Como Escolher Palavras-Chave Certas Analisando a Concorrência

clown noses

A competição pode ser assustadora, especialmente quando se trata de SEO e de como escolher palavras-chave ideais.

Ao tentar classificar para uma palavra-chave, você pode competir com um estagiário júnior, ou você pode competir com uma empresa que trabalhe com SEO avançado.

Normalmente, você estará competindo com outros profissionais de SEO em torno do seu próprio nível de habilidade, mas nem sempre esse é o caso.

A boa notícia é que, se você separar um tempo para fazer uma análise abrangente de concorrência de palavras-chave, você vai ser capaz de escolher palavras-chave que não foram alvo dos profissionais de SEO mais habilidosos em seu nicho.

Embora isso possa gastar muito tempo agora, você vai economizar muito mais no longo prazo.

Supondo que você já está produzindo conteúdo de alta qualidade, você conseguirá muito mais facilmente fazer esses conteúdos serem vistos e classificá-los altamente nos rankings do Google e outros motores de busca.

Você vai precisar exponencialmente de menos backlinks, o que vai economizar uma tonelada de tempo e dinheiro.

Na verdade, há apenas uma pequena quantidade de palavras-chave de baixa concorrência, em um nicho, num determinado período (novas palavras-chave surgem como outras desaparecem), mas isso é tudo que você precisa.

Posicionar para apenas uma quantidade de palavras-chave de baixo volume, mas de baixa concorrência, vai iniciar o seu tráfego de busca orgânica. O tráfego tem uma tendência de crescer exponencialmente.

image06

Ao construir sua autoridade e confiança com os visitantes e os motores de busca, você vai ser capaz de começar a posicionar para termos mais competitivos, sem qualquer novo investimento importante.

Eu vou te mostrar um método detalhado de como escolher palavras-chave para você direcionar. Nada disso é muito complicado, mas dá um grande trabalho. Esteja preparado para começar agora e isso vai lhe poupar esforço a longo prazo. 

Baixe esta planilha para aprender métodos de SEO avançado para escolher palavras-chave do seu concorrente facilmente.

Porque nenhuma análise de concorrência é perfeita

Antes de começar, há algo importante que você precisa aprender.

Análise de concorrência da palavra-chave é uma estimativa da competição por uma palavra-chave, mas não é uma ciência.

Só porque uma palavra-chave parece ser fácil, ou mais fácil do que outra palavra-chave para classificar, não significa que será assim em todos os casos.

Sim, análise de concorrência é muito útil. Ela lhe dará uma boa ideia do nível de competição que você irá enfrentar e onde estão suas oportunidades.

No entanto, lembre-se de que seus resultados não serão sempre precisos. Há 2 razões principais para isso.

Em primeiro lugar, ninguém sabe o que o Google está pensando: Mesmo sabendo quais fatores de ranking são os mais importantes, não podemos quantificá-los exatamente.

Sua análise da concorrência é um reflexo de como você acha que o Google classifica sites. Mas até mesmo equipes de analistas muito inteligentes não são capazes de recriar o algoritmo de classificação do Google.

Isto significa que a nossa metodologia de análise da concorrência não é 100% exata.

Além disso, o Google muda constantemente seu algoritmo (cerca de 500 vezes por ano).

Assim, mesmo se você é capaz de prever perfeitamente o nível de competição para uma palavra-chave hoje, isso poderá mudar facilmente em algumas semanas ou meses.

Em segundo lugar, há um equilíbrio: Ao fazer a análise para escolher palavras-chave, você sempre terá de enfrentar um equilíbrio entre eficiência e precisão.

Quanto mais fatores do ranking você analisar, mais recursos (tempo e dinheiro) você vai precisar para fazer a sua análise de concorrência.

Se você só levar 1 ou 2 fatores de ranking em conta, você poderá fazer a análise de concorrência rapidamente, mas não vai ser muito precisa. Ao adicionar mais fatores de ranking na equação, você começa a obter resultados mais precisos, mas demandará mais tempo.

