segmento está falando.

Se o seu produto for focado sobre estas questões, terá maior relevância do que aqueles que estão no mercado de compra de um produto relacionado com o treinamento de cachorros.

Se os seus anúncios não estão fazendo nenhum dinheiro, você precisa considerar que seu produto pode não ser atraente.

Devido a isso, você precisa saber como você pode criar um produto melhor por meio de pesquisa de mercado.

Conclusão

Anúncios PPC podem ser uma forma notável para levar o seu produto até as pessoas.

No entanto, o sucesso nem sempre é garantido quando usamos anúncios PPC.

Se você não está fazendo nenhum dinheiro com eles, provavelmente você está cometendo alguns dos erros mais comuns.

Você precisa garantir que seus anúncios são direcionados para as pessoas certas e que você tem uma landing page que converte as pessoas em assinantes de e-mail.

Mas isso não é tudo – você precisa ter certeza de que seu produto é algo que as pessoas realmente querem.

Se você lidar com todas estas questões, ainda há uma chance de que seus anúncios possam falhar.

É por isso que os testes são tão importantes, especialmente no mundo do PPC. Como você pode controlar seus gastos, é fácil testar em pequenas quantidades e aprender muito.

Os anúncios PPC representam uma enorme oportunidade para o seu negócio.

Você só precisa se familiarizar com eles e certificar de não ser vítima dos erros habituais que as pessoas cometem.

O que já funcionou para você quando os seus anúncios PPC não estavam fazendo nenhum dinheiro?

Share