Cabe a você decidir sobre um bom equilíbrio entre eficiência e precisão para a sua situação.

Os fatores de SEO mais importantes para considerar

A principal estratégia por trás de escolher palavras-chave a partir da análise de concorrência é ver como se saem as páginas no topo do ranking, quando se trata dos fatores de SEO mais importantes.

Por exemplo, um dos fatores que nós vamos analisar é o número de backlinks. Se uma página tem 0 backlinks, é provável que seja mais fácil de vencê-la do que uma página com 100 ou 1.000 links.

Quando fazemos isso com vários fatores, somos capazes de ver se uma palavra-chave é de “baixa concorrência” ou “alta concorrência”. Em seguida, você pode decidir se quer ou não direcionar para essa palavra-chave.

Nosso primeiro passo é decidir sobre quais fatores devemos considerar em nossa análise de concorrência.

Para fazer isso, vamos ao relatório do SearchMetrics, de 100 páginas, sobre os fatores de classificação mais importantes.

Dados deste relatório são compostos de mais de 100.000 diferentes páginas de resultados de motores de busca (SERPs). A equipe analisou diferentes potenciais fatores de classificação para ver se sites no topo dos rankings tenderam a pontuações mais elevadas (em relação a esses fatores) do que sites de baixa classificação.

Abaixo está uma imagem dos fatores com mais correlações, o que significa que os melhores sites tendem a ter a maioria desses fatores:

image20

Uma coisa importante a lembrar é que a correlação não é igual a causa.

Isto significa que apenas porque os sites no topo do ranking tinham um monte de curtidas e engajamento no Facebook, não quer dizer que isso faz com que você classifique no topo.

Na verdade, nesse caso específico, é mais provável que isso não aconteça. Sites no topo dos rankings obtém mais tráfego, o que provavelmente leva ao aumento no compartilhamento social.

Além disso, os sites que têm muitos seguidores sociais são geralmente grandes sites que já têm uma alta autoridade de domínio, de modo que, naturalmente, a classificação é mais elevada.

Alguma dessas correlações é útil?

Sim, porque algumas são legitimamente causadas por fatores que ajudam os sites a classificarem melhor.

É o nosso trabalho, como profissionais de SEO, testar cada fator individualmente e descobrir quais ajudam e quais não ajudam.

Durante anos, nós sabemos que backlinks ajudam. No entanto, o Google declarou no passado que os indicadores sociais não afetam a classificação. Alguns estudos de casos registraram aumentos temporários no ranking por causa dos sinais sociais, mas esse não é um fator que eu gostaria de sugerir para você focar sua atenção neste momento.

Neste post, eu vou olhar para os fatores mais importantes que são conhecidos para ajudar a classificar as páginas. Se você quiser pesquisar ainda mais a fundo na sua própria análise, então você é bem-vindo.

Fator de SEO #1 – Backlinks: Quando um site faz link para um outro site, isso conta como um “voto” para o site que está sendo linkado. Isso não é nada novo. Sabemos que backlinks são um fator chave de classificação, e eles precisam ser parte de qualquer análise.

No entanto, precisamos de olhar para eles em alguns níveis diferentes, que é onde ele pode ficar um pouco complicado para iniciantes.

Em primeiro lugar, é preciso considerar que backlinks são importantes, tanto a nível de página (links para a página exata), e um nível de domínio (quantidade total de links para todas as páginas do domínio).

Em segundo lugar, é preciso considerar que nem todos os links são criados iguais. Os links podem ter valor diferente com base em qual a página que estão localizados.

Para analisar backlinks, você precisa de uma ferramenta de banco de dados de backlinks. Para uma análise séria, você vai precisar de um plano pago em uma das melhores ferramentas. Eu recomendo Ahrefs ou Majestic. Elas são de longe as 2 ferramentas de banco de dados de backlinks mais abrangentes.

Quando você deseja analisar uma página específica (de uma SERP), você simplesmente deve inserir a URL dela na caixa de texto em uma dessas ferramentas.

Como um exemplo, digamos que você viu meu guia para iniciantes no marketing online em um resultado de busca, e decidiu que queria ver o quão difícil seria para superará-lo.

Digitando a URL na Majestic mostra que existem 232 domínios que apontam para essa página específica, e mais de 4.600 backlinks totais provenientes desses domínios.

image02

Isso é muito para uma única página.

Além disso, você também precisa verificar o quão forte é o domínio em geral. Ao mudar o menu suspenso ao lado da URL, ou mudar a URL para o domínio raiz, você pode ver todos os links para o Quick Sprout:

image05

Cerca de 16.000 domínios referentes, e bem mais de 1 milhão backlinks.

Então, é assim que você olha para a quantidade, mas como você olha para a qualidade?

Um link de alta qualidade vale mais do que centenas ou milhares de links de baixa qualidade, por isso é importante não apenas ir por números.

Você poderia examinar a qualidade de cada link individualmente. O link de alta qualidade é:

  • em uma página que tem um monte de links para ela própria
  • relativamente no início da página
  • encontrado naturalmente no texto da página (cercado por descrição apropriada)
  • está em um página relevante 
  • está em uma página sem muitos links (o poder do link é dividido pelo número de links na página)

Em outras palavras, um bocado de coisas.

Seria impossível avaliar isso para cada link.

Felizmente, as ferramentas de banco de dados de backlinks tem uma boa solução para nós. Elas tentam algoritmamente determinar a qualidade de cada link. Não é perfeito, mas é muito bom.

No Ahrefs, cada página e domínio possui uma pontuação:

  • Classificação da URL: Uma pontuação que representa a qualidade e a quantidade global dos links que apontam para uma URL específica, em uma escala de 0-100.
  • Classificação do domínio: uma pontuação que representa a qualidade e a quantidade global dos links que apontam para qualquer lugar do domínio, também em uma escala de 0-100.

Majestic é um pouco diferente. Ele usa 2 métricas:

  • Fluxo de Confiança: Pontuação puramente baseada na qualidade dos links da página que você analisou.
  • Fluxo de Citação: Uma pontuação com base na quantidade de links para a página que você analisou.

Em geral, o fluxo de citação será um pouco maior do que o fluxo de confiança, mas se é mais do que cerca de 1,5 vezes superior, é provável que a página possua um monte de links de baixa qualidade.

Em vez de verificar manualmente a qualidade de cada link para uma página, nós usaremos essas métricas (ou similares) para uma verificação rápida.

Fator de SEO #2 – Relevância: Quando se trata de resultados de busca, a relevância é o fator mais importante. Quando alguém procura por “mesas amarelas”, eles vão se decepcionar a menos que encontrem uma página sobre mesas amarelas.

Há muito tempo atrás, relevância foi determinado principalmente por ter a palavra-chave exata no domínio, título e corpo da página.

No entanto, o Google agora é ótimo em pegar sinônimos, juntamente com a intenção do usuário.

Então, agora, se um pesquisador procura por “mesas amarelas”, o Google sabe que ele provavelmente quer resultados onde possa comprar uma mesa, e não um artigo sobre o que é uma mesa amarela. Essa é a intenção do usuário.

Além disso, o Google também incluirá sinônimos de mesas amarelas nos resultados. Então, você pode ver os resultados para “mesas de ouro” ou “bancadas amarelas.”

Este é um fator que você terá que avaliar manualmente. Eu não citei uma ferramenta desse porte e confiável para isso.

Podemos olhar basicamente para a densidade ao escolher palavras-chave, mas é muito difícil de entender a intenção do usuário e incluir os sinônimos certos sem olhar manualmente em uma página.

Vamos examinar um exemplo rápido.

Finja que você estava procurando:

“Táticas promocionais de conteúdo”

image09

O Google vai deixar os sinônimos em negrito na meta description e na URL. Neste caso, vemos que o Google sabe que “estratégias de promoção de conteúdo ” significa, essencialmente, a mesma coisa que buscamos.

Se nós estamos avaliando os melhores resultados pela relevância, a nossa principal pergunta é: “quão bem isso irá satisfazer alguém que procura a palavra-chave?”

Se a resposta for “não muito”, você pode provavelmente superará isso.

Então, aqui está o segundo resultado dessa pesquisa:

image08

Esta página tem “50 táticas promocionais”.

E enquanto isso é bastante abrangente, eu sinto que a qualidade pode ser melhorada. A imagem acima é uma das 2 primeiras táticas, que na verdade, não são realmente táticas promocionais.

Elas também não são muito orientadas a dados e não há exemplos práticos ou orientações, que o visitante provavelmente poderia apreciar.

No geral, ela é relevante, mas eu acho que poderia ser melhorada significativamente.

Se você se deparar com uma palavra-chave onde os 3 primeiros resultados são basicamente respostas perfeitas para a consulta, não se incomode tentando superá-los, isso será muito difícil. No entanto, isso também é uma situação rara.

Fator de SEO #3 – Satisfação do Usuário: Isso está relacionado com a relevância, mas existem algumas diferenças na forma como vamos avaliá-lo.

Isso também precisa ser feito manualmente, mas podemos olhar para alguns fatores diferentes para determinar o quanto os usuários normalmente gostam da página.

Como não podemos ver coisas como taxa de rejeição e tempo na página, temos de confiar em informações públicas.

Em primeiro lugar, podemos começar com quantos compartilhamentos sociais que ele tem. Uma página que todo mundo adora terá uma quantidade razoável de compartilhamentos sociais. Então, se nós vemos uma página com poucos compartilhamentos (em nichos onde as pessoas não têm vergonha de compartilhar), sabemos que provavelmente os visitantes não estão totalmente satisfeitos.

Na maioria dos sites, você pode ver o número de compartilhamentos exibido em algum lugar de destaque:

image19

Mas se você não consegue encontrar a contagem de compartilhamentos, use uma ferramenta de contagem de compartilhamentos.

Basta digitar a URL e enviar:

IMAGE12

Ela vai buscar o número de compartilhamentos nas redes mais populares:

image25

O segundo lugar que devemos analisar é a seção de comentários (se houver).

Se as pessoas estão dizendo coisas como:

  • “Post Fantástico!”
  • “Isso mudou minha vida”
  • “Este é o melhor post sobre (tópico) que eu já li”

Então, os visitantes estão provavelmente satisfeitos. Por outro lado, se há um grande número de queixas ou sugestões, a maioria dos visitantes provavelmente deixou a página insatisfeitos e voltaram para os resultados de pesquisa.

Olhe tanto o número de comentários, quanto o conteúdo dos comentários.

image07

Fator de SEO #4 – Você considera todos os seus visitantes ?: Google deixou claro recentemente que quer que você otimize seu site para os seus visitantes.

Com a atualização mobile-friendly recente, e dada preferência a sites com rápido carregamento nos resultados de busca, fica claro que o Google quer páginas responsivas e rápidas nos seus resultados.

Se os primeiros resultados não são otimizados para dispositivos móveis e carregam lentamente, isso é um indicador de que o Google precisa classificar uma página que ele realmente não quer. Infelizmente, não há páginas de qualidade sobre o mesmo conteúdo (ainda), mas que são mais rápidas e responsivas. Você poderia corrigir isso.

Esta é outra verificação manual, que você não precisa fazer para cada resultado da busca. Mas isso pode ser usado como uma verificação final antes de tomar a decisão de direcionar ou não como alvo uma palavra-chave.

Primeiro, verifique se a página é responsiva usando o próprio teste responsivo do Google :

image00

Coloque a URL da página e clique em analisar. É um teste simples de sim ou não.

Em seguida, verifique a velocidade do site usando uma ferramenta como Gtmetrix. Cole a URL e clique em “analisar”.

image01

Após uma verificação rápida, você vai ter um relatório de desempenho do site. Preste uma atenção especial para a caixa “Detalhes da Página “:

image10

Neste caso, a página não é lenta, mas não é rápida também.

Em geral, páginas que são carregadas em menos de 2 segundos e tem apenas algumas dezenas de pedidos (requests), são consideradas páginas rápidas. Se você ver uma página que leva mais de 4 segundos para carregar, há uma oportunidade real para vencê-la.

Ferramentas para ajudá-lo a fazer isso mais rápido

Até agora, você pôde perceber que seria quase impossível fazer uma análise da concorrência de palavra-chave em grande escala, sem a ajuda de alguma automação, que é onde as ferramentas entram.

Existem centenas de ferramentas por aí para fazer este trabalho específico, algumas melhores que outras.

A maioria delas trabalha da mesma forma, então eu vou caminhar por algumas para que você possa entender como usá-las e como elas funcionam.

Ferramenta #1 – Term Explorer: Esta ferramenta pode ser usada para escolher palavras-chave, mas também para analisar a sua concorrência, que é onde eu vou focar.

Sua primeira opção, uma vez que você criar uma conta, é executar um trabalho de escolher palavras-chave em massa:

image03

Você entra em uma ou mais palavras-chave, e ele vai te dar uma lista de resultados entre 1.000 a 90.000, dependendo do seu tipo de conta e escolha.

image23

Depois de executar o trabalho, você vai obter resultados de palavras-chave, juntamente com dados de volume de busca. Você pode facilmente filtrar os resultados e escolher palavras-chave de acordo com o volume de busca.

image13

Se você encontrar algumas palavras-chave que você goste (ou muitas), você pode verificar a caixa ao lado delas, e, em seguida, clicar no botão azul no topo para enviá-las para o analisador de palavra-chave:

image21

Como alternativa, você pode escolher palavras-chave de outras fontes diretamente no analisador de palavra-chave.

Você receberá um relatório semelhante desta vez, mas você verá uma pontuação de “dificuldade” global de 1 a 10. Isto é baseado nessas 3 categorias: relevância, força do link e confiança.

image18

A dificuldade mais elevada significa que é mais difícil de classificar para o termo. Com esta ferramenta particular, uma pontuação de 3,5 ou menos é “fácil”, enquanto 3,5-5,0 é “normal”, e acima disso é difícil.

Ferramenta #2 – KWfinder: Esta é outra ferramenta semelhante ao Term Explorer. Para escolher palavras-chave, digite uma palavra-chave semente na única caixa da página:

image16

Ela irá gerar rapidamente uma lista para você escolher palavras-chave (eu acredito que com base em palavras-chave do Google Planner).

Você também vai notar que cada palavra-chave terá uma pontuação de “SEO” ao lado dela:

image11

As pontuações variam de 0-100 e são codificadas por cores (verde é fácil, o vermelho é difícil). Se a pontuação não é mostrada por padrão, você terá que clicar na lupa.

Além disso, você pode obter uma visão mais detalhada sobre a concorrência por trás de qualquer uma das palavras-chave.

Se você clicar em uma palavra-chave, os resultados de busca para a palavra-chave irão aparecer à direita. Ela mostra dados do Majestic (fluxo de confiança e fluxo de citação), e te mostra uma pontuação de SEO para cada resultado da pesquisa.

image22

A pontuação média é a que você viu inicialmente.

Isto é importante porque as pontuações médias podem ser distorcidas por um ou dois resultados. Se existem algumas páginas com pontuação muito baixa na parte inferior da primeira página de resultados (talvez elas apareçam temporariamente), isso poderia fazer a palavra-chave parecer muito mais fácil do que realmente é.

Ferramenta #3 – Ferramenta de Dificuldade de Palavra-Chave do Moz: Uma terceira ferramenta para análise de concorrência de palavra-chave que você pode usar é do Moz.

É uma das muitas ferramentas que vem com uma assinatura Moz Pro .

Digite as palavras-chave que você gostaria de analisar na caixa de texto principal da ferramenta.

image24

Ela irá mostrar um rápido relatório que mostra a dificuldade da palavra-chave como uma porcentagem.

Para obter mais detalhes, você pode clicar no botão “view” sob a coluna de relatório básico SERP:

image15

A seção inferior mostra a mesma informação que a seção superior, apenas um pouco mais detalhada.

Note que a autoridade da página e autoridade de domínio aqui, vêm do Open Site Explorer do Moz, que não é tão confiável ou completo como os outros bancos de dados de link que examinamos.

Ferramenta #4 – Ahrefs Toolbar: Essa ferramenta não é um verificador automatizado de concorrência. No entanto, ela pode ser usada para avaliar rapidamente a força real de uma SERP.

Quando você procura por um termo no Google, a barra de ferramentas irá carregar uma pequena barra em cada resultado:

image14

Ela mostra informações de links da base de dados do Ahrefs em um nível de página e domínio. Em particular, você pode olhar para a classificação da URL (“UR”) e do domínio (“DR”).

Passo #1: Reunir as palavras-chave

Agora que você tem uma boa ideia do que consiste a análise de concorrência, e algumas das ferramentas que você pode usar para simplificar o processo, eu quero levá-lo através do passo a passo, de como realmente fazê-la.

Antes de analisar a concorrência de palavras-chave, você vai precisar reunir uma lista bastante grande delas. É mais eficiente fazer análise da concorrência em massa.

Escolher palavras-chave é uma habilidade importante por si só, e isso é algo que você deve gastar algum tempo aprendendo antes de fazer a análise de concorrência. Aqui estão alguns guias que irão ajudá-lo a preencher eventuais lacunas em seu conhecimento:

Tente não tomar o caminho mais fácil quando você está fazendo a pesquisa de palavras-chave.

Se você acabou de pesquisar uma palavra-chave popular como “marketing de conteúdo”, você irá obter exatamente a mesma lista de palavra-chave de milhares de profissionais de SEO, de antes de você.

Usando alguns dos métodos criativos nesses guias acima, você pode encontrar e escolher palavras-chave “escondidas” que menos pessoas estão posicionando.

Quanto menos pessoas estiverem direcionando para um conjunto de palavras-chave, é mais provável que você encontre algumas palavras-chave de baixa concorrência.

Etapa #2: Comece a filtragem de palavras-chave

Uma vez que você tem uma grande lista de palavras-chave, é hora de começar a avaliar a concorrência delas.

A menos que você tenha experiência (e mesmo assim é difícil), você não vai ser capaz de escolher, com segurança, palavras-chave de baixa concorrência sem uma avaliação aprofundada.

Isto significa que você tem 2 opções:

  • uma avaliação manual: Você pode rever manualmente todas as suas palavras-chave. No entanto, a menos que você tenha algumas semanas de tempo livre, isso não é realmente viável.
  • uma avaliação automática / manual híbrido (recomendado): Você pode usar ferramentas para começar e escolher palavras-chave com maior concorrência. Separe esses resultados e, em seguida, reveja manualmente as palavras-chave mais promissoras.

Eu espero que você faça a segunda opção.

Execute as palavras-chave através de uma das ferramentas que lhe mostrei acima (ou ferramenta similar) para que você possa obter uma estimativa da competição:

image11

É importante lembrar que esta é apenas uma estimativa rápida. Os resultados podem ser distorcidos de muitas maneiras.

Se você estiver criando uma tonelada de conteúdo, você pode ser capaz de direcionar para todas as palavras-chave menos concorridas, e então ver quais páginas estão posicionando mais fácil. No entanto, a maioria das pessoas precisa ser mais seletiva.

Você normalmente pode verificar a caixa ao lado de uma palavra-chave e salvar as selecionadas para uma lista privada. Se não, salve as mais promissoras manualmente para uma planilha.

A ideia aqui é tirar quaisquer palavras-chave que são, obviamente, difíceis de atingir.

Etapa #3: Pesquise mais afundo

Ao final desse processo, você deve ter uma lista muito menor de palavras-chave. Eu recomendo direcionar para 10 a 20% do que você começou inicialmente.

Dê uma olhada rápida na lista para escolher palavras-chave que não fazem sentido para o seu site e daí retire-as.

Tendo agora uma lista final, o trabalho duro começa.

Suas ferramentas lhe disseram que cada consulta que você tem em mãos é relativamente fácil para classificar com base nas métricas mais comuns, que normalmente é uma combinação de autoridade do domínio e confiança.

Agora, você começa a ver como são fáceis de classificar para elas, a partir da perspectiva de um usuário.

Para cada palavra-chave, busque-a no Google, mas você precisa se certificar de que sua busca não é personalizada.

Vá para “http://Google.com/ncr”, que é a busca global do Google (o “NCR” impede o redirecionamento para o seu Google local). Verifique se você está em um navegador privado (ou incógnito) e você não está logado para qualquer conta Google.

image04

Você pode escolher quantos resultados procurar. Eu recomendo começar com o top 3, e se você não tem certeza se as palavras-chave tem concorrência baixa, continue com as próximas 5 a 7.

Para cada um dos resultados de cada palavra-chave, você precisa avaliar os seguintes aspectos:

  • quantos (e que qualidade) backlinks apontam para a página
  • quantos (e que qualidade) backlinks apontam para o domínio
  • se eu fosse um usuário que procurou essa palavra-chave, eu estaria totalmente satisfeito com este resultado?
  • esse site carregar rapidamente?
  • é responsivo?

Você também pode adicionar quaisquer outros Fatores de Ranking do Google para sua análise, mas vai demorar mais tempo.

Etapa #4: Faça uma decisão

Depois de analisar cada palavra-chave, você tem que decidir se vale a pena direcionar para ela ou não.

Infelizmente, não há nenhuma métrica mágica ou ferramenta que irá ajudá-lo com isso.

Para tomar essa decisão, você precisa primeiro considerar vários fatores:

  1. Quão forte é o seu domínio? (Quantos links apontam para ele, qual é a sua autoridade de domínio?)
  2. Quão facilmente você pode obter backlinks? (Você tem experiência em SEO? Você tem uma rede de contatos para pedir links?)
  3. Qual o nível de conteúdo que você pode produzir? (Você tem as habilidades ou situação financeira para criar o melhor conteúdo?)

Em algum momento, a autoridade, confiança e relevância da página que você cria para uma determinada palavra-chave, precisa ultrapassar todos os outros resultados que você já examinou.

Quanto mais forte o seu domínio, mais fácil é de classificar.

Quanto mais fácil você pode obter backlinks de qualidade, mais fácil é de classificar.

Quanto maior o orçamento que você tem para conteúdo, mais fácil é produzir algo que ninguém mais pode igualar. Isso não só tornará mais fácil de classificar a curto prazo, como também irá tornar mais fácil para permanecer no topo.

Com base nesses fatores, você tem que determinar se vale a pena ir atrás de um palavra-chave durante a sua revisão manual.

Conclusão

Análise da concorrência de palavra-chave não é uma ciência.

Enquanto você pode obter algumas informações a partir de uma ferramenta, você também vai ter de aplicar alguns conhecimentos de SEO próprios para escolher palavras-chave de baixa concorrência.

Isso vai levar algum tempo e prática. A boa notícia é que você vai economizar esse tempo, e muito mais, se você escolher palavras-chave com cuidado.

Quanto mais fácil, de classificar no Google, são as palavras-chave que você direcionou, mais consistentes serão seus resultados.

Uma vez que você tem uma lista de palavras-chave para direcionar, é hora de planejar sua estratégia de conteúdo em torno delas.

Se você tem dúvidas sobre como fazer pesquisa de palavra-chave para o seu site, deixe-me saber em um comentário abaixo.

Share